Principal | Linhas de Pesquisa

 

Relações sociais de dominação e resistência
Tem como ênfase as múltiplas formas pelas quais os sujeitos sociais se constituem, relacionam-se, dominam, resistem, reagem, constroem/destroem uma ordem social. Nesta perspectiva estão contemplados, entre outros: relações econômicas, relações de classe, relações de trabalho, relações de gênero, constituição de identidades sociais, minorias, rebeldia popular, movimentos sociais, organizações populares, lutas urbanas, lutas camponesas, estratégias de dominação e resistência, relações familiares, constituição e disciplinamento do espaço urbano e a vida cotidiana.

Docentes:
Benito Bisso Schmidt, Cesar Augusto Barcellos Guazzelli, Eduardo Santos Neumann, Helen Osório, Regina Célia Lima Xavier, Regina Weber, Sílvia Regina Ferraz Petersen.

 

Relações de poder político-institucionais
Tem como ênfase a constituição, legitimação, exercício, ocultamento e as várias formas de contestação dos múltiplos poderes que se desenvolvem no âmbito político-institucional. Nesta perspectiva estão contempladas questões como: Estados nacionais, separatismos e relações internacionais; origem e difusão dos nacionalismos; fronteiras; identidades regionais e nacionais; a criação e a institucionalização dos espaços público e privado, a construção da cidadania e seu exercício; regimes autoritários e democracia; instituições partidárias, hospitalares, religiosas, carcerárias e militares; legislação e transgressão; ordem e desordem, reforma e revolução.

Docentes:
Carla Brandalise, Céli Regina Jardim Pinto, Claudia Wasserman, Cybele Crossetti de Almeida, Enrique Serra Padrós, Fábio Kuhn, Luiz Alberto Grijó, Mathias Seibel Luce, Susana Bleil de Souza.

 

Cultura e representações
A linha tem como eixo que aproxima as pesquisas dos seus professores uma abordagem teórica pertinente à História Cultural, ou seja, aquela centrada no conceito da representação e do entendimento da cultura como uma construção de sentidos partilhados. Enfoca as diversas práticas e representações coletivas pelas quais os homens, através da história, atribuem significado ao mundo.
Este campo contempla as análises sobre a construção das múltiplas identidades (étnicas, raciais, de gênero, regionais, nacionais, urbanas); a produção de saberes e relações de poder; as variadas formas de produção, transmissão, recepção e difusão da cultura; as condições de emergência, construção e transmissão da memória e do patrimônio; os estudos sobre a narrativa e a leitura e, em particular, a escrita da história; as relações entre a história e a literatura; o estudo das sensibilidades e da subjetividade; a produção de mitos, utopias e imaginários sociais; os estudos sobre iconografia e iconologia; as análises sobre a ordenação do espaço, as práticas sociais e as representações do mundo urbano; os estudos sobre a institucionalização de ritos; a produção significada da cultura material.

Docentes:
Adriana Schmidt Dias, Anderson Zalewski Vargas, Alessander Mário Kerber, Carla Simone Rodeghero, Cybele Crossetti de Almeida, Francisco Marshall, José Augusto Costa Avancini, José Rivair Macedo, Maria Luiza Filippozzi Martini, Regina Weber, Silvia Moehlecke Copé.

 

Teoria da História e historiografia
Tem como ênfase a problemática da produção do conhecimento histórico, em suas dimensões teórico-metodológicas e historiográficas. Desenvolve investigações sobre percursos historiográficos com delimitações espaciais, temporais ou temáticas; também se ocupa – sem desconhecer sua historicidade e caráter instrumental – das tendências analíticas, escolas, teorias e métodos presentes no trabalho do historiador e questões que, com diferentes abordagens, comparecerem, tais como: estrutura/sujeito; fragmentação/totalidade; temporalidade/espacialidade; objetividade/subjetividade; realidade/representação; cotidiano/história; ciência/ficção; interdisciplinaridade.

Docentes:
Anderson Zalewski Vargas, Arthur Avila, Cesar Augusto Barcellos Guazzelli, Benito Bisso Schmidt, Carla Simone Rodeghero, Céli Regina Jardim Pinto, Claudia Wasserman, Fernando Nicolazzi, Francisco Marshall, Mara Cristina de Matos Rodrigues, Mathias Seibel Luce, Sílvia Regina Ferraz Petersen, Temístocles Américo Corrêa Cezar.