PortugueseEnglishSpanish

By

Professores da UFRGS estão entre os vencedores do Prêmio Pesquisador Gaúcho

jovem pesquisador gaucho

Nesta terça-feira, 13 de setembro, foram divulgados os vencedores do Prêmio Pesquisador Gaúcho. Entre os ganhadores  estão dois professores da UFRGS. Na área de Física e Astronomia, a ganhadora é a pesquisadora do Instituto de Física Thaisa Storchi Bergmann; e na área de Matemática/Estatística/Computação, o professor do Instituto de Informática Manuel Menezes de Oliveira Neto.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (FAPERGS) divulga nesta terça-feira, dia 13 de setembro, os destaques da pesquisa científica no Estado por meio do Prêmio Pesquisador Gaúcho 2016. A UFRGS conta com dois pesquisadores premiados na modalidade Pesquisador Destaque.

Manuel Neto é professor no Departamento de Informática Aplicada e desenvolve pesquisas nas áreas de computação gráfica, processamento de Imagens, visão computacional, realidade aumentada e realidade virtual, entre outras. Ele é orientador de pesquisa em destaque nesta semana no UFRGS Ciência. Thaisa Bergmann está ligada ao Departamento de Astronomia e realiza estudos na área de astrofísica extragaláctica. Foi a primeira cientista a detectar a presença de um disco de acreção em torno de um buraco negro no centro de uma galáxia inativa. Em 2015 conquistou o prêmio L’Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência.

Cerimônia

A solenidade de premiação será realizada no dia 6 de outubro de 2016, no Salão de Convenções da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS).

Fonte: UFRGS Notícias

By

Docentes da UFRGS recebem o prêmio Para Mulheres na Ciência da L’Oreal

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

As docentes Ana Leonor Chies Santos (Instituto de Física) e Adriane Neumann de Oliveira (Instituto de Matemática e Estatística) estão entre as vencedoras do 11º prêmio Para Mulheres na Ciência 2016, realizado pela L’Oréal em parceria com a Academia Brasileira de Ciências e com a Unesco.

A pesquisadora Ana Leonor Chies Santos estuda coleções antigas de estrelas — aglomerados globulares — utilizando dados fornecidos por grandes telescópios, a fim de elucidar grandes questões de formação estelar ao acúmulo de matéria em galáxias, desde a Via Láctea até o Universo distante. O estudo de Adriana Neumann de Oliveira é sobre o comportamento coletivo das partículas de um sistema físico, no qual partículas movem-se, segundo uma regra probabilística, de um reservatório para outro.

A cerimônia da 11ª edição do prêmio “Para Mulheres na Ciência” acontece em 20 de outubro , no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Esta é a quinta vez que pesquisadoras da Universidade recebem o prêmio nacional do concurso. A cada ano, sete cientistas são reconhecidas por suas contribuições ao progresso científico em quatro áreas: Ciências Saúde; Ciências Matemáticas; Ciências Químicas e Ciências Físicas. A iniciativa objetiva incentivar a presença da mulher na linha de frente do conhecimento e garantir visibilidade ao trabalho das cientistas, além de oferecer condições favoráveis para a continuidade de projetos por meio do auxílio financeiro.

Fonte: UFRGS Notícias

By

Pesquisadores da UFRGS são eleitos membros afiliados da Academia Brasileira de Ciências

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

A Academia Brasileira de Ciências (ABC), por meio de suas vice-presidências regionais, elegeu os membros afiliados que passam a fazer parte da entidade no período de 2015 a 2019. A categoria de membros afiliados, criada em 2007, abrange jovens cientistas de até 40 anos de idade, indicados por região do Brasil para integrarem os quadros da Academia por cinco anos.

Foram eleitos na Regional Sul quatro professores da UFRGS e um da UFSC.

  • Andre Quincozes dos Santos – UFRGS, Ciências Biológicas
  • Jackson Damiani Scholten – UFRGS, Ciências Químicas
  • Jairo Francisco Savian – UFRGS, Ciências da Terra
  • Marcelo Farina – UFSC, Ciências Biomédicas
  • Raquel Giulian – UFRGS, Ciências Físicas

A lista completa dos novos integrantes pode ser conferida no site da ABC.

Fonte: UFRGS Notícias

By

Teses da UFRGS recebem Prêmio Capes

Paulo Roberto Menezes Lima Junior é autor de tese sobre ensino de Física - Foto:Priscilla Venancio – CCS/Capes

Paulo Roberto Menezes Lima Junior é autor de tese sobre ensino de Física – Foto:Priscilla Venancio – CCS/Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) promoveu nesta quarta-feira, 10, a solenidade de entrega do Prêmio Capes de Tese e do Grande Prêmio Capes de Tese 2014. A UFRGS, agraciada com três prêmios e sete menções honrosas.

Na cerimônia, foram conhecidos também os vencedores dos prêmios especiais frutos de parcerias da Capes com várias instituições com o objetivo de incentivar o desenvolvimento científico de determinadas áreas. A Universidade obteve destaque com o trabalho de Paulo Roberto Menezes Lima Junior, orientado pela professora Fernanda Ostermann, do PPG Ensino de Física da UFRGS. Ele recebeu o Prêmio Capes-Fundação Carlos Chagas na área de ensino. Esta distinção premia com R$ 15 mil os vencedores do Prêmio Capes de Tese nas áreas de Educação e de Ensino, e R$ 5 mil para as menções honrosas dessas respectivas áreas. Também foi premiada nesta categoria a autora Rosana Llopis Alves da Universidade Federal Fluminense na área de Educação.

As outras duas teses premiadas são: “Hidrologia da bacia Amazônica: compreensão e previsão com base em modelagem hidrológica-hidrodinâmica e sensoriamento remoto”, de Rodrigo Cauduro Dias de Paiva e orientação de Walter Collischonn e co-orientação de Marie-Paule Bonnet, do Programa de Pós-Graduação de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental; e “Movimento e hierarquia espacial na conurbação: o caso da região metropolitana de Porto Alegre“, de Cláudio Mainieri de Ugalde e orientação de Décio Rigatti, do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.

A UFRGS ganhou também sete menções honrosas.

Menções Honrosas
PPG em Administração
Autor: Fernanda Lazzari
Orientador: Luiz Antonio Slongo
Título: O efeito placebo do país de origem sobre o desempenho de produtos
PPG Biologia Celular e Molecular
Autor: Laércio Pol Fachin
Orientador: Hugo Verli
Co-orientador: Roberto Dias Lins Neto
Título: Glicobiologia estrutural da modulação da cascata de coagulação sanguínea por heparina
PPG em Comunicação e Informação
Autor: Sandra Eliane Oliveira Bitencourt de Barreras
Orientador: Maria Helena Weber
Título: O agendamento do aborto na campanha presidencial brasileira em 2010: reverberação e silenciamento estratégicos entre imprensa, mídias sociais e candidatos
PPG em Ciências do Movimento Humano
Autor: Raquel Saccani
Orientador: Nadia Cristina Valentini
Título: Trajetória motora de crianças brasileiras de 0 a 18 meses de idade: Normatização da Alberta Infant Motor Scale para Aplicação Clínica e Científica no Brasil
PPG em Engenharia Civil
Autor: Luis Felipe da Rosa Espath
Orientador: Armando Miguel Awruch
Título: Otimização de Forma Estrutural e Aerodinâmica usando Análise Iso-Geométrica e Elementos Finitos
PPG Ciências Farmacêuticas
Autor: Danielle da Silva Trentin
Orientador: Alexandre José Macedo
Co-orientador: Raquel Brandt Giordani
Título: Estratégias de combate à adesão de bactérias patogênicas e formação de biofilmes: prospecção de fitocompostos e modificações de superfícies visando uso biomédico
PPG em Odontologia
Autor: Maximiliano Schünke Gomes
Orientador: Manoel Sant’Ana Filho
Co-orientador: Mark Allan Reynolds
Título: Associação entre periodontite apical e doenças cardiovasculares: da meta-análise de marcadores inflamatórios aos dados do estudo longitudinal de envelhecimento de baltimore (blsa)

Podem concorrer à premiação anual os trabalhos defendidos no Brasil, inscritos pelos programas de pós-graduação, em cada uma das 48 áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes. São considerados na seleção os quesitos originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social, de inovação e valor agregado ao sistema educacional. A seleção é feita por comissões formadas por membros da comunidade em cada área. Em 2014, o prêmio contou com 676 teses de doutorado inscritas por 21 instituições.

O Prêmio Capes de Tese consiste em certificado de premiação a ser outorgado ao orientador, coorientador e ao programa em que foi defendida a tese; certificado de premiação e medalha para autor; prêmio ao orientador para participação em congresso nacional, no valor de R$ 3 mil; bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até três anos para o autor da tese, podendo ser convertida em estágio pós-doutoral de um ano fora do país em uma instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado.

Fonte: UFRGS Notícias

By

UFRGS tem duas teses premiadas pela CAPES

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

Os ganhadores anunciados hoje concorrem ao Grande Prêmio, cujo vencedor será anunciado na cerimônia de premiação, em Brasília, no dia 10 de dezembro.

Rodrigo Dias de Paiva atualmente realiza pesquisa de pós-doutorado na Ohio State University, onde atua em uma missão das agências espaciais NASA e CNES, visando ao desenvolvimento de um satélite que permitirá o monitoramento mais detalhado de corpos d’água. A tese apresentada na UFRGS objetivou a compreensão e previsão da hidrologia da bacia Amazônica. Os resultados mostraram o potencial da modelagem hidrológica de larga escala apoiada por informação de sensoriamento remoto na previsão de vazões com alta antecedência nas grandes bacias hidrográficas do mundo.

A pesquisa de Paulo Roberto, que é professor do Instituto de Física da UFRGS, buscou identificar as razões da evasão em cursos de graduação em Física, com base em três níveis de análise (estrutural, individual e institucional), articulados sob o marco teórico da tradição disposicionalista em pesquisa sociológica.

 

 

Fonte: UFRGS Notícias