Ensino e Pesquisa

Núcleo Permanente

  • Andreia Carina Turchetto Zolet Lattes
    Laboratório: Núcleo de Genomica e Evolução de Populações Naturais (GENP) Área de Atuação: Atua em pesquisas nas áreas de Genômica, Evolução e Filogeografia. Tem experiência em técnicas de biologia molecular como PCR em tempo real, clonagem gênica, sequenciamento de DNA e marcadores moleculares, bem como na utilização de ferramentas de bioinformática. As principais linhas de pesquisa atuais são o estudo de evolução adaptativa em populações de plantas nativas da América do Sul através do uso de abordagens genômicas e Evolução molecular de famílias gênicas.
    Veja mais
  • Caroline Turchetto Lattes
    Laboratório: Coordenadora do Laboratório de Evolução, Ecologia Química e Quimiotaxonomia (LEEQTAX) em conjunto com Geraldo LG Soares– Departamento de Botânica da UFRGS. Colaboradora no Laboratório de Evolução Molecular (LEM) coordenado por Loreta B. Freitas – Departamento de Genética da UFRGS. Área de Atuação: Biologia Evolutiva e Conservação de Plantas. Principal tópico de pesquisa é investigar a origem e diversificação de plantas na América do Sul, em uma escala micro e macroevolutiva. Essa pesquisa transita nos diferentes níveis de biodiversidade, especialmente espécies e genes, para contribuir com conhecimentos importantes sobre a resposta das plantas às mudanças ambientais e a descoberta de novas espécies. Também estuda a diversidade genética em plantas endêmicas para investigar a origem da distribuição geográfica restrita e a diversidade genética para auxiliar nas estratégias de conservação. Utiliza técnicas moleculares, utilizando diferentes técnicas e marcadores moleculares, bem como métodos e dados ecológicas e morfológicas Linha de Pesquisa: Evolução, Biodiversidade e Conservação; Genética e Biologia Molecular Vegetal
    Veja mais
  • Claiton Henrique Dotto Bau Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genética Psiquiátrica Área de Atuação: O Laboratório de Genética Psiquiátrica desenvolve uma ampla gama de abordagens para aprimorar e integrar o conhecimento sobre os aspectos genéticos, clínicos, farmacogenéticos, de neuroimagem e neuropsicológicos de transtornos psiquiátricos, com ênfase nas dependências químicas e no TDAH em adultos.
    Veja mais
  • Élgion Lúcio da Silva Loreto Lattes
    Área de Atuação: Interesse de pesquisa: BIOLOGIA EVOLUTIVA: elementos de transposição; transferência genética horizontal; plasticidade genômica; ENSINO DE CIÊNCIAS: experimentação como indutor de criatividade; conceitos unificadores em Biologia.
    Veja mais
  • Enéas Ricardo Konzen Lattes
    Laboratório: LEAB - CECLIMAR - Laboratório de Estudos de Amostras Biológicas do CECLIMAR Área de Atuação: Genética da conservação e genética quantitativa. Linha de Pesquisa: Evolução, Biodiversidade e Conservação; e Genética e Biologia Molecular Vegetal.
    Veja mais
  • Fabiano de Oliveira Poswar Lattes
    Laboratório: Serviço de Genética Médica do HCPA Área de Atuação: - Genômica Cardiovascular
    - Doenças monogênicas autoinflamatórias
    - Estudos translacionais para erros inatos do metabolismo
    - Caracterização clínica e avaliação de biomarcadores para doenças genéticas
    Linha de Pesquisa: Genética Humana e Médica
    Veja mais
  • Fernanda Bered Lattes
    Laboratório: Líder do Núcleo de Genética e Conservação de Plantas (NGCP) Área de Atuação: Professora Associada IV do Departamento de Genética (I.B.) da UFRGS e atua como professora e orientadora no Programa de Pós Graduação em Genética e Biologia Molecular da mesma Universidade. Tem experiência na área de interface entre a Genética, Botânica e Melhoramento de plantas, atuando principalmente nos seguintes temas: Evolução de plantas Neotropicais, com ênfase na família Bromeliaceae, atuando nas áreas da Genética da conservação, Genética de populações, Biologia reprodutiva, Sistemas de cruzamento e filogeografia em plantas. Atualmente coordena o núcleo de Genética e Conservação de Plantas, vinculado ao Grupo de Genética Vegetal da UFRGS (http://www.ufrgs.br/ngcp) e tem bolsa produtividade do CNPq nível 2. Linha de Pesquisa: Genética da conservação e evolução de plantas neotropicais
    Veja mais
  • Fernanda Sales Luiz Vianna Lattes
    Laboratório: "Laboratório de Genética Médica Populacional– Campus do Vale/UFRGS Laboratório de Medicina Genômica – HCPA Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência – LABEPEC - HCPA Sistema de Informações sobre Agentes Teratogênicos – SIAT - HCPA" Área de Atuação: "Atuação nas seguintes linhas de pesquisa:
    - Avaliação e Identificação de Teratógenos;
    - Epidemiologia, Registro, Vigilância e Prevenção de Anomalias Congênitas;
    - Mecanismos Moleculares da Teratogênese em Humanos;
    - Farmacogenômica;
    - Epidemiologia do Câncer de Mama
    - Ética e Assuntos Regulatórios em Pesquisa."
    Veja mais
  • Guilherme Baldo Lattes
    Laboratório: Centro de Terapia Gênica Área de Atuação: Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005) ênfase em Farmácia Industrial (UFRGS, 2010) mestrado (2008) e doutorado (2012) em Ciências Biológica: Bioquimica pela mesma universidade, tendo realizado doutorado sanduiche na Washington University in Saint Louis. Atualmente é professor Adjunto do departamento de Fisiologia, Professor do PPG em Ciências Biológicas: Fisiologia e do PPG Genética e Biologia Molecular na UFRGS. Tem experiência na área de genética, fisiologia e bioquímica, com ênfase em biologia molecular e celular, terapia celular e terapia gênica.
    Veja mais
  • Ida Vanessa Doederlein Schwartz Lattes
    Laboratório: Basic Research and Advanced Investigations in Neurosciences (BRAIN) - Coordenadora Área de Atuação: As linhas de pesquisas desenvolvidas pela profa. Ida Vanessa D. Schwartz visam ao desenvolvimento de terapias inovadoras e de métodos de análise crítica de literatura sobre tecnologias de tratamento disponíveis e em desenvolvimento, principalmente na área dos erros inatos do metabolismo. Linha de Pesquisa: "Coordenadora: Avaliação de tecnologias de saúde na área da genética clínica Doenças lisossômicas Erros inatos do metabolismo intermediário Judicialização da saúde Qualidade de vida de doenças genéticas Segurança alimentar em erros inatos do metabolismo Colaboradora: Aspectos clínicos e epidemiológicos da Síndrome da Zika Congênita Aspectos moleculares e relação genótipo-fenótipo de doenças genéticas com herança familiar Erros inatos do metabolismo em grupos de alto risco Genética Genética e atenção primária à saúde Investigação de aminoacidopatias, acidemias orgânicas e doenças peroxissomais Síndromes genéticas e sono Triagem, diagnóstico e tratamento de distúrbios metabólicos em recém-nascidos. "
    Veja mais
  • José Artur Bogo Chies Lattes
    Laboratório: Laboratório de Imunobiologia e Imunogenética Área de Atuação: O Laboratório de Imunobiologia e Imunogenética da UFRGS possui foco principal na avaliação de fatores imunogenéticos relacionados a situações pró-inflamatórias. Neste contexto, uma série de trabalhos são desenvolvidos, sendo os principais alvos doenças autoimunes, infecções virais e fenômenos imunológicos associados ao processo gestacional em humanos. Assim, no que se refere à gestação humana, o trabalho visa o acompanhamento de parâmetros imunológicos de gestantes normais, com aborto espontâneo e aborto recorrente, análise e caracterização de possíveis alterações relacionadas com o desfecho favorável ou não da gestação, focando : I. Padrão qualitativo e quantitativo de citocinas Th1 e Th2 no soro de mulheres antes, durante (1, 2 e 3o Trimestre) e após a gestação (60 dias), através do uso do kit Cytometric Bead Assay Th1/Th2 (Pharmingen - BD Biosciences); ref 550749 ; II. Contagem de células células T CD4+CD25+, CD8+CD25+, CD4+CD69+, CD8+CD69+ e identificação da média de fluorescência destes marcadores na superfície de células de sangue periférico das pacientes, ao longo da gestação, através de citometria de fluxo ; III. Determinação da capacidade proliferativa de células T de sangue periférico, ao longo da gestação, através da técnica de MTT; IV. Genotipagem de uma variante do HLA-G que está associada com o crescimento fetoplacentário; V. Estabelecimento de curvas de cada paciente referentes a seus parâmetros individuais visando a identificação de alterações individuais que possam ocorrer durante o período gestacional. No item relativo a doenças autoimunes pode-se citar a pesquisa com Doença Inflamatória Intestinal como exemplo. A doença inflamatória intestinal (IBD) é uma condição que envolve tanto fatores genéticos quanto ambientais. Já foi determinado que a susceptibilidade ao desenvolvimento de IBD é influenciada pelas características genéticas do indivíduo estando relacionada à origem étnica do paciente. Sabe-se também que o sistema imune é um dos principais fatores determinantes da patofisiologia da doença inflamatória intestinal e que as citocinas, mediadores solúveis do sistema imune, estão envolvidas na morbidade associada à IBD. A análise da mucosa inflamada de indivíduos com Doença de Crohn (CD) e com colite ulcerativa (UC) tem demonstrado um aumento da expressão de certas citocinas pró-inflamatórias, tais como a interleucina 1 (IL-1), a interleucina 6 (IL-6) e o fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), o que sugere um direcionamento do sistema imune do indivíduo polarizado a um padrão de resposta T auxiliar tipo 1 (Th1). Além disso, recentemente foi descrita a associação desta doença com determinadas variantes polimórficas de genes de detoxificação da família dos MDR (genes de resistência a múltiplas drogas). Considerando o envolvimento de fatores genéticos ainda não exatamente determinados e a importância do sistema imune na susceptibilidade à IBD, estamos propondo a caracterização de indivíduos acometidos tanto por CD quanto por UC, através de uma abordagem imunogenética que se desenvolve pela análise tanto de variantes polimórficas de genes relacionados ao sistema imune quanto pela análise do padrão de resposta imunológica do indivíduo [determinação da capacidade proliferativa de células T periféricas (medida através do ensaio de MTT), níveis séricos de citocinas Th1/Th2 e a caracterização imunofenotípica de células T periféricas no que diz respeito a marcadores de ativação celular (especificamente CD25 e CD69) em indivíduos com IBD, tanto em estágio ativo quanto em estado remissivo da doença]. Quanto às infecções virais, a avaliação de fatores genéticos do hospedeiro (principalmente pacientes HIV e HCV positivos) e de parâmetros imunológicos (subopulações linfocitárias periféricas, perfil de citocinas e padrão de ativação celular) dos pacientes, aliada à avaliação da diversidade viral, permite uma visão ampla dos diferentes aspectos que implicam em maior ou menor susceptibilidade a estes patógenos.
    Veja mais
  • Juliana da Silva Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genética Toxicológica Área de Atuação: Mutagênese Linha de Pesquisa: Evolução, Biodiversidade e Conservação; Genética Humana e Médica
    Veja mais
  • Laura Bannach Jardim Lattes
    Laboratório: Serviço de Genética Médica do HCPA Área de Atuação: É líder do grupo de pesquisa em Neurogenética da UFRGS (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6991818867420399), voltado para a pesquisa clínica - epidemiológica, sobre história natural e incluindo ensaios clínicos - em doenças como as poliglutaminopatias (ataxias espinocerebelares e doença de Huntington), entre outras. Coordena a Rede Neurogenética (www.redeneurogenetica.ufrgs.br).
    Veja mais
  • Lavínia Schüler-Faccini Lattes
    Laboratório: Teratogênese em Humanos e Genética Médica Populacional Área de Atuação: Texto simplificado descrevendo sua pesquisa: Nosso grupo trabalha com dois grandes temas: Teratogênese em Humanos se concentra nas anomalias congênitas decorrentes de agentes ambientais, como a medicação talidomida, o consumo de álcool e mais recentemente a infecção materna por vírus zika na gravidez; e Genética Médica Populacional investiga comunidades que tenham alta prevalência de doenças genéticas.
    Veja mais
  • Loreta Brandão de Freitas Lattes
    Laboratório: Laboratório de Evolução Molecular (líder) – LEM Área de Atuação: "observação e experimentação em campo, com a análise detalhada da morfologia, dos sistemas de cruzamento e das interações entre plantas e seus polinizadores, ferramentas moleculares de última geração como sequenciamento genômico e experimentos de expressão gênica e experimentação in silico. As pesquisas conduzidas no LEM buscam a utilização das mais modernas técnicas e análises disponíveis para compreender os padrões de diversidade vegetal e sua distribuição no tempo e no espaço.

    Texto de apresentação de seu perfil:
    Possui graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, mestrado e doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora titular e pesquisadora principal do Laboratório de Evolução Molecular do Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (LEM). Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética e Sistemática Vegetal, atuando principalmente nos temas filogenia, filogeografia, evolução de plantas, evolução molecular e diversidade genética.
    Linha de Pesquisa: Evolução molecular de famílias multigênicas em plantas; Filogeografia e estudos populacionais em plantas; Sistemática e filogenia molecular de plantas.
    Veja mais
  • Luciane Maria Pereira Passaglia Lattes
    Laboratório: Núcleo de Microbiologia Agrícola do Laboratório de Genética Molecular Vegetal Área de Atuação: O Núcleo de Microbiologia Agrícola (NMA) do Departamento de Genética da UFRGS, criado em 2002, tem como objetivos principais: (i) Caracterizar genética e fenotipicamente micro-organismos que interagem com culturas economicamente importantes para o Estado do Rio Grande do Sul, em particular, e o Brasil, em geral, visando buscar alternativas que contribuam para o aumento da produção de grãos com concomitante redução dos custos com insumos agrícolas; (ii) Estudar os sistemas bacterianos que contribuem para estimular o crescimento vegetal, como os processos de fixação biológica de nitrogênio, captação de ferro, produção de fitohormônios, entre outros, e entender os mecanismos de interação planta-bactéria. A fim de atingir esses objetivos, os pesquisadores e estudantes do NMA dedicam-se ao desenvolvimento de projetos de pesquisa que se inserem dentro da linha de pesquisa Genética e Biologia Molecular de Micro-organismos, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da UFRGS, conceito 7 pela CAPES.
    Veja mais
  • Mara Helena Hutz Lattes
    Veja mais
  • Marcia Pinheiro Margis Lattes
    Laboratório: Núcleo de Genômica Funcional de Planta Área de Atuação: O nosso grupo desenvolve pesquisa na área de genética e genômica funcional com objetivo de caracterizar genes relacionados com o desenvolvimento vegetal e com as respostas da planta a estresses ambientais. Para desenvolver nossa pesquisa estamos combinando estratégias de genética, biologia molecular e genômica aplicada aos modelos vegetais arroz e Arabidopsis thaliana.
    Para saber mais visite o site marcia.margis.com.br
    Veja mais
  • Maria Cátira Bortolini Lattes
    Laboratório: Laboratório de Evolução Humana e Molecular (LEHM) Área de Atuação: Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1987), mestrado e doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996). Pós-doutorado pela University College London, Londres (2000-2001). Atualmente é professora associada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atua principalmente nos seguintes temas: Evolução das populações humanas, com ênfase em populações nativas americanas. Atualmente coordena também uma linha de pesquisa sobre evolução molecular de genes relacionados com características morfológicas e de comportamento em humanos e outros primatas, bem como uma linha que investiga a co-evolução de genes e culturas.
    Veja mais
  • Maria Helena Bodanese Zanettini Lattes
    Laboratório: Coordena o Laboratório de Cultura de Tecidos e Transformação Genética de Plantas Área de Atuação: As pesquisas conduzidas no laboratório têm como enfoque principal o estudo funcional de genes relacionados à resposta da soja (Glycine max L.) a estresses bióticos (com ênfase em insetos-praga, fungos e nematoides patogênicos) e abióticos (com ênfase em seca e alagamento). As abordagens utilizadas incluem a caracterização das sequências promotoras, análise de transcriptomas, análise do perfil de expressão gênica, superexpressão e o silenciamento de genes, localização subcelular das proteínas codificadas pelos genes candidatos, caracterização fenotípica e molecular das plantas transformadas, e bioensaios, nos quais as plantas são desafiadas com estresses bióticos e abióticos.
    Veja mais
  • Maria Luiza Saraiva-Pereira Lattes
    Laboratório: Laboratório de Identificação Genética (Centro de Pesquisa Experimental do HCPA) Laboratório de Genética Molecular (Serviço de Genética Médica do HCPA) Área de Atuação: O grupo tem como objetivo avaliar variações de sequências em genes associados à distúrbios hereditários e o efeito dessas alterações no tratamento desses pacientes, quando houver tratamento disponível. A identificação de novos alvos para desenvolvimento de terapias é um outro enfoque da linha de pesquisa. Atualmente, os principais distúrbios hereditários estudados no laboratório são doenças neurodegenerativas devido a repetições nucleotídicas, em especial, as de poliglutaminas. Maiores detalhes podem ser encontrados no diretório do grupo de pesquisa (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5176252304853135).
    Veja mais
  • Maria Teresa Vieira Sanseverino Lattes
    Laboratório: Programa de Genética Reprodutiva (Serviço de Genética Médica - HCPA) Área de Atuação: Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Humana e Médica, atuando principalmente nos seguintes temas: aconselhamento genético, erro inato do metabolismo, genetica reprodutiva, diagnostico genetico pre-natal e teratogenese.
    Veja mais
  • Nelson Jurandi Rosa Fagundes Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genética Médica e Evolução Área de Atuação: Nosso grupo de pesquisa tem trabalhado com ferramentas de genética de populações e filogenia molecular de diferentes espécies de plantas e animais (incluindo humanos) com o objetivo de identificar, através de marcadores moleculares: padrões filogeográficos históricos, sinais de adaptação em nível molecular, existência de espécies crípticas. Nosso grupo também tem dedicado parte dos seus esforços para testar a utilidade de marcadores genéticos para fins de conservação. Finalmente, nosso grupo de pesquisa também tem explorado a interface entre a variação genética de populações humanas e fenômenos de interesse para a genética médica.
    Veja mais
  • Patricia Ashton-Prolla Lattes
    Laboratório: Laboratório de Medicina Genômica - Serviço de Pesquisa Experimental do HCPA Área de Atuação: A pesquisa realizada no Laboratório de Medicina Genômica pela Profa Patricia Ashton-Prolla e seu grupo de pesquisa está predominantemente relacionada com oncogenética, com ênfase em Aconselhamento Genético e Diagnóstico Molecular. O Laboratório desenvolve pesquisas de epidemiologia molecular do câncer hereditário, estudos de correlação genótipo-fenótipo, estudos de avaliação de mecanismos moleculares e bioquímicos de predisposição hereditária ao câncer e estudos funcionais in vitro relacionados aos genes de predisposição hereditária ao câncer.
    Veja mais
  • Roberto Giugliani Lattes
    Laboratório: Serviço de Genética Médica do HCPA Área de Atuação: Tem como principal área de atuação os erros inatos do metabolismo, especialmente o grupo das doenças lisossômicas. Desenvolve trabalhos de pesquisa experimental, pesquisa aplicada e pesquisa clínica, relacionada com a caracterização clínica, bioquímica e genético-molecular, epidemiologia, desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico e acompanhamento, triagem populacional, genética médica populacional e desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas.
    Veja mais
  • Rogerio Margis Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genomas e Populações de Plantas - LGPP Área de Atuação: Projetos de pesquisa relacionados com os temas: processos de RNA interferência, microRNAs e circRNAs em arroz, soja e espécies nativas neotropicais (pitanga, jaboticaba, caju, clusia; ação de proteases cisteínicas e seus inibidores; proteínas relacionadas a estresses abióticos (frio, seca e metais) e estresse oxidativo (APx e GPx). Atuando nas áreas de Genética e Bioquímica, com ênfase em Biologia Molecular: regulação da expressão gênica e marcadores moleculares.
    Veja mais
  • Thales Renato Ochotorena de Freitas Lattes
    Laboratório: Laboratório de Citogenética e Evolução Área de Atuação: Desenvolve projetos de pesquisa na área de Genética Animal, com ênfase em temas como, filogeografia, genética da conservação e evolução. Concentra-se em espécies da classe Mammalia, principalmente evolução e conservação do gênero Ctenomys, tendo já trabalhado com outras ordens de mamíferos (Cetacea, Chiroptera, Carnivora). (Homepage: hht://www.ufrgs.br/projetotucotuco)
    Veja mais
  • Ursula Matte Lattes
    Laboratório: Centro de Terapia Gênica Área de Atuação: Estudos dos mecanismos fisiopatogênicos das Mucopolissacaridoses, uso de células microencapsuladas e edição genômica utilizando CRISPR-Cas9 como alternativas terapêuticas para as Mucopolissacaridoses, diagnóstico de doenças genéticas por Sequenciamento de Nova Geração.
    Veja mais
  • Vera Lúcia da Silva Valente Gaiesky Lattes
    Laboratório: Laboratório 210 (Predio 43323), Bloco 3: Laboratório de Genética, Ecologia e Evolução de Drosophilidae Área de Atuação: É Licenciada em História Natural pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1970), Mestre em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1975) e Doutora em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984), Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências (2008). Atualmente ocupa o cargo de Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Animal, atuando principalmente nos seguintes temas: 'Biologia Evolutiva de espécies Neotropicais de insetos; Drosophila willistoni', Drosophilidae, Drosophila, Citogenética, Ecologia, Evolução Cromossômica de Drosophila dos grupos willistoni, cardini e Elementos transponiveis como promotores de evolução genômica.
    Veja mais

Núcleo de Colaboradores

  • Eliane Kaltchuk dos Santos Lattes
    Área de Atuação: Atua na área de Genética, com ênfase em Citogenética Vegetal e Cultura de Tecidos Vegetais, principalmente nos seguintes temas: citogenética e evolução de espécies das famílias Iridaceae, Poaceae e Bromeliaceae; citotaxonomia, genotoxicidade e cultura de anteras (milho e soja)
    Veja mais
  • Felipe dos Santos Maraschin Lattes
    Laboratório: Coordenador do Laboratório de Fisiologia Vegetal do Departamento de Botânica UFRGS junto com os Profs. Arthur Germano Fett Neto e Janette Palma Fett. Área de Atuação: "Genômica funcional de plantas, caracterização de genes da síntese de lipídeos, ferramentas moleculares para o melhoramento genético em frutíferas, transformação genética vegetal, interação planta-patógeno, sinalização celular de fitohormônios.

    Texto de apresentação de seu perfil:
    Professor Adjunto do Departamento de Botânica da UFRGS, Porto Alegre. Doutor em Biologia Molecular e Genética pela University of Leiden, Países Baixos. Mestre em Biologia Molecular e Celular pela UFRGS e Bacharel em Ciências Biológicas pela UFRGS. Tem experiência na área de Biologia Vegetal, com ênfase em Biologia Molecular, Biotecnologia, Bioquímica e Genética. Professor orientador nos Programas de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular (PPGBM-UFRGS) e Pós-Graduação em Botânica (PPGBOT-UFRGS.)"
    Linha de Pesquisa: Genômica funcional de plantas e Biotecnologia Vegetal
    Veja mais
  • Fernanda Sperb Ludwig Lattes
    Laboratório: Basic Research and Advanced Investigations in Neurosciences (BRAIN) Área de Atuação: Atua na área de Genética Humana e Médica através de análises genômicas e diagnóstico molecular, no desenvolvimento de terapias inovadoras para doenças genéticas, e na caracterização fisiopatológica de doenças raras. Linha de Pesquisa: Genética Humana e Médica; Genômica, Bioinformática e Sistemas Biológicos
    Veja mais
  • Gustavo Fioravanti VIeira Lattes
    Laboratório: Nucleo de Bioinformática do Laboratório de Imunogenética Área de Atuação: Atuação na área de Bioinformática aplicada à Imunologia, com ênfase na compreensão dos mecanismos estruturais que regem a imunogenicidade de células T, para aplicação no desenvolvimento de vacinas racionalizadas. Linha de Pesquisa: - Genômica, bioinformática e sistemas biológicos - Análise em larga escala de epitopos imunogênicos para desenvolvimento de vacinas.
    Veja mais
  • João Antonio Pêgas Henriques Lattes
    Laboratório: Reparação de DNA de Eucariotos-Departamento de Biofísica - UFRGS Área de Atuação: As áreas de atuação incluem reparação de DNA em diversos organismos, com ênfase em leveduras e células de mamíferos, homeostase de metais em levedura, toxicidade genética nos âmbitos de novas moléculas naturais e sintéticas com potencial farmacodinâmico, monitoramento ambiental e risco ocupacional e desenvolvimento biotecnológico. Como principal linha de pesquisa atualmente envolve a investigação de proteínas implicadas na reparação das pontes intercadeias ao DNA e nos mecanismos moleculares do reparo de danos ao DNA gerados por novas drogas anticâncer
    Veja mais
  • Karen Luisa Haag Lattes
    Laboratório: Genômica Evolutiva - URL http://www.ufrgs.br/genomicaevolutiva Área de Atuação: Existe uma linha tênue que separa os seres ditos parasíticos dos não parasíticos. Microorganismos como bactérias e fungos podem conviver associados aos seus hospedeiros sem causar qualquer dano, ou até ser benéficos. A partir de um dado momento - e ainda não se sabe exatamente por que e como é disparado o gatilho - alguns desses seres se tornam patogênicos, iniciando um processo evolutivo mais ou menos rápido caracterizado por muitas mudanças genômicas. Nosso grupo está interessado nos problemas evolutivos relacionados com mudanças na composição e no comportamento das microbiotas associadas.
    Veja mais
  • Luciano Kayser Vargas Lattes
    Laboratório: Laboratório de Química Agrícola – DDPA/SEAPDR Área de Atuação: Microbiologia do solo Linha de Pesquisa: Genética e Biologia Molecular de Micro-organismos
    Veja mais
  • Maríndia Deprá Lattes
    Laboratório: Genética, Ecologia e Evolução de Drosophilidae Área de Atuação: Tem experiência na área de Genética Animal, com ênfase em biologia evolutiva de insetos e de elementos de transposição. Desenvolve pesquisas que empregam diferentes ferramentas de biologia molecular, marcadores genéticos e bioinformática, para o entendimento da biologia, ecologia e evolução de drosofilídeos, de espécies invasoras, e de elementos de transposição.
    Veja mais
  • Thayne Woycinck Kowalski Lattes
    Laboratório: Genética Médica e Evolução (Vale) / Laboratório de Medicina Genômica (HCPA) Área de Atuação: Bioinformática aplicada a Genética Humana e Médica, Teratogênese e Anomalias Congênitas. Linha de Pesquisa: Genética Humana e Médica / Genômica, Bioinformática e Sistemas Biológicos.
    Veja mais

Docentes Externos

  • Aldo Mennender Araújo Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genética Ecológica de Lepdópteros Área de Atuação: Evolução das adaptações em três espécies de borboletas da familia Nymphalidade, sub-familia Heliconiinae: Heliconius erato phyllis, H. ethilla narcaea e H. besckei. Essas são três espécies a região sul do Brasil; procuro investigar como evoluiu o mimetismo (do tipo conheecido como Mülleriano) entre H. erato e H. besckei, que pertencem a clados diferentes na filogenia do grupo. Análise de variáveis morfológicas, comportamentais e da fisiologia de ambas as especies. Em relação à H. erato, estudamos há vários anos, o fenômeno do canibalismo lagarta-ovo, suas consequências ontogenéticas, bem como a herdabilidade do comportamento não-canibal (equivalente ao fenótipo altruista) e sua possível evolução de acordo com a teoria da seleção de parentesco (kin selection theory). A espécie mais estudada dentre as três mencionadas é justamente H. erato phyllis, que apresenta, além de cópula com côrte, o chamado "cruzamento pupal", motivo de interesse mais recente do meu grupo de trabalho.
    Veja mais
  • Sidia Maria Callegari Jacques Lattes
    Laboratório: Colabora com alunos e professores do Programa. Em especial os grupos dos Professores: Mara Hutz, Claiton Bau, Maria Cátira Bortolini, Francisco Salzano e Loreta Brandão de Freitas Área de Atuação: Presta consultoria em métodos de análise de dados a estudantes e profissionais das áreas biológicas em geral e médica.
    Veja mais
  • Tatiana Roman Lattes
    Laboratório: Laboratório de Genética Psiquiátrica Área de Atuação: Tem experiência na área de Genética Humana, com ênfase em Genética Psiquiátrica, atuando principalmente nos seguintes temas: transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, transtornos do espectro autista, abuso e dependência de drogas, polimorfismos genéticos em genes codificadores de componentes de neurotransmissão e neurodesenvolvimento, e estudos de associação.
    Veja mais