APRESENTAçãO

 
In English
 
Nas últimas décadas cresceu a importância do campo das políticas públicas e da capacitação de agentes públicos para a análise e ação na área. Isso decorre das transformações ocorridas nos processos decisórios e de implementação de políticas, ocorridas no País. Ao mesmo tempo, há um descompasso entre a expansão no investimento público em programas sociais e o déficit na formação de pesquisadores e profissionais de alto nível capacitados para a análise, formulação e avaliação de políticas públicas dedicados a uma agenda de pesquisas voltadas para a  (i) qualidade e eficiência nos processos de formulação, implementação, monitoramento e avaliação de políticas públicas; (ii) modernização e profissionalização da burocracia pública; (iii) transparência e mecanismos de responsabilização de instituições públicas.
 
O Plano Nacional de Pós-Graduação 2011/2020 (PNPG) identificou a formação de recursos humanos para instituições públicas e privadas como condição para o desenvolvimento nacional e a transformação do país em uma das principais economias do mundo. Nesta direção, o PNPG destaca, entre outras prioridades:
 
A presente proposta de Programa visa atender esta demanda identificada pelo PNPG, baseando-se, sobretudo, em dois pilares: (i) a adoção de parâmetros e modelos internacionais de excelência na área de políticas públicas; (ii) um desenho fortemente multidisciplinar nas linhas de pesquisa, estrutura curricular e composição do corpo docente. Os objetivos principais do PPGPP são: a) formar pesquisadores de alto nível capazes de dirigir investigações e construir modelos explicativos acerca do processo de elaboração e implementação de programas públicos; bem como profissionais capacitados para atuarem na formulação e avaliação de políticas públicas; b) proporcionar aos alunos uma visão multidisciplinar abrangente do Estado e suas relações com a sociedade civil e o mercado, desenvolvendo habilidades de análise sustentadas por uma visão política, social, econômica, administrativa e jurídica.
 
A criação em 2010 do Bacharelado em Políticas Públicas, a partir de uma concertação multidisciplinar de esforços entre Sociologia, Ciência Política, Antropologia, Economia, Administração, Educação e outras áreas, constitui uma exitosa experiência para os proponentes deste projeto. Os indicadores fortemente positivos (níveis de evasão entre os mais reduzidos da UFRGS, crescimento na procura por vagas no vestibular e ingresso extravestibular, além da crescente demanda por estudantes estagiários) e a obtenção do conceito 5 – máximo para cursos de graduação - em apenas três anos de existência, confirmam uma base sólida, formada por multidisciplinariedade e qualidade acadêmica.
 
O princípio norteador do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul é a ideia de que a qualidade na formação de mestres e doutores está relacionada (i) ao estreito vínculo com a atividade de pesquisa, desenvolvida por docentes, investigadores e alunos ligados ao Programa, (ii) à internacionalização do Programa, identificado por sua produção científica e pelos  vínculos de cooperação e intercâmbio internacionais com instituições de excelência na área, e, finalmente, (iii) à multidisciplinaridade, como perspectiva imprescindível à formação de analistas capazes de intervir no campo das políticas públicas, uma vez que as dimensões macro e micro sociais, abordadas sob diferentes ângulos pelas áreas de ciência política, administração pública, sociologia política, antropologia social, economia e ciências jurídicas são necessárias para explicar porque determinadas políticas são formuladas e implementadas e o modo como são executadas.
 
A proposta de um Programa ancorado sobre os conceitos de multidisciplinariedade e alta qualidade acadêmica baseia-se em forte tradição já existente na UFRGS, e que pode ser identificada em iniciativas como as levaram à criação do Instituto Latino-americano de Estudos Avançados (ILEA), do Centro de Estudos Internacionais sobre Governo (CEGOV) e do Bacharelado em Políticas Públicas, e à promoção de cursos de especialização para o setor público e governamental.  A base sólida na formação do PPG Políticas Públicas da UFRGS pode ser constatada também nas origens institucionais dos professores que compõe o Programa: docentes procedentes de dois PPGs nota 7 (Sociologia e Antropologia), aliados à pesquisadores responsáveis pela fundação da Ciência Política no RGS e de uma tradição de 40 anos  de pesquisa científica e  estudos comparados sobre instituições políticas no estado.
 
O grupo de docentes que integra este projeto caracteriza-se por forte maturidade científica, liderança acadêmica e institucional, e experiência de intercâmbio e cooperação com as principais Instituições acadêmicas internacionais. Entre as participações destes docentes em instituições acadêmicas encontram-se a Academia Brasileira de Ciências, duas Presidências da Sociedade Brasileira de Sociologia, Presidência da Associação Latino-americana de Sociologia, diretorias da International Sociological Association, Presidência e diretorias da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais, diretorias da Associação Brasileira de Ciência Política, da Associação Brasileira de Antropologia, do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, presença no Conselho Técnico Científico da Educação Superior/Capes-MEC, em Coordenações das Áreas de Ciência Política e Antropologia e Coordenação-Adjunta da Área de Sociologia na CAPES, na Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior/MEC, Conselho Nacional de Educação, Nações Unidas, Organização Mundial da Saúde, duas Reitorias de Instituições Federais de Ensino Superior e no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.