Sistema de Avaliação CAPES foi pauta da Aula Inaugural da COMPG-FAMED

Nesta quinta-feira, dia 19 de abril, a COMPG (Comissão da Pós-Graduação da FAMED) proporcionou à comunidade acadêmica a Aula Inaugural Integrada da Pós-graduação, com a presença da Diretora de Avaliação da Capes, a Professora Rita de Cássia Barradas Barata.


A Pós-Graduação no Brasil

Com a temática "Diretrizes da Avaliação da Pós-Graduação Brasileira na Área de Medicina: onde estamos e para onde vamos", a Professora Rita trouxe um panorama da pós-graduação no Brasil.  A Professora, que esteve à frente da Diretoria de Avaliação da Capes de 2014 até o dia anterior à aula, iniciou enfatizando que, embora objetiva, a Avaliação da Capes é um processo de atribuição de valor. Diferentemente da graduação, em que alguns cursos são selecionados para serem avaliados, na pós-graduação todos são avaliados simultaneamente durante o quadriênio. E o volume não é pequeno: no último quadriênio, encerrado em 2016, foram avaliados 4.175 programas, sendo 811 novos. De todos os programas avaliados, apenas 11% apresentaram desempenho equivalente a padrões internacionais de excelência, com notas 6 e 7 (totalizando 465 programas de pós-graduação). O PPG Cardiologia da UFRGS está nesse seleto grupo, tendo atingido a nota 6 na última avaliação.

 

A Avaliação CAPES

A Avaliação Capes é realizada em duas etapas - coleta e pedidos de reconsideração dos resultados. A Coleta de Dados acontece através do preenchimento da Plataforma Sucupira, pelo Coordenador do PPG. Os critérios de avaliação consideram cinco quesitos: proposta do programa, corpo docente, corpo discente, produção intelectual e inserção social. A coleta gera um banco de dados, que fornece indicadores sobre o desempenho da pós-graduação no Brasil e pontua os programas com notas de 1 a 7.  Os resultados da avaliação servem a usos diversos: estudantes baseiam-se nas notas para escolher seus futuros cursos,  agências de fomento nacionais e internacionais orientam suas políticas segundo as notas atribuídas da avaliação, além de os estudos produzidos servirem de base para uma agenda de redução de desigualdades entre regiões do Brasil ou no âmbito das áreas do conhecimento. Professora Rita ressaltou que a última avaliação apresentou forte preocupação com o conhecimento da mobilidade dos discentes egressos, através do cruzamento de dados entre o banco de egressos da Capes e o Ministério do Trabalho, a fim de buscar informações acerca do setor de atividade e ocupação, remuneração média, matrícula em doutorado dos egressos de mestrado, migração entre áreas do conhecimento e áreas geográficas - dados fundamentais para avaliar-se o retorno do investimento na pesquisa e nos pesquisadores.

 

A UFRGS na avaliação

De acordo com a última avaliação, as regiões Sul e Sudeste apresentaram crescimento nos cursos de excelência. Segundo a Professora Rita, o resultado é esperado em programas de cursos mais antigos (como o PPG Cardiologia, que já possui mais de 40 anos de existência). Os cursos mais antigos também explicam a prevalência de notas de excelência em universidades federais e estaduais (58% dos cursos excelentes estão em Institutos Federais) sobre as particulares. No ranking dos estados, o Rio Grande do Sul é o segundo estado com o maior número de notas 6 e 7. E a UFRGS aparece como a terceira universidade  (dentre aquelas com 50 cursos ou mais) que apresenta maior número de programas com notas 6 e 7.

 

Desafios da Pós-graduação no Brasil

Para a Professora Rita, o maior desafio que os programas de excelência enfrentam hoje é a difícil equação entre o crescimento do programa e a estagnação/redução do fomento em pesquisa. Além disso, a Capes demonstrou grande preocupação no último quadriênio com a formação do que a Professora chamou de "Doutores técnicos", distantes do ideal de formação teórica e metodológica, de autonomia de pesquisa e de inovação. E, para evitar esse quadro, a Capes instiga os PPGs a evitarem o que ela chamou de "artificialidade do processo": programas orientados para alcançar a nota e não necessariamente movidos pela busca da excelência na formação e na produção intelectual, pesquisadores que publicam por publicar, formação insuficiente e deficiente dos programas.  Na contrapartida, a Capes também vislumbra desafios para o seu modelo de avaliação, como: quantidade de programas avaliados, calendário apertado para cumprir todas as etapas preparatórias e predomínio de indicadores quantitativos sobre qualitativos.

 

Presenças de peso

A aula inaugural encerrou-se com o agradecimento do Pró-reitor de Pós-graduação da UFRGS, Professor Celso Giannetti Loureiro Chaves à palestrante, pela importância do conteúdo ministrado. A aula contou ainda com a presença da Diretora da FAMED, Professora Lúcia Maria Kliemann; da Coordenadora da COMPG, Professora Bárbara Niegia Garcia de Goulart; do Coordenador Substituto da COMPG, Prof. Dr. Edison Capp; da Coordenadora do PPG Cardiologia, Professora Andreia Biolo; além de coordenadores, professores e alunos dos PPGs da Famed.

« Maio 2019 »
Maio
DoSeTeQuQuSeSa
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031
Secretaria do PPG Cardiologia

Horário de Atendimento

De segunda a sexta-feira, 

das 9h às 12h (exceto segunda-feira)

das 13h30 às 17h