Wuchereria bancrofti
Filo Aschelminthes

Particularidades do Adulto: vermes longos e translúcidos. Machos tem a extremidade posterior enrolada.
Hospedeiro Intermediário: Culex sp.
Hospedeiro Definitivo: homem.
Tecidos-Alvo no homem: sistema linfático.
Forma infectante para o homem
: L3 em Culex sp.
Forma de infecção: picada do Culex sp. (gênero de mosquito).
Infectividade: poucos mosquitos encontram-se infectados. A transmissão coincide com as microfilaremias, que nem sempre estão associadas à infecção do homem.
Diagnóstico: o método de escolha é a busca de microfilárias no sangue. Se o paciente estiver no período pré-patente, o diagnóstico é clínico auxiliado pela biópsia do linfonodo afetado.
Sintomatologia característica: a fase inicial pode ser assintomática ou com linfangites e linfadenites dolorosas. Na fase aguda, ocorre febre, dor local, vermelhidão no trajeto dos linfáticos e eosinofilia baixa. Na crônica, a maioria das lesões ocorrem nos membros inferiores e/ou na genitália.
Patologia: adenites, linfangites, pneumonia, processos obstrutivos da circulação linfática por vermes adultos, ascite, "elefantíase".
Tratamento¹: dietilcarbamazina é a medicação de escolha.
Epidemiologia: no Brasil, as áreas de Recife (PE) e Aracaju (SE) apresentam o maior número de casos. É uma doença de enfoque populacional, pois mais de 50% dos filarêmicos são assintomáticos, devendo ainda assim ser tratados para evitar a proliferação da doença.

¹Drugs for Parasitic Infections, The Medical Letter August 2004