I Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Territorial do Pampa: a Soja a Sustentabilidade em Questão

I Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Territorial do Pampa: a Soja a Sustentabilidade em Questão

pampa2

A produção de soja no Bioma Pampa e seus impactos sociais, econômicos e ecológicos a são temas que serão debatidos no “I Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Territorial do Pampa: a Soja a Sustentabilidade em Questão”, que acontecerá de 22 a 23 de setembro de 2016 em Santana do Livramento-RS.

O objetivo maior do evento é promover o debate em torno da problemática da soja no Pampa do Brasil, Uruguai e Argentina, com vistas à geração de conhecimentos e trocas de experiências que permitam  compreender as dinâmicas associadas a sua expansão e consequências ambientais, sociais, econômicas e culturais, bem como, reunir elementos que sejam vetores de promoção, valorização e fortalecimento de estratégias de desenvolvimento aliadas a conservação do Pampa.

O evento é organizado por um conjunto de instituições parceiras do Brasil e Uruguai, entre as quais, a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSUL), Universidad de la República Uruguay (UDELAR), Cooperativa de Prestação de Serviços Técnicos em áreas de Reforma Agrária (COPTEC), Cooperativa Regional dos Assentados da Fronteira Oeste Ltda (COPERFORTE),  Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e Núcleo de Extensão em Desenvolvimento Territorial do Pampa (NEDET/PAMPA). São apoiadores o Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR/UFRGS), o Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural (PPGExR/UFSM) e a Unidade de Capacitação e Extensão do Instituto Plan Agropecuário (IPA) do Uruguai.

Conforme salientam os organizadores, o avanço progressivo e implacável da soja no Pampa em nome da visão utilitária do capital financeiro tem sido gerador de impactos sociais, econômicos e ecológicos irreparáveis, como a perda da biodiversidade, a concentração fundiária, a geração de desigualdades e a exclusão de populações rurais. Os problemas relativos a essa dinâmica de reordenamento espacial tem legitimado a territorialização crescente do capital sobre o Pampa, o que exige, de forma urgente, ações que sensibilizem e alertem a sociedade para os riscos desse modelo depredatório de desenvolvimento, a fim de criar mecanismos que possam frear e superar o seu processo em curso.

Nos dois dias do evento, haverá mesas-redondas e palestras com a participação de pesquisadores, professores, representantes de movimentos sociais, cooperativas, agricultores e pecuaristas familiares do Brasil e Uruguai. Entre os temas que serão abordados o avanço do agronegócio da soja e seus impactos no pampa, políticas públicas e modelos de produção, o papel e a visão dos agricultores e pecuaristas familiares, das organizações e movimentos sociais do campo, entre outros. 

Para mais informações acesse o site: 


http://desempampa.wixsite.com/seminario

pampa

registrado em:
« Abril 2020 »
Abril
DoSeTeQuQuSeSa
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930