Você está aqui: Página Inicial A PROGESP Setores CCMA DIMA Descrição dos Cargos Cargos de Nível D

Cargos de Nível D

Cargos com um asterisco estão em extinção ou extintos.

ASSISTENTE EM ADMINISTRACAO

DESENHISTA TÉCNICO/ESPECIALISTA

DESENHISTA PROJETISTA

DIAGRAMADOR

EDITOR DE IMAGEM

INSTRUMENTADOR CIRÚRGICO

MESTRE DE EDIFICAÇÕES E INFRAESTRUTURA

RECREACIONISTA *

TÉCNICO EM FARMÁCIA

TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO

TÉCNICO DE LABORATÓRIO/ÁREA

TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TÉCNICO DE AEROFOTOGRAMETRIA

TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA

TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIOS

TÉCNICO EM ANATOMIA E NECROPSIA

TÉCNICO EM ARTES GRÁFICAS

TÉCNICO EM AUDIOVISUAL

TÉCNICO EM CINEMATOGRAFIA

TÉCNICO EM CONTABILIDADE

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

TÉCNICO EM ELETRICIDADE

TÉCNICO EM ELETROELETRÔNICA

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA

TÉCNICO EM ELETRÔNICA

TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

TÉCNICO EM ENFERMAGEM

TÉCNICO EM ESTRADAS

TÉCNICO EM GEOLOGIA

TÉCNICO EM HIDROLOGIA

TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL

TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE ÁUDIO E VÍDEO

TÉCNICO EM MECÂNICA

TÉCNICO EM METALURGIA

TÉCNICO EM MÓVEIS E ESQUADRIAS

TÉCNICO EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA

TÉCNICO EM ÓTICA

TÉCNICO EM QUÍMICA

TÉCNICO EM RADIOLOGIA

TÉCNICO EM RESTAURAÇÃO

TÉCNICO EM SECRETARIADO

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES

TÉCNICO EM TELEFONIA

TRADUTOR E INTÉRPRETE DE LINGUAGEM DE SINAIS

VIGILANTE *

 

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
CÓDIGO CBO: 4110-10
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS: Experiência de 12 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Dar suporte administrativo e técnico nas áreas de recursos humanos, administração, finanças e logística; atender usuários, fornecendo e recebendo informações; tratar de documentos variados, cumprindo todo o procedimento necessário referente aos mesmos; preparar relatórios e planilhas; executar serviços áreas de escritório. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Tratar documentos: Registrar a entrada e saída de documentos; triar, conferir e distribuir documentos; verificar documentos conforme normas; conferir notas fiscais e faturas de pagamentos; identificar irregularidades nos documentos; conferir cálculos; submeter pareceres para apreciação da chefia; classificar documentos, segundo critérios pré-estabelecidos; arquivar documentos conforme procedimentos.
  • Preparar relatórios, formulários e planilhas: Coletar dados; elaborar planilhas de cálculos; confeccionar organogramas, fluxogramas e cronogramas; efetuar cálculos; elaborar correspondência; dar apoio operacional para elaboração de manuais técnicos.
  • Acompanhar processos administrativos: Verificar prazos estabelecidos; localizar processos; encaminhar protocolos internos; atualizar cadastro; convalidar publicação de atos; expedir ofícios e memorandos.
  • Atender usuários no local ou à distância: Fornecer informações; identificar natureza das solicitações dos usuários; atender fornecedores.
  • Dar suporte administrativo e técnico na área de recursos humanos: Executar procedimentos de recrutamento e seleção; dar suporte administrativo à área de treinamento e desenvolvimento; orientar servidores sobre direitos e deveres; controlar freqüência e deslocamentos dos servidores; atuar na elaboração da folha de pagamento; controlar recepção e distribuição de benefícios; atualizar dados dos servidores.
  • Dar suporte administrativo e técnico na área de materiais, patrimônio e logística: Controlar material de expediente; levantar a necessidade de material; requisitar materiais; solicitar compra de material; conferir material solicitado; providenciar devolução de material fora de especificação; distribuir material de expediente; controlar expedição de malotes e recebimentos; controlar execução de serviços gerais (limpeza, transporte, vigilância); pesquisar preços.
  • Dar suporte administrativo e técnico na área orçamentária e financeira: Preparar minutas de contratos e convênios; digitar notas de lançamentos contábeis; efetuar cálculos; emitir cartas convite e editais nos processos de compras e serviços.
  • Participar da elaboração de projetos referentes à melhoria dos serviços da instituição.
  • Coletar dados; elaborar planilhas de cálculos; confeccionar organogramas, fluxogramas e cronogramas; atualizar dados para a elaboração de planos e projetos.
  • Secretariar reuniões e outros eventos:
  • Redigir documentos utilizando redação oficial.
  • Digitar documentos.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: DESENHISTA TÉCNICO/ESPECILIDADE
CÓDIGO CBO: 9.22.20
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + conhecimento de programas de editoração eletrônico e desenho
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar desenhos técnicos construtivos, mapas gráficos e ilustrações e outros trabalhos técnicos, interpretando esboços e especificações e utilizando instrumentos adequados para elaborar a representação gráfica do projeto e orientar sua execução.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Estudar as características do projeto, examinando notas, esboços e especificações e normas técnicas;
  • Efetuar cálculos necessários à confecção do desenho;
  • Estabelecer as relações entre as diferentes partes do produto ou da obra, determinado escalas adequadas;
  • Elaborar esboço obedecendo a normas técnicas;
  • Submeter o esboço elaborado à apreciação do autor do projeto;
  • Elaborar o desenho definitivo, fornecendo subsídios gráficos necessários à execução do projeto;
  • Elaborar desenhos técnicos referentes a campos específicos, como mecânica, eletricidade, construção civil, arquitetura, artes gráficas e outros;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: DESENHISTA PROJETISTA
CÓDIGO CBO: 3185-05 e 3185-10; 3186-05 e 3186-10
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS: Experiência de 06 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Auxiliar arquitetos e engenheiros no desenvolvimento de projetos de construção civil e arquitetura, projetos de ferramentas, produtos da mecânica, moldes e matrizes, coletando dados, elaborando anteprojetos, desenvolvendo projetos, dimensionando estruturas e instalações, especificando materiais, detalhando projetos executivos e atualizando projetos conforme obras; auxiliar na coordenação de projetos; pesquisar novas tecnologias de produtos e processos, verificando viabilidade e coletando dados, aplicando os equipamentos e instrumentos disponíveis, especificando material usado, desenvolvendo protótipos e estimando custo/benefício. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Auxiliar na coordenação dos projetos: Consultar normas técnicas e padrões de desenho da instituição; colaborar na definição das diretrizes dos projetos; solicitar projetos complementares; auxiliar a compatibilização de projetos; participar de reuniões de avaliação do projeto; conferir projetos sob supervisão; arquivar documentos relativos ao projeto.
  • Planejar o desenvolvimento dos projetos: Analisar projetos; definir metodologia de trabalho; auxiliar arquiteto no estudo de viabilidade; estimar quantitativos de pranchas de desenho; dimensionar equipe de desenhistas; determinar prazos para elaboração dos projetos.
  • Pesquisar novas tecnologias de produtos e processos: Seguir princípios da qualidade total; analisar viabilidade de uso de materiais; verificar condições de uso dos equipamentos de desenho; utilizar programas de informática específicos para elaboração de projetos; aplicar novas tecnologias.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associado ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: DIAGRAMADOR
CÓDIGO CBO: 9.22.20
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:

  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Planejar, organizar e executar a distribuição gráfica de publicações destacando a importância do assunto, concluindo e interpretando a matéria a ser divulgada.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO

  • Distribuir número de linhas e letras de cada matéria;
  • Determinar a quantidade de textos por página;
  • Organizar o visual da matéria jornalística;
  • Delimitar os espaços;
  • Auxiliar o repórter, coordenando e interpretando a matéria a ser divulgada;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível dificuldade.

 

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: EDITOR DE IMAGEM
CÓDIGO CBO: 9.22.90
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência.
  • OUTROS: Experiência de 12 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar trabalhos relacionados à gravação, montagem e sonorização de programas gravados (áudio e vídeo) em fita magnética (fita de vídeo - tape).

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Operar vídeo - tape para gravação e/ou produção de imagens transmitidas e recolhidas na tela;
  • Selecionar imagens e som, ordenando-as, segundo um roteiro, numa fita de VT;
  • Operar ilha de edição por VT e uma unidade de controle de edição automática (Editor) e outras fontes de imagem;
  • Realizar ajustes de nível de vídeo e áudio, durante gravações referido por um padrão;
  • Fazer a edição de programas;
  • Realizar cópias de programa;
  • Indexar fitas sob sua utilização para planilha de gravação e edição;
  • Dar pareceres relacionados com assuntos artísticos e técnicos ligados à função;
  • Encaminhar pedidos de manutenção dos equipamentos sob sua guarda ao supervisor de manutenção;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: INSTRUMENTADOR CIRÚRGICO
CÓDIGO CBO: 3222-25
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Completo
  • OUTROS: Experiência de 06 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Desempenhar atividades técnicas e tarefas de instrumentação cirúrgica em hospitais, clínicas e outros estabelecimentos de assistência médica, embarcações e domicílios; atuar em cirurgia, obstetrícia e outras, posicionando de forma adequada o paciente e o instrumental, o qual passa ao cirurgião; organizar ambiente de trabalho; trabalhar em conformidade às boas práticas, normas e procedimentos de biossegurança. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Ordenar e controlar o instrumental cirúrgico.
  • Preparar o instrumental a ser utilizado nas cirurgias.
  • Realizar instrumentação cirúrgica, passando instrumentos à equipe cirúrgica durante as intervenções cirúrgicas.
  • Realizar assepsia nos materiais cirúrgicos.
  • Preparar mesas para as cirurgias.
  • Zelar pela guarda e conservação do material cirúrgico.
  • Desinfetar aparelhos e materiais; esterilizar instrumental; transportar roupas e materiais para expurgo; acondicionar perfurocortante para descarte; descartar material contaminado.
  • Seguir protocolo em caso de contaminação ou acidente.
  • Orientar familiares e pacientes.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: MESTRE DE EDIFICAÇÕES E INFRAESTRUTURA
CÓDIGO CBO: 7.01

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Completo
  • OUTROS: Experiência de 24 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Coordenar a implantação de programas de trabalho, distribuindo tarefas individuais ou coletivas, orientando e supervisionando sua execução e controlando os resultados, numa unidade de produção.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Coordenar atividades de uma unidade de produção dedicada à transformação de materiais;
  • Coordenar atividades de uma unidade dedicada à exploração mineral;
  • Interpretar especificação, organizar o ciclo de operações e utilização de materiais, equipamentos e mão-de-obra;
  • Distribuição de tarefas individuais ou coletivas;
  • Resolver ou propor soluções para os problemas surgidos;
  • Coordenar atividades de uma unidade de energia elétrica, gás, esgoto e água;
  • Efetuar o trabalho de supervisão nas seções de uma unidade têxtil;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: RECREACIONISTA
CÓDIGO CBO: 1.43.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Completo
  • OUTROS: Experiência de 24 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Desenvolver atividades de recreação e terapia ocupacional, objetivando o desenvolvimento psico-social satisfatório.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Planejar atividades recreativas tais como jogos, aplicações motoras e visuais, estórias e outros;
  • Consultar bibliografia específica visando à elaboração dos programas;
  • Desenvolver atividades recreativas, observando a faixa etária e o grau de escolaridade, utilizando técnicas e materiais adequados, contribuindo para o desenvolvimento psicomotor;
  • Observar as crianças durante as atividades recreativas, registrando ocorrências e o comportamento das mesmas;
  • Planejar atividades laborais, manuais e artesanais, com fins terapêuticos;
  • Apresentar relatórios da evolução dos pacientes;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM FARMÁCIA
CÓDIGO CBO: 3251-15

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar sob orientação e supervisão do Farmacêutico, a fabricação controle e venda de medicamentos, produtos farmacêuticos e cosméticos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Preparar medicamentos, insumos farmacêuticos e cosméticos, realizando operações de transferência de massa, divisão, transporte e medição;
  • Manipular as fórmulas farmacêuticas como pílulas, comprimidos, pomadas, perfumes, batons e outros;
  • Executar processos de análises onde são típicas as tarefas de pesagem, viscosimetria, titulação, colorimetria, etc.;
  • Acondicionar medicamentos e cosméticos, transferindo suas formas para seus respectivos recipientes e mantendo-os sob controle;
  • Preparar rótulos para medicamentos e cosméticos;
  • Copiar de forma legível a receita aviada e indicar de maneira clara qual o procedimento para uso correto;
  • Zelar pela conservação dos medicamentos, matérias-primas e aparelhagem;
  • Participar eventualmente de campanhas sanitárias, fornecendo esclarecimentos à população;
  • Auxiliar em calamidades públicas, trabalhando de acordo com instruções recebidas e conforma as necessidades mais urgentes;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM INSTRUMENTAÇÃO
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Ler e interpretar desenhos, esquemas elétricos e eletrônicos, mapas, exogramas, diagramas e outras, com a finalidade de orientar o pessoal na execução dos serviços de manutenção e executar as de maior complexidade e responsabilidade.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Recondicionar, substituir ou adaptar componentes pneumáticos, mecânicos, hidráulicos, circuitos impressos de instrumentos, fazer verificações de funcionamento, calibrar, ajustar, verificando os padrões de instalação e funcionamento dos instrumentos, simulando variações de temperatura, vazão, pressão, nível, obesidade e outras;
  • Desenhar peças, conjuntos, circuitos de controle, preencher folhas de especificação de instrumentos;
  • Inspecionar materiais, instrumentos, componentes, simulando o funcionamento, traçando gráficos elucidativos, realizando relatórios técnicos, analisando e comentando resultados;
  • Supervisionar serviços de montagem e instalação de instrumentos;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE LABORATÓRIO/ÁREA
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar trabalhos técnicos de laboratório relacionados com a área de atuação, realizando ou orientando coleta, análise e registros de material e substâncias através de métodos específicos. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Preparar reagentes, peças e outros materiais utilizados em experimentos.
  • Proceder à montagem de experimentos reunindo equipamentos e material de consumo em para serem utilizados em aulas experimentais e ensaios de pesquisa.
  • Fazer coleta de amostras e dados em laboratórios ou em atividades de campo relativas a uma pesquisa.
  • Proceder à análise de materiais em utilizando métodos físicos, químicos, físico-químicos e bioquímicos para se identificar qualitativo e quantitativamente os componentes desse material, utilizando metodologia prescrita.
  • Proceder à limpeza e conservação de instalações, equipamentos e materiais dos laboratórios. Proceder ao controle de estoque dos materiais de consumo dos laboratórios.
  • Responsabilizar-se por pequenos depósitos e/ou almoxarifados dos setores que estejam alocados.
  • Gerenciar o laboratório conjuntamente com o responsável pelo mesmo.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.
  1. Observação – As atividades serão realizadas nas de: Química, Física, Biologia Industrial e Análises Clínicas.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
CÓDIGO CBO: 3171-10

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo+ Curso Técnico em eletrônica com ênfase em sistemas computacionais
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Desenvolver sistemas e aplicações, determinando interface gráfica, critérios ergonômicos de navegação, montagem da estrutura de banco de dados e codificação de programas; projetar, implantar e realizar manutenção de sistemas e aplicações; selecionar recursos de trabalho, tais como metodologias de desenvolvimento de sistemas, linguagem de programação e ferramentas de desenvolvimento. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Desenvolver sistemas e aplicações: Desenvolver interface gráfica; aplicar critérios ergonômicos de navegação em sistemas e aplicações; montar estrutura de banco de dados; codificar programas; prover sistemas de rotinas de segurança; compilar programas; testar programas; aplicativos para instalação e gerenciamento de sistemas; documentar sistemas e aplicações.
  • Realizar manutenção de sistemas e aplicações: Alterar sistemas e aplicações; alterar estrutura de armazenamento de dados; atualizar informações gráficas e textuais; converter sistemas e aplicações para outras linguagens ou plataformas; atualizar documentações de sistemas e aplicações; fornecer suporte técnico; monitorar desempenho e performance de sistemas e aplicações; implantar sistemas e aplicações; instalar programas; adaptar conteúdo para médias interativas; homologar sistemas e aplicações junto a usuários; treinar usuários; verificar resultados obtidos; avaliar objetivos e de projetos de sistemas e aplicações.
  • Projetar sistemas e aplicações: Identificar demanda de mercado; coletar dados; desenvolver leiaute de e relatórios; elaborar anteprojeto, projetos conceitual, lógicos, estruturais, físicos e gráficos; definir critérios ergonômicos e de navegação em sistemas e aplicações; definir interface de comunicação e interatividade; elaborar croquis e desenhos para geração de programas; projetar dispositivos, ferramentas e posicionamento de em máquinas; dimensionar vida útil de sistema e aplicações; modelar estrutura de banco de dados.
  • Selecionar recursos de trabalho: Selecionar metodologias de desenvolvimento de sistemas; selecionar linguagem de programação; selecionar ferramentas de desenvolvimento; especificar configurações de máquinas e equipamentos (hardware); especificar máquinas, ferramentas, acessórios e suprimentos; compor equipe técnica; especificar recursos e estratégias de comunicação e comercialização; solicitar consultoria técnica.
  • Planejar etapas e ações de trabalho: Definir cronograma de trabalho; reunir-se com equipe de trabalho ou cliente; definir padronizações de sistemas e aplicações; especificar atividades e tarefas; distribuir tarefas.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM AEROFOTOGRAMETRIA
CÓDIGO CBO: 9.22.20

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Completo + habilitação
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Promover a cobertura aerofotográfica com a finalidade de conhecer os recursos e riquezas de uma região, bem como seu aspecto físico e topográfico.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Planejar o vôo, determinando a área, altitude, equipamento adequado para o trabalho que pretende realizar e estabelecer o número de aerofotografias para a respectiva tomada;
  • Orientar a direção do vôo para que haja perfeição nas faixas de fotografia;
  • Proceder à revelação de filmes conforme a ordem das fotografias tiradas em vôo, compilando-as e transformando-as em mosaico;
  • Realizar levantamento do terreno, a fim de se conhecer bem os pontos de nivelamento e escala;
  • Transcrever para mapas os pontos de nivelamento;
  • Realizar no levantamento de detalhes tais como: nomes de ruas e número de casas;
  • Proceder às revisões técnicas necessárias à execução de suas atividades;
  • Realizar o desenho final utilizando nanquim, sobre plástico, poliéster ou papel vegetal;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA
CÓDIGO CBO: 3211-10

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente – Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 - CONFEA.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Prestar assistência e consultoria técnicas, orientando diretamente produtores sobre produção agropecuária, comercialização e procedimentos de biosseguridade. Executar projetos agropecuários em suas diversas etapas.  Planejar atividades agropecuárias. Promover organização, extensão e capacitação rural. Fiscalizar produção agropecuária. Desenvolver tecnologias adaptadas à produção agropecuária. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Orientar na escolha do local para atividade: Orientar sobre preservação ambiental; orientar coleta de amostras para análises e exames; orientar sobre preparo, correção e conservação de solo; orientar sobre época de plantio, tratos culturais e colheita; orientar na definição e manejo de equipamentos, máquinas e implementos; orientar construções e instalações agropecuárias; orientar na escolha de espécies e cultivares; orientar sobre técnicas de plantio; orientar sobre tratamento da água a ser utilizada na produção agropecuária; orientar sobre formas e manejo de irrigação e drenagem; orientar manejo integrado de pragas e doenças; orientar sobre uso de equipamentos de proteção individual (EPI); orientar no beneficiamento de produtos agropecuários; orientar podas, raleios, desbrotas e desbastes; orientar sobre padrão de produção de sementes e mudas; orientar na legalização de empreendimentos agropecuários; orientar sobre técnicas de reprodução animal e vegetal; orientar escolha e manejo de pastagem e forrageiras; orientar alimentação e manejo de animais; orientar sobre formulações de rações; orientar manejo do desenvolvimento animal; orientar sobre pequenas intervenções cirúrgicas em animais; orientar no controle de animais transmissores de doenças; orientar pré-abate; recomendar compra e venda de animais; orientar na recuperação de degradadas.
  • Executar projetos agropecuários: Executar levantamento do custo-benefício para o produtor; verificar disponibilidade e qualidade da água a ser utilizada na produção agropecuária; coletar amostras para análise (sangue, solos, rações, plantas, forragens, e outros); locar curva em nível, canais para irrigação, tomadas d'água e outros; acompanhar construção de curva em nível; interpretar análises de solo e resultados laboratoriais; regular máquinas e equipamentos; elaborar relatórios, laudos, pareceres, perícias e avaliações; coletar dados meteorológicos; coletar dados experimentais; conduzir experimentos de pesquisa; levantar dados de pragas e doenças; supervisionar atividades agropecuárias; manejar reprodução de animais; realizar cruzamento de cultivares; auxiliar nas intervenções cirúrgicas em animais; formular rações de animais; auxiliar partos em animais; participar da realização de necropsias em animais.
  • Planejar atividades agropecuárias: Verificar infra-estrutura (máquinas, equipamentos, instalações e outros); levantar dados sobre a área a ser trabalhada; planejar rotação de culturas; disseminar produção orgânica.
  • Fiscalizar produção agropecuária: Fiscalizar produção de mudas e sementes; enviar amostras de produtos agropecuários para análises laboratoriais; classificar produtos vegetais; inspecionar sanidade de produtos agropecuários; fiscalizar vacinação de animais; fiscalizar aplicação de agrotóxicos; inspecionar cumprimento de normas e padrões técnicos; fiscalizar documentação de produtos agropecuários.
  • Recomendar procedimentos de biosseguridade: Recomendar quanto ao uso racional de agrotóxicos e medicamentos veterinários; recomendar sobre isolamento de área de produção e acesso de pessoas e animais; recomendar sobre destino de embalagens de agrotóxicos e medicamentos veterinários; recomendar sobre técnica de quarentena de plantas e animais; recomendar sobre limpeza e desinfecção de máquinas, equipamentos e instalações; orientar destino de animais mortos; orientar manejo de dejetos; orientar técnicas sanitárias.
  • Desenvolver tecnologias: Adaptar tecnologias de produção; criar técnicas alternativas para plantio, aplicação de agrotóxicos e outros; adaptar instalações e equipamentos conforme necessidade.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ALIMENTOS E LATICÍNIOS
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Realizar tarefas de caráter técnico, relativas à produção de alimentos, executando experiências e ensaios de laboratórios para cooperar no desenvolvimento e controle de fabricação desses produtos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar estudos e experiências relativas à fabricação e transformação de alimentos;
  • Analisar e testar processos, produtos novos ou aperfeiçoados;
  • Determinar as misturas e fórmulas experimentais, obedecendo à instrução da direção técnica especializada;
  • Acompanhar as diferentes etapas de fabricação, comprovando o produto final;
  • Efetuar testes de laboratório e outros específicos;
  • Assegurar a observância aos padrões estabelecidos;
  • Operar no campo da tecnologia de alimentos de acordo com a necessidade da instituição;
  • Efetuar levantamento dos materiais necessários aos serviços;
  • Assistir aos pesquisadores e docentes, na área de sua especialidade;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ANATOMIA E NECROPSIA
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Reconstituir cadáveres humanos e de animais; formolizar cadáveres humanos e de animais; embalsamar cadáveres. Taxidermizar animais vertebrados; curtir peles; preparar esqueletos de animais; confeccionar dioramas, pesquisando característica dos animais e seu habitat.
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Reconstituir cadáveres humanos e animais: Retirar víceras de cadáver necropsiado; suturar corpos necropsiados; reconstituir, restaurar e tamponar cadáveres.
  • Formolizar cadáveres humanos e animais: Identificar cadáveres; injetar soluções químicas em cadáveres; avaliar as condições do cadáver; pesar, medir e observar enrijecimento muscular do cadáver; conservar cadáveres em via úmida; necropsiar cadáveres; retirar amostras de órgãos de cadáveres; reconstituir cadáveres; lavar cadáveres;
  • Embalsamar cadáveres: Conservar cadáveres em câmara fria; preparar soluções químicas; introduzir cadáveres em tanques com soluções químicas e urnas;
  • Orientar pessoas: Conduzir visitantes em museu de animais taxidermizados; ministrar palestras e mini cursos; desenvolver projetos específicos; prestar informações sobre prática de taxidermia.
  • Realizar manutenção de acervo;
  • Coletar material para pesquisa;
  • Requisitar a compra de material;
  • Acompanhar pesquisadores em trabalho de campo;
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ARTES GRÁFICAS
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Programar, executar e acompanhar processos e controles de produção de impressos e documentos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Analisar o trabalho a ser executado com a finalidade de aplicar técnicas apropriadas para sua execução;
  • Compor e distribuir tipograficamente;
  • Executar diagramas do original a ser impresso;
  • Confeccionar matrizes eletrostáticas para off-set;
  • Operar máquinas impressoras, tipográficas, de fotocomposição, foto reprodução e de gravações manuais e automáticas;
  • Revisar trabalhos executados e efetuar controle de qualidade;
  • Participar na elaboração de projetos para a aquisição de equipamentos e matérias-primas;
  • Auxiliar na elaboração de orçamentos e relatórios do setor gráfico;
  • Executar o controle de qualidade sobre matérias-primas recebidas;
  • Executar serviços de manutenção rotineira e ocasional nas oficinas;
  • Organizar e acompanhar a manutenção e instalação de equipamentos e orientar sua reparação;
  • Efetuar ensaios e testes de ensaios tecnológicos e pesquisas;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM AUDIOVISUAL
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Montar e projetar filmes cinematográficos, manejar equipamentos audiovisuais utilizando nas diversas atividades didáticas, pesquisa e extensão, bem como operar equipamentos eletrônicos para gravação em fita ou fios magnéticos, filmes ou discos virgens e outras mídias.
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Instalar alto-falantes e microfones nos lugares apropriados.
  • Ligar os amplificadores por intermédio de conectores elétricos.
  • Testar a instalação fazendo as conexões convenientes.
  • Montar e instalar equipamentos de sonorização, retroprojetores de slides e películas, vídeo-tape, videocassete, e similares.
  • Manejar equipamentos audiovisual, projetando filmes e coordenando o sistema elétrico durante as projeções.
  • Colaborar na produção de material didático, pesquisa e extensão que necessitar de recursos audiovisuais.
  • Manter e conservar os equipamentos sob sua responsabilidade.
  • Executar pequenos trabalhos de manutenção de aparelhagem.
  • Controlar a circulação dos equipamentos, registrando sua movimentação em fichário apropriado.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM CINEMATOGRAFIA
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar microfotografias e microfotografias de documentação científica e didática a cores e preto e branco.
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Preparar em macro e microfotografias de pequenos objetos, lâminas de cultura para experimentos científicos, insetos, pequenos animais e outro que sejam necessários à pesquisa e documentação de peças anatômicas de cadáveres e pequenas peças cirúrgicas.
  • Preparar em macro e microfotografias páginas de livros, chapas de raios-X, desenhos e fotos.
  • Revelar e manejar os materiais e equipamentos baseando-se nos princípios fotoquímicos e de química, mecânica e ótica.
  • Preparar material didático e científico.
  • Fiscalizar a limpeza dos materiais e equipamentos, observando o estado de conservação.
  • Programar manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM CONTABILIDADE
CÓDIGO CBO: 3511- 05

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Identificar documentos e informações, atender à fiscalização; executar a contabilidade geral, operacionalizar a contabilidade de custos e efetuar contabilidade gerencial; realizar controle patrimonial. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Identificar documentos e informações: Distinguir os atos dos fatos administrativos, encaminhar os documentos aos setores competentes; classificar documentos fiscais e contábeis; enviar documentos para serem arquivados; eliminar documentos do arquivo após prazo legal.
  • Executar a contabilidade: Desenvolver plano de contas; efetuar lançamentos contábeis; fazer balancetes de verificação; conciliar contas; analisar contas patrimoniais; atender a obrigações fiscais acessórias; assessorar auditoria.
  • Realizar controle patrimonial: Controlar a entrada de ativos imobilizados; depreciar bens; reavaliar bens; corrigir bens; calcular juros sobre patrimônio em formação; amortizar os gastos e custos incorridos; proceder à equivalência patrimonial: dar baixa ao ativo imobilizado; apurar o resultado da alienação; inventariar o patrimônio.
  • Operacionalizar a contabilidade de custos: Levantar estoque; relacionar custos operacionais e não operacionais; demonstrar custo incorrido e ou orçado.
  • Identificar custo gerencial e administrativo; contabilizar custo orçado ou incorrido; criar relatório de custo.
  • Efetuar contabilidade gerencial: Compilar informações contábeis; analisar comportamento das contas; preparar fluxo de caixa; fazer previsão orçamentária; acompanhar os resultados finais da empresa; efetuar análises comparativas; executar o planejamento tributário; fornecer subsídios aos administradores da empresa.
  • Atender à fiscalização: Disponibilizar documentos e livros; prestar esclarecimentos; preparar relatórios; auxiliar na defesa administrativa.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES
CÓDIGO CBO: 3121

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Registro competente – Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 - CONFEA.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Realizar levantamentos topográficos e planialtimétricos; desenvolver projetos de edificações sob supervisão de um engenheiro civil; planejar a execução, orçar e providenciar suprimentos e supervisionar a execução dos serviços; treina mão-de-obra e realizar o controle tecnológico de materiais e do solo;
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar levantamento topográfico: Fazer levantamento planialtimérico; elaborar desenho topográfico; desenvolver planilhas de cálculo; locar obras; conferir cotas e medidas.
  • Desenvolver projetos sob supervisão: Coletar dados do local; interpretar projetos; elaborar plantas segundo normas e especificações técnicas; auxiliar na elaboração de projetos arquitetônicos; auxiliar no desenvolvimento de projetos de estrutura de concreto; auxiliar na elaboração de projetos de estrutura metálica, instalações hidrossanitárias, elétricas, telefônicas, de prevenção e combate a incêndios, de ar condicionado e cabeamento estruturado.
  • Tomar providências para legalizar projetos e obras: Conferir projetos; selecionar documentos para legalização da obra; encaminhar projetos para aprovação junto aos órgãos competentes; controlar prazo de documentação; organizar arquivo técnico.
  • Planejar o trabalho de execução de civis: Participar da definição de métodos e técnicas construtivas; listar máquinas, equipamentos e ferramentas; elaborar cronograma de suprimentos; racionalizar canteiro de obras; acompanhar os resultados dos serviços.
  • Orçar obras: Fazer estimativa de custos; interpretar projetos e especificações técnicas; fazer visita técnica para levantamento de dados; levantar quantitativos de projetos de edificações; cotar preços de insumos e serviços; fazer composição de custos diretos e indiretos; elaborar planilha de quantidade e de custos; comparar custos; elaborar cronograma físico-financeiro.
  • Providenciar suprimentos e serviços: Pesquisar a existência de novas tecnologias; elaborar cronograma de compras; consultar estoque; selecionar fornecedores; fazer cotações de preços; elaborar estudo comparativo de custos; negociar prazos de entrega e condições de pagamento de produtos e serviços.
  • Auxiliar na supervisão e execução de obras: Inspecionar a qualidade dos materiais e serviços; controlar o estoque e o armazenamento de materiais; fazer gestões para garantir que as instruções dos fabricantes sejam seguidas; racionalizar o uso dos materiais; acompanhar e verificar o cumprimento do cronograma preestabelecido; conferir execução e qualidade dos serviços; fiscalizar obras; realizar medições; realizar apropriação de máquinas, equipamentos e mão-de-obra; solucionar problemas de execução; zelar pela organização, segurança e limpeza da obra; padronizar procedimentos.
  • Executar controle tecnológico de materiais e solos: Aplicar normas técnicas; operar equipamentos de laboratório e sondagem; executar serviços de sondagem; coordenar equipe de coleta de amostras e ensaios; coletar amostras; executar ensaios; especificar e quantificar os materiais utilizados nos ensaios; elaborar e analisar relatórios técnicos; controlar estoque dos materiais de ensaio.
  • Executar a manutenção e conservação de: Fazer visita técnica para diagnóstico; verificar responsabilidade; propor soluções alternativas; orçar o serviço; providenciar o reparo; supervisionar a execução.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ELETRICIDADE
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico.
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar com supervisão superior tarefas de caráter técnico de produção, aperfeiçoamento e instalação de máquinas, aparelhos e equipamentos elétricos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Auxiliar em trabalhos de pesquisa, ensino e administração, referente à área de eletricidade.
  • Aperfeiçoar máquinas, ferramentas e equipamentos de funcionamento elétricos.
  • Executar tecnicamente os projetos de equipamentos e instalações elétricas.
  • Colaborar na assistência técnica de equipamentos elétricos da entidade.
  • Registrar o desempenho dos equipamentos e instalações elétricas.
  • Avaliar a eficiência da utilização dos equipamentos elétricos.
  • Colaborar na elaboração de relatórios de atividades da unidade.
  • Auxiliar na elaboração de projetos que envolvem equipamentos e instalações elétricas.
  • Fazer a manutenção dos equipamentos elétricos da unidade.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

 

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D

DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ELETROELETRÔNICA

CÓDIGO CBO –

 

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:


            • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
            • OUTROS:
            •HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente – Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 do CONFEA.

 

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas, manutenção, instalação e reparação de sistemas eletroeletrônicos convencionais e automatizados, bem como as de coordenação e desenvolvimento de equipes de trabalho no planejamento, desenvolvimento, avaliação de projetos e aplicação de normas técnicas.
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

 

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
            • Colaborar nos trabalhos de estudo e aperfeiçoamento de instalações e equipamentos eletroeletrônicos.
            •Preparar estimativas das quantidades e custos dos materiais e mão-de-obra necessários à fabricação e montagem de instalações e equipamentos eletroeletrônicos.
            • Proceder a ensaios de controle técnico dos produtos.
            • Aplicar conhecimentos teóricos e práticos de eletricidade e de eletrônica.
            • Auxiliar em trabalhos de pesquisa, ensino e administração referente à área eletroeletrônica.
            •Aperfeiçoar máquinas, ferramentas e equipamentos de funcionamento eletroeletrônico, executando tecnicamente projetos, colaborando na assistência técnica, registrando o desempenho e avaliando a eficiência.
            • Elaborar relatórios de atividades.
            •Auxiliar na elaboração de projetos que envolvam equipamentos e instalações eletrônicas.
            • Executar manutenção preventiva e corretivas em aparelhos de televisão e similares.
            • Conhecer a estrutura de produção de televisão.
            • Instalar equipamentos de um sistema de produção e distribuição de audiovisual.
            • Dar pareceres relacionados com assuntos técnicos da função.
            • Reparar aparelhos de precisão.
            • Coordenar o trabalho dos auxiliares orientando-os.
            • Preencher formulários de serviço.
            • Utilizar recursos de informática.
            • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associado ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Realizar atividades de manutenção das máquinas e aparelhos elétricos, motores a explosão, instalações mecânicas, hidráulicas, pneumáticas e térmicas.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Executar a instalação, operação e manutenção dos aparelhos eletromecânicos;
  • Acompanhar o desempenho dos aparelhos;
  • Testar aparelhos e componentes;
  • Coletar dados e registrar as observações e leituras relativas máquinas e aparelhos elétricos;
  • Elaborar orçamentos de materiais e de mão-de-obra;
  • Auxiliar o engenheiro, examinando tabelas, ábacos e curvas, fazer cálculos preparar detalhes;
  • Organizar fichas e ordens de serviços observando as normas de segurança;
  • Assistir o desenvolvimento dos processos tendo em vista as condições de racionalização do trabalho;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ELETRÔNICA
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico.
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar sob a supervisão superior, trabalho técnico de manutenção, produção, aperfeiçoamento e instalação de máquinas, aparelhos e equipamentos eletrônicos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Auxiliar em trabalhos de pesquisa, ensino e administração referente à área eletrônica.
  • Aperfeiçoar máquinas, ferramentas e equipamentos de funcionamento eletrônico.
  • Colaborar na assistência técnica de equipamentos eletrônicos da entidade.
  • Registrar o desempenho dos equipamentos e instalações eletrônicos.
  • Avaliar a eficiência da utilização dos equipamentos eletrônicos.
  • Elaborar relatórios de atividades da unidade.
  • Auxiliar na elaboração de projetos que envolvam equipamentos e instalações eletrônicas.
  • Executar manutenção em aparelhos de televisão, monitores a cores e preto e branco entre outros similares.
  • Conhecer uma estrutura de produção de televisão.
  • Executar plano de manutenção preventiva e corretiva.
  • Instalar equipamentos de um sistema de produção e distribuição de audiovisual.
  • Reparar os microscópios e aparelhos assemelhados, regulando e ajustando-os, substituindo peças, lâmpadas, testando-os, comparando e analisando-os para mantê-los em operação adequada.
  • Coordenar o trabalho dos auxiliares, do setor, orientando-os quanto à execução das tarefas e o transporte de aparelhos.
  • Preencher formulários de serviço, especificando defeitos e procedência dos aparelhos, anotando datas de entrada e saída do material e outros dados importantes.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas de caráter técnico, relativos à avaliação de controle de projetos de instalações, aparelhos eletrônicos, orientando-se por plantas, esquemas, instruções e outros documentos específicos, e utilizando instrumentos apropriados para cooperar no desenvolvimento de projetos de construção, montagens e aperfeiçoamento dos mencionados equipamentos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar estudos sobre sistemas e instalações elétricas, efetuando experiências, cálculos, medições e outras operações, colaborando em trabalhos de pesquisa e aperfeiçoamento relativos a instalações de produção e distribuição de energia.
  • Preparar estimativas detalhadas das quantidades e custos dos materiais e mão-de-obra necessários, efetuando cálculos, estimativas e projeções, determinando os meios requeridos para a fabricação e montagem das instalações e equipamentos elétricos.
  • Orientar as atividades dos trabalhadores de sua equipe nas diferentes fases dos trabalhos, acompanhando a execução das tarefas, solucionando problemas, prestando esclarecimentos e tomando outras medidas assegurando a observância dos padrões técnicos estabelecidos.
  • Inspecionar as redes de transmissão e distribuição de energia, verificando possíveis falhas e orientando a manutenção das redes.
  • Conduzir a execução técnica referente à instalação de tubulações, por onde passam os fios elétricos.
  • Executar projetos de iluminação e neste sentido proceder à instalação de cabos, conexão e condutores e outro aparelhos de iluminação.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ENFERMAGEM
CÓDIGO CBO: 3222-05

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente. Resolução COFEN nº 244/2000.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Desempenhar atividades técnicas de enfermagem em hospitais, clínicas e outros estabelecimentos de assistência médica, embarcações e domicílios; atuar em cirurgia, terapia, puericultura, pediatria, psiquiatria, obstetrícia, saúde ocupacional e outras; prestar assistência ao paciente, atuando sob supervisão de enfermeiro; organizar ambiente de trabalho. Trabalhar em conformidade às boas práticas, normas e procedimentos de biossegurança. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Prestar assistência ao paciente: Puncionar acesso venoso; aspirar cânula oro - traqueal e de traqueotomia; massagear paciente; trocar curativos; mudar decúbito no leito; proteger proeminências ósseas; aplicar olsa de gelo e calor úmido e seco; estimular paciente (movimentos ativos e passivos); proceder à inalo terapia; estimular a função vésico - intestinal; oferecer comadre e papagaio; aplicar clister (lavagem intestinal); introduzir cateter naso - gástrico e vesical; ajudar paciente a alimentar-se; instalar alimentação induzida; controlar balanço hídrico; remover o paciente; cuidar de corpo após morte.
  • Administrar medicação prescrita: Verificar medicamentos recebidos; identificar medicação a ser administrada (leito, nome e registro do paciente); preparar medicação prescrita; verificar via de administração; preparar paciente para medicação (jejum, desjejum); executar assepsia; acompanhar paciente na ingestão de medicamento; acompanhar tempo de administração de soro e medicação; administrar em separado medicamentos incompatíveis; instalar hemoderivados; atentar para temperatura e reações de paciente em transfusões; administrar produtos quimioterápicos.
  • Auxiliar equipe técnica em procedimentos específicos: Auxiliar equipe em procedimentos invasivos; auxiliar em reanimação de paciente; aprontar paciente para exame e cirurgia; efetuar tricotomia; coletar material para exames; efetuar testes e exames (cutâneo, ergométrico, eletrocardiograma); controlar administração de vacinas.
  • Promover saúde mental: Averiguar paciente e pertences (drogas, álcool etc.); atuar em ações preventivas visando minimizar situações de risco; estimular paciente na expressão de sentimentos; conduzir paciente a atividades sociais; proteger paciente durante crises; acionar equipe de segurança.
  • Trabalhar com biossegurança e segurança: Lavar mãos antes e após cada procedimento; usar equipamento de proteção individual (EPI); precaver-se contra efeitos adversos dos produtos; providenciar limpeza concorrente e terminal; desinfetar aparelhos e materiais; esterilizar instrumental; acondicionar perfuro cortante para descarte; descartar material contaminado; tomar vacinas; seguir protocolo em caso de contaminação ou acidente.
  • Comunicar-se: Orientar familiares e pacientes; conversar com paciente; colher informações sobre e com o paciente; trocar informações técnicas; comunicar ao médico, efeitos adversos dos medicamentos; ministrar palestras; etiquetar pertences de paciente; etiquetar prescrição médica (leito, nome e registro do paciente); marcar tipo de contaminação do hamper e lixo; interpretar testes cutâneos; registrar administração de medicação; registrar intercorrências e procedimentos realizados; ler registro de procedimentos realizados e intercorrências.
  • Participar em campanhas de saúde pública.
  • Manipular equipamentos.
  • Calcular dosagem de medicamentos.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ESTRADAS
CÓDIGO CBO: 9.22.20

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas de caráter técnico, referentes a ferrovias, rodovias e vias urbanas, orientando-se por projetos, esquemas e especificações técnicas, para colaborar na conservação e reparo das mencionadas obras.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar estudos no local da obra, procedendo a medições, demarcações e mapeamento de terras, para auxiliar na abertura, construção e conservação de rodovias, estradas de ferro e vias urbanas;
  • Orientar e controlar a execução técnica dos projetos, colaborando na supervisão dos trabalhos de locação, terraplanagem e pavimentação de rodovias e vias urbanas e construção de vias permanentes ferroviárias, para assegurar a observância aos prazos estabelecidos e às especificações técnicas;
  • Orientar e controlar a execução de obras complementares, como bueiros, pontes, viadutos e túneis, seguindo os projetos elaborados, para garantir a perfeição dos trabalhos;
  • Aprovar a programação para execução de obras, mensal e anual;
  • Executar esboços e desenhos técnicos de especialidade, orientando-se por plantas e especificações técnicas e utilizando instrumentos de desenho apropriado, para orientar trabalhos de execução, manutenção ou reparo;
  • Proceder aos ensaios de materiais, testes e verificações da qualidade das obras, segundo especificações e os cronogramas de execução, para comprovar a qualidade dos materiais, obras ou serviços;
  • Articular suas atividades com a direção técnica e os agentes de mestria, mantendo permanente contato com os mesmos, para assegurar o cumprimento da programação traçada;
  • Tabular dados e participar de pesquisas na área;
  • Conferir e comparar prestações de contas referentes a convênios e contratos;
  • Orientar e elaborar demonstrativos, gráficos, tabelas, especificações e outros instrumentos de execução e controle;
  • Preparar relatórios e informações sobre o andamento das obras;
  • Participar na elaboração e execução de treinamento para funcionários de menos hierarquia;
  • Orientar, sob supervisão, a organização e manutenção de catálogos de valores unitários para a avaliação de terrenos e obras;
  • Inspecionar ou supervisionar a fabricação, implantação e manutenção de sinalização em rodovias;
  • Executar, em colaboração com o engenheiro ou arquiteto, vistorias ou avaliações;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM GEOLOGIA
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas de caráter técnico, relativos à programação, processamento e controle de estudos geológicos, realizando levantamentos topográficos, fotogeológicos, preparando mapas, seções, perfis e outros traçados geológicos, estudos sedimentares e paleontológicos, análises físicas e químicas, a fim de colaborar para o conhecimento da localização e natureza das formações geológicas.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Executar serviços técnicos, valendo-se de conhecimentos e pesquisas próprios e pré-determinadas para possibilitar o apoio ao desenvolvimento do ensino, da pesquisa e da produção no seu setor de trabalho;
  • Participar de trabalhos práticos ligados à sua área de atuação para possibilitar a alunos e professores a consecução dos seus objetivos;
  • Analisar e interpretar esquemas, plantas, mapas, gráficos e especificações técnicas necessárias à consecução dos seus trabalhos;
  • Operar instrumentos e aparelhagem inerentes às atividades a serem desenvolvidas no seu campo de atuação;
  • Articular com a direção técnica superior para assegurar à correta execução dos programas;
  • Executar perícia e arbitramento;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM HIDROLOGIA
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas de medição, coleta, conserto e manutenção de equipamentos, bem como fazer tratamento d’água e trabalhar em rios.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Fazer medições de descarga em rios;
  • Executar tarefas de topografias em rios;
  • Fazer levantamentos de dados, análise preliminar e compilação, notadamente em hidráulica, hidroneteorologia, sedimentometria, hidrogeologia, irrigação, drenagem, abastecimento e saneamento;
  • Prestar assistência a redes de observação e sua operação;
  • Fazer instalação, aferição e manutenção de aparelhos;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM HIGIENE DENTAL
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Participar e promover ações educativas em higiene dental, de auxílio técnico ao cirurgião-dentista e treinamento de pessoal, atender e realizar, sob supervisão, atendimento simplificado em odontologia.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Participar do treinamento de atendentes do consultório dentário;
  • Colaborar nos programas educativos de saúde dental;
  • Colaborar nos levantamentos e estudos epidemiológicos como coordenador, monitor e anotador;
  • Educar e orientar os pacientes ou grupos de pacientes sobre prevenção e tratamento de doenças bucais;
  • Fazer a demonstração de técnicas de escovação;
  • Acompanhar sob delegação o trabalho dos estudantes em consultório dentário;
  • Proceder à conservação e a manutenção do equipamento odontológico;
  • Instrumentar o cirurgião-dentista junto à cadeira operatória;
  • Fazer a tomada e revelação de radiografias intra-orais;
  • Realizar testes de vitalidade pulpar;
  • Realizar a remoção de indutos, placas e cálculos supragengivais;
  • Executar a aplicação tópica de substâncias para prevenção da cárie dental;
  • Inserir e condensar substâncias restauradoras;
  • Polir restaurações;
  • Proceder à limpeza anti-séptica do campo operatório, antes e após o ato cirúrgico;
  • Remover suturas;
  • Preparar materiais restauradores e de moldagem;
  • Confeccionar modelos;
  • Preparar moldeiros;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE ÁUDIO E VÍDEO
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio profissionalizante ou médio completo + Curso técnico.
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Condução e execução de trabalho técnico de manutenção em equipamentos eletrônicos de audiovisual (gravação, reprodução e distribuição), execução de instalação, montagens e reparos do sistema de distribuição de televisão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Executar manutenção preventiva e corretiva em equipamentos de áudio e/ou vídeo, como tape-deck, pick-up, mixer de áudio, câmera de televisão, vídeo cassete, mesa de corte e equipamentos associados a um sistema de produção e exibição de áudio e/ou vídeo.
  • Conhecer uma estrutura de produção de televisão.
  • Executar o plano de manutenção preventiva e corretiva.
  • Instalar equipamentos de um sistema de produção e distribuição de audiovisual.
  • Dar pareceres relacionados com assuntos técnicos ligados à função.
  • Apresentar relatórios periódicos.
  • Saber interpretar manuais técnicos.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM MECÂNICA
CÓDIGO CBO: 3141-10

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente – Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 - CONFEA.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar projetos e instalar máquinas e equipamentos; planejar e realizar manutenção; desenvolver processos de fabricação e montagem. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Elaborar projetos de sistemas eletromecânicos: Interpretar características técnicas de sistemas elétricos do projeto; analisar, com as áreas de interface do projeto, necessidades dos clientes; analisar relação custo x benefício; desenvolver projetos de automação; utilizar normas técnicas; elaborar desenhos técnicos; especificar materiais e equipamentos, consultando catálogos técnicos; definir layout; acompanhar a execução do projeto; propor alterações técnicas em projetos implantados.
  • Montar máquinas e equipamentos: Interpretar manuais e desenhos; realizar ajustes dimensionais e de posição; detectar falhas do projeto; propor alterações, tendo em vista a agilização de processos de montagem; realizar testes de funcionamento.
  • Instalar máquinas e equipamentos: Conferir materiais e peças para instalação; verificar condições para instalação de máquinas e equipamentos; coordenar instalação de máquinas e equipamentos; avaliar condições de funcionamento, após a instalação; treinar usuários na operação de máquinas e equipamentos instalados.
  • Planejar manutenção: Inspecionar equipamentos, para a definição do tipo de manutenção; levantar dados de controle de manutenção; elaborar cronograma de manutenção; estimar custo da manutenção; providenciar peças e materiais para reposição; coordenar manutenção.
  • Executar manutenção: Detectar falhas em máquinas e sistemas, identificando suas causas; substituir peças e componentes; fazer ajustes circunstanciais de emergência; propor estudos para eliminação de falhas repetitivas; colocar máquinas e equipamentos em condições de funcionamento produtivo.
  • Desenvolver processos de fabricação e montagem: Estabelecer seqüência de operações; identificar recursos dos equipamentos disponíveis; estabelecer método e tempo de fabricação; realizar teste de ajuste final; utilizar ferramentas para a garantia da qualidade no processo; analisar processos, visando melhorias e eliminação de falhas; controlar a produtividade do processo; balancear linhas, tendo em vista a otimização de processos; treinar equipes de trabalho.
  • Elaborar documentação técnica: Redigir relatórios técnicos; fazer listas de verificação (check-list); elaborar manuais e procedimentos; elaborar folha de processo e de orientação.
  • Realizar compras técnicas: Desenvolver fornecedores; analisar orçamentos; avaliar as condições técnicas de contratos e especificação de serviços; administrar prazos estabelecidos; avaliar desempenho de fornecedores; homologar fornecedores.
  • Cumprir normas de segurança e de preservação ambiental: Zelar pela utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) e coletivo (EPC); identificar condições e atos inseguros; destinar, aos locais apropriados, os materiais descartáveis; sugerir a utilização de materiais e produtos não agressivos ao meio ambiente; manter os postos de trabalho em condições seguras.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM METALURGIA
CÓDIGO CBO: 0.32.10

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar tarefas de caráter técnico referente à produção de metais, orientando-se por plantas, esquemas, especificações técnicas e outros subsídios para colaborar nos trabalhos de aplicação e controle de procedimentos com produção ou tratamento de metais.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar ensaios e experiências relacionadas com a metalurgia dos metais ferrosos e não-ferrosos.
  • Participar de testes de produção e de laboratório.
  • Participar de estudos das propriedades físicas das aplicações industriais dos metais.
  • Orientar e controlar as operações de redução de minérios e refino dos metais.
  • Participar do controle técnico das operações de produção e tratamento dos metais.
  • Executar, quando necessário, desenhos técnicos de sua especialidade seguindo especificações técnicas.
  • Analisar amostras de minerais, ligas e produtos.
  • Identificar e resolver problemas referentes ao tratamento de metais sob supervisão do engenheiro.
  • Registrar dados e resultados obtidos, elaborando relatórios.
  • Realizar análise metalográfica e ensaios mecânicos dos materiais.
  • Verificar nas análises químicas o enquadramento de matéria-prima, dentro dos padrões estabelecidos pelo engenheiro.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional. 

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM MÓVEIS E ESQUADRIAS
CÓDIGO CBO: 08.19

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Interpretar desenhos e projetos de construção de móveis, criar novos modelos e estilos de móveis e esquadrias, bem como, realizar reparos e restaurações nos mesmos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Identificar os vários tipos de madeira e outros materiais para fabricação de móveis.
  • Confeccionar e/ou restaurar móveis, inclusive o acabamento e/ou revestimento necessário.
  • Efetuar estudos sobre anatomia de madeiras, secagem, patologia e imunização.
  • Verificar as várias peças que entram na confecção de móveis de acordo com os projetos.
  • Confeccionar e/ou restaurar esquadrias como: portas, caixilhos, venezianas e outros.
  • Efetuar estudos sobre tintas, vernizes, ceras e outros produtos utilizados no acabamento de móveis e esquadrias.
  • Poderá também supervisionar e orientar equipes quanto às medidas de segurança a serem tomadas nos trabalhos, quanto aos vários tipos de acabamento e instrumento a serem utilizados.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade. 

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Coordenar e acompanhar a execução do planejamento feito pelo nutricionista. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Controlar o preparo de refeições de pacientes e funcionários, observando e instruindo, quanto à aplicação de técnicas adequadas de higienização, pré-preparo, cocção e armazenamento de alimentos.
  • Controlar o estoque de gêneros alimentícios e materiais da cozinha, efetuando balanços e cálculos de consumo.
  • Auxiliar nas requisições de compras dos insumos e materiais.
  • Zelar pela manutenção dos equipamentos da cozinha, inspecionando-os, solicitando consertos e testando seu funcionamento.
  • Coletar dados junto a pacientes e funcionários, para avaliação de aceitação de refeições.
  • Elaborar mapas de controle de número e tipos de dietas.
  • Elaborar escalas de limpeza dos equipamentos e de trabalho.
  • Acompanhar a distribuição de refeições aos comensais.
  • Auxiliar na organização de arquivos, envio e recebimento de documentos, pertinentes a sua área de atuação para assegurar a pronta localização de dados.
  • Zelar pela segurança individual e coletiva, utilizando equipamentos de proteção apropriados, quando da execução dos serviços.
  • Utilizar normas e procedimentos de biossegurança.
  • Zelar pela guarda, conservação, manutenção e limpeza dos equipamentos, instrumentos e materiais utilizados, bem como do local de trabalho.
  • Executar tratamento e descarte de resíduos de materiais provenientes de seu local de trabalho.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM ÓTICA
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS: experiência de 12 meses.
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Realizar atividades de manutenção dos equipamentos óticos; corrigir defeitos do sistema elétrico, adaptar ou criar peças do sistema ótico para assegurar o perfeito funcionamento.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Desmontar equipamentos óticos.
  • Proceder a limpeza das lentes.
  • Regular peças dos sistemas mecânicos e óticos, inclusive prismas.
  • Corrigir defeitos do sistema elétrico.
  • Polir equipamentos.
  • Adaptar ou criar peças do sistema ótico.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM QUÍMICA
CÓDIGO CBO: 3111-05

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente. Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 – CONFEA.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar ensaios físico-químicos, participar do desenvolvimento de produtos e processos, da definição ou reestruturação das instalações; supervisionar operação de processos químicos e operações unitárias de laboratório e de produção, operar máquinas e/ou equipamentos e instalações produtivas, em conformidade com normas de qualidade, de boas práticas de manufatura, de biossegurança e controle do meio-ambiente; interpretar manuais, elaborar documentação técnica rotineira e de registros legais. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Executar ensaios físico-químicos: Coletar amostras; utilizar normas técnicas; preparar reagentes; utilizar instrumentos de medição e controle; preparar amostras; registrar resultados de análises.
  • Participar no desenvolvimento de produtos: Pesquisar novas tecnologias; testar insumos e matérias-primas; definir matérias-primas e insumos; elaborar receitas para fabricação de produtos; especificar aplicações do produto; testar produto acabado; participar da definição de processos de produção; participar da definição da viabilidade de produção do produto; adaptar processo de produção ao produto; adequar produtos à necessidade do usuário; definir material para embalagem do produto.
  • Supervisionar processo de produção: Definir equipes de trabalho; coordenar equipes de trabalho; organizar fluxo de produção; elaborar cronograma de produção; emitir ordem de serviço; efetuar controles no processo produtivo; monitorar parâmetros de poluição ambiental; solicitar manutenção de máquinas e equipamentos; garantir cumprimento de normas de segurança.
  • Realizar ações educativas: Levantar necessidades de treinamento; elaborar programas de treinamento; preparar material para treinamento; ministrar treinamento; auxiliar em atividades educacionais.
  • Operar máquinas e ou equipamentos: Interpretar manuais de máquinas e equipamentos; regular máquinas e equipamentos; abastecer máquinas e equipamentos; monitorar funcionamento de máquinas e equipamentos; manter máquinas e equipamentos em condições de uso.
  • Participar de programas de qualidade: Seguir procedimentos da qualidade; utilizar ferramentas da qualidade; analisar indicadores de qualidade; implementar ações corretivas e preventivas; participar de auditorias de qualidade.
  • Participar na definição ou reestruturação das instalações: Elaborar layout; especificar máquinas e equipamentos; definir fluxo de produção; acompanhar montagem e instalação de equipamentos; testar máquinas e equipamentos.
  • Realizar atividades para a legalização de produtos e instalações junto aos órgãos oficiais: Requerer licença de funcionamento; empregar legislação vigente; elaborar mapas de consumo de produtos controlados.
  • Elaborar documentação técnica: Redigir relatórios de análises; emitir laudos técnicos; redigir procedimentos; auxiliar na redação de relatório técnico para legalização de produtos.
  • Prestar assistência técnica: Realizar visitas técnicas; identificar necessidades do cliente; identificar problemas técnicos; propor alternativas para solução de problemas; propor melhorias no processo de fabricação de produtos; resolver problemas técnicos.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM RADIOLOGIA
CÓDIGO CBO: 3241-15

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente. Lei nº 7.394, de 29 de outubro de 1985 regula o exercício da profissão de Técnico em Radiologia e dá outras providências. Decreto nº 92.790, de 17 de junho de 1986 regulamenta a Lei nº 7.394/85.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Preparar materiais e equipamentos para exames e radioterapia; operar aparelhos médicos e odontológicos para produzir imagens e gráficos funcionais como recurso auxiliar ao diagnóstico e terapia; preparar pacientes e realizar exames e radioterapia; prestar atendimento aos pacientes fora da sala de exame; realizar as atividades segundo boas práticas, normas e procedimento de biossegurança e código de conduta. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Organizar equipamento, sala de exame e material: Averiguar condições técnicas de equipamentos e acessórias; calibrar o aparelho no seu padrão; averiguar a disponibilidade de material para exame; montar carrinho de medicamentos de emergência; organizar câmara escura e clara.
  • Planejar o atendimento: Adaptar agenda para atendimento de pacientes prioritários; ordenar a seqüência de exames; receber pedido de exames e ou prontuário do paciente; cumprir procedimentos administrativos; auxiliar no planejamento de tratamento radioterápico.
  • Preparar o paciente para exame e ou radioterapia: Verificar condições físicas e preparo do paciente; providenciar preparos adicionais do paciente; retirar próteses móveis e adornos do paciente; higienizar o paciente.
  • Realizar exames e ou radioterapia: Solicitar presença de outros profissionais envolvidos no exame; ajustar o aparelho conforme o paciente e tipo de exame; adequar a posição do paciente ao exame; imobilizar o paciente; administrar contraste e medicamentos sob supervisão médica; acompanhar reações do paciente ao contraste e medicamentos; processar filme na câmara escura; avaliar a qualidade do exame; submeter o exame à apreciação médica; complementar exame; limitar o campo a ser irradiado com placas de chumbo; tirar fotografias e slides intra e extrabucais e do corpo; confeccionar moldagens e modelos ortodônticos; fazer traçado cefalométrico manual ou computadorizado.
  • Prestar atendimento fora da sala de exame: Deslocar equipamento; eliminar interferência de outros aparelhos; determinar a remoção de pessoas não envolvidas no exame; isolar área de trabalho para exame.
  • Trabalhar com biossegurança: Providenciar limpeza e assepsia da sala e equipamentos; paramentar-se; usar EPI; oferecer recursos de proteção a outros profissionais presentes e acompanhantes; usar dosímetro (medição da radiação recebida); minimizar o tempo de exposição à radiação; substituir medicamentos e materiais com validade vencida; acondicionar materiais radioativos para transporte ou descarte; acondicionar materiais perfurocortante para descarte; submeter-se a exames periódicos.
  • Comunicar-se: Instruir o paciente sobre preparação para o exame; obter informações do paciente; orientar o paciente, o acompanhante e auxiliares sobre os procedimentos durante o exame; descrever as condições e reações do paciente durante o exame; registrar exames realizados; identificar exame; orientar o paciente sobre cuidados após o exame; discutir o caso com equipe de trabalho; requerer manutenção dos equipamentos; solicitar reposição de material.
  • Operar equipamentos.
  • Manipular materiais radioativos.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM RESTAURAÇÃO
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS: experiência de 12 meses.
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Restaurar peças danificadas, repondo as falhas existentes para restituir-lhes as características originais, sob supervisão. Efetuar trabalhos auxiliares de restauração.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Examinar as condições da peça para determinar a natureza da restauração requerida e outros fatores;
  • Restituir e retocar as peças danificadas, esmaecidas ou manchadas, atendo-se de conhecimentos técnicos.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM SECRETARIADO
CÓDIGO CBO: 3.21.05

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + curso técnico.
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar serviços de secretaria e escritório com a finalidade de assegurar e agilizar o fluxo dos trabalhos administrativos junto à chefia da unidade.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Organizar e manter arquivos da secretaria;
  • Classificar, registrar e distribuir a correspondência;
  • Redigir e datilografar correspondência ou documentos de rotina;
  • Executar serviços típicos de escritório, tais como recepção, registro de compromissos, informações e atendimento telefônico;
  • Estenografar ditados, discursos, conferências, palestras;
  • Prestar atendimento a pessoas e telefonemas;
  • Controlar agendas e marcar entrevistas;
  • Preparar agendas de assuntos;
  • Auxiliar na elaboração da pauta para reuniões;
  • Tratar da documentação para viagens;
  • Controlar o fluxo de correspondência da unidade;
  • Ler, escriturar, redigir, datilografar, conferir e arquivar documentação da chefia da unidade;
  • Secretariar reuniões e outros eventos;
  • Convocar, redigir atas e providenciar salas para reuniões;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
CÓDIGO CBO: 9.22.90

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Auxiliar na programação e execução de planos para preservação da integridade física e mental da comunidade promovendo a sua saúde bem como a melhoria das condições e do ambiente da entidade.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO:
  • Efetuar sob orientação superior observações referentes a higiene e medicina do trabalho nas unidades de administração, ensino e pesquisa do Campus;
  • Coletar e registrar dados e informações sobre as condições de higiene e segurança do trabalho das unidades;
  • Auxiliar na execução do plano de proteção à saúde física e metal da comunidade;
  • Auxiliar na realização de inquéritos sanitários e ambientais;
  • Auxiliar nos programas de educação sanitária, visando a prevenção de doenças e acidentes do trabalho;
  • Fazer estatísticas;
  • Colaborar no treinamento dos funcionários no que se refere à prevenção e proteção à saúde;
  • Colaborar na campanha de prevenção de acidentes;
  • Auxiliar na elaboração de relatórios de atividades e comunicados às unidades;
  • Manter cadastro e análise der estatísticas dos acidentes a fim de orientar a prevenção e calcular custos;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM TELECOMUNICAÇÕES
CÓDIGO CBO: 3133-15
REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissionalizante ou Médio Completo + Curso Técnico
  • OUTROS:
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Registro no Conselho competente. Resolução nº 262, de 28 de julho de 1979 - CONFEA.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Participar na elaboração de projetos de telecomunicação; instalar, testar e realizar manutenções preventiva e corretiva de sistemas de telecomunicações; supervisionar tecnicamente processos e serviços de telecomunicações; reparar equipamentos e prestar assistência técnica; ministrar treinamentos, treinar equipes de trabalho e elaborar documentação técnica. Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Participar na elaboração de projetos de telecomunicações: Consultar especificações e normas técnicas; interpretar especificações e normas técnicas; levantar dados e informações do projeto; avaliar entroncamento; redimensionar a rede; redimensionar equipamentos; definir plataforma de equipamentos; configurar equipamentos no projeto; especificar equipamentos (comutação, transmissão, rede e comunicação de dados); especificar mão-de-obra; quantificar os materiais, equipamentos e mão-de-obra; levantar o custo do projeto; elaborar esquemas para projetos.
  • Instalar sistemas de telecomunicações: Verificar o fornecimento de energia; verificar a infra-estrutura; consultar manual de instalação; avaliar as interfaces dos equipamentos e componentes; fixar componentes de sistemas de telecomunicações; instalar cabeamento; efetuar interligações dos equipamentos; testar conexões; verificar alimentação do sistema; ativar o sistema.
  • Testar sistemas de telecomunicações: Avaliar condições de funcionamento dos equipamentos; programar o sistema de telecomunicações; configurar o sistema de acordo com as especificações do projeto; efetuar testes de funcionamento de acordo com especificações; aferir as condições de funcionamento através de instrumentos; efetuar ajustes do sistema; substituir componentes do sistema; instruir o usuário final na utilização de sistemas de telecomunicações.
  • Realizar manutenções preventiva e corretiva dos equipamentos de telecomunicações: Verificar o funcionamento dos equipamentos de telecomunicações; executar rotinas de teste; identificar falhas no sistema de telecomunicações; corrigir as falhas do sistema de telecomunicações; reprogramar o sistema de telecomunicações; configurar os softwares do equipamento; acompanhar teste de laboratório.
  • Supervisionar tecnicamente processos e serviços de telecomunicações: Distribuir tarefas para equipes de trabalho; fornecer dados para a área de desenvolvimento tecnológico; detectar necessidades de expansão e/ou redimensionamento de sistemas; supervisionar o cumprimento do cronograma físico-financeiro; acompanhar serviços de instalação de redes telefônicas.
  • Reparar equipamentos: Identificar a instrumentação necessária; avaliar a necessidade de conserto; efetuar ajustes; trocar componentes.
  • Ministrar treinamento: Contribuir para o desenvolvimento de habilidades específicas na equipe; capacitar na utilização de tecnologia de telecomunicação; ministrar treinamento em novas tecnologias; treinar usuário final; treinar equipe de trabalho; ministrar treinamento em área específica; orientar equipes de trabalho; avaliar desempenho de equipes de trabalho.
  • Elaborar documentação técnica: Analisar relatórios técnicos; elaborar rotinas de teste; especificar planos de trabalho; elaborar relatórios de desempenho; elaborar esquemas.
  • Utilizar recursos de informática.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: TÉCNICO EM TELEFONIA
CÓDIGO CBO: 3133-15

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Médio Profissional ou Médio Completo + experiência
  • OUTROS: experiência de 12 meses.
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Executar serviços de manutenção e instalação de equipamentos e redes de telefonia, orientando-se por meio de plantas, esquemas, instruções e outros documentos específicos.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Realizar testes em instalação e equipamentos de telefonia;
  • Executar manutenção em mesas operadoras, rede interna e externa, comutação, aparelhos telefônicos e caixas subterrâneas;
  • Controlar o sistema de alimentação contínua;
  • Executar operações de redes interna e externa;
  • Executar contatos com concessionárias;
  • Realizar estudos relativos à instalação de telefonia e aparelhos de dispositivos automáticos de controle;
  • Identificar e resolver problemas que surjam, aplicando seus conhecimentos teóricos e práticos;
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de dificuldade.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D

DENOMINAÇÃO   DO   CARGO:  TRADUTOR   E   INTERPRETE   DE LINGUAGEM DE SINAIS

CÓDIGO CBO –

 

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
• ESCOLARIDADE: Médio completo + proficiência em LIBRAS
• OUTROS:
• HABILITAÇÃO PROFISSIONAL.

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Traduzir e interpretar artigos, livros, textos diversos bem idioma para o outro, bem como traduzir e interpretar palavras, conversações, narrativas, palestras, atividades didático-pedagógicas em um outro idioma, reproduzindo Libras ou na modalidade oral da Língua Portuguesa o pensamento e intenção do emissor.
Assessorar nas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
• Interpretação consecutiva:
Examinar previamente o texto original a ser traduzido/interpretado; transpor o texto para a Língua Brasileira de Sinais, consultando dicionários e outras fontes de informações sobre as diferenças regionais; interpretar os  textos de conteúdos curriculares, avaliativos e culturais; interpretar as produções de textos , escritas ou sinalizadas das pessoas surdas .
• Interpretação simultânea
Interpretar diálogos realizados entre pessoas que falam idiomas diferentes (Libras e Português); interpretar discursos, palestras, aulas expositivas,comentários, explicações, debates, enunciados de questões avaliativas e outras reuniões análogas; interpretar discussões e negociações entre pessoas que falam idiomas diferentes (Libras e Português).
• Utilizar recursos de informática.
•Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO
DESCRIÇÃO DO CARGO

NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: D
DENOMINAÇÃO DO CARGO: VIGILANTE
CÓDIGO CBO:

REQUISITO DE QUALIFICAÇÃO PARA INGRESSO NO CARGO:
  • ESCOLARIDADE: Fundamental completo e Curso de formação
  • OUTROS: Experiência de 12 meses
  • HABILITAÇÃO PROFISSIONAL:
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO:
Exercer vigilância nas entidades, rondando suas dependências e observando a entrada e saída de pessoas ou bens, para evitar roubos, atos de violência e outras infrações à ordem e à segurança.

DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO
  • Percorrer a área sob sua responsabilidade, atentamente para eventuais anormalidades nas rotinas de serviço e ambientais.
  • Vigiar a entrada e saída das pessoas, ou bens da entidade.
  • Tomar as medidas necessárias para evitar danos, baseando-se nas circunstâncias observadas e valendo-se da autoridade que lhe foi outorgada.
  • Prestar informações que possibilitam a punição dos infratores e volta à normalidade.
  • Redigir ocorrências das anormalidades ocorridas.
  • Escoltar e proteger pessoas encarregadas de transportar dinheiro e valores.
  • Escoltar e proteger autoridades.
  • Executar outras tarefas de mesma natureza e nível de complexidade associadas ao ambiente organizacional.

[Voltar]

Sobre o site | Diretivas de conteúdo | Intranet | Administração do site

Av. Paulo Gama, 110 - Reitoria - 4º andar - Campus Central - Porto Alegre/RS - CEP: 90046-900 - Fone: (51) 3308.3003
© 2010 PROGESP/UFRGS - Todos os direitos reservados.