PIE00013 - Tópicos Especiais - Inclusão Social: modelos e experiências

Súmula:

Análise de modelos e experiências de inclusão social na Itália e no Brasil e suas interlocuções com a educação e com o trabalho na mediação com a tecnologia.

Objetivos:
- Explorar concepções teóricas e metodológicas das experiências de inclusão nos diferentes países;
- Discutir as implicações da educação na inclusão social;
- Analisar experiências de inclusão educativa e laboral no Brasil e na Itália.

Programa (conteúdo):
- Drops de história para pensar o presente: as diferentes concepções de doença, saúde, loucura, normalidade e patologia. Conceitos e pré-conceitos; 
- Gênese da preocupação com a diferença: a convenção da Onu dos direitos das pessoas com deficiência (2006) e a legislação de inclusão no Brasil e na Itália;
- Da educação especial segregadora em classes especiais à educação para a inclusão em classes regulares: diferentes percursos. Diferentes resultados?;
- Modelos e experiências de inclusão: de ações localizadas a sistemas integrados de inclusão. O sistema de saúde e educação descentralizado e as cooperativas sociais italianas; as associações e movimentos de pessoas com deficiências no Brasil;
- A inclusão laboral: dados e concepções. 

Método de trabalho (principais atividades):
Seminários de discussão e apresentação de textos, filmes, aulas expositivas e dialogadas.

Procedimentos e/ou critérios de avaliação:
Trabalho final teórico investigativo, a partir de problematização do conteúdo do seminário. 


Bibliografia sugerida:

BASAGLIA, Franco. Conferenze brasiliane. Milano: Raffaello Cortina, 2000.
BELTRÃO, Danielle Reconhecimento e construção da competência da pessoa com deficiência na organização em debate. Revista de administração, 2012, v. 47, n. 1. 
BRUNSTEIN, Janette. Vozes da diversidade: um estudo sobre as experiências de inclusão de gestores e PcDs em cinco empresas paulistas. Cadernos EBAPE, 2008, v. 6 , n.3. 
DE LIMA, Michelle O sentido do trabalho para pessoas com deficiência. RAM. Revista de Administração Mackenzie, 2013, v. 14, n. 2. 
FILIZOLA CLA, TEIXEIRA IMC, MILIONI DB, PAVARINI SCI. Empresa social e economia solidária: perspectivas no campo da inserção laboral de portadores de transtorno mental. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 2011, v. 45, n. 2. 
GLAT, Rosana. O papel da Universidade no contexto da política de Educação Inclusiva: reflexões sobre a formação de recursos humanos e a produção de conhecimento. Revista Educação Especial, 2010, v. 23, n. 38. 
GREGUOL, M. ; GOBBI, E; CARRARO, A. Formação de professores para a educação especial: uma discussão sobre os modelos brasileiro e italiano. Revista Brasileira de Educação Especial, 2013, v. 19, n.3.
MANZINI, Eduardo. Inclusão de pessoas com deficiência mental no trabalho. Revista Brasileira de Educação Especial, 2006, v. 12, n. 2. 
MONTEIRO, L G Responsabilidade social empresarial: Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Revista Brasileira de Educação Especial, 2011, v. 17, n. 3. 
PEREIRA, A.C.C; PASSERINO, L. M. Um estudo sobre o perfil dos empregados com deficiência em uma organização. Revista Brasileira de Educação Especial, 2012, v. 18 , n. 2. 
RODRIGUES, M. B. Quais são as nossas diferenças? Reflexões sobre a convivência com o diverso em escolas italianas. Psicologia e Sociedade, 2005, v. 17, n°. 3.
SERRANO, Claudia. O gestor e a PcD: reflexões sobre aprendizagens e competências na construção da diversidade nas organizações. Revista Eletrônica de Administração : REAd, 2011 v. 17, n. 2.
SIMONELLI, Angela Análise de atividades para a inclusão de pessoas com deficiência no trabalho: uma proposta de modelo. Gestão & produção, 2011, v. 18, n. 1. 


Professor responsável: Liliana Maria Passerino 

Linha de pesquisa: Ambientes Informatizados e Ensino a Distância

Natureza: Tópicos Especiais

Carga horária: 30

Créditos: 2