View authority record

Escola de Engenharia de Porto Alegre - EE (Brasil)

Identity area

Type of entity

Corporate body

Authorized form of name

Escola de Engenharia de Porto Alegre - EE (Brasil)

Parallel form(s) of name

Standardized form(s) of name according to other rules

Other form(s) of name

Identifiers for corporate bodies

EE

Description area

Dates of existence

1896 - 1931

History

Criada em 1896 por engenheiros militares, a Escola de Engenharia de Porto Alegre nasce com uma concepção positivista, tendo estreita relação com o Estado, através da identidade de princípios, do reconhecimento da importância do Estado, da concessão de auxílios financeiros e desempenho de funções políticas concomitantes às acadêmicas.

Seguindo um modelo universitário alemão e, mais tarde, norte-americano, a EE primou pela interligação entre os diferentes níveis de ensino, pela descentralização e consequente interiorização de suas atividades no Estado e pela produção e divulgação de conhecimento.

Desde sua concepção, organização, evolução e consolidação, a Escola de Engenharia passou por diferentes fases, onde cursos preparatórios, técnicos e superiores foram criados, além de institutos e estações.

Durante os anos de 1896 e 1906, a EE passa por um período de consolidação, onde os cursos de Agrimensura, Engenheiro de Estradas e Engenheiro Civil são criados.

O período entre 1906 a 1911 é marcado pela expansão da Escola, quando diversos institutos são criados. São eles:


  • Instituto Técnico Profissional, mais tarde chamado de Parobé;
  • Instituto Astronômico e Meteorológico;
  • Instituto Eletrotécnico
  • Instituto Agronômico e Veterinário

Entre 1917 e 1921, a Escola de Engenharia passa a promover o ensino técnico profissional e cria escolas e estações nas cidades de Caxias do Sul, Rio Grande, Santa Maria, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Santa Rosa, Bagé, Alegrete e Júlio de Castilhos. Neste período, mais especificamente em 1920, é criado o curso de Química Industrial.

O estatuto da EE de 1922 qualifica a Escola de Engenharia como uma universidade técnica, devido a diversificação do conhecimento desenvolvido por ela:

Art. 1º: A Escola de Engenharia de Porto Alegre é uma Universidade Técnica. Seu fim é propagar no Rio Grande do Sul e no Brasil a mais moderna e eficiente educação técnica, profissional e industrial, baseada em uma real educação primária e preparatória. O seu programa conduz o indivíduo do mais modesto ao mais elevado grau de ensino técnico" (ESTATUTO, 1922, apud MOROSINI; FRANCO, 2006, pg.45).

Embora a universidade técnica tenha sido instituída a partir do estatuto de 1922, a Escola de Engenharia permanece utilizando a mesma denominação até 1931, quando através do Decreto nº. 20.272/ 1931, assinado pelo Governo Provisório da República, é autorizada a mudança de nome e, através do Decreto nº. 4.929/ 1932 oficializa a Universidade Técnica do Rio Grande do Sul.

A partir de 1922, a estrutura administrativa da EE ficou organizada da seguinte forma: Presidência, Conselho de Administração, Conselho de Instrução ou Técnico, Departamentos e Institutos. O Departamento Comercial, Industrial e Financeiro, o Departamento Central e o Departamento de Saúde eram responsáveis pelo desenvolvimento das atividades administrativas da EE. As atividades-fim – ensino, pesquisa e extensão – eram desenvolvidas através dos institutos.

Places

Legal status

Functions, occupations and activities

Mandates/sources of authority

Internal structures/genealogy

General context

Relationships area

Control area

Description identifier

EE

Institution identifier

Rules and/or conventions used

Status

Level of detail

Dates of creation, revision and deletion

Language(s)

Script(s)

Sources

Maintenance notes

Actions