Estudantes da Engenharia ganham prêmios no 53º Congresso Brasileiro de Concreto

Equipes da UFRGS foram destaque em três competições durante o evento, além de conquistarem o mérito de quebrar o recorde brasileiro de resistência do concreto de alta resistência colorido.

 

Bolsistas de iniciação científica dos grupos NORIE materiais (Núcleo Orientado para a Inovação da Edificação) e LEME (Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais) foram destaque em três competições durante o 53º Congresso Brasileiro do Concreto, que ocorreu no último mês de novembro, em Florianópolis-SC, evento realizado anualmente pelo Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon).

Com orientação das professoras Ana Paula Kirchheim e Denise Dal Molin e do doutorando Abrahão Bernardo Rohden, os alunos conquistaram o bicampeonato na modalidade High Performance Color Concrete, entre 28 instituições de ensino, além do segundo lugar no Concrebol, concorrendo com 32 instituições brasileiras e estrangeiras.

O grupo conquistou ainda o mérito de quebrar o recorde brasileiro de resistência do concreto de alta resistência colorido, que era de 250 MPa e se mantinha há 4 anos. A equipe APO (Aparato de Proteção ao Ovo – pórtico de concreto armado em escala reduzida), também orientada pelas professoras, pelo professor João Masuero e pela doutoranda Carina Mariane Stolz, em sua primeira participação nesta competição anual obteve excelente resultado.

A competição do HPCC consistia em produzir corpos de prova de concreto de elevada resistência e com coloração destacada. O material desenvolvido pelos alunos da UFRGS conseguiu resistir a uma compressão de 350 MPa, superando o segundo colocado em mais de 125MPa. Na segunda competição, a proposta era a confecção de uma esfera de concreto simples, com dimensões pré-estabelecidas, capaz de rolar em uma trajetória retilínea e fazer o gol em uma pequena trave. Os alunos Josué Chies, Patrícial Mallmann e Suriane Silva se empenharam no projeto HPCC e Concrebol durante um ano, obtendo o mérito pelo esforço e dedicação contínua e destacada.

Da mesma forma, os discentes Agenara Quatrin Guerreiro, Marlon Longhi, Victor Dal Bosco e Bruno Biazetto acumularam experiência e são promessas de bons resultados nas competições do ano que vem. Os estudantes receberam auxílio financeiro da PROPESQ, COMGRAD-Civil da UFRGS e de uma empresa privada, além de doações de materiais por um conjunto de empresários.

Os grupos NORIE e LEME são formados por estudantes do curso de Engenharia Civil da Universidade.

FONTE: http://www.ufrgs.br/