Você está aqui: Página Inicial Áreas de Conhecimento Ciências Vermes

PLATELMINTOS

 

 

Os Platelmintos são animais conhecidos popularmente como vermes achatados (do grego platy: “achatado”; e helmin: “verme”). Podem ter poucos milímetros ou atingir muitos metros e habitar diferentes ambientes, principalmente aquáticos, tais como oceanos, rios, lagos além de ambientes úmidos. Alguns têm vida livre, outros são parasitas.

A planária, tênia e o esquistossoma são exemplos de platelmintos.

Planária

planária1    planária

É um verme de vida livre encontrado em águas doces de rios, lagos e fontes. Na extremidade anterior se localizam a cabeça e os órgãos dos sentidos: ocelos e órgãos auriculares.

1. Qual a função dos ocelos e dos órgãos auriculares?

2. Em que região do corpo está localizada a boca?

 

O sistema digestório é incompleto, apresentando somente boca, faringe e intestino. É um animal carnívoro que se alimenta de pequenos animais, vivos ou mortos. A digestão é extracelular (ocorrendo no interior do tubo digestório) e intracelular (ocorrendo no interior das células que revestem o intestino).

3. Se elas não possuem ânus, como os resíduos da digestão são liberados do corpo?

4. Qual é a função do intestino?

A planária é hermafrodita (monóica), ou seja, um mesmo indivíduo produz gametas masculinos e femininos. Tem grande poder de regeneração - quando se corta o animal em pedaços, cada um deles pode originar uma planária inteira.

5. Como acontece a reprodução sexuada?

Regeneração da planária


Tênia

tênia       
 

É um verme hermafrodita (monoico) com até 9 metros de comprimento em sua fase de vida adulta.

 

6. Quais os dois tipos principais de tênias?

7. Quais são as partes do corpo da tênia?              

 

Esquistossomo      

 

esquistossomo

É um verme que tem sexos separados (dioico): a fêmea mede cerca de 1,5 cm de comprimento e o macho, cerca de 1 cm.

 

8. Onde a fêmea se abriga durante a reprodução?

 


                                                                  NEMATÓDEOS

 

Os Nematelmintos são vermes com o corpo cilíndrico e afilado nas extremidades (do grego nematos: “filamento”; e helmin: “verme”). Podem viver em ambientes aquáticos ou terrestres, inclusive parasitarem plantas e animais, incluindo o ser humano.

9. Qual a diferença principal entre o sistema digestório dos Nematelmintos e dos Platelmintos?

 Os órgãos excretores são simples e não têm estruturas respiratórias nem circulatórias. A maioria deles tem os  sexos separados.


Lombriga

 lombriga

10. Quais diferenças existem entre machos e fêmeas?

Os ancilóstomos, lombrigas, oxiúros e filárias são exemplos de nematelmintos parasitas dos seres humanos.

 

                                                              ANELÍDEOS

       Os anelídeos são animais com o corpo divido em anéis ou segmentos. Os representantes desse grupo podem viver no solo úmido, água doce, água salgada ou ainda parasitando outros seres vivos. Podem ser hermafroditas ou de sexos separados.

                As minhocas e sanguessugas são exemplos de anelídeos.

Minhoca

minhoca       

É um verme de vida livre que habita o interior de solos úmidos. Locomovem-se estendendo e encolhendo os anéis do corpo, em um movimento ondulatório, e com o auxílio de cerdas.

 

11. Por que as plantas se desenvolvem melhor em um solo com minhocas?

              

Apesar de serem hermafroditas (possuírem sistema genital masculino e feminino), as minhocas não podem se autofecundar.


12. Qual a importância do clitelo na reprodução das minhocas?


                A alimentação é constituída por folhas caídas e outros restos orgânicos misturados ao solo. Após ingerido, o alimento passa por alguns órgãos até ser liberado pelo ânus. Dessa forma, esses animais possuem tubo digestório completo. A respiração dos anelídeos é cutânea, ou seja, ocorre através da pele.


13. Por que as minhocas vivem melhor em solo úmido e não em solo seco?


14. De que outra forma pode acontecer a respiração dos anelídeos?

 

                O sangue circula por um sistema fechado de vasos e contém um pigmento chamado hemoglobina que transporta e distribui boa parte do oxigênio utilizado.

 

Sanguessuga

sanguessuga
 

                Vivem normalmente em riachos e pântanos, mas algumas em ambiente marinho. A maioria delas é parasita, prendendo-se à pele do hospedeiro e sugando seu sangue através de ventosas localizadas na boca. Não apresentam cerdas no corpo.

 

15. Elabora um glossário com as palavras novas aprendidas.

 

 

Fontes das imagens:

Planária: Disponível em: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/filo-platelmintos/filo-platelmintos-6.php> Acessado em julho de 2011.

Tênia: Disponível em: <http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/Teniase.php> Acessado em julho de 2011.

Esquistossomo: Disponível em: <http://www.dicasdesaude.info/doencas/esquistossomos> Acessado em setembro de 2013.

Lombriga: Disponível em: <http://bionet-10e.blogspot.com/2009/12/relaccoes-ecologicas-parasitismo.html/> Acessado em julho de 2011.

Minhoca: Disponível em: <http://joanacbt10a.blogspot.com/2009/03/obtencao-de-materia-pelos-seres.html> Acessado em julho de 2011.

Sanguessuga: Disponível em: http://www.curiosidadeanimal.com/insetos_sanguesuga.shtml. Acessado em julho de 2011.

 

Material produzido por Fabiano de Souza Gomes.

 

 

Ações do documento