Ambientes Informatizados e Ensino a Distância

Projeto: Análise de Projeto de Educação Continuada em Tuberculose para Profissionais da Saúde na Modalidade de Ensino a Distância

Início: 01/01/2015

Descrição: A tuberculose (TB) é um importante problema de saúde pública no mundo, particularmente em países de baixa e média renda. Estima-se que um terço da população mundial está infectado pelo Mycobacterium tuberculosis. O Brasil está em 16º lugar entre os 22 países que coletivamente contribuem para 80% dos casos de TB globalmente, com incidência notificada de 35,4 casos/100.000 habitantes/ano em 2013. Atualmente, Porto Alegre é a terceira capital brasileira com maior número de casos de TB, com uma incidência de 99,5 casos/100.000 habitantes. Além disso, também apresenta o segundo maior percentual de coinfecção TB-HIV (26%) (1). Os componentes essenciais do controle da TB são o diagnóstico precoce e tratamento adequado (2). Apesar dos programas de controle de TB priorizarem que o diagnóstico seja oferecido em nível de atenção básica de saúde, grande parte da população ainda é diagnosticada em hospitais, principalmente em Hospitais Públicos de Referência (3;4). Em Porto Alegre, 39% dos casos foram notificados pelos hospitais (5). Vários estudos com pacientes com TB hospitalizados demonstraram um intervalo de tempo longo entre a admissão e o início do tratamento, variando de4 a 12,5 dias (6-10). Estudo prévio (11), realizado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, mostrou que a mediana de tempo entre a admissão hospitalar e o diagnóstico de TB foi de 6 dias. Uma das possíveis explicações para esse atraso no início do tratamento seria a falta de reconhecimento dos sintomas de TB pelos profissionais de saúde, que acabaria retardando o processo diagnóstico. O atraso no diagnóstico da TB pulmonar em hospitais e emergências pode ocorrer devido à inespecificidade dos sintomas ou achados radiológicos da TB, principalmente em áreas com alta prevalência de infecção pelo HIV (12-14). Sabe-se que o atraso no diagnóstico é um importante fator de risco para mortalidade e disseminação intra-hospitalar da TB (15-17). Para o controle da transmissão intra-hospitalar da TB são preconizados três grupos de medidas: a) administrativas: investigação, diagnóstico e tratamento precoces; avaliação do estado de infecção dos profissionais da saúde; educação continuada dos profissionais da saúde; b) ambientais (ou de engenharia): quartos de isolamento com ventilação natural, quartos com pressão negativa, uso de filtro HEPA (high-efficiency particulate air), e c) de proteção respiratória: uso de máscaras cirúrgicas pelos pacientes e de respiradores N95 pela equipe de saúde. As medidas ambientais são consideradas de segunda linha e não funcionam sem as medidas administrativas (18). A educação continuada dos profissionais da saúde mostra-se como uma estratégia essencial para o controle da transmissão nosocomial da TB, capacitando os mesmos para a detecção precoce e tratamento adequado dos casos de TB (19). A qualidade deste treinamento tem uma forte influência na qualidade do cuidado fornecido ao paciente. Para otimizar a qualidade deste treinamento em TB em países em desenvolvimento, é sugerido que um currículo mínimo de treinamento seja desenvolvido e revisado regularmente. Além da garantia de qualidade dos treinamentos em nível de desenvolvimento de currículo, também é necessário monitorar a qualidade do treinamento em nível do aprendizado do participante, comportamento no emprego e em nível organizacional. Comentários dos participantes e pré e pós-testes são ferramentas úteis para avaliar a qualidade em nível do aprendizado do participante. Ferramentas para avaliar a qualidade do treinamento em nível do comportamento no emprego incluem questionários sobre as impressões dos participantes em como o treinamento está impactando no desempenho do trabalho e visitas formais ao local de trabalho para observar os participantes.

Participante - Categoria:

  • DENISE ROSSATO SILVA - Participante Externo
  • SILVIO CESAR CAZELLA - Docente
  • VAGNER KUNZ CABRAL - Participante Externo

 

Projeto: ARCA: Alfabetização com Recursos Abertos de Comunicação Alternativa a partir de Métodos e Tecnologias Inovadores Aplicados a Crianças com Deficiência Intelectual e/ou TEA

Início: 02/01/2015

Descrição: : O presente projeto tem por objetivo aliar o know-how de grupos de pesquisa que se complementam nas áreas de tecnologia assistiva e educação especial na perspectiva inclusiva para investigar, propor e avaliar métodos e tecnologias inovadores em comunicação aumentativa e alternativa (CA). Para realizar este propósito, formou-se um consórcio composto de três universidades, UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), UFPE (Universidade Federal do Pernambuco) e UFCE (Universidade Federal do Ceará), por meio dos seus núcleos de tecnologias assistivas.

Participante - Categoria:

  • ADRIANA LEITE LIMAVERDE GOMES - Participante Externo
  • ANA CRISTINA CYPRIANO PEREIRA - Participante Externo
  • CARLA KARNOPPI VASQUES - Participante Externo
  • CLAUDIA CAMERINI CORREA PEREZ - Discente – Doutorado
  • CLAUDIA RODRIGUES DE FREITAS - Participante Externo
  • CLAUDIO ROBERTO BAPTISTA - Participante Externo
  • DIEGO RATHJE VOLPATTO - Participante Externo
  • GABRIELA MARIA BARBOSA BRABO - Participante Externo
  • GRACIELA FAGUNDES RODRIGUES - Participante Externo
  • LILIANA MARIA PASSERINO – Docente
  • MAGALI DIAS DE SOUZA - Participante Externo
  • MARIA ROSANGELA BEZ - Participante Externo
  • MARTHA BARCELOS VIEIRA - Discente – Doutorado
  • MIRYAM BONADIU PELOSI - Participante Externo
  • RENATA COSTA DE SA BONOTTO - Participante Externo
  • ROBERTO FRANCISCATTO - Discente – Doutorado
  • ROBSON DO NASCIMENTO FIDALGO - Participante Externo

 

Projeto: ArqEAD-SocioAfeto: Arquiteturas Pedagógicas em Educação a Distância: um Foco nas Relações Afetivas e Sociais em Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Início: 03/03/2014

Descrição: O projeto tem como principal objetivo construir Arquiteturas Pedagógicas (AP) para o contexto da Educação a Distância (EAD), destacando as dimensões afetiva e social implicadas nas interações ocorridas no ambiente virtual de aprendizagem ROODA. A normativa da LDB sobre EAD provocou diversos questionamentos sobre a modalidade a distância, entre elas: Como se dá a mediação didático-pedagógica na EAD? Como organizar o tempo e espaço nesta modalidade? Quais as competências dos atores (professor, tutor e aluno) para atuar na EAD? Quais recursos tecnológicos podem e devem ser utilizados? Como trabalhar as questões sociais e afetivas no virtual? Percebe-se, nestas questões, o quanto é evidenciada a importância de um planejamento dos cursos EAD de modo a abarcar as novas necessidades e as particularidades dessa modalidade, que vão além daquelas encontradas no ensino presencial. Assim, entende-se que o desenvolvimento de uma AP para EAD, que perpassa todos os elementos envolvidos no planejamento, pode vir a ser uma possibilidade de melhor organizar e dar suporte para a construção do conhecimento. Logo, a foco desta proposta está voltado para as relações afetivas e sociais dos sujeitos em interação com o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) ROODA. Especificamente nessa plataforma, a afetividade é reconhecida através de uma ferramenta denominada de ROODAafeto. Tal recurso informa os estados de ânimo do aluno (satisfeito/insatisfeito, animado/desanimado) no decorrer de uma disciplina. O ROODAafeto integra técnicas de mineração de subjetividade afetiva em mensagens, de análise do comportamento no ambiente e do modo como acontece a interação entre os participantes de uma disciplina ou curso desenvolvidos no AVA ROODA. A inferência é feita através de raciocínio probabilístico, implementado por meio de redes bayesianas. Cabe destacar que esse recurso foi desenvolvido em uma tese de doutorado vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação (PPGIE/UFRGS) ao qual foi conferido o PRÊMIO CAPES de Melhor Tese na área interdisciplinar em 2012, cuja orientadora é a Coordenadora da presente proposta. No que ser refere às interações sociais, a funcionalidade InterROODA realiza o mapeamento das relações individuais e interpessoais registradas no ambiente virtual. Assim, este projeto visa, além de dar continuidade às pesquisas advindas dos dados apresentados pelo ROODAafeto e InterROODA de modo a consolidar as ferramentas em termos educacionais, apresentar soluções para a construção de arquiteturas pedagógicas baseadas nos fatores sócio-afetivos. Partindo dos indicadores obtidos através das funcionalidades citadas, vislumbra-se um potencial para a construção de arquiteturas pedagógicas para a EAD, que incluam aspectos relacionados às interações e aos estados de ânimo do sujeito em AVA. Complementando este estudo, entende-se que os professores devem possuir certas competências para atuar na EAD, especialmente para lidar com essas informações (sócio-afetivas). Destaca-se, portanto, que a presente proposta traz importantes contribuições integrando a afetividade e as relações sociais manifestadas pelos alunos em AVA, a fim de construir arquiteturas pedagógicas que, além de englobar essas variáveis, incluam as competências de professores. Tais arquiteturas devem possibilitar práticas pedagógicas em EAD que evidenciem peculiaridades até então pouco discutidas nessa modalidade de ensino.

Participante - Categoria:

  • ALEXANDRA LORANDI - Participante Externo
  • ARIANE NICHELE CESAR LONGARAY - Participante Externo
  • CAROLINE BOHRER DO AMARAL - Participante Externo
  • CLAUDIA ZANK - Participante Externo
  • DAISY SCHNEIDER - Participante Externo
  • FATIMA WEBER ROSAS - Discente – Doutorado
  • KETIA KELLEN ARAUJO DA SILVA - Discente – Doutorado
  • LARISSA EBELING - Discente – Graduação
  • LETICIA MACHADO - Participante Externo
  • MAGALI TERESINHA LONGHI - Participante Externo
  • MAIRA BERNARDI - Participante Externo
  • PATRICIA ALEJANDRA BEHAR – Docente
  • PATRICIA BRANDALISE SCHERER BASSANI - Participante Externo
  • SANDRA ANDREA ASSUMPCAO MARIA - Discente – Doutorado
  • TASSIA PRISCILA FAGUNDES GRANDE - Participante Externo

 

Projeto: AVATAR - Aprendizagem Virtual de Aprendizagem e Trabalho Acadêmico Remoto

 Início: 01/01/2015

Descrição: A crescente disponibilidade de laboratórios de informática nas escolas contrasta com a falta de laboratórios para apoiar as atividades de aprendizagem experimental,. Laboratórios virtuais, utilizando ambientes imersivos, começam a emergir como uma solução para oferecer ambiente de laboratório virtual e a disponibilidade de soluções usando software aberto tais como Open Simulator, tornam esta alternativa mais atraente e econômica. O Projeto AVATAR tem como objetivo investigar, testar e promover a formação no uso de laboratórios virtuais em ambientes imersivos. O projeto busca incentivar o desenvolvimento de objetos multimídia interativos com o ambiente imersivo virtual 3D Open Simulator e implementaa um ambiente aberto, no qual você pode adicionar componentes que podem ser usados por usuários finais para a simulação de experimentos de laboratório. A concepção e desenvolvimento destes recursos, apesar da disponibilidade de modernas ferramentas de autoria, exige um arranjo complexo de competências multidisciplinares e neste o projeto será desenvolvido um conjunto de objetos completos que permitem a realização de experimentos e objetos básicos que podem ser usados na construção de novas experiências ( componentes com comportamentos reativos que respondem a ações de interatividade do usuário).

Participante - Categoria:

  • FABIANA SANTIAGO - Discente - Doutorado   
  • FABRÍCIO HERPICH - Discente - Doutorado
  • GLEIZER BIERHALZ VOSS - Discente - Doutorado     
  • LEANDRO MARCIO BERTHOLDO - Participante Externo
  • LEANDRO ROSNIAK TIBOLA - Discente - Doutorado  
  • LIANE MARGARIDA ROCKENBACH TAROUCO - Docente    
  • NEIVA LARISANE KUYVEN - Discente - Doutorado    
  • TITO ARMANDO ROSSI FILHO - Discente - Doutorado           
  • VALTER ANTONIO FERREIRA - Discente - Doutorado

 

Projeto: EDUCAÇÃO Permanente de Seniors: Mapeando Competências para a Inclusão Digital

Início: 01/10/2014

Descrição: A perspectiva de uma vida longa para uma grande parte da população representa novos desafios em termos de tecnologias, tanto para as políticas públicas, como para os próprios indivíduos. Neste processo, discutir uma educação permanente durante o envelhecimento é fundamental. A inclusão digital de idosos pode vir a ser uma forma de inclusão social. Nesse sentido, surge a necessidade de investigar qual o referencial metodológico necessário para desenvolver competências que permitem uma inclusão plena das pessoas mais velhas na sociedade. Portanto, o objetivo principal deste projeto é mapear as competências desenvolvidas em cursos de inclusão digital para idosos. Para isso, a pesquisa será realizada a partir de uma abordagem quati-qualitativa, composta por cinco etapas recursivas: (i) desenvolvimento do referencial teórico; (ii) construção dos materiais educacionais digitais;(iii) oferecimento do curso de inclusão digital; (iv) construção da matriz do mapeamento das competências; (v) discussão e análise dos dados coletados Almeja-se (re)construir teórico pertinente sobre as competências na inclusão digital de idosos, de modo a proporcionar uma educação permanente através do uso crítico das tecnologias de informação e comunicação. Por fim, acredita-se que os resultados deste estudo servirão de base para futuras pesquisas na identificação de competências desenvolvidas ou aprimoradas para o domínio tecnológico.

Participante - Categoria:

  • JOHANNES DOLL - Participante Externo         
  • LETICIA MACHADO - Participante Externo      
  • PATRICIA ALEJANDRA BEHAR (Responsável pelo Projeto) - Docente
  • TASSIA PRISCILA FAGUNDES GRANDE - Participante Externo

 

Projeto: Emprego de Jogos com Interação Corporal em Propostas Educacionais Interdisciplinares

 Início: 01/03/2012

Descrição: Os jogos digitais são atualmente uma marca registrada na cultura contemporânea, com números crescentes de adeptos nas mais diversas faixas etárias. Portanto, um dos benefícios mais explícitos para o uso desta tecnologia no ambiente escolar é de que muitos dos alunos já estão familiarizados com este tipo de artefato e linguagem interativa . Este projeto visa investigar como os jogos com interação corporal podem ser empregados em práticas interdisciplinares com vistas a apoiar processos de aprendizagem em diferentes áreas de conhecimento, como matemática e ciências. Tal ideia começa a ser explorada em pesquisas envolvendo o jogos comerciais ou jogos desenvolvidos para fins específicos, como em um jogo no qual os jogadores devem movimentar-se enquanto trabalham habilidades matemáticas. Os jogos eletrônicos que anteriormente eram considerados como uma atividade que poderia levar ao sedentarismo, obesidade e introversão, agora passam a mostrar uma nova perspectiva, na qual jogadores precisam movimentar seus corpos para controlar os equipamentos/atividades interativas. Apesar dos benefícios que podem ser obtidos com a nova geração de jogos com interação corporal, fica claro que seu potencial e limitações ainda precisão ser melhor compreendidos. Por um lado, os exergames foram propostos para contribuir com o desenvolvimento de habilidades motoras, ou simplesmente para "retirar seus usuários de seus sofás". No entanto, as possibilidades de seus dispositivos de interação começam a ser exploradas em jogos educacionais em diferentes áreas. Com o desenvolvimento do projeto espera-se compreender de que maneira a interação corporal abre novas possibilidades no desenvolvimento de jogos com propósitos educacionais, integrando movimentação corporal a processos cognitivos para resolução de problemas.

Participante - Categoria:

  • ELISEO BERNI REATEGUI (Responsável pelo Projeto) - Docente        
  • MILTON ANTONIO ZARO – Docente

 

Projeto: Estudo sobre o Processo de Mediação entre Pessoas com Necessidades Especiais - PNES - em Comunidades de Convivência e Inclusão Digital

Início: 01/01/2009

Descrição: As tecnologias digitais prometem suscitar uma transformação radical da vida em comunidade ao permitir ouvir a voz do plural, ao impulsionar uma enunciação coletiva, uma condição-chave para a construção de uma sociedade de plena participação e de igualdade de oportunidade a todos os seus atores sociais. O reconhecimento da diversidade humana impulsionou a reivindicação das pessoas com necessidades especiais- PNEs no seu legítimo direito de ter acesso à informação, à formação e, principalmente, demandando acessibilidade a espaços digitais, adaptados as suas especificidades. Investigações de pesquisadores (internacionais e nacionais) e documentos oficiais (nacionais e da União Européia) já revelam a urgência de programar ações para enfrentar dos desafios da info-exclusão. Com o presente estudo, buscamos investigar, no contexto de ambientes digitais/virtuais de aprendizagem ADA/AVA, de convivência e inclusão, processos de mediação de PNEs entre si e com os demais, tendo como os objetivos: (1) estudar o processo de mediação entre PNEs em Ambientes virtuais de aprendizagem/convivência/ inclusão; (2) acompanhar e observar o processo de mediação de PNEs dentro da mesma deficiência, entre diferenciadas deficiências e com os demais no contexto dos ADA/AVA; (3) utilizar o AVA inclusivo- Eduquito como espaço para Comunidades de Convivência de PNEs e demais participantes; (4) mapear os processos de mediação para a teorização que orientem e ampliem praticas e metodologias alternativas para a inclusão digital e social de PNEs; (5) construir conhecimento sobre os processos de mediação de PNEs, que possibilitem a configuração de ambientes digitais direcionados a sua autonomia e inclusão social. A investigação envolverá como metodologia estudos de casos (multicasos), individuais e grupos de PNEs com diferenciadas síndromes/deficiências, de ambos os sexos, de idades diferenciadas, alfabetizados ou em processo de alfabetização. Faz parte deste estudo, outros dois projetos: 1) AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM POR PROJETOS PARA A INCLUSÃO DIGITAL, EDUCACIONAL E SOCIAL DE PNES - Software livre ganha cada vez mais força, pelos desenvolvedores e usuários que acreditam que o conhecimento deve ser compartilhado, principalmente nos reportando às pessoas com necessidades especiais (PNES). O projeto tem como proposta o estudo e desenvolvimento de modelos de Ambientes Digital/virtual de Aprendizagem ADA/AVA Inclusivo aperfeiçoando e implementando novas ferramentas de ação e novos recursos de acessibilidade ao AVA EDUQUITO do Núcleo de Pesquisa em Informática na Educação Especial o da UFRGS. Assim, focaliza o estudo e desenvolvimento de ferramentas que mobilizem a produção textual, a construção da leitura e escrita, visando o processo de letramento e alfabetização. Nesse contexto, envolve o estudo e o desenvolvimento de novos recursos de acessibilidade. Acima de tudo, visa socializar e disponibilizar o AVA Inclusivo - EDUQUITO como software livre, para as comunidades acadêmicas, educacionais, sociais, buscando ampliar as possibilidades de inclusão de PNES e abrindo novos espaços para a construção de conhecimento nessas áreas, com o desenvolvimento de Dissertações e Teses de alunos de Pós- Graduação, Como resultado pretende-se ampliar os recursos para a inclusão digital e social de PNES e construir conhecimento no que concerne a ambientes de digitais/virtuais aprendizagem, ainda carentes no contexto educacional em geral, mais especificamente na área da Educação Especial, servindo de modelo para estudos sobre processos e políticas de inclusão e de acessibilidade à WEB de PNES. Alem do mais, o projeto visa superar as carências de construção de conhecimento, consciente de que toda atividade inovadora que abre áreas novas, tem agregada o risco e as dificuldades que são inerentes a todo trabalho pioneiro. Neste estudo existem 2 alunos de doutorado. Como agente financiador: CNPq. 2) AMBIENTES DIGITAIS DE APRENDIZAGEM E INCLUSÃO: MEDIAÇÃO PELAS ÁREAS DE DESENVOLVIMENTO POTENCIAL DE PESSOAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS - Com o presente estudo, buscamos ampliar as investigações com diferenciadas síndromes/deficiências de PNEEs, tendo em vista os seguintes objetivos: (1)Configurar/estruturar modelos de ambientes digitais de aprendizagem e inclusão, para o estudo de processos de mediação e/em áreas/estágios de desenvolvimento potencial de pessoas com necessidades educacionais especiais - PNEEs, que contemplem ferramentas as quais mobilizem processos de interação/ conversação dialógica / colaboração síncronas e assíncronas- visando à inclusão social;(2)Observar e acompanhar processos de mediação e/em áreas/estágios de desenvolvimento potencial, de pessoas surdas, deficientes físicas (PC), cegos, com autismo e hospitalizadas, com graves enfermidades em situação de exclusão temporária, em ambientes digitais de aprendizagem e inclusão;(3)Mapear os processos de mediação e/em áreas/estágios de desenvolvimento potencial, considerando diferenciadas deficiências de PNEEs ( cegos, surdos, pessoas com paralisia cerebral, com autismo e pessoas hospitalizadas) focalizando a construção /teorização de processos que orientem praticas pedagógicas e metodologias alternativas para a inclusão digital e social de PNEEs;(4)Construir conhecimento sobre os processos de mediação e/em áreas/estágios de desenvolvimento potencial de PNEEs, com diferenciadas síndromes, que possibilitem a configuração de modelos de ambientes digitais de aprendizagem e inclusão, focalizando a acessibilidade desses sujeitos. A pesquisa envolve o estudo de casos individuais ( multicasos) e pequenos grupos de PNEEs observando e acompanhando o processo de interação e comunicação em ambientes digitais de aprendizagem e inclusão, os quais compreendem a conversação dialógica síncrona chat - e assíncrona -e-mail, forun- , o desenvolvimento de projetos coletivos e demais atividades que o ambiente propicia Diário de Bordo, Portfólio, Mural-, entre outros. As interações dos PNEEs serão, no mínimo semanais. Neste estudo, há um aluno de graduação, um de especialização e um de doutorado.

Participante - Categoria:

  • LUCILA MARIA COSTI SANTAROSA (Responsável pelo Projeto) – Docente

 

Projeto: KIGB: "Knowing and Interacting while Gaming for the Blind"

Início: 01/01/201

Descrição: Principais objetivos do projeto KIGB são: 1. Projetar, implementar e avaliar um jogo móvel multimodal para melhorar a cognição espacial em pessoas com deficiência visual 2. Desenvolver modelos mentais através de jogos para melhor conhecer e compreender estruturas espaciais e habilidades de navegação em pessoas com deficiência visual.

Participante - Categoria:

  • ERACLITO DE SOUZA ARGOLO - Participante Externo
  • FELIPE BECKER NUNES - Discente – Doutorado
  • Jaime Sánchez Participante - Externo   
  • Jérôme GENSEL - Participante Externo
  • JOSE VALDENI DE LIMA (Responsável pelo Projeto) - Docente           
  • MARCIA BORBA CAMPOS - Participante Externo       
  • ROBERTO CABRAL DE MELLO BORGES - Participante Externo

 

Projeto: Learning Analytics - Desenvolvimento de Ferramenta para Coleta, Medição, Análise e Relatório de Dados Educacionais

Início: 01/01/2014

Descrição: Propõe-se, aqui, realizar pesquisa em uma área de conhecimento que começa a consolidar-se sob a denominação de Learning Analytics, comumente definida como a coleta, a medição, a análise e o relatório de dados educacionais gerados por sistemas automatizados de apoio à aprendizagem. Este projeto foi selecionado no final de 2013 na chamada MEC/Setec/CNPq nº 94/2013 Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica e faz parte de uma parceria com o Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação (CINTED) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Levando-se em conta que (a) as instituições de ensino utilizam ambientes virtuais de aprendizagem para apoiar suas atividades pedagógicas; (b) estes sistemas armazenam quantidade razoável de informação a respeito dos alunos; (c) o professor deve ser instrumentalizado com informações que lhe permitam proporcionar o crescimento do aluno; e (d) os dados brutos armazenados nos AVAs são de difícil análise por parte do docente; pretende-se identificar de que forma pode-se transformá-los em informações úteis ao processo ensino-aprendizagem. O projeto de pesquisa produzirá tecnologia que poderá ser utilizado em conjunto com ambientes virtuais de aprendizagem nas diversas instituições de ensino.

Participante - Categoria:

  • FABIO YOSHIMITSU OKUYAMA - Participante Externo           
  • JOSIANE CAROLINA SOARES RAMOS DO AMARAL - Participante Externo  
  • LEANDRO ROSNIAK TIBOLA - Discente - Doutorado  
  • LIANE MARGARIDA ROCKENBACH TAROUCO - Docente    
  • MARCELO AUGUSTO RAUH SCHMITT (Responsável pelo Projeto) - Participante Externo       
  • MARCIA HAFELE ISLABAO FRANCO - Participante Externo   
  • VALTER ANTONIO FERREIRA - Discente – Doutorado

 

Projeto: Modelos Pedagógicos em Educação a Distancia no Contexto da Escrita Coletiva: um Olhar a Partir da Recomendação de Conteúdos

Início: 01/03/2013

Descrição: O propósito deste projeto trata da construção de Modelos Pedagógicos para EAD a partir do contexto da escrita coletiva e do apoio da recomendação de conteúdos. Para isso, pretende-se planejar e implementar um recomendador de conteúdos, integrado ao editor de texto coletivo (ETC), a fim de potencializar a produção textual na coletividade. Essa ferramenta possibilitará a indicação de materiais educacionais digitais relacionados à temática que o texto está sendo elaborado. Logo, o projeto terá o apoio de uma equipe interdisciplinar, composta por programadores, educadores e webdesigners que serão responsáveis pelo planejamento e construção do recomendador e da implementação de novas funcionalidades no ETC. A partir disso, será possível realizar estudos em torno dos sujeitos (aluno e docente) no que se refere a construção do conhecimento, por parte dos alunos e, na elaboração de estratégias didático-pedagógicas pelo professor. Do mesmo modo, após a integração dos novos recursos no ETC, evidencia-se a importância da instrumentalização dos docentes e alunos para que possam utilizar a contento as novas funcionalidades.

Participante - Categoria:

  • ALEXANDRA LORANDI - Participante Externo  
  • CLAUDIA ZANK - Participante Externo 
  • LARISSA EBELING - Discente - Graduação     
  • PATRICIA ALEJANDRA BEHAR (Responsável pelo Projeto) - Docente
  • SANDRA ANDREA ASSUMPCAO MARIA - Discente – Doutorado

 

Projeto: Núcleo Disciplinário Redes Acadêmicas

Início: 01/01/2002

Descrição: Projeto de investigación desenvolvido por docentes y gestores universitarios diretamente relacionados con la implementación y el desarrollo de plataformas informáticas de apoyo a cursos y diseños de recursos educacionales abiertos, en las universidades de la AUGM. Financiamento: Associação de Universidades do Grupo Montevidéo/ United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization Este projeto, de abrangência maior, incorpora subprojetos relacionados ao tema nos quais a professora Liane Tarouco também participa. Dentre os subprojetos encontram-se: Remoa Red Iberoamericana para el desarrollo de estrategias de promoción de prácticas comunes en TICs por medio de laboratorios virtuales Luar.

Participante - Categoria:

  • LEANDRO ROSNIAK TIBOLA - Discente - Doutorado  
  • LIANE MARGARIDA ROCKENBACH TAROUCO (Responsável pelo Projeto) - Docente

 

Projeto: Núcleos de Pesquisa em Tecnologia Assistiva da UFRGS

Início: 03/03/2013

Descrição: Grupo Niee/ufrgs: PLATAFORMA EAD ACESSÍVEL para gerenciamento de cursos a distância ou semi-presenciais, direcionada a pessoas com deficiência, compatível dispositivos móveis para potencializar o acesso ao ambiente WEB.

Participante - Categoria:

  • CAMILA GUEDES GUERRA GOES - Participante Externo       
  • DEBORA CONFORTO - Participante Externo   
  • LUCILA MARIA COSTI SANTAROSA (Responsável pelo Projeto) – Docente

 

Projeto: Os Fatores de Acesso e Permanência que Envolvem a Formação Docente na UFRGS e seus Contrastes com as Expectativas e Demandas do Mundo do Trabalho em Escolas Públicas da Rede Básica no Estado do Rio Grande do Sul

Início: 04/04/2013

Descrição: Este estudo investigará os fatores de acesso e permanência que envolvem a formação docente na UFRGS e seus contrastes com as expectativas e demandas do mundo do trabalho em escolas públicas da rede básica do Estado do RS. Tais dados serão coletados nas 19 licenciaturas existentes na UFRGS. Para tanto, realizar-se-á uma pesquisa transversal de cunho qualiquantitativo. A fim de coletar os dados dos fatores locais de acesso e permanência das licenciaturas, utilizar-se-á a base de dados institucional da UFRGS. Para verificar as motivações à permanência nos cursos utilizar-se-á o Questionário de Expectativas Acadêmicas (SOARES; ALMEIDA, 2001) e para verificar a adaptação no ensino superior o Questionário de Vivências Acadêmicas (SANTOS et all, 2005), ambos aplicados com amostra estudantil dos referidos cursos. Tais dados serão analisados através da estatística descritiva. Para os fatores nacionais de acesso e permanência, utilizar-se-á o Censo da Educação Superior. Os dados serão analisados a partir da estatística descritiva e para compará-los com os dados locais, utilizar-se-á o Teste de Mann-Whitney. Para coletar os dados do mundo do trabalho no Estado do RS e dados nacionais será utilizado o Censo Escolar. Os possíveis contrastes com as demandas e expectativas em relação ao mundo do trabalho serão investigados através de entrevista com egressos das licenciaturas que estejam atuando em escolas públicas da rede básica. Esses dados serão analisados utilizando-se matriz de análise qualitativa. Para identificar as possíveis necessidades de mudanças, os dados coletados serão relacionados em uma Matriz de Análise Correlacional e analisados a partir do Teste de Regressão Múltipla. Como resultado, espera-se que o estudo possibilite a UFRGS desvelar as necessidades de mudanças de seus cursos de licenciatura, colaborando para incremento na qualidade desses, incentivando e divulgando orientações necessárias ao desenvolvimento de uma formação de professores sólida e de excelência.

Participante - Categoria:

  • ANGELA KIM - Participante Externo     
  • CARLOS EDUARDO DOS SANTOS SABRITO - Discente - Doutorado
  • CLAUDIA TERRA DO NASCIMENTO PAZ - Participante Externo        
  • DANIELE DA ROCHA SCHNEIDER - Discente - Doutorado    
  • ELIANE KISS DE SOUZA - Participante Externo          
  • EVELYSE RAMOS ITAQUI - Participante Externo        
  • LAURA AUGUSTO DE SOUZA - Participante Externo  
  • MARIA CARMEN SILVEIRA BARBOSA - Participante Externo 
  • MICHELE DORIS CASTRO - Participante Externo       
  • NAYANE ROCHA MANAUT - Participante Externo      
  • RUTE VERA MARIA FAVERO - Participante Externo   
  • SERGIO ROBERTO KIELING FRANCO (Responsável pelo Projeto) – Docente

 

Projeto: Plataforma Acessivel - PLACE

Início: 01/03/2013

Descrição: Desenvolvimento de uma Plataforma para Ensino a Distancia para contempla TODOS. Pela inesxistencia de Plataformas que atendam as especificidades de pessoas com deficiência. Objetiva construir possibilidades de formação `a distancia de PcD, para o processo de inclusão sociodigital e educacional, esta proposta busca alicerces nas recomendações de acessibilidade, usabilidade e princípios, postulados por grupos internacionais da W3C, WCAG 2.0 e ARIA. PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO.

Participante - Categoria:

  • CAMILA GUEDES GUERRA GOES - Participante Externo       
  • DEBORA CONFORTO - Participante Externo   
  • LUCILA MARIA COSTI SANTAROSA (Responsável pelo Projeto) - Docente

 

Projeto: Praticas Pedagógicas com Foco na Afetividade e na Interação Apoiadas por um Ambiente Virtual de Aprendizagem Voltado para o Ensino Fundamental

Início: 02/05/2013

Descrição: O objetivo geral é construir práticas pedagógicas com foco na afetividade e na interação apoiadas pelo ambiente virtual de aprendizagem Planeta ROODA 2.0 voltado para o Ensino Fundamental. A partir dele, decorrem os objetivos secundários: 1. Produzir o estado da arte de estudos acerca da afetividade e das interações com foco no ensino e aprendizagem para crianças; 2. Desenvolver objetos de aprendizagem sobre temáticas derivadas de estudos teóricos da pesquisa para subsidiar capacitações de educadores; 3. Produzir artefatos tecnológicos para auxiliar o professor no acompanhamento e avaliação do processo de construção do conhecimento do aluno, de forma individual e social (coletiva), tais como as seguintes funcionalidades propostas para serem incorporadas ao Planeta ROODA 2.0: SócioPLANETA, PLANETAafeto, PLANETAPlayer, Enquete; 4. Promover cursos de extensão para profissionais da educação interessados em desenvolver práticas pedagógicas em um ambiente virtual de aprendizagem voltado ao público infantil e juvenil; 5. Analisar práticas pedagógicas desenvolvidas no Planeta ROODA 2.0, com foco na afetividade e interação entre os estudantes; 6. Disponibilizar à comunidade científica estudos, análises qualitativas e quantitativas realizadas a partir dos resultados encontrados.

Participante - Categoria:

  • CAROLINE BOHRER DO AMARAL - Participante Externo       
  • CLAUDIO CESAR DE MUSACCHIO LEITE - Participante Externo       
  • PATRICIA ALEJANDRA BEHAR (Responsável pelo Projeto) - Docente
  • TASSIA PRISCILA FAGUNDES GRANDE - Participante Externo

 

Projeto: Redes Sociais e Cultura da Participação em Comunidades de Aprendizagem Profissional Docente

Início: 03/10/2016

Descrição: O pressuposto de interdependência dos atores sociais é a base da análise de redes sociais. As dinâmicas das redes sociais envolvem os sujeitos com efeitos que se desdobram em comportamentos, atitudes e ações concretizados no mundo da vida. Analisar a cultura da participação e sua relação com a formação profissional dos docentes da educação básica é o objetivo central deste trabalho. Quando, como e sob quais condições os docentes da educação básica se engajam na participação social em comunidades de aprendizagem profissional? Como os docentes realizam a translação do privado ao público? Essas são as questões orientadoras da pesquisa.

Participante - Categoria:

  • ANTONIO MANJATE JUNIOR - Discente - Doutorado  
  • CRISTIANE KOEHLER - Participante Externo  
  • FABIO CANTERGIANI RIBEIRO MENDES - Participante Externo        
  • MARIE JANE SOARES CARVALHO (Responsável pelo Projeto) - Docente      
  • MARLISE BOCK SANTOS - Discente - Doutorado       
  • MICHELE ANTUNES - Discente - Doutorado   
  • RAQUEL USEVICIUS HAHN - Discente – Doutorado

 

Projeto: ROBO+EDU: Contribuição em Robótica Educacional ao Programa Mais Educação

Início: 01/01/2011

Descrição: Entre os objetivos desse projeto destacam-se: (1) prover assessoria pedagógica às escolas em todo país que aderem ao Programa Mais Educação da Secretaria de Educação Básica do MEC através do macro campo Robótica e (2) desenvolver kit robótico e materiais pedagógicos visando aprofundar conhecimento dos alunos da rede pública de Educação Básica em Lógica de Programação, Matemática, Física e outras disciplinas através do caráter indisciplinar do projeto. São subprojetos: 2011-2012 - CUBO MÁGICO Desenvolver robô que resolve automaticamente o Cubo de Rubik, também conhecido como Cubo Mágico, para ser apresentado no estande principal do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação por ocasião da Semana nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) de 2011 em Brasília. Objetivou-se também o desenvolvimento de robô que solucione o Cubo de Rubik através de Kits da LEGO que foram mostrados em Porto Alegre, no mesmo período por ocasião da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia. Início em 2011 e término em 2012. Verba do MCTI. 2011- Atual - ROBOCETI - Robótica como instrumento de capacitação dos Institutos Federais em Ciência, Educação e Tecnologia. Promover a pesquisa junto aos Institutos Federais, através da formação de grupos de trabalho, que desenvolverão suas atividades de forma integrada. Colaborar com a política de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação em conjunto com a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, através do desenvolvimento de tecnologias e metodologias educacionais a fim de implementar a Robótica Educacional e suas demandas. Instituições envolvidas: Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Instituto Federal Sul-Riograndense, Instituto Federal Baiano, Instituto Federal Goiano e Instituto Federal Fluminense. Teve início em 2011. 2012 - atual - Circuitos de Aprendizagem Programa Mais Educação: Estudos, Pesquisas e Implementação de Rede Social de Aprendizagem. Desenvolver uma rede social de aprendizagem denominada Circuitos de Aprendizagem, que aglutine todos os participantes do Programa Mais Educação nas mais de 15.000 escolas de todo o Brasil, entre estudantes, professores e monitores, para que possam trocar conhecimentos e experiências sobre suas práticas educativas e convívio social numa ferramenta tecnológica online. Essa rede será utilizada de tal forma que facilite a comunicação entre todas as partes envolvidas, a identificação de melhores práticas promovendo a formação dos participantes em cultura e artes, cultura digital, comunicação e uso de mídias, direitos humanos e educação ambiental. Inicio em 2012, verba MEC. 2012 - atual- BATY MEC - Divulgação e Promoção da Computação na Educação Básica. Em comemoração ao centenário do nascimento de Alan Turing, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, colaborará para a promoção pública da Ciência da Computação e da memória de um de seus pesquisadores mais notáveis, a partir de uma série de atividades previstas para iniciarem em junho de 2012. Essa ação se dará em colaboração com o Programa Mais Educação, através da produção de materiais didáticos, da capacitação em tecnologias audiovisuais e da contextualização histórica da importância da Ciência da Computação e das Tecnologias da Informação e Comunicação. Inicio em 2012. Recebe verba do MEC. 2012 - atual - BATY MCTI - Promoção e Divulgação Científica da Computação, Matemática, Engenharias por meio do Centenário de Alan Turing

Participante - Categoria:

  • DANTE AUGUSTO COUTO BARONE (Responsável pelo Projeto) - Docente    
  • ELAINE TEREZINHA FLEISCHMANN BENFICA - Participante Externo  
  • IVAN JORGE BOESING - Participante Externo
  • LEONARDO FILIPE BATISTA SILVA DE CARVALHO - Participante Externo   
  • LUCIANO CAVALHEIRO DA SILVA - Participante Externo       
  • MONICA XAVIER PY - Participante Externo

 

Projeto: SCALA - Sistema de Comunicação Alternativa para Letramento de Pessoas com Autismo

Início: 01/01/2008

Descrição: As pessoas com autismo apresentam dificuldades na interação social e comunicação. O objetivo principal desse projeto é propor um sistema de comunicação alternativa (CA) que promova habilidades de comunicação para esse público. Os objetivos específicos são: validar sistemas de CA existentes por meio de metodologias de ensino diversificadas visando o letramento; observar e analisar o uso de esquemas de CA na interação de sujeitos com autismo; analisar o uso de CA para o processo de letramento com ênfase na escrita; identificar padrões e/ou categorias de comunicação e letramento que permitam desenvolver soluções tecnológicas para casos de déficits de comunicação envolvendo a proposta de novos sistemas de CA; propor uma arquitetura de sistema de CA que contemple as categorias identificadas e os problemas de comunicação frequentes; desenvolver e validar protótipos de CA a partir de módulos de arquitetura (desenvolvimento modular). Este é um projeto maior que envolve os subprojetos SCALA II e SCALA III. O SCALA II (Sistema de Comunicação Aumentativa e Alternativa Fase II: Multiplataforma e Usabilidade) tem foco no desenvolvimento de versões do sistema SCALA para dispositivos móveis (como celular, PC tablet, etc.) e analisa o uso do sistema por diferentes usuários a partir de critérios de usabilidade. O SCALA III (Sistema de Comunicação Alternativa para o Letramento de Crianças com Autismo - Fase III: Produção de Narrativas Visuais na Educação Infantil) teve início em 2012 e visa analisar o uso de protótipos desenvolvidos nos projetos anteriores com sujeitos com autismo não oralizados e com sujeitos com deficiência motora grave não oralizados. A justificativa dessa proposta relaciona-se com a necessidade de análise e sistematização do uso de tecnologias assistivas no processo de desenvolvimento da oralidade com vistas à inclusão escolar, qualificando não só o conhecimento acerca dos sujeitos, mas também dos serviços e das práticas mediadas pelas tecnologias assistivas que poderão apoiar os processos de inclusão.Projeto Scala 4.0 Fase IV: Multiplataforma, Gerenciamento semântico e internacionalização. O presente projeto tem como objetivo contribuir para o avanço e difusão do conhecimento em áreas relacionadas ao uso de tecnologias para a promoção da inclusão social e cognitiva de pessoas com deficiência. Ao final do projeto as soluções desenvolvidas estarão disponibilizadas em um portal Web bilíngue (português e espanhol) para apoio à pesquisa cooperativa e colaborativa em rede. Este portal também facilitará a inclusão no Brasil e em países de língua portuguesa e hispano-americana. Além disso, se prevê a disponibilização dessas soluções em publicação conjunta de e-book relatando os conhecimentos e experiências envolvidas, tudo isso de forma a possibilitar o estabelecimento de um trabalho de equipe permanente onde possa haver a construção colaborativa de conhecimento cientifico.

Participante - Categoria:

  • ALEXANDRE MOGNON SILVA - Discente - Graduação
  • CLEVI ELENA RAPKIEWICZ - Participante Externo     
  • FERNANDA CHAGAS SCHNEIDER - Participante Externo     
  • GERALDO RIBAS MACHADO - Participante Externo   
  • GRACIELA FAGUNDES RODRIGUES - Participante Externo  
  • GRACIELA SOCCOL - Participante Externo     
  • JOAO CARLOS GLUZ - Participante Externo
  • JOAO VICENTE GUIMARAES - Discente - Graduação 
  • LILIANA MARIA PASSERINO (Responsável pelo Projeto) - Docente    
  • MARIA DEL CARMEN CABRERA MARTINS - Participante Externo     
  • RENATA COSTA DE SA BONOTTO - Participante Externo      
  • RITA DE CASSIA RECKZIEGEL BERSCH - Participante Externo        
  • ROBERTO DOS SANTOS RABELLO - Participante Externo     
  • SANDRA ANDREA ASSUMPCAO MARIA - Discente - Doutorado       
  • SANDRA PORTELLA MONTARDO - Participante Externo        
  • SHEILA ANTONIO SITOE - Participante Externo

 

Projeto: SOLASSIST: Biblioteca Virtual de Soluções Assistivas

Início: 01/01/2012

Descrição: Este projeto tem como problema de investigação: de que forma coletar, organizar e divulgar soluções assistivas já desenvolvidas para possibilitar processos de formação continuada de professores e outros profissionais? A justificativa de uma proposta de construção de uma biblioteca virtual pode ser identificada na necessidade de análise e sistematização do uso de Tecnologias Assistivas acerca do atual momento de instituição de políticas de inclusão nos municípios brasileiros com a implantação de Salas de Recursos Multifuncionais nas escolas públicas qualificando não só o conhecimento acerca dos sujeitos, mas também dos serviços e das práticas mediadas pelas tecnologias assistivas. Desta forma, propomos o desenvolvimento de uma Biblioteca Virtual de Soluções Assistivas que possibilite atender questões de formação continuada e servir de base para tomada de decisões por gestores e desenvolvedores de políticas públicas. Nossos objetivos são: a) Identificar soluções assistivas em diferentes setores (educacional e laboral) no Rio Grande do Sul; b) organizar, categorizar e analisar as soluções assistivas para a composição da Biblioteca Virtual; c) divulgar a Biblioteca Virtual em diferentes âmbitos e promover sua ampliação a outras regiões do Brasil; d) experimentar o uso Biblioteca Virtual num processo de formação de professores e gestores (formação piloto). Como metas desta atividade: 1) pretende-se criar uma Biblioteca Virtual com soluções assistivas, com conteúdo sob licença Creative Commons, 2) propor formação de professores e gestores a partir do uso da Biblioteca Virtual visando à inclusão de pessoas com deficiência, 3) formar e aperfeiçoar docentes e gestores, bem como a formação e aperfeiçoamento em nível de pós-graduação de mestres e doutores no âmbito do projeto.

Participante - Categoria:

  • ANA CRISTINA CYPRIANO PEREIRA - Participante Externo  
  • CLEVI ELENA RAPKIEWICZ - Participante Externo     
  • GERALDO RIBAS MACHADO - Participante Externo   
  • GRACIELA FAGUNDES RODRIGUES - Participante Externo  
  • LILIANA MARIA PASSERINO (Responsável pelo Projeto) - Docente    
  • MAGALI DIAS DE SOUZA - Participante Externo         
  • ROBERTO FRANCISCATTO - Discente – Doutorado
  • ROSANA WAGNER - Discente - Doutorado

 

Projeto: TAC-Access Tecnologias de Apoio à Comunicação a partir de Interfaces Acessíveis e Multimodais para Pessoas com Deficiência e Diversidade

Início: 30/04/2013

Descrição: A comunicação humana é uma das práticas culturais mais importantes dos seres humanos que de forma geral se efetiva na linguagem e impacta no seu desenvolvimento, seja cognitivo, seja social e cultural. Por este motivo, a comunicação é de vital importância para o processo de inclusão social. Neste contexto, os grupos de pesquisa TEIAS e EATCO convergem para desenvolver e investigar soluções tecnológicas, que inseridas em ambientes socioculturais impactem no desenvolvimento humano, especialmente com enfoque da comunicação humana com o objetivo de inclusão social. O presente projeto tem como objetivo contribuir para o avanço e difusão do conhecimento em áreas relacionadas com uso de tecnologias para a promoção da inclusão social e cognitiva de pessoas com deficiência e em situação de diversidade. No final do projeto, deseja-se disponibilizar um portal baseado na WEB bi-nacional para apoio a pesquisa cooperativa e colaborativa da rede, que dê conta da complexidade do domínio abordado (do nível de conhecimento e perfis dos alunos e da diversidade de material produzido) e na publicação de um livro relatando os conhecimentos e experiências envolvidas. O grupo de investigação EATCO e a empresa CPMTI spin-off da Universidade de Córdoba desenvolveram o projeto "IPTV3D3I: Plataforma de IPTV 3d Interativa, Inteligente e Inclusiva" baseado no ecossistema Siesta (Sistema de e-Servicios y Tecnologías de Apoio) com financiamento de um fundo tecnológico europeu financiado pelo CDTI com 4.3 milhões de euros. A proposta é aplicar este projeto em populações de pessoas com diversidade em Brasil, avaliando e melhorando o sistema às características e necessidades de Brasil, em colaboração com o grupo TEIAS - Tecnologia na Educação para Inclusão e Aprendizagem em Sociedade. Assim, o TEIAS aplicará a plataforma para uma análise da funcionalidade da mesma em laboratórios de usabilidade e living labs (redes sociais de inovação) em grupos de pessoas com diversidade. SiestaTV3D é uma plataforma na nuvem de Inteligência Ambiental (AmI), acessível, usável e adaptativa para a televisão e sistemas móveis (tablets e smartphone) de terceira geração via Internet (IPTV), que permitirá ao usuário a bidirecionalidade e interatividade com múltiplos serviços. Assim, o presente projeto de pesquisa conjunta articulara a plataforma SIESTA e o projeto SCALA para criar uma solução tecnológica que atenda a diversidade humana. Em suma, se realizará investigação e desenvolvimento tecnológico no âmbito das tecnologias de comunicação, tratamento da informação e software, componentes e microssistemas, tecnologias de interfaces aplicado ao campo da inclusão, pessoas com deficiência e necessidades especiais. A investigação será aplicada no campo da inclusão laboral e escola, com impactos em outros campos que se debruçam na investigação sobre as TIC do futuro e tecnologias emergentes em grupos de pessoas com diversidade. OBJETIVOS DE INVESTIGAÇÃO DESTE PROJETO 1. Avaliação, melhoria e adaptação ao ambiente (laboral e escolar) de pessoas com diversidade na sociedade brasileira do sistema Siesta e SiestaTV na nuvem; 2. Integração do projeto SCALA do grupo TEIAS na plataforma Siesta. 3. Avaliação dos resultados desta integração em laboratórios de usabilidade e redes sociais de inovação na Espanha e no Brasil. 4. Produção de objetos de aprendizagem multimídia, interativos, acessíveis, usáveis e com as ferramentas de autoria do sistema Siesta na nuvem e Wikicursos adaptados as necessidades especiais do ambiente educativo brasileiro e posterior avaliação dos mesmos. IDENTIFICAÇÃO DAS LINHAS DE ATUAÇÃO NA ÁREA APÓS O TÉRMINO DO PROJETO Estabelecimento de um modo de trabalho em conjunto, continuado e coordenado, que possibilite que todos os integrantes contribuam, em todos os resultados da rede; Realização e participação de eventos conjuntos e produção bibliográfica par. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Participante - Categoria:

  • ELISEO BERNI REATEGUI - Docente 
  • GERALDO RIBAS MACHADO - Participante Externo   
  • JOAO CARLOS GLUZ - Participante Externo    
  • LILIANA MARIA PASSERINO (Responsável pelo Projeto) - Docente    
  • ROSA MARIA VICARI - Docente