Sobre o PPGIE

O Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação (PPGIE) da UFRGS, nível Doutorado, atua em área interdisciplinar com o objetivo principal de aplicar as tecnologias digitais na Educação.

O PPGIE tem como objetivo geral propiciar estudos aprofundados na área de Informática na Educação, formando, prioritariamente, pessoal de alto nível para o exercício das atividades de pesquisa, ensino e extensão.

São também objetivos do curso:

  • desenvolver pesquisas e produção continuada de conhecimento inovador em áreas como: Informática, Educação, Psicologia, Sociologia, entre outras;
  • desenvolver um perfil interdisciplinar nos alunos;
  • formar profissionais a nível de doutorado, para contribuir na melhoria da qualidade de ensino no Brasil;
  • consolidar o Centro de Excelência em Informática na Educação proposto pelo Ministério da Educação no II Plano Nacional de Informática (II PLANIN), na UFRGS;
  • capacitar profissionais do ensino para interagirem com novas tecnologias nos seus ambientes de trabalho;
  • apoiar a UFRGS, no programa de Educação a Distância, do Ministério da Educação, do qual fazem parte várias Universidades brasileiras, atuando de formas consorciada;
  • construir ferramentas educacionais, para apoiar ambientes educacionais;
  • consolidar e desenvolver ainda mais a estrutura de pesquisa, aproveitando a integração dos mercados do Cone Sul da América Latina. Para tanto, o curso conta com docentes e disciplinas de diferentes áreas.

A sociedade evoluiu e exige mudanças na Educação, bem como novas habilidades na produção e uso dos conhecimentos. Precisa-se aperfeiçoar e descobrir novas maneiras de ensinar e aprender, para que haja um sistema educacional de qualidade que possa atender, adequadamente, às necessidades e aos anseios dessa nova sociedade. Os recursos das novas tecnologias da Informática devem ser aproveitados pela educação para preparar o novo cidadão de um modelo de sociedade em novos patamares da evolução humana.

O empenho de seus integrantes e os resultados obtidos por projetos e publicações garantiram ao PPGIE a conquista do Conceito 6 na avaliação da CAPES.

A linhas de pesquisa atualmente existentes são:

  • Ambientes Informatizados e Ensino a Distância

Esta linha de pesquisa tem por objetivo a construção de materiais de ensino-aprendizagem no contexto educacional nos diferentes níveis de educação: pré-escolar, primeiro grau, segundo grau, terceiro grau e pós-graduação, bem como na educação continuada (educação formal e informal). Os materiais podem incluir tanto software como hardware utilizados na educação geral e especial. Aplicações de tecnologia tais como multimídia, robótica, realidade virtual e reconhecimento e síntese de voz, entre outros também serão investigadas à luz da construção de conhecimento.

  • Paradigmas para a Pesquisa sobre o Ensino Científico e Tecnológico

Esta linha de pesquisa pretende estudar o fenômeno da educação das áreas de ciência e tecnologia, entre as quais, prioritariamente, a Engenharia, nos seus aspectos históricos, neurocientíficos, cognitivos, filosóficos, didáticos, pedagógicos, tecnológicos e de gestão, incluídos nesse último item questões de planejamento e inserção nos paradigmas da economia globalizada. Deve atender a uma demanda crescente na área de formação de professores para o ensino científico e tecnológico, de forma a capacitá-los a responder aos desafios relacionados à gestão do ensino destas áreas, presencial e a distância; bem como no planejamento e utilização nos recursos tecnológicos informatizados na produção de acervo em múltiplas mídias, canal de comunicação e interatividade, e espaço virtual por excelência da cultura educacional relacionada às transformações sociais, econômicas e antropológicas, ocorridas através da mediação de alta tecnologia ocorrida no final do Século XX. Atendendo à própria natureza do PGIE e, em especial, à natureza da complexidade do fenômeno do ensino científico e tecnológico, a linha será estruturada com base em uma abordagem multi e interdisciplinar.

  • Interfaces Digitais em Educação, Arte, Linguagem e Cognição

Investigar os efeitos das interfaces digitais em diferentes campos empíricos. Inscreve-se no plano da cognição da subjetivação, da criação estética, da produção de sentido de autoria, das metodologias e das aprendizagens.