Institucional

Apresentação

Dividido em quatro linhas de pesquisa, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRGS conta com 26 professores, sendo 20 permanentes e seis colaboradores. Desse total, 11 professores são bolsistas de Produtividade do CNPq, e nove atuam como membros de conselhos ou coordenadores de grupos de trabalho em associações nacionais de pesquisa que demonstra o reconhecimento dos pesquisadores do programa por parte de órgãos federais de fomento à pesquisa.

Docentes do PPGCOM/UFRGS também integram conselhos editoriais de 53 periódicos das áreas de Comunicação e Informação nacionais e internacionais e prestam consultorias a agências de fomento em nível nacional e estadual, o que demonstra o reconhecimento dos pesquisadores do programa por parte de órgãos de fomento à pesquisa e entidades representativas do campo.

A qualificação constante do corpo docente se reverte na formação de mestres e doutores que contribuem fortemente para a construção de conhecimento na área. É significativo observar que a maioria dos egressos do PPGCOM/UFRGS trabalha hoje com pesquisa e docência em universidades públicas e particulares de todo o país.

Saiba mais sobre os cursos do PPGCOM de Mestrado e Doutorado

Histórico

Marca 20 anos vertical - mini

O compromisso do PPGCOM/UFRGS com a qualidade vem desde 1995, quando foi implantado o curso de mestrado. O doutorado foi introduzido em 2001, ampliando o aperfeiçoamento de pesquisadores e professores.

Além de ser um dos programas de pós-graduação em Comunicação e Informação mais antigos em funcionamento no Rio Grande do Sul, o PPGCOM/UFRGS é um dos poucos na área com característica interdisciplinar desde sua origem. A área de concentração “Comunicação e Informação” articula conceitos e interesses do campo teórico e empírico de ambos os segmentos.

Nesse sentido, o objetivo primordial do programa é criar mecanismos acadêmicos e científicos compatíveis com as exigências da formação qualificada de pesquisadores nos campos da Comunicação e da Informação.

 

 Gestões de coordenação do Programa 

PeríodoCoordenador(a)Coordenador(a) substituto(a)
agosto/1995 – março/1996 Maria Schuler
março/1996 – dezembro/1996 Sérgio Capparelli
março/1996 – dezembro/1998 Sérgio Capparelli Christa Berger
janeiro/1999 – dezembro/2000 Christa Berger Ida Stumpf
janeiro/2000 – dezembro/2001 Maria Helena Weber Luis Milman
janeiro/2001 – dezembro/2002 Maria Helena Weber Luis Milman
Christa Berger (assume em maio/2001)
janeiro/2003 – dezembro/2004 Nilda Jacks Sérgio Capparelli (aposenta-se)
Valdir José Morigi
Sônia Caregnato (assume em maio/2004)
janeiro/2005 – dezembro/2006 Ida Stumpf Sônia Caregnato
Marcia Benetti
Janeiro/2007 – dezembro/2008 Marcia Benetti Alex Primo
Janeiro/2009 – dezembro/2010 Maria Helena Weber Sônia Caregnato
Janeiro/2011 – dezembro/2012 Miriam Rossini Sônia Caregnato
Janeiro/2013 – dezembro/2014 Miriam Rossini Nísia Martins do Rosário
Janeiro/2016 – dezembro/2016 Nísia Martins do Rosário Alexandre Rocha da Silva

Projeto pedagógico

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS está organizado em seis eixos estruturantes: ensino, pesquisa, produção intelectual, formação docente, atividades dirigidas e avaliação integrada.

Os eixos estruturantes permitem identificar a coerência entre linhas de pesquisa, projetos de pesquisa, disciplinas, produção intelectual e a produção de teses e dissertações. 

Conheça o Projeto Pedagógico do PPGCOM/UFRGS.

Ensino, pesquisa e extensão

O PPGCOM/UFRGS mantém o comprometimento de contribuir para a qualificação do ensino e da formação de profissionais nas áreas de Comunicação e Informação.

Nesse sentido, o programa procura desenvolver atividades conjuntas de pesquisa, ensino e extensão entre os cursos de graduação e pós-graduação, além de promover a integração da comunidade em geral com a universidade.

Ensino

As práticas de ensino adotadas no PPGCOM envolvem disciplinas, seminários, laboratórios, orientações, atividades dirigidas e estágios. 

Pesquisa

As pesquisas realizadas no PPGCOM estão articuladas pelas linhas de pesquisa, envolvendo professores da UFRGS e de outras instituições, bem como estudantes de doutorado, mestrado e de graduação apoiados por diferentes agências de fomento.

Extensão

O compromisso com a extensão universitária e as relações com a comunidade se concretiza tanto por meio de atividades para socializar as pesquisas desenvolvidas no programa com estudantes da graduação e demais interessados quanto através de iniciativas que levam para a universidade os conhecimentos produzidos fora do âmbito acadêmico.

Conheça alguns dos projetos de extensão do PPGCOM:

Projeto de extensão “Análise Crítica da Mídia”
Coordenador: Prof. Dr. Rudimar Baldissera
Projeto discute temas da comunicação com professores e alunos do ensino médio de escolas públicas, com o objetivo de fomentar e ampliar suas competências para ler e criticar produtos midiáticos.

Projeto de extensão “Clube do Pop”
Coordenador:  Prof. Dr. Alexandre Rocha
Ciclos de palestras abertas à comunidade sobre temas e pesquisas da cultura pop em estudo no PPGCOM. As palestras podem ser acessadas através deste link.

Clube do Pop

 

Projeto de extensão “Laboratório de Análise Audiovisual: rupturas de linguagem do cinema, tevê e internet”
Coordenador: Prof. Dra. Nísia Martins do Rosário 

Projeto de extensão “A(na)rqueologia das mídias”

Coordenador:  Prof. Dr. Alexandre Rocha
Aberto à comunidade, o curso tem como objetivo debater as recentes viradas teóricas da comunicação, como a das materialidades, do realismo especulativo, dos afetos, da semiótica crítica, do arquivo e da arqueologia das mídias. AS palestras podem ser acessadas através deste link.

Anarqueologias das Mídias

 - Saiba mais sobre as pesquisas realizadas no PPGCOM 

Internacionalização e relações interinstitucionais

O PPGCOM/UFRGS vem incentivando e formalizando a criação de redes e de grupos de pesquisas internacionais, bem como a participação em eventos e a publicação em periódicos e livros no exterior. O resultado são as diferentes ações empreendidas por professores e alunos do programa que fortalecem sua presença em especial junto a Instituições de Ensino e Pesquisa Ibero-Latino-Americano. As ações também envolvem a articulação entre Universidades brasileiras, o que favorece a consolidação do Programa em âmbito nacional.

Conheça a seguir os diferentes processos de internacionalização mantidos por nosso programa.

Projetos docentes em desenvolvimento

Associações e Redes de Pesquisas integradas pelos Professores do PPGCOM:

  • Associação Internacional de Investigadores em Branding – Observatório de Marcas: Dr. Rudimar Baldissera participa da Rede internacional de pesquisa, que envolve Chile, Espanha, Portugal, Alemanha, Estados Unidos e Brasil. A Associação edita o Periódico Brandtrends e está oferecendo curso de especialização sobre gestão de marcas a ser realizado no Chile, em Portugal e no Brasil;
  • Cátedra Itinerante de la Nueva Teoria Estratégica - CiNTE. Dr. Rudimar Baldissera participa da rede em torno da Nova Teoria Estratégica (NTE), para a investigação, difusão e co-construção de experiências de aplicação prática de suas propostas. Fundada em 2013, a CiNTE conta com 63 docentes e investigadores de 42 Universidades de 14 países (dentre eles: Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Portugal, Rússia e Suíça);
  • Comitê Acadêmico Mercosul e Integração da Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM):  Dra. Karla Maria Müller participa da Rede de Universidades Públicas, Autônomas e Autogovernadas do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai;
  • Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva – OBITEL: Dra. Nilda Aparecida Jacks participa do Observatório, que é integrado por pesquisadores de oito países: Uruguai, Portugal, Estados Unidos, Espanha, Chile, Argentina, México e Brasil. Coordena a equipe do Rio Grande do Sul, da qual participam professores e alunos da UFRGS, UFSM, UNIPAMPA, PUCRS e UNISINOS;
  • Rede de Colaboração com a Universidade Católica Del Uruguay: Dra. Nilda Aparecida Jacks participa de atividades junto a esta Universidade desde 2004, quando integrou o projeto Conocer para intervenir. Infancia, violencia y médios, envolvendo várias universidades latino-americanas. Nos últimos cinco anos é professora colaboradora da Universidade Católica Del Uruguay, ministrando o curso Estudios de Recepción. Também é membro do comitê editorial da revista da universidade;
  • Rede Temática ‘Comunicação, Cidadania, Educação e Integração na América Latina’ – Rede AMLAT: Dra. Nísia Martins do Rosário integra a Rede AMLAT, cujo  principal objetivo é consolidar a cooperação científica/acadêmica sobre os eixos Comunicação, cidadania, educação e integração latino-americana, realizando um processo de aprofundamento metodológico e epistemológico sobre o trabalho de pesquisa e ensino que se faz na UNISINOS,UFRGS, Universidad Nacional de Córdoba, Universidad Simón Rodríguez, Universidad Central de Ecuador, UFPB, UFRN e IELUSC/UFSC na perspectiva de integração científica e acadêmica latino-americana.

Coorientações Internacionais:

  • Universidade de Beira Interior (UBI), em Covilhã/Portugal: Dra. Miriam de Souza Rossini coorienta a doutoranda Maria Cristina Tonetto, aluna do Curso de Ciências da Comunicação da UBI, que possui bolsa de doutorado integral no exterior da Capes;
  • Universidade de Viena, Áustria: Dra. Maria Helena Weber supervisionou o doutorado sanduíche da aluna costa-riquenha Adriana Montanaro Mena, financiada pelo governo austríaco com a bolsa de pesquisa Marietta Blau;
  • Universidade Católica Del Uruguay: Dra. Nilda Aparecida Jacks coorienta a mestranda Janaína dos Santos.
  • Universidade de Beira Interior (UBI), em Covilhã/Portugal: A doutoranda Alciane Nolibos Baccin, orientanda da professora Dra Luciana Mielniczuk, é coorientada pelo professor Dr. João Canavilhas (UBI).

Participação em Instituições internacionais:

  • Dr. Rudimar Baldissera é Membro do Banco de Avaliadores - Secretaría Técnica del Consejo Consultivo de Educación Terciaria Privada (CCETP) (Área de Educación Superior de la Dirección de Educación del Ministerio de Educación y Cultura (MEC) de Uruguay, cumpliendo funciones de asesoramiento en el marco del Decreto 308/995.

Participação em Conselho editorial de periódicos publicados no exterior:

  • Revista Encuentros; Revista Mediálogos; Revista de Comunicación Social; Estudios sobre las Culturas Contemporáneas; Andamios – Revista de Investigación Social; International Journal of Education and Developement using Information and Communication Techologies; e Journal of Virtual Words Research.

 

AÇÕES DOCENTES

Missões no Exterior

2014:

  • Dra. Ana Maria Mielniczuk de Moura foi para Universidad Carlos III, Espanha, como parte das ações do CAPES/DGU;
  • Profa. Samile Andrea de Souza Vanz Moura foi para Universidad Carlos III, Espanha, como parte das ações do CAPES/DGU.

2013:

Dr. Valdir José Morigi foi para Universidade de Quilmes, Argentina, como parte das ações do CAPES/MINCYT REDE.

 

Ações Discentes

Realização de Doutorado Sanduíche no Exterior:

2015:

  • Willian Fernandes Araújo foi para o Internet Interdisciplinary Institute (IN3) da Universitat Oberta de Catalunya, Espanha, sob orientação da Profa. Dra. Elisenda Ardèvol;
  • Débora Thayana de Oliveira Lapa Gadret foi para University of York, Estados Unidos, sob orientação da Profa. Dra. Kristyn Gorton;
  • Lisiane Machado Aguiar foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação do Prof. Dr. Nicolás Lorite García.
  • Alciane Nolibos Baccin foi para a Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã/Portugal, sob orientação do professor Dr. João Canavilhas.

2014:

  • Alex Ferreira Damasceno foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação do Prof. Dr. Jorge Grau Rebollo;
  • Basílio Alberto Sartor foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha,, sob orientação da Profa. Dra.  Núria Simelio Solá;
  • Bruno Bueno Pinto Leites foi para Universitè Sorbonne Nouvelle – Paris III, França, sob orientação da Profa. Dra. Teresa Castro;
  • Camila Cornutti Barbosa foi para Universidade Nova de Lisboa, Portugal, sob orientação do Prof. Dr.  Jorge Martins Rosa;
  • Carla Simone Doyle Torres foi para Universitè Sorbonne Nouvelle – Paris III, França, sob orientação do Prof. Dr.  François Jost;
  • Gabriela Machado Ramos de Almeida foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação do Prof. Dr.  Josep Maria Català Domenech;
  • Jamer Guterres Mello foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação do Prof. Dr.  Josep Maria Català Domenech;
  • Marcelo Bergamin Conter foi para Columbia University, Estados Unidos, sob orientação da Profa. Dra. Ana Maria Ochoa Gautier.

2013:

  • Márlon Uliana Calza foi para a Universitá Politecnico di Milano, Milão, Itália, sob orientação do Prof. Dr. Paolo Volonté;
  • Robson da Silva Braga foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação do Profa. Dra.  Amparo Huerta;
  • Ivan Elizeu Bomfim Pereira foi para Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha, sob orientação da Profa. Dra.  Maria Dolores Montero Sánchez.

 

Missões no Exterior (Edital de Curta Duração UFRGS):

2014:

  • Tabita Strassburger foi para a Universidad Autónoma de Barcelona (UAB), Espanha;
  • Dulce Mazer foi para Universidad Nacional de La Plata, Argentina.

2013:

  • Laura Hastenpflug Wottrich, que foi para Roskilde University, em Roskilde, Dinamarca;
  • Gisele Dotto Reginatto foi para Universidade Nova de Lisboa, em Lisboa, Portugal.

Em 2012,

  • Gabriela Ramos de Almeida foi para a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), Espanha.
  • Claudia Herte de Moraes foi para: Universidade do Minho, Universidade Fernando Pessoa, Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, Portugal.

 

Ações com professores estrangeiros

2014:

  • Dra. Daniela Veronica Sanchez Enrique, da Universidade de Quilmes, Argentina, proferiu aula aberta Derechos humanos, medio ambiente y trabajo agrícola;
  • Dr. Fernando Andacht, da Universidade de Ottawa - Canadá , proferiu palestra Signos externos das internas uruguaias: uma abordagem semiótica das eleições primárias 2014;
  • Dr. Lucas Henrique Pinto, da Universidade Nacional de Quilmes, na Argentina, ministra seminário Ecologia Política e Movimentos Sociais Camponeses no Brasil e na Argentina;
  • Dra. Marina Poggi, da Universidade de Quilmes da Argentina, profere aula aberta La prensa de análisis como actor político: estratégias y representaciones em tiempos de censura: los casos de La Opinión (Aregentina) y Opinião ( Brasil).
  • CAPES/DGU: Estudos da produção científica em colaboração entre Brasil e Espanha. Rede de Cooperação entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob coordenação da Dra. Ida Maria Chittó Stumpf, e a Universidad Carlos III, na Espanha.

 

Projetos internacionais encerrados

  • CAPES-DGPU - Publicidade, propaganda, alteridade e cidadania: estratégias transmetodológicas de análise da diversidade nos contextos de mudança econômica e social do Brasil e da EspanhaDra. Nísia Martins do Rosário e Dra. Elisa Reinhardt Piedras integram a equipe do projeto com a Universidad Autónoma de Barcelona, Espanha, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e coordenado no Brasil pelo Dr. Alberto Efendy Maldonado, da Universidade Vale do Rio dos Sinos.
  • CAPES/MINCYT REDE: Tendências e usos das tecnologias de informação e comunicação. Perspectiva das ciências da comunicação e da informação. Rede de Cooperação entre a Universidade de Quilmes, Argentina, Universidade Federal de Santa Maria e Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasi. Dr. Valdir José Morigi integrou a equipe do projeto, coordenado pela Dra. Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello, da Universidade Federal de Santa Maria.

Prêmios

A qualidade das dissertações e teses produzidas no PPGCOM tem sido reconhecida por prêmios nacionais conferidos a nossos professores e egressos:

Teses Premiadas 

  • Menção Honrosa Compós 2017 para a tese “Redes de comunicação pública, visibilidade e permanência do acontecimento público tragédia Kiss (Santa Maria, Brasil, 2013)”, de Bruno Kegler, orientado por Maria Helena Weber
  • Menção Honrosa no Prêmio Capes 2016 para a tese “Saberes para a profissão, sujeitos possíveis: um olhar sobre a formação universitária dos jornalistas e as implicações dos regimes de poder-saber nas possibilidades de encontro com a alteridade”, de Márcia Veiga da Silva, orientada por Virginia Pradelina da Silveira Fonseca
  • Menção Honrosa no Prêmio Capes 2014 para a tese “O agendamento do aborto na campanha presidencial brasileira de 2010: reverberação e silenciamento estratégicos entre imprensa, mídias sociais e candidatos”, de Sandra Bittencourt De Barreras, orientada por Maria Helena Weber
  • Menção Honrosa no Prêmio Capes 2012 para a tese “Comunicação e Barragens: o poder da comunicação das organizações e da mídia durante a implantação da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó”, de Carlos Augusto Locatelli, orientada por Maria Helena Weber
  • Prêmio Capes 2006 para a tese “Jornalismo no conglomerado de mídia: a reestruturação produtiva sob o capitalismo global”, de Virgínia Pradelina da Silveira Fonseca, orientada por Sérgio Capparelli
  • Prêmio Freitas Nobre de Doutorado (Intercom) 2006 para o artigo “Memes e Dinâmicas Sociais em Weblogs: Informação, capital social e interação em redes sociais na Internet”, de Raquel Recuero, orientada por Alex Primo 
  • Prêmio ANCIB 2005 para a tese “Indicadores como Ferramenta de Gestão de Informação Tecnológica”, de Helen Beatriz Frota Rozados, orientada por Ida Stumpf
  • Prêmio Intercom 2003 e SBIE 2003 para a tese “Interação Mediada por Computador: a comunicação e a educação a distância segundo uma perspectiva sistêmico-relacional”, de Alex Primo, orientada por Margarete Axt  e Léa Fagundes
  • Menção Honrosa Prêmio Adelmo Genro Filho (PAGF) 2017 para a tese “A noção do interesse público no jornalismo” de Basílio Sartor orientada por Rudimar Baldissera.
  • Prêmio ANCIB de segunda melhor tese 2017 para a tese “Produção e distinção no domínio da organização e representação do conhecimento no Brasil” de Murilo Artur Araújo da Silveira

Dissertações premiadas

  • Prêmio ANCIB 2015 para a dissertação "A Neurociências no Brasil de 2006 a 2013, Indexada na web of Science: Produção Científica, Colaboração e Impacto", de  Natascha Hopen, orientada por Samile Vanz
  • Menção Honrosa no Prêmio Adelmo Genro Filho (SBPJor) 2015 para a dissertação “O circuito artístico de Porto Alegre na década de 1950 a partir do jornalismo: análise da coluna Notas de Arte, de Aldo Obino, no Correio do Povo”, de Mariana Silva Sirena, orientada por Cida Golin
  • Prêmio Compós 2014 para a dissertação “A recriação dos tempos mortos do futebol pela televisão: molduras, moldurações e figuras televisivas”, de Marcio Telles Da Silveira, orientada por Alexandre Rocha da Silva
  • Prêmio Adelmo Genro Filho (SBPJor) 2011 para a dissertação “Masculino, o gênero do jornalismo: um estudo sobre os modos de produção das notícias”, de Márcia Veiga Da Silva, orientada por Virgínia Pradelina da Fonseca
  • Prêmio Adelmo Genro Filho (SBPJor) 2008 para a dissertação “A pluralização no webjornalismo participativo: uma análise das intervenções no Wikinews e no Kuro5hin”, de Marcelo Träsel, orientada por Alex Primo
  • Prêmio Intercom 2000 para a dissertação “Os sentidos culturais da escuta: rádio e audiência popular “, de Jairo Ângelo Grisa, orientada por Nilda Jacks