Confira a programação deste ano do projeto “Teatro, Pesquisa e Extensão”

Foi divulgada a programação de 2015 do projeto “Teatro, Pesquisa e Extensão”.  Confira abaixo as sinopses dos espetáculos que serão apresentados. Para maiores informações entre em contato no e-mail: teatrope@gmail.com

ABRIL
Qual a diferença entre o charme e o funk?

Elenco: Bruno Cardoso, Bruno Fernandes, Camila Falcão, Kyky Rodrigues, Laura Lima, Manuela Miranda e Silvana Rodrigues.
Direção: Thiago Pirajira
Trilha Sonora: João Pedro Cé
Músicos: Duda Cunha e Joao Pedro Cé
Criação de Luz: Guto Greca
Fotografia : Andre Reali Olmos
Figurino: Mari Falcão
Produção: O Grupo
Orientação: Celina Alcântara
Estágio de Atuação I de Camila Falcão

Sinopse: “Qual a diferença entre o charme e o funk?” é um trabalho de criação coletiva baseado nas arqueologias pessoais de sete atores negros, criadores desse trabalho. É o resgate do que está dentro de cada um de nós e nos faz ser o que somos: nossa identidade. Mostramos a dança que existe entre o jovem negro e suas memória, buscando encontrar um espaço para que elas possam ser recontadas de inúmeras formas, cores, sons. Através delas mostramos o movimento de uma juventude considerada “geração da esperança”, que anseia falar de sua cultura, sua arte, seu corpo, seu cabelo e sua dança. Anseia mostrar que também ri, brinca, canta, ama, se relaciona, existe!

MAIO
B’Day [UReady!?]

Concepção e Atuação: Luiz Manoel;
Dançarinos: Amanda Gatti, Bruna Castro, Guilherme Conrad, Jean Netto, Julia Walther e Paullo Czar;
Musicistas: Anderson Braff Costa, André Sant’ Anna, Camila Falcão, Camille Villanova, Gabriel Sá, Gian Becker, Rodrigo Marques, Suzana Witt;
Preparação Vocal: André Sant’ Anna;
Maquiagem: Mariana Pereira;
Penteados: Cassiano Pellenz;
Figurinos: Neusa Matos Christmann;
Iluminação: Thais Andrade;
Vídeos: Luiz Manoel e Natália Soldera;
Operação Audiovisual: Manoela wolff, Manuela Goulart e Manuela Miranda;
Fotos: Leonardo Broillo;
Produção: Luiz Manoel;
Orientação: Mirna Spritzer;
Estágio de Atuação I Luiz Manoel

Sinopse: “B’ Day [UReady!?] é um show de caráter espetacular que traz para a cena o “travestiR”. O ator parte do trabalho de um dos maiores ícones mundiais no assunto – Beyoncé Knowles. Acredite! Ela é um travesti, mas ainda não percebeu. Os sucessos da Diva norte-americana ganharão vida no palco por meio de um alterego do próprio ator. Com essa figura híbrida, somada a uma banda ao vivo e a um corpo de dançarinos, o espetáculo reflete acerca das fronteiras presentes na identidade de cada um. Música Pop? Travestimento? Beyoncé? Arte?Uready!?”

JUNHO
A Cadeia Alimentar

Direção: Matheus Melchionna
Elenco: AnderBelotto, DanutaZaghetto, Luiz Manoel, MorgaBaldissera e Pedro Nambuco.
Texto: Nicky Silver
Tradução: Manoela Wolff
Iluminação: LuccaSimas
Cenário e objetos cênicos: O grupo
Figurinos: Di Nardi
Cabelos e maquiagem: Camila Falcão
Vídeos: Natália Soldera
Trilha sonora pesquisada: Manu Goulart
Fotos: Jéssica Lusia e Sofia Wilhelms Wolff
Orientação: Patrícia Fagundes
Estágio de Direção I deMatheus Melchionna

Sinopse: A peça explora o jogo de altos e baixos da cadeia alimentar. Cada indivíduo tem a sua função especifica dentro dela onde os fracos não tem vez. Partindo de estereótipos, preservando o lado humano/sensível dos indivíduos, é explorada uma corporeidade dos personagens na qual os gestos comportamentais são expandidos e estilizados, o que, além de gerar comicidade, evidencia alguns padrões sociais e sua faceta excludente: quem não se encaixa está fora do jogo. Uma peça de humor ácido e texto verborrágico que propõe uma reflexão sobre questões que atravessam parte da sociedade contemporânea, como a solidão, o vazio do sexo e a importância de ser magro.

AGOSTO
SARAH

Dramaturgia: O grupo – a partir de fragmentos das peças de Sarah Kane: Blasted, Fedra’s Love,Cleansed, Crave e Psycosis4:48.
Elenco: Aline Bjerk, Bruno Fernandes, Diogo Verardi, Juçara Gaspar, Keka Bittencourt, Ralf Duccini e Suzane Cardoso.
Direção: O grupo.
Trilha Sonora: Lair Raupp
Operação de Luz: Kevin Brezolin
Operação de Áudio e Vídeo: Leonardo Jorgelewicz
Orientação: Inês Marocco
Fotos: Evy Barros
Originado da disciplina de Dramaturgia do Encenador.

Sinopse: O espetáculo “SARAH” coloca em cena a visão de mundo da britânica Sarah Kane – considerada uma das maiores dramaturgas do final do século XX. A partir de uma dramaturgia feita com recortes de cinco peças de sua autoria o universo de Sarah transparece através de seus personagens oprimidos e opressores. Estabelece-se um jogo de relações de poder em que se sustenta a sociedade atual, dilacerando a hipocrisia social e devorando cada pedaço do ser fragmentado em que se constitui o homem contemporâneo.

SETEMBRO:
SOLQUEGIRA.DOC

Direção: Joice Rossato
Elenco: Amanda Gatti e Ketti Maria
Iluminação: Carol Zimmer
Figurino: Helene Biehl
Cenotécnica: Jony Pereira
Desenvolvimento de objetos cênicos: Carla Rangel
Dramaturgia: Joice Rossato com colaboração de Amanda Gatti e Ketti Maria
Captação e edição de vídeos: Elisandro Rodrigues
Fotos: Elisandro Rodrigues, Emily Blanco e Jerri Rossato
Produção: Aresta Cultural
Preparação corporal: Junior Alceu
Design gráfico: Paula Hartz
Coordenação projeto de extensão: Luciano Bedin
Orientação de direção: Marta Isaacsson
Orientação de atuação: Suzane Weber
Estágio de Direção I de Joice Rossato e Estágio de Atuação I de Ketti Maria

Sinopse: Ela gosta de receber flores e classifica seus dias em ensolarados, nublados e chuvosos. Uma mulher que realiza seus sonhos, renomeando sua vida e escrevendo sua história. Rodeada de amigos por ela capturados, a escrita entrou em sua vida estando com mais de 60 anos. Teve dois livros publicados e escreve pai com P maiúsculo. Nossa vizinha, uma amiga, nossa mãe, quem sabe nós. Frequentadora do Hospital Psiquiátrico São Pedro, Lydia se descobriu escritora. Um trajetória de um dia, um diário, uma vida inteira. E muitas contradições entre o que viveu e o que resolveu lembrar. Nomeando dias, ela nomeia a si.
O espectador é convidado a tomar para si, os fragmentos da narrativa que forem ao encontro de sua própria biografia. Ontem, o que você fez ?

OUTUBRO
O Edifício

Direção: Gabriela Boccardi
Elenco: Amanda Gatti, Elielto Rocha e Luiz Manoel
Criação e Execução da trilha sonora: André Sant Anna e Guilherme Rodrigues
Preparação vocal: André Sant Anna
Criação e Execução de Iluminação: Thais Andrade
Fotos: Jéssica Luzia
Orientação de Direção: Ana Paula Zanandréa
Orientação de Atuação: Márcia Donadel
Estágio de Direção I de Gabriela Boccardi
Estágio de Atuação I de Elielto Rocha

Sinopse: A montagem O Edificio tem sua dramaturgia criada a partir dos quadrinhos do cartunista estadunidense William Erwin Eisner. A encenação propõe uma reflexão sobre o estilo de vida que o meio urbano impõe a seus habitantes: o acúmulo de pessoas que impossibilita o livre deslocamento, o movimento frenético que automatiza, o fruir das ruas, a pulsação e a paisagem caótica da cidade que afasta o homem da natureza. O espetáculo aborda o cotidiano de três personagens, cujas histórias são intrínsecas à metrópole e se desenvolvem através de seu mecanismo extasiado.

NOVEMBRO
Petra

Direção: Thais Andrade
Elenco: Bruna Tessuto, Madalenna Leandra, Bruna Casali
Texto: Rainer Werner Fassbinder
Orientação:Patricia Fagundes e Mirna Spritzer
Fotos: Jessica Lusia
Originado na disciplina Atelier de Composição e Montagem I

Sinopse: O amor, um espaço e três mulheres . Petra Von Kant é uma mulher de meia idade, estilista, rica e influente na alta sociedade alemã. Apaixonada por Karina torna-se obsessiva e completamente dependente da jovem que, por sua vez, desfruta sem responsabilidades da vida confortável que leva ao lado da parceira. A espera, a urgência e a oportunidade vestidas como as melhores peças de diferentes estações. Entre elas vive Marlene, a criada de Petra, uma mulher discreta, com consciência da sua condição de servente e que nutre um amor platônico por Petra. . Da obra “As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant”, de Rainer Werner Fassbinder. . Um desfile de desejos em um jogo de necessidades, Três mulheres, um espaço e o amor.

Be Sociable, Share!