PortugueseEnglishSpanish

By

Professora do Instituto de Filosofia da UFRGS toma posse na Academia Rio-grandense de Letras

Imagem: Lattes

Imagem: Lattes

A professora Kathrin Holzermayr Lerrer Rosenfield tomará posse amanhã (13/11) na Academia Rio-Grandense de Letras, passando a ocupar a Cadeira nº 16, cujo Patrono é Artur Pinto da Rocha. A cerimônia ocorrerá no Auditório do 1º andar do Palácio Histórico do Ministério Público (Praça Marechal Deodoro, 110), a partir das 18 horas. A saudação à nova acadêmica será apresentada pelo paraninfo Franklin Marcantonio Cunha.

Kathrin Rosenfield nasceu na Áustria, mas vive no Brasil desde 1984. Possui graduação em Letras pela Université de Paris III (Sorbonne-Nouvelle) (1981), mestrado em Antropologia Histórica pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (1981) e doutorado em Ciência da Literatura pela Universidade de Salzburg (1984).

É pesquisadora do CNPq e leciona nos programas de pós-graduação em Letras e em Filosofia da UFRGS. Criou o Núcleo Filosofia-Literatura-Arte em 2000 e dirige esse centro de pesquisa que desenvolve as relações entre pesquisa acadêmica, criação artística e comunicação com a sociedade, promovendo eventos científicos e espetáculos como Antígona (2004-5) e Hamlet (2006-7).

Entre outros livros, publicou na editora Galilée, Paris, “Antigone – De Sophocle à Hölderlin”, e uma nova edição brasileira da tragédia “Antígona”, de Sófocles (trad. Lawrence F. Pereira, notas Kathrin H. Rosenfield), Rio de Janeiro, Topbooks, 2006. É também autora de “Desenveredando Rosa: Ensaios sobre a obra de J. G”. Rosa, Rio de Janeiro, Topbooks, 2006 e “Estética”, Zahar, Rio de Janeiro, 2006.

Fonte: UFRGS Notícias

By

Professores da UFRGS são destaque no Prêmio Pesquisador Gaúcho

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs), vinculada à Secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (Scit), divulgou nesta quarta-feira (1º) os destaques da pesquisa científica gaúcha. Principal distinção voltada à ciência e tecnologia do Estado, o Prêmio Pesquisador Gaúcho vai agraciar 14 pesquisadores responsáveis por estudos em cinco campos do conhecimento, na indústria e em inovação tecnológica. O objetivo da premiação é demonstrar a importância do papel da pesquisa na melhoria de vida da sociedade. 

Dois professores da UFRGS, Andréa Moura Bernardes e Yan Levin, receberam o Prêmio Pesquisador Destaque, que é entregue por área de conhecimento. A entrega da premiação ocorre no dia 22 de outubro, em jantar no Salão de Convenções da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), às 20h. Neste ano, a categoria especial homenageia o Ano Internacional da Agricultura Familiar.  

Professora da escola de Engenharia da UFRGS, Andréa Moura Bernardes possui mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais, e Doutorado em Engenharia de Materiais pela Technische Universität Berlin, na Alemanha. Suas áreas de pesquisa compreendem reciclagem de metais, tratamento de efluentes, tecnologias limpas, caracterização de resíduos e processos de membranas. Em maio, Andréa recebeu o Prêmio Gestão Integrada durante o IX Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental do RS (ABES-RS). 

Yan Levin é professor do Instituto de Física da UFRGS e trabalha também como professor associado do Centro Internacional de Física Teórica Abdus Salam, na Itália. Em 2012 ele ganhou o prêmio CBPF de Física por seu trabalho em mecânica estatística e biofísica. 

A lista completa com os vencedores do Prêmio Pesquisador Gaúcho pode ser conferida no site da Fapergs.

By

André Marenco é reconduzido à coordenação de Ciência Política e RI da CAPES

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

O professor da UFRGS André Luiz Marenco dos Santos, pesquisador e membro do Conselho Superior do CEGOV, foi reconduzido à coordenação da Área de Ciência Política e Relações Internacionais, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Além dessa função, Marenco é membro do Conselho Técnico-Científico (CTC-ES) desde 2011. O professor integra ainda o Comitê de Avaliação CAPES, durante os anos de 2009 e 2010.

Em relação às atribuições da área, segundo o Plano Nacional de Pós-Graduação, são apontados que os principais desafios dos programas de pós-graduação seriam o aprofundamento da internacionalização das publicações, revistas, redes de intercâmbio e circulação de alunos, a ampliação da formação de doutores e a consolidação da expansão dos cursos com redução das assimetrias regionais.

 

Fonte: Ufrgs Notícias

By

Professores da UFRGS são eleitos membros da TWAS

Dois professores da UFRGS foram eleitos membros da TWAS – The World Academy of Science (Academia de Ciências do Mundo), entidade internacional que congrega cientistas de países em desenvolvimento, contribuindo cientificamente para o desenvolvimento sustentável do planeta. Arthur Lopes, do Instituto de Matemática e Eduardo Bica, do Instituto de Física foram eleitos no encontro realizado em Buenos Aires.

A TWAS é associada à Unesco e foi fundada em 1985 pelo paquistanês Abdus Salam, prêmio Nobel de Física em 1979, entre outros. A academia é composta atualmente por 1.115 membros que são eleitos anualmente. O Brasil conta com 11 cientistas na TWAS.

 

 

By

Professora Marcia Barbosa ganha Prêmio Claudia

A diretora do Instituto de Física, Marcia Barbosa ganhou o Prêmio Claudia na categoria Ciência por sua pesquisa sobre anomalias da água. A diretora também é conselheira internacional da Sociedade Americana de Física (APS) e coordenadora do Comitê Assessor de Física e Astronomia do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Recentemente ela também ganhou o Prêmio L’Oréal – Unesco para Mulheres na Ciência.

O Prêmio Claudia reconhece as mulheres que são destaque por contribuir com o desenvolvimento do Brasil.

 

 

 

 

 

Foto: Divulgação