PPGEE

Programa de Pós-graduação
em Engenharia Elétrica

UFRGS

Defesa Pública da Dissertação de Mestrado do Engenheiro Eletricista Eduardo Bortolin Argenton

Data: 22/03/2019 - sexta-feira
Horário: 09h00min
Local: Salão de Eventos do Instituto Eletrotécnico (Av. Osvaldo Aranha, nº 103 - 1º andar - Campus Centro)

Banca examinadora:
Prof. Dr. Aurélio Luiz Magalhães Coelho - UA1 - Instituto de Ciências Tecnológicas - UNIFEI - Campus Itabira
Profª Drª Mariana Resener - PPGEE - UFRGS
Prof. Dr. Renato Gonçalves Ferraz - Departamento Interdisciplinar do Campus do Litoral Norte - UFRGS
Orientador: Prof. Dr. Roberto Chouhy Leborgne - PPGEE - UFRGS

Título da Dissertação: "METODOLOGIA PARA CLASSIFICAR E PRIORIZAR SUBSTITUIÇÕES DE TRANSFORMADORES DE CORRENTE SUPERADOS POR SATURAÇÃO "

Resumo:
"Transformadores de corrente de núcleo de ferro (TC) operam através de variação de fluxo magnético sobre material ferromagnético para fornecer uma cópia confiável da corrente primária em seus secundários. Em condição de corrente de curto-circuito assimétrica passante pelo primário, e se não estiver dimensionado adequadamente, o núcleo de um TC pode saturar e não fornecer esta cópia fiel da corrente de curto-circuito em seus enrolamentos secundários aos relés de proteção. Essa situação pode levar os esquemas de proteção diferencial dos elementos do sistema tais como barramentos, transformadores e linhas, a atuar quando não deveriam. Uma vez que o TC sature dentro do tempo de linearidade requerido pelo relé de proteção para a tomada de decisão, não há maneira determinada de prever o comportamento deste relé frente a correntes distorcidas devido à saturação. Os modernos relés de proteção digitais atuais atuam em tempos muito inferiores aos antigos relés eletromecânicos, além de contar com eficazes algoritmos para combate à saturação dos TCs. Contudo, saturações que ocorram em tempos realmente estreitos podem levar a atuações indevidas. As concessionárias de energia e agências regulatórias percebem que embora muitos relés de proteção tenham sido modernizados e substituídos por novos digitais, ainda centenas ou milhares de TCs, devido as suas longas vidas úteis, por volta dos 30 anos, permanecem em operação, levando a riscos de atuações indevidas dos relés de proteção. Todos esses TCs precisam ser substituídos por novos TCs com seção transversal corretamente dimensionada, podendo atingir a ordem de 10 a 20 vezes maior que as atuais, dependendo do caso. Este trabalho tem como objetivo propor uma metodologia para classificar e priorizar essas substituições. São apresentados estudos de caso, demonstrando os benefícios do uso da metodologia.

Palavras-chave: Substituição de transformadores de corrente, saturação de TC, superação de TC."