PortugueseEnglishSpanish

By

Cientista holandês recebe título de Doutor Honoris Causa

Cientista holandês Piet van Leeuwen recebe título de Doutor Honoris Causa. Foto: Gustavo Diehl

Cientista holandês Piet van Leeuwen recebe título de Doutor Honoris Causa. Foto: Gustavo Diehl

Pioneiro em “química sustentável”, graças a seus estudos sobre a seletividade, recuperação e estabilidade de catalisadores, Petrus Wilhelmus Nicolaas Maria van Leeuwen é o mais recente Doutor Honoris Causa da UFRGS. A solenidade de concessão do título foi realizada no último dia 30, na Sala dos Conselhos, e contou com a presença de professores, estudantes e técnicos vinculados à Química. O docente foi saudado pelo reitor Carlos Alexandre Netto, que salientou ser essa a mais alta honraria da Instituição e que representa o reconhecimento da comunidade científica e acadêmica por sua especial relevância na sua área do conhecimento.

O cientista holandês declarou sentir-se muito honrado com tão importante distinção e destacou sua relação profissional e de amizade com docentes do Instituto de Química.  Piet van Leeuwen, como é chamado, desenvolve pesquisas em colaboração com os professores do IQ Jairton Dupont – há 15 anos – e Henri Schrekker – mais recentemente. O homenageado já esteve diversas vezes na UFRGS e também recebeu docentes da Instituição no Instituto de Pesquisa Química da Catalunha (ICIQ), Espanha, onde exerce o cargo de líder do grupo de catálise homogênea.

Desde o início de sua carreira, o Doutor Honoris Causa tem contribuído de forma impactante para o desenvolvimento da catálise homogênea em nível mundial e tem sido reconhecido internacionalmente pela academia e pela indústria, tendo conquistado diversos prêmios e títulos anteriores a este. Fez grandes contribuições sobre o estudo dos efeitos dos ligantes em catálise, sendo o principal autor e especialista em “bite angle effect”, além de ter contribuído de forma significativa para processos industrialmente relevantes.

Van Leeuwen tornou-se Ph.D. pela Universidade de Leiden, Holanda, em 1967 e seu trabalho referente a complexos de coordenação contendo ligantes fracos recebeu o Prêmio Shell de melhor tese de química naquele ano. Esse destaque foi fundamental para sua posterior contratação pela companhia Shell, onde permaneceu durante 26 anos desenvolvendo projetos de pesquisa na Holanda e nos Estados Unidos. Desempenhou importante papel no campo emergente da catálise homogênea, com destaque para a descoberta dos catalisadores de reações de hidroformilação, que são usados atualmente na indústria. Foi também professor das universidades de Amsterdã e de Eindehoven, Holanda, antes de assumir seu atual cargo no ICIQ espanhol.

 

 

Fonte: UFRGS Notícias

Be Sociable, Share!