Você está aqui: Página Inicial Dados & Resultados Notícias

Notícias

Concluintes de 24 cursos de graduação da UFRGS farão o ENADE 2019

Provas ocorrem no dia 24 de novembro. Confira os cursos com participação obrigatória neste ano.

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – Enade 2019 será aplicado no dia 24 de novembro. Devem fazer a prova os alunos concluintes dos cursos de Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Educação Física (Bacharelado), Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Energia, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Hídrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia e Zootecnia. Estes estudantes devem preencher o Cadastro e o Questionário do Estudante no Portal do INEP até o dia 21 de novembro, após a leitura do edital do Enade 2019. O preenchimento do questionário é obrigatório e necessário para que se acesse o local da prova.

No dia da prova (24/11), os portões serão abertos às 12h, horário de Brasília, e fechados às 13h. A aplicação terá início às 13h30, e os alunos terão até as 17h30 para responder as questões. Os conteúdos programáticos de formação geral e específicos de cada área podem ser conferidos no site do Inep, onde também estão disponíveis as provas dos anos anteriores.

O Enade é componente curricular obrigatório para a integralização dos cursos de graduação, devendo constar no histórico escolar do aluno, a participação ou dispensa. Alunos em situação irregular no Enade não podem colar grau até a sua regularização com o exame. Entende-se por situação de regularidade tanto o preenchimento do Questionário do Estudante como a participação na prova. Não responder o questionário implica ao aluno em não poder solicitar posteriormente a dispensa do Exame.

Para auxiliar os estudantes, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) criou um manual com informações e orientações sobre o Enade 2019, disponível na página da SAI. Para outras informações, esclarecimentos ou dúvidas o aluno deve entrar em contato com a Comgrad do seu curso.

Fonte: Site da UFRGS, 19/11/2019

III Encontro das CPAs

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFRGS esteve presente no III Encontro das CPAs ocorrido na Universidade do Pampa, em Santana do Livramento, no dia 13 de novembro.

Estiveram presentes representantes do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal da Fronteira Sul, Universidade Federal de Pelotas e Universidade Federal do Rio Grande. A UFRGS foi representada pelo Prof. João César Netto, representante docente da CPA. A programação contou nos dois turnos do evento com a troca de experiências das universidades presentes com o tema “A CPA e seu papel no processo de autoavaliação de cursos”. O Prof. João Netto apresentou a autoavaliação da UFRGS e seus atores envolvidos nos processos avaliativos da universidade. Destacou também o trabalho estatístico e confiabilidade dos dados feitos para a realização das análises dos instrumentos próprios de avaliação, do relatório de autoavaliação institucional anual, dos resultados de rankings, dos relatórios de avaliação dos cursos pelo INEP e resultados do Exame Nacional de Desempenho (ENADE). Além disso, apresentou outro papel importante das instâncias avaliativas da UFRGS, envolvendo CPA, Secretaria de Avaliação Institucional e Núcleos de Avaliação das Unidades da universidade que é a divulgação dos resultados de avaliação, as quais ocorrem pelas práticas internas adotadas como a Semana de Avaliação, Salão de Ensino, programa permanente de qualificação e painel de avaliação. O próximo encontro, em 2020, será sediado pela Universidade Federal de Pelotas – UFPel.

Fonte: Site SAI, 14/11/2019

Temática Avaliação Institucional no XV Salão de Ensino 2019

No ano de 2019, a temática da Avaliação Institucional no Salão teve a apresentação de 19 trabalhos dividida em duas sessões, entre os dias 22 e 23 de outubro. Os Núcleos de Avaliação das Unidades tiveram a oportunidade de apresentarem o resultado de seus trabalhos realizados nas unidades, tanto em nível de graduação quanto de pós-graduação, assim como experiências e boas práticas de avaliação que são inseridas na rotina de trabalho. Veja aqui a relação dos trabalhos apresentados.

Aluna Giulia da Silva, bolsista do NAU FCE.

Técnica Taíse Laux do NAU da Faculdade de Odontologia.

Os seguintes trabalhos foram destaques nas sessões: Políticas de Gestão: uma nova experiência de análise na FCE, apresentado pela acadêmica  Giullia Luvison Henriques da Silva, bolsista do Núcleo de Avaliação da Faculdade de Ciências Econômicas e Avaliação Interna do Programa de Pós-Graduação em Odontologia pelos discentes de 2016-2018, apresentado pela Técnica Taíse Laux. O trabalho do NAU da Faculdade de Odontologia recebeu o troféu do Salão de Ensino na Temática Avaliação Institucional no dia 25 de outubro, na cerimônia de encerramento do Salão UFRGS.

Profa. Eloá Rossoni e Técnica Taíse Laux, NAU da Faculdade de Odontologia.

Fonte: SAI, 05/11/2019

Novos membros da Comissão Própria de Avaliação tomam posse

CPA tem como atribuições a condução dos processos de avaliação internos da instituição e a sistematização e a prestação das informações solicitadas pelo Inep

Cerimônia de Posse ocorreu na Sala de Reuniões da Reitoria - Foto: Secom

Tomaram posse na tarde desta terça-feira, 29 de outubro, os integrantes da Comissão Própria de Avaliação (CPA) para a gestão 2019/2020. A cerimônia de entrega de portarias, que antecedeu a primeira reunião do grupo, contou com a presença do reitor Rui Vicente Oppermann e de servidores da Secretaria de Avaliação Institucional (SAI).

A CPA tem como atribuições a condução dos processos de avaliação internos da instituição e a sistematização e a prestação das informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Entre as tarefas desenvolvidas pela Comissão destacam-se: coordenar os processos internos de avaliação, a serem executados pela SAI e pelos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs); coordenar o trabalho desenvolvido pela SAI e pelos NAUs de sistematização e prestação de contas quanto às informações solicitadas pelo Inep; delegar à SAI a competência da execução do processo de avaliação, que será realizado em conjunto com os NAUs; manter-se constantemente informada sobre todos os procedimentos feitos pela SAI e pelos NAUs; e estabelecer calendário de reuniões sistemáticas para acompanhar o andamento do processo avaliativo.

“A CPA é de fundamental importância para gestão democrática da Universidade”, afirma Oppermann. Conforme ressalta o reitor, os procedimentos avaliativos internos permitem identificar mudanças que se façam necessárias na gestão e implementar melhorias. Segundo ele, a UFRGS foi pioneira na proposição de sistemas avaliativos para universidades no Brasil.

A secretária de Avaliação Institucional e presidente da CPA, Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, por sua vez, mencionou algumas das principais funções a cargo da Comissão ao longo da gestão que se inicia. Entre elas, distinguem-se: a criação do projeto de avaliação da Universidade, em conformidade com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a elaboração de instrumentos de avaliação de acordo com as exigências do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e a orientação dos trabalhos dos NAUs na avaliação de cursos.

Integrantes da CPA – gestão 2019/2020

Alexandra Lorandi Macedo (Secretaria de Educação a Distância)

Aline da Costa Pereira (Pró-Reitoria de Pós-Graduação)

Ana Maria e Souza Braga (Secretaria de Avaliação Institucional)

Ana Rita Berti Bagestan (Conselho Estadual de Educação RS)

Carla Maria Bastos dos Santos (Pró-Reitoria de Extensão)

Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues (Secretaria de Avaliação Institucional)

Fernando Hagemann (Associação dos Antigos Alunos da UFRGS)

Iana Gomes de Lima (Faculdade de Educação)

Istefani Carísio de Paula (Escola de Engenharia)

João Cesar Netto (Instituto de Informática)

Julian de Camargo Milone (Pró-Reitoria de Graduação)

Lara Ana dos Santos Cornélio (Associação de Pós-Graduandos da UFRGS)

Luciano Palmeiro Rodrigues (Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança)

Mauro Roese (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas)

Raiê Roca Antunes (Diretório Central dos Estudantes)

Soraya Tanure (Campus Litoral Norte)

Tirza Gabriela Drumond Ferreira (Diretório Central dos Estudantes)

Fonte: Site da UFRGS, 29/10/2019

UFRGS obtém 19ª colocação entre as melhores universidades latino-americanas

Foi divulgado nesta quarta-feira, 23, o levantamento QS Latin America University Rankings 2020, que lista as melhores universidades da América Latina. A UFRGS está ranqueada na 19ª posição entre 400 instituições, tendo caído uma posição em relação ao ano anterior, mas mantendo-se no grupo das 5% melhores. A primeira colocada é a Pontifícia Universidade Católica do Chile, seguida da USP e do Tecnológico de Monterrey (México). Entre as 94 brasileiras presentes no ranking, a UFRGS aparece no sétimo lugar, e é a única da Região Sul entre as 20 melhores.

Os indicadores de destaque da UFRGS são: Professores com doutorado (100 pontos), Artigos por professor (100 pontos) e Rede de pesquisa internacional (99,8 pontos). O ranking avalia as universidades em oito indicadores: Reputação acadêmica (peso 30%); Reputação de empregabilidade (peso 20%); Relação estudante-docente (peso 10%); Professores com doutorado (peso 10%); Citações (peso 10%); Artigos por professor (peso 5%); Rede de pesquisa internacional (peso 10%); Impacto na web (peso 5%).

Universidade empreendedora

A UFRGS também obteve destaque no levantamento da Brasil Júnior, confederação de empresas juniores de universidades brasileiras, que aponta as instituições mais empreendedoras. A UFRGS ficou em quarto lugar, com nota 5,47. As três universidades mais empreendedoras são USP (7,36), Unicamp (6,71) e UFMG (5,83).

A divulgação do Ranking de Universidades Empreendedoras 2019 ocorreu em sessão solene na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta terça-feira, 22.

Fonte: Site da UFRGS, 23/10/2019

Avalies 2019

No período de 10 a 11 de outubro ocorreu na Universidade Federal da Bahia (UFBA) o 4º Avalies - Simpósio de Avaliação da Educação Superior.

 

Instituições organizadoras e Objetivos:

O evento teve as duas primeiras edições sediadas e organizadas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e a terceira pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e tem como objetivo estimular a geração de conhecimento em avaliação institucional, debater o seu estado da arte e provocar a interação entre pesquisadores da área, buscando qualificar as instituições de educação superior.

Em 2019, o evento foi organizado pela Comissão Própria de Avaliação Institucional da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e contou com Conferências, Painéis e Apresentações orais de trabalhos.

Conferências de especialistas em Avaliação:

A Conferência de abertura foi proferida pelo Prof. Dilvo Ristoff (UFSC), com o tema: Qualidade na Educação Superior: desafios e perspectivas.

A Conferência de encerramento foi proferida pelo prof. Naomar de Almeida Filho (UFBA), com o tema: Autonomia Universitária, Regulação e Avaliação na Educação Superior.

Representação da UFRGS no evento:

A UFRGS esteve representada no 4º Avalies pela Secretária de Avaliação Institucional (SAI), Prof. Cláudia Rodrigues, pela servidora Nara Magalhães (Técnica em Assuntos Educacionais), pela servidora Gisele Spindler (Estatística), pela Profa. Eloá Rossoni, Coordenadora do Núcleo de Avaliação da Unidade (NAU) da Faculdade de Odontologia e Coordenadora do Fórum dos NAUs, e pelo Prof. Daltro José Nunes, ex-Secretário de Avaliação Institucional da UFRGS e Coordenador da primeira e segunda edições do Avalies.

Trabalhos da UFRGS aprovados no evento:

1. Cumprimento de Protocolos de Compromissos de Cursos a partir do SINAES: a experiência da UFRGS, de autoria de Fernanda Brasil Mendes, Flávia Renata Pinto Barbosa, Claudete Lampert Gruginskie, e Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues. (SAI)

2. Índice Geral de Cursos: um estudo sobre a mudança nos cálculos do IGC, de autoria de Giselle Spindler e Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues. (SAI)

3. Avaliação e Participação Além do Sinaes: o papel dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUS) na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), de autoria de Nara Maria Emanuelli Magalhães, Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues e Ana Maria e Souza Braga. (SAI)

4. A utilização de indicadores como apoio ao processo de Autoavaliação Institucional, de autoria de Jordário Reck Behenck, Giselle Spindler e Ricardo Augusto Cassel (SAI, DEPROT).

5.Avaliação interna dos cursos de graduação da Faculdade de Odontologia da UFRGS, 2016 a 2018. (NAU ODONTOLOGIA)

6. Avaliação na ESEFID UFRGS: relato da construção coletiva de uma cultura institucional (NAU ESEFID)

7. Pesquisa de avaliação da educação superior: do diagnóstico ao debate sobre diversidade. (NAU FABICO)

Além disso, a Secretária de Avaliação, Profª Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, proferiu a palestra: “Experiências Brasileiras na Avaliação da Educação” no Painel III – Experiências de Avaliação na Educação Superior.

O Prof. Daltro José Nunes proferiu a palestra “Avaliação institucional na Graduação”, Painel I - Avaliação Institucional.

Próxima edição

A quinta edição do Avalies será realizada em data e local a ser confirmado pelos organizadores, após consulta à comunidade de especialistas em avaliação da educação superior.

Maiores detalhes sobre o evento podem ser consultados em: http://www.avalies2019.ufba.br/

Fonte: SAI, 14/10/2019

Três graduações da UFRGS são as melhores do Brasil, segundo o Enade

Design Visual, Relações Internacionais e Serviço Social obtiveram a nota máxima no exame

Os cursos de Design Visual, Relações Internacionais e Serviço Social da UFRGS obtiveram as maiores notas no Enade 2018 na comparação com as graduações das demais instituições de ensino superior brasileiras. Os resultados, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) na última semana, referem-se ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) aplicado no ano passado para concluintes de 29 cursos de graduação. Desses, 12 são ofertados pela UFRGS: Administração, Administração Pública, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Design Visual e de Produto, Direito, Jornalismo, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Relações Internacionais e Serviço Social. Todos foram classificados com conceito 4 ou 5, os mais altos. A exceção é o curso de Administração Pública, que ficou sem conceito devido ao número insuficiente de participantes. O resultado detalhado do desempenho da UFRGS pode ser consultado no relatório elaborado pelo Inep. No site do Instituto é possível consultar o desempenho de todas as instituições. O Enade avalia, a cada três anos, o rendimento de graduandos do ensino superior em todo o território nacional.

O coordenador da Comissão de Graduação do Design, Sérgio Leandro dos Santos, salienta o destaque obtido: “é importante ressaltar que o Design Visual da UFRGS foi o único do Brasil com nota padronizada 5, que é a nota máxima, e a graduação de Design de Produto é a quinta melhor entre 160 cursos avaliados no Brasil”.

A coordenadora da Comissão de Graduação de Serviço Social, Vanessa Panozzo, também comemorou os resultados: "Manifestamos a satisfação do resultado do Enade para o curso de Serviço Social, o que demonstra compromisso, seriedade e competência com a formação em Serviço Social no estado do Rio Grande do Sul".

“Nós recebemos com muita alegria esse resultado, que decorre de uma trajetória de trabalho de quase dez anos”, enfatizou o coordenador da Comissão de Graduação de Relações Internacionais, Érico Esteves Duarte. Como destacou o professor, essa foi a terceira avaliação em que o curso obteve nota máxima, “demonstrando que não houve mudanças de qualidade em decorrência das políticas de ações afirmativas. A entrada dos alunos cotistas não afetou a qualidade da UFRGS nem das federais em geral”, complementou.

Fonte: Site da UFRGS, 10/10/2019

UFRGS se mantém como a quinta melhor universidade no Ranking Universitário Folha

Universidade ocupa a terceira posição entre as federais, atrás apenas de UFRJ e UFMG. No levantamento dos cursos, o destaque é o de Comunicação, o melhor do país.

 

A edição 2019 do Ranking Universitário Folha (RUF), divulgado nesta segunda-feira, 7 de outubro, coloca a UFRGS como a quinta melhor universidade do país e a terceira melhor entre as federais. Com isso, a Universidade mantém as mesmas colocações obtidas no ranking em 2018. O RUF 2019 é encabeçado por duas universidades estaduais paulistas, a USP e a Unicamp. A lista segue com duas federais, a UFRJ e a UFMG e, na sequência, a UFRGS.

Neste ano, a pontuação total da Universidade foi de 95,68, ligeiramente maior do que a de 2018 (95,58). A melhor posição da UFRGS foi no componente “Pesquisa”, com o terceiro lugar (ano passado, estava na quarta posição nesse indicador). Nos outros componentes, a Universidade foi classificada da seguinte forma: Ensino – 3º lugar; Mercado – 12º; Internacionalização – 10º; e Inovação – 14º.

A UFRGS também foi bem classificada na avaliação por cursos. O destaque fica por conta do curso de Comunicação, considerado o melhor do país. No ano passado, ele ocupava a quarta colocação. Já o curso de Design se manteve no segundo lugar, ficando atrás apenas do oferecido pela USP. As graduações em Computação e Administração obtiveram a terceira posição.

Confira todos os resultados da UFRGS

Como é feito o RUF - O Ranking Universitário Folha é uma avaliação anual de todas as universidades ativas do país que usa dados nacionais e internacionais e duas pesquisas de opinião do Datafolha. Todas as 197 universidades do país são avaliadas em cinco aspectos: pesquisa, ensino, mercado, internacionalização e inovação. A partir desses componentes, são analisados itens como total de publicações, número de teses defendidas, percentuais de professores com pós-graduação strictu sensu e em dedicação integral, opinião de empregadores, número de patentes e citações internacionais. Já o ranking de cursos avalia, anualmente, 40 graduações de universidades, centros universitários e faculdades com maior número de ingressantes no país (de acordo com o último Censo da Educação Superior disponível), com base em dois aspectos: ensino e mercado.

Fonte: Site da UFRGS, 07/10/2019

SAI instrui servidores para elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional

Evento ocorreu nesta segunda-feira no Plenarinho da Reitoria. Foto: Gustavo Diehl/UFRGS

A Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) promoveu nesta segunda-feira, 23 de setembro, o primeiro encontro visando à elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional da UFRGS (RAAI). A atividade, direcionada hoje à servidores da Administração Central responsáveis pelo processo de avaliação, forneceu orientações gerais a respeito das normas para o RAAI 2019.

Conforme a secretária de Avaliação Institucional, Cláudia Rodrigues, é um desafio para a SAI e para a Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFRGS aprimorar o processo para a confecção dos relatórios da Administração Central e dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs). “Precisamos alinhar cada vez mais o processo de avaliação com o planejamento da Universidade”, afirma.

O reitor Rui Oppermann lembrou os presentes da responsabilidade que possuem na produção do RAAI e a importância que ele tem para a gestão da Universidade. “É uma ferramenta fundamental para o trabalho e monitoramento. Como gestor, entendo a necessidade de uma avaliação o mais próxima possível da realidade que vocês aqui presentes percebem”, coloca. Oppermann ainda salientou que esse tipo de instrumento não pode servir de norteador para o Ministério da Educação distribuir recursos entre as instituições federais de ensino.

Na próxima quarta-feira, dia 25, o encontro será com os integrantes dos NAUs, no Auditório Nascente do Prédio Centenário da Escola de Engenharia. O objetivo da atividade é revisar alguns conceitos importantes para o processo e esclarecer alguns aspectos da legislação sobre avaliação da educação superior e orientações da CPA.

Fonte: Site UFRGS, 23/09/2019

UFRGS se destaca entre as universidades brasileiras no ranking Times Higher Education

Na faixa mundial 601-800, Universidade é a terceira colocada entre as brasileiras


A consultoria britânica Times Higher Education (THE) divulgou nesta quarta-feira, dia 11 de setembro, a edição 2020 do Ranking Mundial de Universidades. A UFRGS é destaque entre as universidades brasileiras ao ocupar a faixa de posição entre 601 e 800 na listagem geral, mesma posição do levantamento anterior, o que a mantém na terceira posição entre as universidades brasileiras, atrás apenas da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e empatada com mais quatro universidades.

Nos itens avaliados pela consultoria, a UFRGS apresentou uma melhora nos indicadores pesquisa (de 14,1 para 18,3) e citações (de 40,5 para 49,3), em relação à avaliação anterior. Para o reitor Rui Vicente Oppermann, a UFRGS "recebe essa notícia com muita satisfação em meio à enorme crise pela qual estamos passando. Essa posição é decorrência do trabalho de nossos professores, pesquisadores, técnicos e estudantes da graduação e da pós-graduação. Paradoxalmente, são eles que estão sendo atingidos pelas políticas restritivas do atual Governo, que insiste em não reconhecer o valor que as universidades federais têm para o País".

O ranking é liderado pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, seguida pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Estados Unidos) e pela Universidade de Cambridge (Reino Unido). Entre as universidades brasileiras, a Universidade de São Paulo aparece em primeiro lugar (faixa de posição 251 e 300), seguida da Unicamp (501 e 600). Junto com a UFRGS, no grupo posicionado entre 601 e 800, aparecem mais três federais: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), além de uma privada: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

O levantamento THE das melhores universidades do mundo é realizado anualmente e abrange cerca de 1.400 instituições de 92 países. São considerados 13 indicadores em cinco categorias: ambiente de ensino, inovação, internacionalização, pesquisa e citações.

Principais universidades brasileiras no THE

1.º Universidade de São Paulo (USP) – Faixa 251-300
2.º Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – 501-600
3.º Universidade Federal de Minas Gerais; Universidade Federal do Rio Grande do Sul,Universidade Federal de Santa Catarina; Universidade Federal de São Paulo e Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – 601-800

Na página da Secretaria de Avaliação Institucional há detalhamento do posicionamento da UFRGS em outros rankings nacionais e internacionais.

Fonte: Site da UFRGS, 12/09/2019

UFRGS é 3ª melhor universidade federal brasileira em ranking

Universidade ocupa a 454ª posição mundial no ranking CWUR, que avalia 2 mil universidades em todo o mundo

A UFRGS ocupa a terceira posição dentre as universidades federais brasileiras no The Center for World University Ranking (CWUE) 2019-2020, divulgado nesta segunda-feira, 5. O levantamento também coloca a Universidade na 454ª posição mundial e no 6º lugar entre as instituições brasileiras.

O melhor desempenho da UFRGS foi obtido no indicador de produção em pesquisa. Nesse índice, a Universidade ocupa a 427ª posição mundial. O ranking também avalia os seguintes dados: qualidade da educação (número de egressos que receberam prêmios de alto nível), empregabilidade de alunos (número de egressos que possuem posições de destaque em grandes empresas), qualidade do corpo docente (número de professores que receberam prêmios de alto nível) e performance de pesquisa (dividida nos itens: produção de pesquisa, publicações de alta qualidade, influência e citações). Neste ano, a metodologia é diferente da utilizada no ranking 2018-2019, a fim de dar o mesmo peso ao ambiente educacional e à pesquisa.

As primeiras colocações mundiais do CWUE 2019-2020 são ocupadas por instituições norte-americanas e britânicas. As cinco primeiras são: Universidade de Harvard (EUA), Instituto de Tecnologia de Massachussets (EUA), Universidade de Stanford (EUA), Universidade de Cambridge (Reino Unido) e Universidade de Oxford (Reino Unido). No Brasil, a melhor colocada é a Universidade de São Paulo (USP), que ocupa a 128ª posição mundial. Após, estão Universidade Federal do Rio de Janeiro (349ª), Universidade Estadual de Campinas (353ª), Universidade Estadual Paulista (444ª), Universidade Federal de Minas Gerais (452ª) e UFRGS (454ª).

A relação completa de universidades avaliadas e suas posições, indicadores utilizados e rankings dos anos anteriores podem ser acessados no site do CWUR.

Fonte: Site UFRGS, 05/08/2019

Avaliação de docentes nas atividades de ensino de graduação pode ser feita até dia 5

Preenchimento de questionário é realizado via Portal do Aluno

O prazo para que estudantes de graduação avaliem os docentes e as disciplinas cursadas no primeiro semestre de 2019 foi prorrogado até o dia 5 de agosto, segunda-feira. É possível avaliar atividades de ensino dos cursos presenciais e a distância, assim como as atividades de ensino a distância dos cursos presenciais. O processo deve ser feito diretamente no Portal do Aluno.

O objetivo de tais processos avaliativos é contribuir para a melhoria da qualidade de ensino da UFRGS. Os resultados das avaliações dos semestres anteriores podem ser consultados no Painel da Qualidade.

Fonte: Site da UFRGS, 02/08/2019

Coordenadores de curso recebem capacitação sobre Enade 2019

22 graduações da UFRGS serão avaliadas no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes

Galeria de imagens

Na tarde de hoje, 18 de julho, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) promoveu a Capacitação Enade 2019, direcionada aos coordenadores e técnicos administrativos das Comissões de Graduações (Comgrad) que irão participar do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). O encontro apresentou a portaria, quais estudantes devem ser inscritos, os instrumentos do exame, as implicações e as responsabilidades. Também foi demostrado como funciona o processo de inscrição dos estudantes por meio do aplicativo informatizado da UFRGS e do sistema INEP.

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. Neste ano, a prova será aplicada no dia 24 de novembro e contempla os cursos das áreas de engenharias e arquitetura e urbanismo, ciências agrárias e ciências da saúde. Na UFRGS, serão avaliados 24 cursos de graduação: Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Energia, Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Hídrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia e Zootecnia.

A participação na avaliação é componente curricular obrigatório para a integralização dos cursos de graduação, devendo constar no histórico escolar do aluno a participação ou a dispensa. Discentes em situação irregular no Enade não podem colar grau até a sua regularização com o exame.

Na abertura do evento, o reitor Rui Vicente Opermann destacou a importância do exame para a instituição. “O Enade influencia diretamente o Conceito Preliminar de Curso (CPC), que é utilizado para o cálculo do Índice Geral dos Cursos (IGC). O IGC, além de ser um indicador de qualidade da instituição, é um elemento de avaliação estratégico para a gestão que mostra como estamos construindo a Universidade”, pontua.

Para auxiliar as Comgrads, a Secretaria de Avaliação Institucional disponibilizará um manual com informações e orientações sobre o Enade 2019. O material, bem como o arquivo da apresentação da capacitação, estará disponível no site da SAI.

Fonte: Site da UFRGS, 18/07/2019

Escutar para transformar: Prograd reúne-se com CPA e SAI para conhecer os resultados de avaliação realizada pelos estudantes de graduação, assim como aspectos relacionados às avaliações in loco

O questionário de avaliação do docente pelos discentes, respondido pelos estudantes na UFRGS ao final de cada semestre de atividades, serve para apontar fragilidades, potencialidades e necessidades de melhoria nas atividades acadêmicas. A Comissão Própria de Avaliação (CPA) e a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) trabalham conjuntamente na aplicação dos instrumentos de avaliação informatizados e na análise das respostas dadas pelos estudantes, sintetizando os resultados e apresentando os diagnósticos aos gestores, para que promovam as mudanças e melhorias necessárias.

Profa. Soraya Tanure, membro da CPA e do NAU CLN. Foto: SAI/UFRGS

As análises quantitativas e qualitativas dos resultados de avaliação já vêm sendo apresentadas a todos os gestores da Administração Central e aos gestores das Unidades da UFRGS todos os anos, no evento Semana de Avaliação, que começou em 2015.

Desde o ano de 2018 estes resultados de avaliação vêm sendo apresentados pela SAI e CPA para órgãos da Administração Central, com abordagens específicas de interesse dos setores, para que possam conhecer e tomar medidas de melhoria.

Neste ano, de modo especial, os resultados já foram apresentados aos gestores da Pró-Reitoria de Graduação, e também aos diretores e integrantes dos Departamentos de Cursos e Políticas da Graduação, da Divisão de Estágios da Graduação, e da Divisão de Cursos de Graduação daquela Pró-Reitoria.

Profa. Cíntia Boll, Diretora do Departamento de Cursos e Políticas da Graduação, Prof. Vladimir Nascimento, Pró-reitor de Graduação e Profa. Cláudia Rodrigues, Secretária de Avaliação Institucional. Foto: SAI/UFRGS

Fotos: SAI/UFRGS

A apresentação foi realizada na manhã do dia 11 de julho no Plenarinho, térreo da Reitoria, e abordou os resultados de avaliação e a análise dos processos de avaliação interna referente a avaliação do docente pelo discente, avaliação das atividades EaD em cursos presenciais, avaliação dos cursos a distância e autoavaliação docente.

As análises quantitativas destacaram as notas atribuídas pelos alunos aos seus professores quanto ao domínio do conteúdo, procedimentos didáticos, respeito à diversidade, entre outros quesitos, destacando que recorrentemente os alunos têm atribuído nota menor à questão “O professor analisou com os discentes os resultados das avaliações”, o que demonstra a necessidade de repensar a forma como estão sendo feitas as devolutivas das avaliações pelos professores aos alunos em sala de aula.

Foram apresentadas também as análises qualitativas, que se referem aos comentários realizados pelos estudantes. Buscando preservar sempre o sigilo e anonimato das avaliações, os comentários qualitativos foram agrupados em categorias como elogios, reclamações, etc., destacando o percentual dos mesmos e sinalizando as áreas ou temáticas levantadas pelos estudantes, nas quais podem ser empreendidas ações de melhoria.

Apresentação Reunião SAI, CPA e PROGRAD. Fonte: SAI/UFRGS

Na segunda parte do encontro foram apresentadas pelo Departamento de Regulação da SAI as bases legais para os processos de regulação e avaliação da educação superior, e a necessária organização da universidade quanto às etapas dos processos regulatórios de cursos. Destacou-se a necessidade de aperfeiçoamento constante, devido a mudanças recentes no instrumento de avaliação proposto pelo Inep, e que embasa as visitas de avaliação in loco, ou seja, a avaliação externa.

Apresentação Reunião SAI, CPA e PROGRAD. Fonte: SAI/UFRGS

As perguntas e debates a partir das apresentações destacaram que o trabalho conjunto foi bastante produtivo e que esta parceria entre os setores que aplicam a avaliação e os setores que podem tomar decisões a partir dos resultados da mesma deve continuar, para que os objetivos de aperfeiçoamento e qualificação da Universidade, que sempre se renovam, sejam alcançados.

Fonte: Site SAI, 11/07/2019

Alunos podem avaliar docentes e atividades de ensino

Está aberto até 31 de julho o prazo para que estudantes de graduação avaliem os docentes e as disciplinas cursadas no primeiro semestre de 2019. É possível avaliar atividades de ensino dos cursos presenciais e a distância, assim como as atividades de ensino a distância dos cursos presenciais. O processo deve ser feito diretamente no Portal do Aluno.

No mesmo período, os docentes podem fazer a sua autoavaliação. O objetivo de tais processos avaliativos é contribuir para a melhoria da qualidade de ensino da UFRGS.

Fonte: Site da UFRGS, 25/06/2019

Semana de Avaliação Institucional foi aberta na manhã de hoje

Galeria de imagens

"Escutar para transformar" é o tema da 5ª Semana de Avaliação da UFRGS, que teve início na manhã de hoje, na Sala II do Salão de Atos. A atividade tem como objetivo apresentar e discutir os resultados da avaliação para a administração central, a Comissão Própria de Avaliação (CPA), os núcleos de avaliação das unidades (NAUs) e as direções das unidades

A secretária de Avaliação Institucional (SAI), Claudia Medianeira Cruz Rodrigues, abriu o evento saudando os 19 anos de criação da SAI e destacando que a cultura de avaliação iniciou antes disso na Universidade. A secretária reforçou o objetivo da Semana de debater as transformações que podem ser promovidas pelos resultados de avaliação na Universidade, para além da constatação de conceitos/números. Apontou, ainda, que a Semana busca refletir sobre o processo de avaliação, dados de reflexão, e aprimoramento das práticas de avaliação desenvolvidas na universidade. “Nós temos ainda muitos desafios na avaliação e para a avaliação. Nós temos a consciência disso, mas nós precisamos cada vez mais avançar, e tenho a certeza de que o comprometimento de todos que estão aqui, a comunidade de avaliação da Universidade, tem sido fundamental”, destacou a secretária.

A vice-secretária da SAI Ana Maria Braga, recém-empossada no cargo, saudou os presentes e desejou a todos um ótimo trabalho. Ainda na abertura, a coordenadora do Fórum dos Núcleos de Avaliação das Unidades, Eloá Rossoni, disse que é muito importante, na conjuntura atual, fazer a avaliação para dar visibilidade ao que se faz na Universidade.

Por fim, o reitor Rui Vicente Oppermann destacou a diferença entre os rankings universitários e a avaliação. Disse que, embora haja bastante divulgação dos rankings, o que importa para o gestor é a avaliação, porque aqueles não contemplam todos os aspectos da Universidade e, inclusive, vendem consultorias para “melhorar o desempenho da instituição”. “Avaliar é uma das funções mais estratégicas para qualquer gestor, ainda mais para um gestor público e um gestor de universidade pública. Hoje é impossível que não tenhamos uma estrutura de avaliação para apontar ‘quem somos?’, ‘quais as nossas fortalezas?’, ‘o que a gente deve fazer e o que devemos deixar de fazer?”, afirmou.

Dando continuidade, à tarde, ocorre a palestra “A experiência de avaliação institucional” com a professora UFMG, Viviane Santos Birchal, coordenadora da CPA daquela universidade. Logo após, serão apresentados os dados da avaliação interna 2018 pela CPA, incluindo a avaliação docente pelo discente, e a autoavaliação docente.

Neste ano, 24 núcleos estão promovendo atividades durante a semana de avaliação. A programação pode ser consultada na página da Secretaria de Avaliação Institucional.

Fonte: Site da UFRGS, 24/06/2019

UFRGS realiza a Semana de Avaliação a partir de segunda-feira

Com o tema "Escutar para transformar", evento reúne diversas atividades sobre avaliação institucional

A partir do dia 24 junho, próxima segunda-feira, acontece a Semana de Avaliação UFRGS 2019. O evento tem início às 8h30, com uma atividade restrita à Administração Central, à Comissão Própria de Avaliação (CPA), aos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) e aos diretores de unidades. Os demais eventos são abertos à comunidade acadêmica e começam às 14h, com os painéis "A experiência de avaliação institucional da UFMG" e "Apresentação de resultados dos dados de avaliação interna da UFRGS 2018". Os painéis serão realizados na Sala II do Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110 – Campus Centro). Neste ano, o evento, que está em sua quinta edição, tem o tema "Escutar para transformar".

As atividades estendem-se até 28 de junho e têm entre os seus objetivos promover a cultura de avaliação institucional e apresentar os resultados de avaliação da Universidade para a comunidade acadêmica. Além de uma programação geral, o evento também conta com atividades específicas, nas Unidades. A programação completa está disponível na página da semana.

A organização é da Secretaria de Avaliação Institucional, da Comissão Própria de Avaliação e dos Núcleos de Avaliação das Unidades.

Fonte: Site da UFRGS, 21/06/2019

Ranking mundial coloca a UFRGS entre 700 melhores universidades do mundo

QS World University Rankings foi divulgado nesta quarta-feira, em Londres. Universidade está em 9º lugar entre as brasileiras e 18º na América Latina. Foram avaliadas mais de 1,6 mil instituições

O ranking das melhores universidades do mundo, divulgado nesta quarta-feira, 19, pela QS World University Rankings, mostra a UFRGS classificada entre as 651 e 700 melhores instituições. Entre as universidades brasileiras que constam na lista, a UFRGS ocupa o 9º lugar e destaca-se como a melhor entre as gaúchas.

Além disso, a UFRGS aparece em 18ª posição entre as melhores da América Latina. Houve melhora no escore do indicador de citações, que era de 14,7 no último levantamento e agora alcançou 16,0. O escore relativo à reputação acadêmica caiu em comparação com o ano passado, mas ainda é o melhor indicador da UFRGS, situado na 318ª posição.

QS World University Rankings 2020 apresenta em primeiro lugar o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos. A melhor brasileira apontada pelo QS é a Universidade de São Paulo (USP). O levantamento inclui 1.620 universidades em todo o mundo, sendo 20 brasileiras.

Análises

O reitor Rui Oppermann avalia positivamente a posição da UFRGS entre as melhores no país e na América Latina. “Estamos em um lugar de prestígio, num ranking importante. É uma posição que reflete nossa estrutura de pesquisa. O ranking indica crescimento de citações, o que significa que, apesar das restrições orçamentárias que a pesquisa e a tecnologia vêm sofrendo nos últimos anos, mantemos um trabalho de qualidade reconhecido pela comunidade internacional”, aponta.

Um dos indicadores com redução nos últimos anos é a internacionalização. Para Oppermann, “um índice de internacionalização pior se deve pela repercussão do fim do Ciência Sem Fronteiras (CsF), o que impacta nossa capacidade de enviar alunos e docentes para o exterior. Desse modo, nossa visibilidade externa também reduz”. Recentemente a UFRGS foi selecionada para o Programa Institucional de Internacionalização (CAPES-PRINT); segundo o reitor, essa pode ser uma alternativa para melhora nesse índice, mesmo que o programa não tenha o mesmo alcance do CsF.

Times Higher

Nesta semana, também foi divulgado o ranking Times Higher Education (THE) América Latina e Caribe, em que a UFRGS aparece na 11ª posição entre as universidades latino-americanas e caribenhas e a 7ª posição entre as brasileiras. Confira a notícia publicada na terça-feira, dia 18.

Fonte: Site da UFRGS, 19/06/2019

Ranking aponta UFRGS como a melhor universidade federal brasileira em pesquisa

A UFRGS é a primeira universidade federal do país no campo da pesquisa, conforme o CWTS Ranking 2019, e a quarta colocada dentre as brasileiras. O levantamento foi divulgado pela Universidade de Leiden (Holanda) na última quarta-feira, 15.

No período avaliado, entre 2014 e 2017, a Universidade apresentou 5372 publicações – a área com maior número é a das ciências médicas e da saúde, com 2259 publicações. A seleção dos trabalhos foi baseada em uma seleção de artigos das principais revistas (“core publications”, em inglês, e de âmbito internacional) da Web of Science. No mesmo período, o número total de citações de publicações da universidade foi 22.227. Confira todos os índices da UFRGS no site do ranking.

Em nível mundial, a primeira colocada é a Universidade de Harvard (EUA), seguida pela Shanghai Jiao Tong University (China) e pela Universidade de Toronto (Canadá). No Brasil, a líder do ranking é a Universidade de São Paulo, seguida pela Universidade Estadual Paulista e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A edição 2019 do levantamento avaliou mais de mil universidades em todo o mundo.

Fonte: Site da UFRGS, 17/05/2019

Integrantes do GT-Ranking tomam posse

Grupo vai trabalhar com coleta de dados, definições de variáveis, avaliação sobre a participação da Universidade em novos rankings e também estudos de resultados

Nesta terça-feira, dia 7 de maio, a vice-reitora Jane Tutikian entregou as portarias de nomeação aos integrantes do Grupo de Trabalho – Ranking. Coordenado por Marilia Canabarro Zordan, da Pró-Reitoria de Planejamento, o grupo é composto por Ana Karin Nunes, da Secretaria de Avaliação Institucional; João Cesar Netto, da Câmara de Extensão; José Luis Duarte Ribeiro, da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico; Rafael Roesler, da Pró-Reitoria de Pesquisa; e Celso Gianetti Loureiro Chaves, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação.

Durante a rápida cerimônia, Jane destacou que a Universidade não tem como ignorar o ranqueamento em uma época em que tudo é mensurável. Ribeiro apontou que é necessária muita organização interna para que os números da UFRGS nos rankings sempre apareçam completos e fidedignos. “Cada ranking quer as informações num formato e num padrão diferente. Isso requer um esforço da Universidade em se organizar para gerenciar uma quantidade muito grande de indicadores.”

O GT vai trabalhar com coleta de dados, definições de variáveis, avaliação sobre a participação da Universidade em novos rankings e também estudos de resultados. “A ideia é que o grupo possa prever algumas ações com base em alguns resultados obtidos”, como coloca Marilia.

Fonte: Site da UFRGS, 07/05/2019

NAUs realizam fórum e preparam a Semana de Avaliação da UFRGS

Faculdade de Farmácia recebeu a 13ª edição do evento

Nova edição do Fórum dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) foi realizada nesta segunda-feira, dia 29 de abril, no Anfiteatro da Faculdade de Farmácia, no Campus Saúde da UFRGS. O evento foi o primeiro realizado neste ano – 13.º ao longo do tempo- e reuniu representantes dos 29 núcleos de unidades, da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e da Secretaria de Avaliação Institucional (SAI). A mesa de abertura teve a presença do reitor Rui Oppermann, do diretor da Faculdade de Farmácia, José Ângelo Zuanazzi, da secretária e da vice da SAI, Cláudia Medianeira e Ana Karin Nunes, além da coordenadora e da vice coordenadora dos Fóruns das NAUs, Eloá Rossoni e Taise Laux.

O reitor Rui Oppermann ressaltou o importante papel da avaliação institucional e o fato de a área estar diretamente relacionada à prestação de contas da Universidade aos órgãos de controle interno e, principalmente, à sociedade: “A UFRGS é precursora na avaliação do ensino superior e isso é um aspecto fundamental diante das atuais políticas de ataques à Universidade. Precisamos mostrar quem somos e o que fazemos para a sociedade, em vista da continuidade da universidade como pública, gratuita e de amplo acesso”. Cláudia Medianeira falou do contato que tem com os núcleos por meio das visitas constantes da Secretaria de Avaliação e destacou o trabalho conjunto durante os fóruns. O diretor da Faculdade de Farmácia deu as boas-vindas aos participantes e elogiou a iniciativa da realização do evento na Unidade.

Atividades do evento

Diversas atividades compuseram a programação da tarde de trabalho do fórum: exposição das demandas dos núcleos no Relatório de Autoavaliação Institucional (RAAI) e apresentação de dados sobre o programa de capacitação em avaliação realizado no ano passado. A preparação para a Semana de Avaliação da UFRGS, que será realizada entre os dias 24 e 28 de junho, também foi uma das prioridades da agenda. Na parte final da programação, foi realizada a partilha de boas práticas, com relatos de representantes de duas unidades: da própria Faculdade de Farmácia e da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico).

Fonte: Site UFRGS, 29/04/2019

UFRGS está entre as cinco maiores instituições de produção científica no Brasil

Levantamento feito pela Clarivate Analytics utiliza dados da base Web of Science e indica a Universidade como a 5ª maior, com mais de 13 mil publicações

Em levantamento realizado recentemente pela Clarivate Analytics, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) aparece como a quinta maior produtora de pesquisa científica no Brasil. Primeira fora do eixo Rio-São Paulo, a UFRGS contabilizou mais de 13 mil documentos publicado na base Web of Science, o que coloca da Universidade entre as maiores do País.

As instituições com maior número de publicações são: Universidade de São Paulo (USP), com 47.346 documentos; Universidade Estadual Paulista (UNESP), com 18.523; Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com 15.539 materiais na plataforma; Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 14.056 publicações; e a UFRGS, na quinta posição, com 13.002 documentos, o que representa 6,07% do total do Brasil.

Fábricas de conhecimento

A pesquisa está publicada no Jornal da USP deste mês e indica as Universidades Públicas como maiores centros da produção científica no Brasil, responsáveis por 95% do total da pesquisa produzida por aqui. No ranking estão: 36 universidades federais, sete universidades estaduais, um instituto federal, cinco institutos de pesquisa e apenas uma universidade privada.

Segundo a vice-reitora, Jane Tutikian, a UFRGS vem mostrando “a grande universidade que é”, seja nas posições já apontadas nos índices do IGC e, agora, neste ranking que a posiciona como a segunda maior universidade federal em números absolutos de produção científica. “Estamos num período de grandes ataques às universidades, seja do ponto de vista ideológico ou do ponto de vista de capital, de custeio, mas a universidade tem uma meta que antecede e supera qualquer gestão: a excelência”, enfatiza.

Jane Tutikian também destaca o papel junto à sociedade, sendo que, no total, mais de 6% da produção científica brasileira é nascida na UFRGS: “Uma universidade serve para estar inserida em seu contexto social, levando a colaboração para a sua comunidade, para o seu Estado e para as grandes linhas de desenvolvimento nacionais”, destaca, referindo-se à contribuição da instituição para a população.

Em levantamento anterior, também realizado pela Clarivate Analytics, mas a pedido da Capes, a UFRGS também figurava entre as cinco maiores do País.

Fonte: Site da UFRGS, 15/04/2019

UFRGS está entre as 500 melhores universidades em ranking por áreas de conhecimento

Melhor colocação da Universidade foi na área das Ciências Médicas e da Saúde, com o 301º lugar mundial e 5º dentre as brasileiras. Levantamento foi divulgado nesta quarta-feira, 27

Foi divulgada nesta quarta-feira, 27, a edição 2019 do QS World University Rankings by Subject. O ranking avalia as instituições de ensino superior em 48 cursos e 5 áreas do conhecimento. A UFRGS obteve as seguintes colocações:

Ciências Médicas e da Saúde – 301º lugar (5º no Brasil)

Engenharias e Tecnologia – 352º lugar (8º no Brasil)

Artes e Humanidades – 383º lugar (6º no Brasil)

Ciências Naturais – 401-500 (8º no Brasil)

Ciências Sociais – 401-500 (9º no Brasil)

Em relação aos cursos, os que melhoraram desde o levantamento do ano passado são: Línguas Modernas (151-200), Engenharia Ambiental (201-250), Medicina (201-250) e Engenharia Elétrica (251-300). Já os que se mantiveram na mesma faixa, em comparação com o QS World University Rankings by Subject 2018, são: Farmácia (201-250), Ciências Sociais (251-300), Psicologia (251-300) e Química (351-400).

O levantamento é o maior do tipo no mundo e avalia os seguintes critérios: reputação acadêmica, reputação por parte do empregador, citações e produtividade e impacto das publicações. Confira as posições obtidas pela UFRGS em cada área de conhecimento e curso no site do ranking.

Fonte: Site da UFRGS, 27/02/2019

Secretária de Avaliação participa do Painel Perspectivas de Avaliação em Seminário de Verão CAp

No dia 18 de fevereiro a Secretária de Avaliação Institucional, Prof. Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, participou como palestrante do Seminário de Verão do Colégio de Aplicação (CAp) no Painel Perspectivas de Avaliação promovido pelo próprio CAp com apoio do Núcleo de Avaliação. O encontro terá 3 dias de duração, de 18 a 20 de fevereiro, com o objetivo de apresentar e discutir aspectos da avaliação pedagógica e institucional para os docentes e técnicos do CAp, bem como debater o processo de avaliação e suas instâncias como um todo, apresentação dos resultados da avaliação institucional e legislação.

Fonte: Site da SAI, 19/02/2019

Estudantes da graduação podem avaliar as atividades de ensino

Encerra nesta sexta-feira, dia 15, o prazo para que alunos de graduação da Universidade avaliem os docentes e as atividades de ensino de 2018/2. Os questionários devem ser respondidos pelo Portal do Aluno.

Serão avaliadas as atividades de ensino: dos cursos presenciais, dos cursos a distância e a distância dos cursos presenciais. Os docentes de graduação também podem fazer sua autoavaliação. O objetivo dos processos é contribuir para a melhoria da qualidade do ensino da UFRGS.

Fonte: Site da UFRGS,  12/02/2019

Aberto período para discentes fazerem avaliação da pós-graduação

Foto: Gustavo Diehl/UFRGS - Arquivo

O período de avaliação da pós-graduação (mestrado e doutorado) abriu nesta sexta-feira, 18, e estende-se até 15 de março. Os estudantes com pelo menos três meses de vínculo com a Universidade ou que tenham cursado atividade em 2018/2 estão aptos a fazer a avaliação pelo Portal do Aluno.

A avaliação das atividades de ensino da graduação relativa a 2018/2 teve seu prazo prorrogado até 15 de fevereiro. Neste período, os professores podem fazer sua autoavaliação.

Fonte: Site da UFRGS, 18/01/2019

UFRGS melhora posição em ranking de países emergentes

Universidade ocupa a 119ª posição entre instituições de 43 países como China, Rússia, Índia, entre outros

A publicação britânica Times Higher Education (THE) divulga a nova edição do ranking de universidades de países emergentes: THE Emerging Economies University Rankings 2019, nesta terça-feira, dia 15 de janeiro. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul figura na 119ª posição entre mais de 400 instituições de 43 diferentes países. A posição deste ano é bem superior à do ano passado, quando a UFRGS ocupava a faixa 201ª a 250ª posição (a partir da posição 200, a indicação não é por posição exata). A publicação THE é referência na avaliação de instituições acadêmicas.

Os países com maior número de instituições representadas são China, Índia e Brasil. E o país asiático ocupa as três primeiras posições no ranking: 1ª Tsinghua University; 2ª Peking University e 3ª Zhejiang University. Considerando exclusivamente as universidades brasileiras, a UFRGS está atrás apenas da Universidade de São Paulo (USP), 15ª, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 40ª, PUC-Rio 73ª e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) 97ª.

Na análise específica, a UFRGS cresceu nos índices de pesquisacitaçõesconvênio com indústria e comércioperspectiva internacional. Segundo o reitor Rui Vicente Oppermann, a UFRGS recebe com muita satisfação essa colocação no ranking, principalmente no momento em que as IFES [Instituições Federais de Ensino Superior] são cobradas por não promoverem inovação e tecnologia. “O que vemos é que a avaliação mostra o contrário e que as universidades, como a UFRGS, são importantes mecanismos de transferência de conhecimento para a sociedade”, afirma Oppermann.

O ranking

Times Higher Education Emerging Economies University Rankings inclui apenas instituições de países classificados como emergentes avançados, emergentes secundários ou de fronteira. São usados os mesmos 13 indicadores do ranking global da THE, nas categorias ensino, pesquisa, transferência de conhecimento e perspectivas internacionais, que são recalibrados para refletir as prioridades de desenvolvimento das universidades em países de economias emergentes.

Fonte: Site da UFRGS, 15/01/2019

UFRGS permanece como a melhor universidade federal no Índice Geral de Cursos

Pontuação de 4,31 é maior que a da avaliação divulgada no ano passado. Cursos de Engenharia Ambiental e Química (Licenciatura e Bacharelado) receberam conceito máximo na avaliação trienal da graduação

Foto: Arquivo Secom

Foto: Arquivo Secom

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta terça-feira, dia 18 de novembro, a mais recente avaliação do Ensino Superior no Índice Geral de Cursos (IGC). Mais uma vez a Universidade Federal do Rio Grande do Sul alcançou a maior pontuação entre todas as universidades federais do País, com o índice contínuo de 4,31, numa escala que vai de 1 a 5. A UFRGS melhora seu índice que no IGC passado era 4,29. A avaliação corresponde ao ano de 2017.

Na listagem geral, a UFRGS ocupa a segunda melhor posição, já que a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) tem o primeiro lugar nacional, com 4,38. Entre as dez mais bem avaliadas também estão: Universidade Federal de Minas Gerais; Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); Universidade Federal de Santa Catarina; Universidade Federal do Rio de Janeiro; Universidade Federal de Viçosa; Universidade Federal de São Carlos; Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho(Unesp) e Universidade Federal de Lavras.

Desde 2012 a UFRGS é a universidade federal com o maior IGC-Contínuo na avaliação do MEC, tendo sido, também, a melhor entre todas as universidades nos anos de 2012, 2013 e 2014. Dados completos podem ser acessados no site do Inep.

Avaliação

O Índice Geral de Cursos (IGC) é resultado da avaliação das Instituições de Educação Superior (IES) do Brasil. Trata-se de uma média ponderada, a partir da distribuição dos estudantes nos níveis de ensino, que envolve e os conceitos da Capes para os cursos de pós-graduação stricto sensu e as notas contínuas do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) da graduação, que combina os seguintes aspectos: desempenho dos estudantes, valor agregado pelo processo formativo oferecido pelo curso, corpo docente e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo.

Considerando os cursos de graduação avaliados em 2017 pelo CPC, a UFRGS obteve nota máxima (CPC faixa 5) em três deles: Engenharia Ambiental, Química Bacharelado e Química Licenciatura. A avaliação é realizada a cada três anos, envolvendo cursos diferentes a cada ano e levando em conta a nota do ENADE.

Fonte: Site da UFRGS, 18/12/2018

Secretária de Avaliação participa de Encontro sobre Avaliação Docente na UFSM

No dia 29 de novembro a Secretária de Avaliação Institucional, Prof. Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues participou como palestrante do Encontro sobre Avaliação Docente promovido pela Comissão Própria de Avaliação da Universidade Federal de Santa Maria (CPA/UFSM). O Objetivo do evento era apresentar e discutir aspectos da avaliação dos docentes pelos discentes, bem como debater o processo de avaliação institucional com um todo. A troca de experiências visa a contribuir para a qualificação dos cursos da UFSM. O encontro envolveu os membros das Comissões Setoriais de Avaliação (CSAs/ UFSM) e a Comissão Própria de Avaliação. No dia 30 de novembro, a Secretária reuniu-se com o Presidente da CPA e sua equipe para a troca de experiências em relação as práticas de trabalho adotadas pela UFRGS no que tange os processos que envolvem a temática da Avaliação Institucional.

Fonte: SAI, 11/12/2018

Alunos podem avaliar docentes e atividades de ensino

Está aberto o prazo para que alunos de graduação da Universidade avaliem os docentes e as atividades de ensino de 2018/2. Os questionários devem ser respondidos pelo Portal do Aluno até 19 de janeiro de 2019.

Serão avaliadas as atividades de ensino: dos cursos presenciais, dos cursos a distância e a distância dos cursos presenciais. Os docentes de graduação também podem fazer sua autoavaliação. O objetivo dos processos é contribuir para a melhoria da qualidade do ensino da UFRGS.

Fonte: Site da UFRGS, 27/11/2018

Secretária de Avaliação participa do I Fórum de Avaliação das Comissões Setoriais da UFMS

Nos dias 20 e 21 de novembro a Secretária de Avaliação Institucional, Profa. Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, esteve na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) para participar como palestrante do 1° Fórum das Comissões Setoriais de Avaliação. A UFMS dispõe de Secretaria Especial de Avaliação Institucional (SEAVI), uma Comissão Própria de Avaliação (CPA) constituída por professores, técnicos, estudantes de graduação e pós-graduação e representante da sociedade civil organizada, e de 25 Comissões Setoriais de Avaliação (CSAs), constituídas com os mesmos critérios dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) da UFRGS.

Na ocasião, a Profa. Cláudia Rodrigues apresentou aspectos relacionados a legislação da educação superior e o processo de Avaliação Institucional da UFRGS, especificamente, o trabalho desenvolvido pela CPA, NAUs e SAI.  Mais informações sobre o evento estão disponíveis em: https://www.ufms.br/1-forum-das-comissoes-setoriais-de-avaliacao-comeca-hoje/

Fonte: SAI, 23/11/2018

Concluintes de 12 cursos de graduação da UFRGS devem prestar Enade em 2018

Os inscritos devem preencher o cadastro e o questionário do estudante no Portal do Inep. A prova acontece no dia 25 de novembro.

Até 21 de novembro, os estudantes concluintes dos cursos de Administração, Administração Pública e Social, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Design de Produto, Design Visual, Direito, Jornalismo, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Relações Internacionais e Serviço Social inscritos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) devem preencher o Cadastro do Estudante e o Questionário do Estudante no Portal do Inep. Antes de efetuar o cadastro, os alunos devem ler o edital do Enade 2018. O preenchimento do questionário é obrigatório e necessário para que se acesse o local da prova.

Os concluintes devem realizar a prova para avaliação individual do estudante, aplicada em todo o Brasil, no dia 25 de novembro. É considerado concluinte quem tiver integralizado 80% ou mais da carga horária do curso ou com perspectiva de conclusão até 2019/1. Os portões serão abertos às 12h, horário de Brasília, e fechados às 13h. A aplicação da prova terá início às 13h30. Os conteúdos programáticos de formação geral e específicos de cada área podem ser conferidos no site do Inep, onde também estão disponíveis as provas dos anos anteriores. O Cartão de Confirmação da inscrição, com o local de prova, pode ser acessado pelo Sistema Enade a partir de 9 de novembro.

O Enade é componente curricular obrigatório para a integralização dos cursos de graduação, devendo constar do histórico escolar do aluno, a participação ou dispensa. ALUNOS EM SITUAÇÃO IRREGULAR NO ENADE NÃO PODEM COLAR GRAU ATÉ A SUA REGULARIZAÇÃO COM O EXAME. Entende-se por situação de regularidade tanto o preenchimento do Questionário do Estudante como a participação na prova. Não responder o questionário implica ao aluno em não poder solicitar posteriormente a dispensa do Exame.

Para auxiliar os estudantes, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) criou um manual com informações e orientações sobre o Enade 2018. O Manual Enade do Estudante encontra-se disponível em sua página. Para outras informações, esclarecimentos ou dúvidas o aluno deve entrar em contato com a Comgrad do seu curso.

Fonte: Site da UFRGS, 19/11/2018

UFRGS obtém 18ª posição entre as melhores universidades latino-americanas

Foi divulgado nesta quarta-feira, 31, o QS Latin America University Rankings 2019, apontando as melhores universidades latino-americanas em um conjunto de 391 instituições. A UFRGS está ranqueada na 18ª posição, destacando-se em indicadores como Professores com PhD (100 pontos), Artigos (100 pontos) e Rede de pesquisa internacional (99,6 pontos). A primeira colocada no ranking latino-americano é a Universidade Católica do Chile, seguida da USP e da Unicamp. Entre as brasileiras, a UFRGS aparece no 7º lugar. Em relação a 2017, a UFRGS caiu quatro posições no ranking latino-americano, de 14ª posição para 18ª.

O ranking avalia as universidades em oito indicadores: Reputação acadêmica (peso 30%); Reputação junto aos empregadores (peso 20%); Relação estudante-docente (peso 10%); Professores com PhD (peso 10%); Citações (peso 10%); Artigos (peso 5%); Rede de pesquisa internacional (peso 10%); Impacto na web (peso 5%).

A UFRGS ficou em 7º no Brasil. Antes de nós estão, na ordem, USP, UNICAMP, UFRJ, UNESP, PUCRJ e UFMG.

Fonte: Site da UFRGS, 31/10/2018

Concluintes de 12 cursos de graduação da UFRGS devem prestar Enade em 2018

Os inscritos devem preencher o cadastro e o questionário do estudante no Portal do Inep. A prova acontece no dia 25 de novembro.

Até 21 de novembro, os estudantes concluintes dos cursos de Administração, Administração Pública e Social, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Design de Produto, Design Visual, Direito, Jornalismo, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Relações Internacionais e Serviço Social inscritos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) devem preencher o Cadastro do Estudante e o Questionário do Estudante no Portal do Inep. Antes de efetuar o cadastro, os alunos devem ler o edital do Enade 2018. O preenchimento do questionário é obrigatório e necessário para que se acesse o local da prova.

Os concluintes devem realizar a prova para avaliação individual do estudante, aplicada em todo o Brasil, no dia 25 de novembro. É considerado concluinte quem tiver integralizado 80% ou mais da carga horária do curso ou com perspectiva de conclusão até 2019/1. Os portões serão abertos às 12h, horário de Brasília, e fechados às 13h. A aplicação da prova terá início às 13h30. Os conteúdos programáticos de formação geral e específicos de cada área podem ser conferidos no site do Inep, onde também estão disponíveis as provas dos anos anteriores. O Cartão de Confirmação da inscrição, com o local de prova, pode ser acessado pelo Sistema Enade a partir de 9 de novembro.

O Enade é componente curricular obrigatório para a integralização dos cursos de graduação, devendo constar do histórico escolar do aluno, a participação ou dispensa. Alunos em situação irregular no Enade não podem colar grau até a sua regularização com o exame. Entende-se por situação de regularidade tanto o preenchimento do Questionário do Estudante como a participação na prova. Não responder o questionário implica ao aluno em não poder solicitar posteriormente a dispensa do Exame.

Para auxiliar os estudantes, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) criou um manual com informações e orientações sobre o Enade 2018. O Manual Enade do Estudante encontra-se disponível na página da SAI. Para outras informações, esclarecimentos ou dúvidas o aluno deve entrar em contato com a Comgrad do seu curso.

Fonte: Site da UFRGS, 30/10/2018

Novos integrantes da Comissão Própria de Avaliação tomam posse

Portarias foram entregues nesta manhã para integrantes da comissão que tem como atribuição a coordenação dos processos internos de avaliação da Universidade

Comissão tem ao todo 18 integrantes – Foto: SECOM

Galeria de imagens

Em sessão realizada na manhã de hoje, dia 24, tomaram posse os integrantes da nova composição da Comissão Própria de Avaliação (CPA), para o biênio 2018-2019. A cerimônia contatou com a presença do reitor Rui Vicente Oppermann e da vice-reitora Jane Tutikian.

A CPA tem como atribuição a coordenação dos processos internos de avaliação da UFRGS, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP. Entre as tarefas desenvolvidas estão as de coordenar os processos internos de avaliação, a serem executados pela SAI e pelos NAUs; coordenar o trabalho, desenvolvido pela SAI e pelos NAUs, de sistematização e prestação de contas quanto às informações solicitadas pelo INEP; delegar à SAI a competência da execução do processo de avaliação, que será desenvolvido em conjunto com os NAUs; manter-se sistematicamente informada sobre todos os procedimentos desenvolvidos pela SAI e pelos NAUTs; estabelecer calendário de reuniões sistemáticas para acompanhar o desenvolvimento do processo avaliativo.

Durante a posse, foram destacados processos avaliativos que devem ser objeto de trabalho da equipe empossada hoje. Entre os desafios apontados pela secretária de Avaliação Institucional, Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, presidente da CPA, estão a avaliação da extensão, a avaliação das especializações e a avaliação dos servidores técnico-administrativos, além de a produção do relatório de autoavaliação. Além da presidente e da vice-secretária de Avaliação Institucional Ana Karin Nunes, integram a CPA:

Representantes Docentes:

Cláudia Hofheinz Giacomoni

Flávia Maria Teixeira dos Santos

Istefani Carísio De Paula

João Cesar Netto

Mauro Roese

Soraya Tanure

Representantes Técnico-Administrativos:

Alexandra Lorandi Macedo

Bruno Mignot Van Der Laan

Francine Adriane Baldigen

Nina Cervo Pagnon

Rodrigo Silva Bregagnol

Representante Discente da Graduação:

Vitor Saraiva Martinez

Representantes Discentes da Pós-Graduação:

Tanise Baptista De Medeiros

Vanessa Rodrigues Porciúncula

Representantes da Sociedade Civil Organizada:

Fernando Hagemann (Associação dos Antigos Alunos da UFRGS)

Sônia Maria Seadi Veríssimo da Fonseca (Conselho Estadual de Educação do Estado do Rio Grande do Sul)

Fonte: Site da UFRGS, 24/10/2018

 

UFRGS é 59ª melhor universidade dos BRICS

Em ranking divulgado nesta quarta-feira, 17, UFRGS foi classificada em 9º lugar dentre as universidades brasileiras

A UFRGS é a 59ª melhor instituição de ensino superior dos países que compõem o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e a 9ª melhor dentre as brasileiras. Essa é a constatação do QS BRICS University Rankings 2019, que avaliou 400 universidades nos cinco países, divulgado nesta quarta-feira, 17.

O ranking avalia as instituições em oito indicadores: reputação acadêmica, reputação junto aos empregados, relação estudante-docente, professores com PhD, citações, artigos, docentes internacionais e estudantes internacionais. A Universidade obteve destaque no indicador reputação acadêmica (o que tem o maior peso no ranking), classificando-se neste item em 25º lugar mundial – um avanço de três posições – e em 3º no Brasil.

Em relação à lista do ano passado, a Universidade manteve um desempenho estável, porém perdeu posições em função do crescimento de outras instituições. A UFRGS ocupava na relação anterior a 50ª posição mundial e 8º lugar dentre as instituições brasileiras.

A edição deste ano destaca as universidades chinesas, que ocupam as cinco primeiras posições. Dentre as brasileiras, estão à frente da UFRGS: USP, Unicamp, Unesp, UFRJ, PUC-RJ, PUC-SP, UFMG e Unifesp. O ranking é elaborado anualmente pela QS, uma empresa britânica especializada em educação, em parceria com a agência de notícias russa Interfax. Confira a lista completa e detalhes sobre a metodologia no site do ranking.

Fonte: Site da UFRGS, 17/10/2018

 

Curso de Engenharia de Controle e Automação da UFRGS obtém melhor resultado nacional no Enade 2017

Resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes destacam com conceito máximo 16 graduações da Universidade

Os dados da avaliação da educação superior realizada em 2017 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio da aplicação do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), destacam vários cursos da UFRGS. O curso de Engenharia de Controle e Automação obteve a maior pontuação do País, de 4,68. Com este resultado, o curso ficou com conceito 5. Outros 15 cursos da UFRGS também ficaram com o conceito máximo 5 (ver neste link os resultados de todos os cursos da UFRGS que participaram do Enade 2017). Ciência da Computação ficou com o terceiro resultado mais alto em todo o Brasil.

MEC e o INEP divulgaram na terça-feira, 9, os resultados do Enade 2017 e de dois dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior que dele derivam – o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD), que são calculados anualmente pelo Inep. Enquanto o Conceito Enade é um indicador calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação, o IDD busca mensurar o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e no Enem. A cada ano o Enade se dedica a um Ciclo Avaliativo Trienal. A UFRGS teve 41 cursos avaliados no Enade 2017: Arquitetura e Urbanismo; Artes Visuais (licenciatura); Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Educação Física (Licenciatura); todos os cursos de Engenharia; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras; Matemática; Música (licenciatura); Pedagogia; Pedagogia EAD; Química e Química Industrial.

Em novembro, o INEP divulgará outros dois indicadores de qualidade do ensino superior no Brasil que também derivam dos resultados do Enade: o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Conforme a Secretária de Avaliação Institucional Cláudia Medianeira Rodrigues, a partir dos resultados do Enade 2017, estima-se que estes 41 cursos da UFRGS, em sua grande maioria, melhorem ou mantenham o CPC do ciclo anterior (2014). Em relação ao IGC, a secretária disse que “dado o contexto dos CPCs e conceitos da Capes, a projeção é de que a IES mantenha a posição de destaque no cenário nacional com o conceito máximo 5".

Fonte: Site da UFRGS, 10/10/2018

CPA discute resultados de avaliação com Pró-Reitorias, Secretaria e Ouvidoria

Dando continuidade ao processo de gerar subsídios para a tomada de decisão institucional, a Comissão Própria de Avaliação (CPA) retomou parte da apresentação realizada por ocasião da Semana de Avaliação UFRGS 2018, realizada no mês de junho, e entregou relatórios de avaliação à Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pró-Reitoria de Graduação e Secretaria de Educação a Distância da UFRGS. A dinâmica de trabalho foi um pouco diferenciada com relação a Ouvidoria, onde a CPA reuniu-se mais no sentido de esclarecimentos de dúvidas e encaminhamentos de assuntos.

Com a presença dos gestores das Pró-Reitorias, Secretaria e Ouvidoria, a CPA relatou as principais potencialidades e fragilidades apontadas nos processos de avaliação realizados por discentes e docentes no ano de 2017. Além dos dados quantitativos resultantes dos instrumentos de avaliação da graduação, pós-graduação e atividades de ensino e cursos a distância, foram apresentadas informações retiradas do campo aberto dos instrumentos, as quais constituem-se de falas de estudantes e professores sobre aspectos gerais da Universidade. Neste assunto, em particular, foi importante a participação da Ouvidora da Universidade junto à CPA, para fins de dar ciência à Ouvidoria de assuntos que estão sendo relatados nos campos abertos dos instrumentos de avaliação. Foram retiradas desta reunião alguns encaminhamentos visando, principalmente, uma melhor comunicação junto à comunidade universitária sobre o papel da CPA, NAUs e Ouvidoria.

A reunião com a Secretaria de Educação a Distância ocorreu no dia 02 julho, com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação no dia 16 de julho, com a Pró-Reitoria de Graduação no dia 10 de setembro e com a Ouvidoria no dia 08 de outubro.  A ideia é que, a partir da discussão, os resultados de avaliação sejam disseminados e resultem em instrumento para a tomada de decisão e melhorias no ambiente acadêmico.

Fonte: SAI, 08/10/2018

UFRGS mantém quinta posição nacional no Ranking Universitário Folha

Universidade é a melhor colocada dentre as instituições do Rio Grande do Sul

A UFRGS manteve a quinta posição nacional entre as melhores universidades do país, de acordo com o Ranking Universitário Folha (RUF), divulgado nesta segunda-feira, 1º. Com 95,58 pontos, a Universidade é a melhor colocada dentre as instituições de ensino superior do RS. Em âmbito nacional, a UFRGS fica atrás apenas de USP, UFRJ, UFMG e UNICAMP.

Em relação ao ranking do ano passado, a Universidade cresceu nos indicadores de Ensino (passando de 4º para 2º lugar), Pesquisa (de 5º para 4º lugar), Internacionalização (de 14º para 8º) e Mercado (de 14º para 13º). Na avaliação de Inovação, porém, a UFRGS passou de 5º para 12º lugar.

A Universidade também foi bem avaliada no ranking de cursos. O melhor resultado foi do curso de Design, classificado como o segundo melhor do país, atrás apenas do oferecido pela USP. Administração, Arquitetura e Urbanismo e Ciência da Computação estão na terceira colocação.

Sobre o RUF

Promovido pelo jornal Folha de São Paulo, o Ranking Universitário Folha avalia anualmente 196 universidades do país, com base em dados nacionais e internacionais e em duas pesquisas de opinião do Datafolha em cinco aspectos (pesquisa, ensino, mercado, internacionalização e inovação). Também é feito um ranking com os 40 cursos de universidades, centros universitários e faculdades com maior número de ingressantes no país, com base em dados nacionais e internacionais e em duas pesquisas de opinião do Datafolha em dois aspectos (ensino e mercado).

Confira o ranking completo no site do RUF.

Fonte: Site UFRGS, 01/10/2018.

UFRGS dá início à elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional 2018

Nos dias 25 e 26 de setembro ocorreram as reuniões para orientações para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional da UFRGS - RAAI 2018, promovidas pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) e Secretaria de Avaliação Institucional (SAI). A reunião com os Núcleos de Avaliação das Unidades ocorreu durante o Fórum Extraordinário dos NAUs, no dia 25/09, às 14 horas, no Plenarinho, Prédio da Reitoria, Campus Centro. A atividade contou com participantes dos seguintes Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs): Instituto de Biociências, Faculdade de Odontologia, Faculdade de Veterinária, Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Instituto de Química, Faculdade de Arquitetura, Instituto de Psicologia, Instituto de Informática, Faculdade de Farmácia, Faculdade de Ciências Econômicas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campus Litoral Norte, Escola de Educação Física, Dança e Fisioterapia, Faculdade de Agronomia, Faculdade de Medicina, Instituto de Matemática e Estatística, Escola de Enfermagem, Instituto de Geociências e Colégio de Aplicação. Também houve a participação de membros da CPA. A reunião com os representantes dos órgãos da Administração Central ocorreu no dia 26/09, às 14 horas, no prédio centenário da Escola de Engenharia. Nessa atividade, que teve a presença do Excelentíssimo Reitor, Prof. Rui Oppermann na abertura, participaram servidores dos seguintes órgãos da Administração Central: Editora, Ouvidoria, Biblioteca Central, Comissão de Ações Afirmativas, Centro de Processamento de Dados, Parque Zenit, Secretaria de Comunicação, Campus Litoral Norte, superintendência de Infraestrutura, Secretaria de Desenvolvimento e Tecnologia, Secretaria de Educação a distância e das Pró-reitorias de Assuntos Estudantis, Extensão, Pesquisa, Pós-Graduação e de Graduação. Em ambos os dias, a  Secretária de Avaliação Institucional, Profa. Cláudia Rodrigues e Vice-secretária de Avaliação Institucional,  Profa. Ana Karin, apresentaram as orientações para elaboração do RAAI 2018 legislação referente ao tema. Segundo a Secretária de Avaliação Institucional, Prof. Cláudia Rodrigues, o RAAI 2018 promove alguns desafios tanto para os NAUs quanto para aos órgãos da Administração Central, ou seja, o de integrar cada vez mais a avaliação ao planejamento institucional. Cabe um esforço das instâncias no sentido de identificar  e avaliar as ações realizadas tanto no PDI, Plano de Gestão do período reitoral e Planejamento estratégico da unidade. Outro ponto de destaque foi a antecipação da entrega dos relatórios para o dia 30 de novembro, auxiliando desta forma o trabalho a ser conduzido pela Comissão Própria de Avaliação”.

Fonte: SAI, 28/09/2018

SAI UFES visita SAI UFRGS

Profa. Leila Massaroni, Secretária de Avaliação Institucional da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) fez visita técnica na SAI UFRGS

No último dia 05 de setembro, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) recebeu a visita da Profa. Leila Massaroni, Secretária de Avaliação Institucional da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). A Secretária de Avaliação Institucional, Profa. Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, apresentou a estrutura da SAI e da CPA da UFRGS, bem como o trabalho dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs). A Profa. Leila buscou em sua visita compreender o modo de funcionamento destas instâncias na UFRGS, tendo em vista que assumiu a Secretaria de Avaliação da UFES. Foi apresentada para a Secretária a dinâmica de trabalho da CPA, neste momento, estruturada em sub-grupos de trabalho visando melhor otimizar o tempo e temáticas envolvidas na avaliação. A Secretária elogiou o painel de avaliação desenvolvido pela SAI em apoio aos NAUs.

Fonte: SAI, 05/09/2018

De 22 de agosto a 30 de setembro de 2018 acontece a avaliação da pós-graduação 2018/1

Ocorre no período de 22 de agosto a 30 de setembro  o processo de avaliação da pós-graduação na UFRGS.

Com vistas à melhoria da qualidade, os alunos poderão avaliar professores, atividades de ensino, orientadores, programas e realizar uma autoavaliação. Estão aptos a avaliar os alunos que tiverem pelo menos 3 meses de vínculo no curso ou que tiverem cursado alguma atividade de ensino em 2018/1.

Os alunos aptos a avaliar receberão uma pendência via Portal do Aluno.

Fonte: SAI, 27/08/2018

UFRGS está mais uma vez entre as 500 universidades do mundo no Ranking Xangai

Apenas mais nove instituições da América Latina estão na lista do Academic Ranking of World Universities (ARWU)

Segundo o levantamento divulgado nesta quarta-feira, dia 15 de agosto, do Academic Ranking of World Universities (ARWR), elaborado pela Universidade Jiao Tong, de Xangai, a UFRGS está entre as 500 melhores universidades do mundo, figurando na faixa de posição entre 401ª a 500ª. Ao todo, são avaliadas mais de 1.200 instituições em todo o mundo. A UFRGS é apontada na lista das melhores universidades pelo ranking desde 2008.

Na edição deste ano, apenas dez universidades latino-americanas aparecem na lista, sendo seis brasileiras: Universidade de São Paulo (USP), de 151 a 200; Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e Universidade Estadual de Campinas, na faixa 301 a 400, além da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na mesma faixa da UFRGS: 401 a 500.

Oito universidades norte-americanas estão no TOP10, sendo a Universidade de Harvard considerada a melhor do mundo. As britânicas de Cambrige e de Oxford completam a lista das 10 melhores. O índice Xangai foi criado em 2003 e está entre os mais respeitados do mundo. Confira os dados completos do TOP 500.

As dez latino-americanas:

151-200 Universidade de São Paulo
201-300 Universidade Nacional Autônoma do México
201-300 Universidade de Buenos Aires
301-400 Universidade Federal do Rio de Janeiro
301-400 UNESP
301-400 Universidade de Campinas
301-400 Universidade do Chile
401-500 Universidade Católica do Chile
401-500 Universidade Federal de Minas Gerais
401-500 Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Fonte: Site UFRGS, 15/08/2018

FAVET realiza II Seminário de Autoavaliação

Acontece no dia 15 de agosto o II Seminário de Autoavaliação na Faculdade de Veterinária (FAVET). O evento, com início às 14h, objetiva a apresentação das atividades realizadas pelo NAU, assim como os resultados das avaliações sobre a infraestrutura da Unidade.

Fonte: SAI, 14/08/2018

Unipampa visita UFRGS

No último dia 26 de julho, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) recebeu a visita técnica dos membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Caroline Gonçalves Feijó e Charles Eduardo da Cruz do Amaral. A Secretária de Avaliação Institucional em Exercício, Profa. Ana Karin Nunes, apresentou a estrutura da SAI e da CPA da UFRGS, bem como o trabalho dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs). Também foram pauta da reunião o processo de elaboração do Projeto de Avaliação da UFRGS e de organização do Relatório Anual de Avaliação Institucional. A representante técnico-administrativo da UFRGS na CPA, Francine Baldigen, também esteve presente nas discussões.

Fonte: SAI, 30/07/2018

Ranking aponta UFRGS entre as 10 melhores universidades da América Latina

Times Higher Education avaliou 129 instituições de dez países da região

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) ocupa a 10ª posição no ranking internacional de universidades da América Latina e Caribe Times Higher Education (THE). A avaliação leva em consideração pesquisa, ensino, produção acadêmica, transferência de conhecimento e internacionalização.

Confira os indicadores utilizados no ranking

A THE analisou 129 universidades de dez países da América Latina e do Caribe. O Brasil tem seis universidades entre as dez melhores, sendo duas estaduais: Unicamp e USP; uma privada: PUC-Rio; e três federais: UNIFESP e UFMG, além da UFRGS. No quadro geral, aparecem 43 instituições brasileiras e esta é a primeira vez que o ranking avalia o rendimento da UFRGS.

A pontuação da UFRGS de forma detalhada foi: 82,2 em ensino; 87 em pesquisa; 77,4 em citações; 83,8 em receita vinda da indústria; e 33,4 em internacionalização. O reitor Rui Oppermann comemora a colocação no ranking, pois coloca a Universidade em lugar de destaque no Brasil e na América Latina. Segundo Oppermann, “a UFRGS está sendo reconhecida como um centro de excelência e inovação. Entre os cinco itens, não fomos bem avaliados apenas no item internacionalização, isso se deve ao término do Ciência Sem Fronteiras, programa no qual a Universidade era uma das instituições mais atuantes”.

O ranking é feito pela Times Higher Education (THE), revista britânica especializada em educação superior.

Confira as dez primeiras:

Unicamp (Brasil)

USP (Brasil)

U. Católica (Chile)

UNIFESP (Brasil)

Tecnológico de Monterrey (México)

Universidade do Chile (Chile)

PUC Rio (Brasil)

Universidade dos Andes (Colômbia)

UFMG (Brasil)

UFRGS (Brasil)

Fonte: Site UFRGS, 18/07/2018

Ações promovem cultura de avaliação institucional

Comissão Própria de Avaliação entregou ao reitor resultados dos processos avaliativos de 2017 na UFRGS. Dados foram obtidos por meio de diferentes instrumentos e fornecem subsídios para a gestão

O processo de avaliação institucional está ganhando espaço e importância na Universidade a cada ano. Esta afirmação está embasada na análise da participação e do envolvimento da comunidade acadêmica e da gestão nos processos avaliativos dos últimos períodos. Este é um dos pontos positivos destacados pela secretária de Avaliação Institucional, Cláudia Cruz Rodrigues, que preside a Comissão Própria de Avaliação da UFRGS (CPA). Acompanhada de alguns dos integrantes da CPA e da equipe da Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), Cláudia apresentou ao reitor na tarde desta segunda-feira, 16, os resultados dos processos de avaliação da Universidade em 2017. Obtidos a partir de diferentes instrumentos avaliativos e trabalhados pelos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs), pela CPA e pela equipe da SAI, os resultados apresentam potencialidades, fragilidades e perspectivas para a gestão da Universidade.

O reitor Rui Vicente Oppermann ouviu os relatos dos membros da CPA sobre alguns itens evidenciados nas avaliações e elogiou o trabalho que tem sido conduzido pela equipe. Oppermann disse que a atuação da CPA é muito valiosa para a UFRGS e que cada vez mais vai buscar aproximar a gestão da avaliação, já propondo a realização de seminários sobre o tema. Segundo ele, todos ganham com esta aproximação. O reitor disse ainda que pretende dar andamento à primeira avaliação do Plano de Desenvolvimento Institucional da UFRGS (PDI 2016-2026).

Em 2017, a SAI incluiu os cursos EAD nos processos avaliativos, fato comemorado pelo reitor. Segundo Oppermann, a EAD não pode ser depreciada, pois é uma forma de ampliar o acesso ao ensino superior no País, principalmente no atual momento de corte orçamentário. “Temos possibilidades de fazer um bom trabalho em EAD, e a avaliação colabora para isso”, disse o reitor.

Cláudia Rodrigues destacou alguns resultados apurados em 2017: “a análise do Relatório de Autoavaliação Institucional evidenciou que o contexto de crise financeira não imobilizou a Universidade e que houve aumento da inclusão, da acessibilidade e da mudança de perfil socioeconômico dos alunos; ampliação e qualificação do uso da tecnologia digital nas atividades de ensino; aperfeiçoamento dos processos de avaliação institucional; e aprimoramento da gestão aliada à avaliação, buscando diagnósticos para planejamento e ações de melhoria”. Em relação aos resultados dos processos de avaliação interna, a secretária destaca que, de um modo geral, a média de avaliação é acima de 4, numa escala de 1 a 5, sendo 5 a nota máxima.

Ao destacar também o incremento da participação da comunidade acadêmica nos processos avaliativos, Cláudia lembrou que a SAI lançou recentemente o Programa Permanente de Qualificação em Avaliação Institucional, em parceria com a Escola de Desenvolvimento de Servidores (EDUFRGS). Por meio deste programa, já estão sendo ofertadas atividades visando à qualificação dos servidores sobre os processos de avaliação institucional. A iniciativa integra-se às ações empreendidas no sentido de fomentar a cultura da avaliação institucional e promover a qualidade da UFRGS.

Todos os resultados apurados nos processos avaliativos de 2017 foram apresentados na Semana de Avaliação de 2018, ocorrida em junho passado, e estão disponíveis na página da SAI.

Fonte: Site da UFRGS, 16/07/2018

Alunos têm até 28 de julho para responder questionário de avaliação das atividades de ensino

Está disponível até 28 de julho, no Portal do Aluno, o questionário de avaliação das atividades de ensino dos cursos de graduação de 2018/1. Neste período serão avaliadas as atividades de ensino dos cursos presenciais, as dos cursos a distância e as atividades de ensino a distância ofertadas nos cursos presenciais. A iniciativa é aberta aos discentes para avaliação dos professores. O objetivo do processo é colher informações visando à melhoria da qualidade do ensino da UFRGS.

Os resultados da avaliação dos docentes pelos discentes dos semestres anteriores encontram-se publicados no Painel da Qualidade.

Fonte: Site da UFRGS, 13/07/2018

SAI oferece programa de qualificação em Avaliação Institucional

Com o objetivo de auxiliar no fortalecimento da cultura de avaliação institucional na UFRGS, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) lançou, em 2018, o Programa Permanente de Qualificação em Avaliação Institucional. O programa, em parceria com a Escola de Desenvolvimento de Servidores (EDUFRGS), oferta um conjunto de atividades de caráter pontual e/ou permanente com vistas à qualificação da comunidade acadêmica para os processos e práticas avaliativos.

Segundo a secretária de Avaliação Institucional, Cláudia Cruz Rodrigues, "esta ação consolida um conjunto de práticas de cunho mais permanente na Universidade, no que concerne às questões de avaliação e regulação”. A secretária afirma ainda que se espera “qualificar a comunidade universitária de modo constante tendo em vista as diversas legislações que envolvem a avaliação da educação superior e as demandas de trabalho delas provenientes".

Em junho, já foram realizadas duas ações de capacitação: Aspectos legais de Avaliação Institucional e Comunicação e Divulgação dos Resultados de Autoavaliação. No site da SAI é possível conferir as ações previstas para os próximos meses, as quais envolvem análise de dados quantitativos e qualitativos, Enade e aspectos de regulação da educação superior. Interessados podem inscrever-se no Portal do Servidor em UFRGS>Serviços>Agendamentos>inscrições em capacitações/treinamentos.

Fonte: Site da UFRGS, 06/07/2018

De 25 de junho a 28 de julho de 2018 acontece a avaliação das atividades de ensino da graduação 2018/1

De 25 de junho a 28 de julho de 2018 acontecem a avaliação dos docentes pelos discentes e a autoavaliação docente das atividades de ensino da graduação 2018/1. Neste período serão avaliadas as atividades de ensino dos cursos presenciais, as atividades de ensino dos cursos a distância e as atividades de ensino a distância ofertadas nos cursos presenciais.

O objetivo de ambos os processos é contribuir para a melhoria da qualidade das atividades de ensino da UFRGS.

Fonte: SAI, 26/06/2018

UFRGS realiza a Semana de Avaliação

Evento anual ocorre no mês de junho e busca promover a cultura da avaliação na Universidade com vistas à melhoria da qualidade

Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) promove entre os dias 18 e 22 de junho a Semana de Avaliação UFRGS. Evento anual em que ocorrem debates e encontros com vistas à promoção da cultura de avaliação na Universidade, ao aperfeiçoamento do processo avaliativo da instituição e à melhoria da qualidade da UFRGS, a Semana de Avaliação envolve, além da SAI, a Administração Central, gestores das unidades acadêmicas, Comissão Própria de Avaliação (CPA) e os Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs).

Na tarde desta quarta-feira, 20, foi realizado, na Sala II do Salão de Atos, um painel sobre as perspectivas e desafios da avaliação na Universidade. Denominado Diferentes olhares sobre o processo avaliativo na UFRGS: visões históricas, externas e de futuro, o painel contou com a participação das professoras Denise Leite (UFRGS), Marília Morosini (PUCRS), Sônia Veríssimo (Conselho Estadual de Educação) e Renato Brito (UFRGS). Denise Leite e Marília Morosini participaram dos primeiros momentos da implantação da avaliação na UFRGS, na década de 1990, e apresentaram suas experiências e reflexões sobre o tema. Ao resgatar o histórico da avaliação na Universidade, a professora Denise destacou alguns princípios e características que norteiam o processo na Universidade, como a participação de todos os membros, o foco no aperfeiçoamento do projeto acadêmico e sócio-político da instituição e a valorização da diversidade, entre outros. Marília Morosini propôs uma reflexão acerca da qualidade da internacionalização das universidades. Destacando que internacionalização não é apenas mobilidade, Morosini apresentou a proposta de internacionalização do currículo como elemento alinhado ao princípio de colaboração solidária e de partilha de conhecimento para o fortalecimento da capacidade científica e tecnológica e para o desenvolvimento e superação das desigualdades sociais.

Em relação às expectativas da comunidade externa em relação à avaliação na UFRGS, os painelistas Sônia Veríssimo e Renato Brito, na condição de membros representantes da sociedade na CPA da UFRGS, trouxeram para o debate contribuições relacionadas à formação de professores e aos egressos dos cursos universitários.

Legislação

O Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES) e demais leis e normativas que envolvem a avaliação institucional das instituições de ensino superior no Brasil foram abordados na terça-feira, dia 19, em evento conduzido pela secretária da SAI Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, no Plenarinho da Reitoria.

A Semana de Avaliação prossegue até sexta-feira, 22. A programação completa está disponível na página da SAI.

Fonte: Site da UFRGS, 20/06/2018

Evento discute avaliação institucional

 

 

 

 

 

 

 

 

Entre os dias 18 a 22 de junho, ocorre a Semana de Avaliação UFRGS 2018. Em sua quarta edição, o evento tem entre os seus objetivos contribuir para o reforço da cultura de avaliação na Universidade e apresentar resultados de avaliação, visando à prestação de contas nas diversas unidades universitárias. A organização é da Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), da Comissão Própria de Avaliação (CPA) e dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs).

No dia 20 de junho, às 8h30, acontece uma atividade restrita à Administração Central, aos Núcleo de Avaliação das Unidades (NAUs) e à direção das unidades. À tarde, às 14h, será realizado o painel ‘Diferentes olhares sobre o processo avaliativo na UFRGS: visões históricas, externas e de futuro’ com as professoras Denise Leite (UFRGS), Marília Morosini (PUCRS), Sônia Veríssimo (Conselho Estadual de Educação-RS) e o professor Renato Brito (UFRGS). Complementando a atividade da tarde, haverá uma discussão sobre o Projeto de Avaliação na UFRGS. As atividades ocorrem na Sala II do Salão de Atos da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110 – Campus Centro).

Além de uma programação geral, o evento também conta com atividades específicas, nas unidades. Mais informações e programação podem ser acessadas no site da SAI ou nos sites dos NAUs de cada Unidade participante.

Fonte: Site UFRGS, 14/06/2018

Ranking aponta UFRGS como uma das melhores universidades do mundo

Listada na Posição 398 entre as instituições de ensino superior do globo, UFRGS consta como a 5º do país

Foi divulgado ontem, dia 28, a lista do Center for World University Rankings (CWUR) com as mil melhores instituições de ensino superior do mundo. A UFRGS ficou na posição 398, sendo a 5ª melhor universidade brasileira e a 9ª da América Latina. O ranking é liderado pelas estadunidenses Harvard, Stanford e MIT. A Universidade de São Paulo foi listada na posição 77, sendo a brasileira melhor colocada, seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, 298, Universidade de Campinas, 360, e pela Universidade do Estado de São Paulo, 372. Ao todo, são 20 brasileiras na lista, país da América Latina mais instituições ranqueadas. Chile e México com quatro, Argentina com três e o Uruguai com uma, também estão na lista.

A pesquisa avaliou critérios de qualidade da educação (número de alunos com prêmios internacionais), empregabilidade dos egressos (número de CEO nas grandes companhias), qualidade do corpo docente (número de professores com prêmios internacionais), publicações científicas (número de artigos científicos publicados), qualidade da publicação (artigos nos principais periódicos), influência (número de artigos nos mais influentes periódicos) e citações (número de citações em artigos). A UFRGS obteve sua melhor posição no critério publicações científicas: 230.

A consultoria CWUR tem sede na Arábia Saudita e produz a lista das melhores universidades desde 2012.

Fonte: Site UFRGS, 29/05/2018

XII Fórum dos NAUs

No dia 23 de maio foi realizado o XII Fórum dos Núcleos de Avaliação das Unidades, às 14 horas, no Auditório Poente do Prédio Centenário da Escola de Engenharia, Campus Centro – UFRGS.

Na ocasião foram feitas discussões para troca de experiências entre os Núcleos de Avaliação, através do relato das respostas do questionário enviado aos NAUs pela Coordenação do Fórum. Também foi apresentado retorno acerca dos pareceres dos Relatórios de Autoavaliação Institucional 2017 dos NAUs, analisados pela CPA.  Foi estimulada a participação dos NAUs nos eventos da Semana de Avaliação (a ocorrer em junho) e Salão de Ensino 2018 (a ocorrer em outubro), tornando mais conhecida na comunidade universitária a produção na área de avaliação institucional. Foram discutidas e compartilhadas as informações a respeito do Projeto de Avaliação Institucional da UFRGS, definindo o papel dos NAUs na sua elaboração. Também, abriu-se espaço para preparar a eleição da próxima Coordenação do Fórum dos NAUs. O evento contou com 48 participantes da SAI, CPA, NAUs da Faculdade de Farmácia, Instituto de Ciência e Tecnologia dos Alimentos, Instituto de Artes, Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança, Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação,  Faculdade de Odontologia, Faculdade de Ciências Econômicas, Instituto de Física,  Escola de Engenharia, Instituto de Matemática e Estatística, Faculdade de Veterinária, Instituto de Filosofia Ciências Humanas, Faculdade de Educação, Faculdade de Medicina, Escola de Enfermagem,  Campus Litoral Norte, Instituto de Psicologia, Faculdade de Arquitetura, Escola de Administração, Instituto de Geociências, bem como membros da comunidade acadêmica da UFRGS e da equipe da EDUFRGS.

Fonte: SAI, 25/05/2018

II Encontro das CPAs

No dia 17 de maio os representantes da UFRGS, Profa. Ana Karin Nunes (Vice-presidente da CPA e Vice-Secretária de Avaliação Institucional), Julian de Camargo Milone (Representante Técnico-administrativo da CPA) e Gilberto Muller Beuren (Estatístico da SAI) participaram do II Encontro das CPAs das Instituições Federais de Ensino Superior do Rio Grande do Sul, ocorrido na Universidade Federal do Rio Grande - FURG

A programação contou no turno da manhã com uma conversa integrada para apresentação do grupo e fortalecimento da rede das CPAs gaúchas. No turno da tarde, foram realizadas discussões sobre a relação da autoavaliação com a avaliação externa dos cursos de graduação, instrumentos de pesquisa de opinião: estrutura e modos de aplicação, avaliação do egresso. Ao final do encontro foram apresentadas as práticas de divulgação dos resultados da avaliação. O próximo encontro, em 2019, será sediado pela Universidade Federal do Pampa – Unipampa.

Fonte: SAI, 25/05/2018

Ranking de universidades de países emergentes tem cinco instituições do RS

Melhor colocada entre as brasileiras é a Universidade de São Paulo (USP), segundo a revista britânica Times Higher Education

Cinco universidades do Rio Grande do Sul estão na lista de melhores dos países emergentes, segundo ranking divulgado nessa quarta-feira (9) pela revista britânica Times Higher Education (THE), referência mundial em avaliar a reputação acadêmica. O levantamento, que analisou 350 instituições de 42 países, é liderado pela China, que tem sete universidades entre as 10 primeiras colocadas. A melhor entre as brasileiras é a Universidade de São Paulo (USP), na 14ª posição.

As cinco instituições do Estado que aparecem na lista são: Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Até o ano passado, o levantamento envolvia apenas os países dos Brics (Brasil, Índia, China e África do Sul) e agora foi rebatizado para avaliar as instituições das nações "emergentes". Além da China, destacam-se entre as 10 melhores universidades da Rússia, África do Sul e Taiwan.

O diretor editorial do ranking, Phil Baty, afirmou que o Brasil se manteve entre as nações com maior presença de universidades no ranking – está em terceiro lugar, atrás da China e Índia. No entanto, ele citou o exemplo da USP para ressaltar a perda de posições das universidades brasileiras. A instituição de São Paulo caiu de 13ª para 14ª no levantamento.

— Quase todas as instituições classificadas perderam posições, em grande parte devido à turbulência econômica e política no país.

O ranking leva em conta 13 indicadores para classificar as universidades, entre eles o ambiente de ensino, a internacionalização, a inovação, o número de pesquisas e o volume investido nos estudos e as citações, ou seja, a influência das pesquisas.

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da PUCRS (Propesq), Carla Bonan, comemorou o desempenho da universidade, melhor colocada entre as gaúchas.

"Estes resultados expressam o compromisso da Universidade com o desenvolvimento de pesquisa com qualidade e reconhecimento internacional e com a transferência deste conhecimento para sociedade", comentou.

A vice-secretária de Avaliação Institucional da UFRGS, Ana Karin, disse que a universidade "recebe os resultados como importantes indicadores da atividade acadêmica e da nossa interação com a sociedade". Ela pondera que o ranking tem uma interpretação muito particular quanto a alguns indicadores, entre os quais a relação universidade e indústria, e salienta que "grande parte da pesquisa e da extensão que a UFRGS faz está voltada para sociedade como um todo e não para setores específicos."

10 melhores dos países emergentes

1) Peking University - China

2) Tsinghua University - China

3) Lomonosov Moscow State University - Rússia

4) Fudan University - China

5) University of Science and Technology of China - China

6) Zhejiang University - China

7) Shanghai Jiao Tong University - China

8) Nanjing University - China

9) University of Cape Town – África do Sul

10) National Taiwan University – Taiwan

Brasileiras

14) Universidade de São Paulo (USP)

33) Universidade de Campinas (Unicamp)

61) Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

92) Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

98) Universidade Federal de Itajubá (Unifei)

131) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

150) Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

153) Universidade Federal do ABC (UFABC)

162) Universidade Estadual Paulista (Unesp)

191) Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

201-250) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

201-250) Universidade de Brasília (UnB)*

201-250) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

201-250) Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

251-300) Universidade Federal do Ceará (UFC)

251-300) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

251-300) Universidade Federal de Viçosa (UFV)

251-300) Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

251-300) Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

301-350) Universidade Federal de Goiás (UFG)

301-350) Universidade Federal de Lavras (UFL)

301-350) Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)

301-350) Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

301-350) Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

301-350) Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

301-350) Universidade Federal Fluminense (UFF)

301-350) Universidade Estadual de Londrina (UEL)

301-350) Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj)

301-350) Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)

351+ - Universidade Federal do Paraná (UFPR)

351+) Universidade Estadual de Maringá (UEM)

351+) Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)

* A partir da posição 200, não é divulgada uma posição exata das universidades, e sim em faixas.

Fonte: Gaúcha ZH, em 10/05/2018

Capacitação apresenta a estrutura e o funcionamento da UFRGS aos servidores

Atividade, que ocorre em abril e junho, faz a apresentação de pró-reitorias, secretarias e outros órgãos da UFRGS

Galeria de imagens

Apresentar a estrutura da UFRGS, seus principais setores, serviços e projetos. Com este intuito, ocorreu na tarde desta terça-feira, dia 17, o primeiro encontro da capacitação Estrutura e Funcionamento Universitário, promovido pela EDUFRGS. Trata-se de um conjunto de palestras que busca apresentar a docentes e técnico-administrativos, em especial para os ingressantes a partir de 2016, alguns elementos que compõem a organização e o funcionamento da UFRGS, a partir do seu planejamento, dos principais programas desenvolvidos e de projetos.

Na abertura do encontro, a diretora da EDUFRGS, Rebeca Campani Donazar, convidou os presentes a participar de outras ações nesse sentido para que se possa refletir sobre o papel do servidor, conhecer a Universidade e desenvolver uma visão sistêmica sobre a UFRGS. Em sua fala inicial, o reitor Rui Vicente Oppermann  falou sobre a estrutura, os planos de Desenvolvimento Institucional e de Gestão e os desafios a serem enfrentados. Oppermann destacou, ainda, a importância da participação na capacitação: “vai ajudar a todos para que se  encontrem dentro da estrutura da Universidade e saber quais são as possibilidades, os potenciais e os caminhos”.

Nesse primeiro evento, foram apresentados  a Secretaria de Relações Internacionais (RELINTER) e a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI). A vice-secretária da Relinter, Emilse Martini, descreveu um breve panorama sobre a internacionalização da Universidade e as principais atividades e projetos desempenhados pela Secretaria. Logo a seguir, Cláudia Medianeira da Cruz Rodrigues e Ana Karin Nunes, respectivamente, secretária e vice-secretária de Avaliação Institucional falaram sobre os setores que compõem a SAI e as diversas ações de avaliação desenvolvidas na Instituição.

Esse foi o primeiro de uma série de encontros complementares que ocorrerá em abril e junho. As palestras são independentes e apresentam as pró-reitorias, secretarias e outros órgãos da UFRGS. As inscrições são realizadas no Portal Servidor. A próxima atividade ocorre no dia 23 de abril e tratará sobre o ensino, em seus diferentes níveis de gestão.

Fonte: Site da UFRGS, 18/04/2018

Estudantes de pós-graduação podem fazer avaliação até dia 20 de abril

Segue aberto até dia 20 de abril o período de Avaliação da Pós-Graduação 2017/2, voltado aos cursos de mestrado e doutorado. Os alunos podem avaliar os programas, professores, atividades de ensino, orientadores e realizar uma autoavaliação. Para avaliar, o estudante deve acessar o Portal do Aluno. Mais informações com a Secretaria de Avaliação Institucional.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 06/04/2018

Estudantes de pós-graduação podem fazer avaliação

Segue aberto até dia 6 de abril o período de Avaliação da Pós-Graduação 2017/2, voltado aos cursos de mestrado e doutorado. Os alunos podem avaliar os programas, professores, atividades de ensino, orientadores e realizar uma autoavaliação. Para avaliar, o estudante deve acessar o Portal do Aluno. Mais informações com a Secretaria de Avaliação Institucional.

Fonte: Site da UFRGS, 21/03/2018

UFRGS obtém colocações entre as 500 melhores universidades em ranking por assunto

Levantamento do QS Word University Rankings posiciona a UFRGS em cinco áreas do conhecimento

Foi divulgada nesta quarta-feira, 28, a edição de 2018 do QS World University Rankings by Subject, levantamento internacional que avalia as universidades mundiais por assunto e por área do conhecimento. A UFRGS foi listada nas cinco áreas do conhecimento, tendo obtido as seguintes colocações:

Artes e Humanidades – 359ª posição

Engenharia e Tecnologia – 360ª posição

Ciências da Vida e Medicina – 284ª posição

Ciências da Natureza – entre 451ª e 500ª posições

Ciências Sociais e Gestão - entre 451ª e 500ª posições

A UFRGS também teve 17 cursos ranqueados entre os melhores do mundo, com destaque para os de Arquitetura e de Agronomia. Ambos foram elencados entre as posições 101 e 150 do ranking.

O QS avalia mais de 1,1 mil instituições em todo o mundo, considerando 48 assuntos e cinco áreas do conhecimento. Os critérios avaliam reputação acadêmica, reputação no mercado de trabalho, citações e produtividade e impacto das publicações dos pesquisadores.

A universidade que obteve o maior número de assuntos posicionados em primeiro lugar foi a Harvard University (EUA). O levantamento completo e mais informações sobre o ranking estão disponíveis no site da QS.

Os dados relativos à UFRGS estão compilados em relatório (arquivo .pdf, em inglês), que apresenta também a evolução por assunto em comparação ao levantamento de 2017.

Fonte: Site da UFRGS, 28/02/2018

Prorrogado prazo para a avaliação dos docentes pelos alunos

Estudantes de graduação devem acessar o questionário no Portal do Aluno para avaliar as atividades de 2017/2

Está disponível até 28 de fevereiro, no Portal do Aluno, o questionário de avaliação das atividades de ensino dos cursos de graduação de 2017/2. Neste período serão avaliadas as atividades de ensino dos cursos presenciais, as dos cursos a distância e as atividades de ensino a distância ofertadas nos cursos presenciais. No mesmo prazo, os docentes podem realizar a autoavaliação no Portal do Servidor. A iniciativa é aberta aos discentes para avaliação dos professores.  O objetivo do processo é colher informações visando à melhoria da qualidade do ensino da UFRGS.

Os resultados da avaliação dos docentes pelos discentes dos semestres anteriores encontram-se publicados no Painel da Qualidade.

Fonte: Site da UFRGS, 16/02/2018

Aberto período de avaliação dos docentes pelos alunos

Estudantes de graduação devem acessar o questionário no Portal do Aluno para avaliar as atividades de 2017/2

Está disponível até 19 de fevereiro, no Portal do Aluno, o questionário de avaliação das atividades de ensino dos cursos de graduação de 2017/2. Neste período serão avaliadas as atividades de ensino dos cursos presenciais, as dos cursos a distância e as atividades de ensino a distância ofertadas nos cursos presenciais. A iniciativa é aberta aos discentes para avaliação dos professores.  O objetivo do processo é colher informações visando à melhoria da qualidade do ensino da UFRGS.

Os resultados da avaliação dos docentes pelos discentes dos semestres anteriores encontram-se publicados no Painel da Qualidade.

Fonte: Site da UFRGS, 03/01/2018

Alunos que não realizaram a prova do Enade 2017 podem solicitar dispensa

Estudantes concluintes habilitados ao Enade 2017 que foram devidamente inscritos pela Universidade e não compareceram ao exame, aplicado no dia 26 de novembro, podem solicitar dispensa da prova. A solicitação de dispensa, autorizada apenas para os que se enquadrem nos itens previstos pelo anexo I do Edital nº 26/2017 do INEP/MEC, deve ser feita através do ambiente do estudante do Sistema Enade.

O estudante que solicitar dispensa deve apresentar, por meio eletrônico, documento comprobatório, original ou cópia autenticada, a respeito do impedimento de participar da prova. Entre os critérios de deferimento estão: acidentes, assalto, casamento, roubo ou furto de documento de identificação, atividade curricular ou afim, luto, acompanhamento de cônjuge, licenças saúde, maternidade ou paternidade, exercício de atividade profissional no dia da prova e EaD (situação de estudante de curso de educação a distância sem alteração de localidade de aplicação de prova pela instituição de ensino).

O estudante que tiver a solicitação de dispensa do exame deferida terá regularidade perante o Enade somente se apresentar preenchimento completo do Questionário do Estudante. Esse questionário esteve disponível até o dia 26 de novembro de 2017, e os estudantes que não o tenham preenchido permanecerão irregulares, conforme determina a Portaria MEC nº 19 de 13 de dezembro de 2017.

A Secretaria de Avaliação Institucional da UFRGS e as Comgrads dos respectivos cursos habilitados ao Enade 2017 orientam que as solicitações de dispensa sejam feitas pelos estudantes o mais breve possível, preferencialmente até o dia 19 de janeiro de 2018. De posse de todas as solicitações dos alunos, a Universidade fará uma avaliação dos pedidos, de modo a verificar aqueles que se enquadram nos critérios previstos. Além disso, há um limite máximo de dispensas por curso, determinado pela legislação da educação superior, o que significa que nem todos os pedidos serão deferidos.

Os alunos poderão solicitar orientações diretamente às Comgrads de seus respectivos cursos. Mais informações estão disponíveis no portal do Inep, na Portaria Normativa nº 8, de 26 de abril de 2017 e no Edital nº 26, de 16 de junho de 2017 do Enade 2017.

Fonte: Site da UFRGS, 28/12/2017

De 02 de janeiro a 19 de fevereiro de 2018 acontecem a avaliação das atividades de ensino da graduação 2017/2

De 02 de janeiro a 19 de fevereiro de 2018 acontecem a avaliação das atividades de ensino da graduação 2017/2. Neste período, os professores poderão realizar sua autoavaliação e os alunos poderão avaliar as atividades de ensino dos cursos presenciais, as atividades de ensino dos cursos a distância e as atividades de ensino a distância ofertadas nos cursos presenciais.

O objetivo de ambos os processos é contribuir para a melhoria da qualidade das atividades de ensino da UFRGS.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 28/12/2017

UFRGS é listada no ranking Green Metrics

Universidade figurou como a 357ª do mundo em levantamento que leva em conta eixos como Meio Ambiente, Economia e Equidade

Foram divulgados hoje os resultados do Green Metric Ranking of Worl Universities 2017. A UFRGS, em seu primeiro ano de participação, ficou na posição mundial 357, nacional 10 e América Latina 41. Os instrumentos utilizados para o levantamento baseiam-se nos eixos de Meio Ambiente, Economia e Equidade, repercutindo nas categorias: configuração e infraestrutura, energia e mudanças climáticas, gerenciamento de resíduos, uso da água, transportes e educação.

As categorias onde mais pontuamos foram Gerenciamento de Resíduos e Transportes.

No total, 619 universidades de 76 países participaram da edição 2017. A lista completa pode ser conferida no site do Green Metrics.

Fonte: Site da UFRGS, em 18/12/2017

Encontro das CPAs das Instituições Federais de Educação Superior

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) sediou no dia 29 de novembro de 2017 o Encontro das Comissões Próprias de Avaliação (CPAs) das Instituições Federais de Educação Superior (IFES) do Rio Grande do Sul.

O Encontro teve como objetivo possibilitar o compartilhamento de experiências entre as IFES, no âmbito da avaliação Institucional. A abertura do evento foi feita pelo Reitor da UFRGS, Prof. Rui Vicente Oppermann e pela Secretária de Avaliação Institucional da Universidade, Prof.ª Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues.

Na primeira parte do dia as Instituições Federais compartilharam suas experiências por meio de apresentações individuais. FURG, UFCSPA, Unipampa e UFRGS fizeram exposições sobre o histórico de avaliação em suas Instituições, situação atual, desafios e perspectivas. Na sequência, na segunda parte do evento, as IFES traçaram propostas conjuntas, as quais incluem a continuidade dos Encontros, a intensificação do compartilhamento de experiências em pontos específicos e a constituição de um Fórum permanente de discussão e encaminhamentos.

O próximo Encontro das CPAs das IFES deve ocorrer em maio de 2018 na FURG.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 08/12/2017

UFRGS é a melhor universidade federal do país, segundo o MEC

A instituição é a única do RS entre as dez instituições mais bem avaliadas no Brasil, segundo os dados do IGC 2016, divulgados nesta segunda-feira

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul ficou em primeiro lugar entre as federais no Índice Geral de Cursos (IGC) de 2016, divulgado nesta segunda-feira, 27, pelo Ministério da Educação. Com pontuação de 4,29 em uma escala que vai de 1 a 5, a UFRGS atingiu a faixa máxima do IGC – 5, o que apenas 13 instituições no Brasil alcançaram.

Na listagem geral, a UFRGS é a segunda melhor do país, atrás apenas da Universidade Estadual de Campinas. Entre as dez mais bem avaliadas, estão ainda as universidades federais de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, do ABC (SP), de São Paulo, de Santa Catarina, de Lavras (MG), de Viçosa (MG) e de São Carlos (SP).

No Rio Grande do Sul, destacaram-se ainda a UFSM e a UFCSPA, dentre as públicas, e Unisinos e PUCRS, dentre as privadas. Todas com conceito final 4. A UFRGS, portanto, é a única universidade com conceito máximo no estado. Os dados completos podem ser acessados no site do Inep.

Para divulgar o índice, a avaliação do Ministério da Educação leva em consideração as condições de ensino, o corpo docente, as instalações físicas, o projeto pedagógico dos cursos e também o resultado dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). São consideradas, para o cálculo, a qualidade dos cursos, revelada pelo Conceito Preliminar de Curso (CPC); a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu, a partir de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes); e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Fonte: Site da UFRGS, em 27/11/2017

IFES gaúchas realizam encontro de CPAs

No próximo dia 29 de novembro, das 8h30min às 17 horas, acontece na UFRGS o Encontro das Comissões Próprias de Avaliação (CPAs) das Instituições Federais de Educação Superior (IFES) do Rio Grande do Sul.

O objetivo do encontro é possibilitar o compartilhamento de experiências sobre avaliação institucional entre as Instituições Federais, além de constituir um fórum permanente de discussão sobre os processos avaliativos internos e externos.

Restrito à participação dos membros de CPA das IFES, o Encontro será realizado no Auditório Poente do Prédio Centenário da Escola de Engenharia - Campus Centro. Na parte da manhã haverá um espaço para apresentação dos trabalhos que cada uma das CPAs vem desenvolvendo em suas respectivas Instituições. Já a parte da tarde é destinada a discussões e plenária de encaminhamentos.

Membros de CPA das IFES interessados em participar do evento devem realizar a inscrição através do e-mail secsai@sai.ufrgs.br até o dia 23/11.

Fonte: Site da UFRGS, em 20/11/2017

SAI promove preparação de servidores para elaboração do Relatório de Autoavaliação

Galeria de imagens

A Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) promoveu nesta semana dois encontros visando à elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional da UFRGS (RAAI 2017).Na terça-feira, dia 14, no Plenarinho da Reitoria, a secretária da SAI Cláudia Medianeira Rodrigues apresentou aos servidores da Administração Central responsáveis pelo processo de avaliação. Na quinta-feira, dia 16, o encontro foi com os integrantes dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs), no auditório da Faculdade de Direito. O objetivo da atividade é revisar alguns conceitos importantes para o processo de avaliação e esclarecer alguns aspectos da legislação sobre avaliação da educação superior e orientações da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFRGS.

Conforme Cláudia Rodrigues, a autoavaliação é uma oportunidade importante para que os setores verifiquem suas potencialidades e fragilidades em cada uma das dimensões do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). “O processo de avaliação está alinhado com o planejamento da universidade”, afirma a secretária.

O reitor Rui Vicente Oppermann participou da reunião do dia 14 e também destacou a importância da avaliação como uma ferramenta para o planejamento estratégico da Universidade. Segundo Oppermann, os NAUs e a CPA atuam como elementos fundamentais neste processo. O reitor afirmou ainda que no atual momento de redução de recursos financeiros por parte do Governo Federal as universidades federais têm mais uma razão para apresentar suas realizações. "O MEC diz que somos incompetentes e que não sabemos planejar. Por meio da avaliação e do planejamento podemos negociar com o governo",a firmou Oppermann.

Até o final de janeiro, a CPA e a SAI recebem os relatórios dos NAUs e dos setores da Administração Central para elaborar o RAAI, que, em fim de março, deve ser remetido ao Governo Federal.

Fonte: Site da UFRGS, em 17/11/2017

Temática Avaliação Institucional premia experiência no Salão de Ensino

O XIII Salão de Ensino UFRGS premiou, no último dia 20 de outubro, as melhores experiências em várias modalidades, entre as quais a de avaliação institucional.

A acadêmica Júlia Werner Vieira foi agraciada com o troféu de destaque na sessão de avaliação institucional e também com a premiação máxima nesta modalidade. O trabalho apresentado pela aluna tinha como título "Produções do Núcleo de Avaliações da Unidade na Faculdade de Farmácia" e relatava a experiência da participação dos alunos do Curso de Farmácia na elaboração, coleta e encaminhamento de resultados de avaliação da Faculdade em parceria com o Núcleo de Avaliação da Unidade - NAU da Farmácia.

O Salão de Ensino é um espaço de diálogo, divulgação e discussão dos processos educacionais a partir das produções acadêmico-científicas, bem como da experiência de práticas educadoras ocorridas envolvendo ações de discentes, técnicos administrativos e de docentes da UFRGS, que resultem na qualificação da formação na Universidade. No ano de 2017 a temática da avaliação institucional no Salão teve a apresentação de 10 trabalhos.

Segundo a Secretária de Avaliação Institucional, Prof. Cláudia Rodrigues, o incentivo para que a área de Avaliação Institucional esteja presente no salão de ensino, como modalidade, foi uma conquista e um diferencial neste momento para a Universidade. É preciso cada vez mais incentivar a comunidade universitária a estudar esse tema e apresentar os resultados que emergem do trabalho que é construído cotidianamente, a exemplo, pelos Núcleos de Avaliação das Unidades. Existem na Universidade diversos dados de avaliação tanto em nível de graduação quanto de pós- graduação que podem ser analisados e apresentados à comunidade, assim como experiências e boas práticas de avaliação que são inseridas no ambiente de trabalho. O desafio para os próximos salões é ampliar a participação e o envolvimento para com o tema.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 23/10/2017

UFRGS melhora sua colocação em rankings internacionais

Universidade foi listada na 14ª posição entre as instituições da América Latina no QS Ranking e como a 570ª do mundo na lista elaborada pelo CWUR

A UFRGS foi classificada como a 14ª melhor universidade da América Latina no QS Ranking divulgado nessa segunda-feira, dia 16. São duas posições acima do último levantamento feito pela agência do Reino Unido, em 2016.

A lista da América Latina é liderada pela Universidade Católica do Chile, seguida pela Universidade de Campinas (Unicamp) e pela Universidade de São Paulo (USP). Figuram, ainda, nas primeiras posições do levantamento instituições do México, da Argentina, do Chile e da Colômbia. Entre as universidades brasileiras, estão entre as 25 melhores do subcontinente, além da Unicamp e da USP, a UFRJ (7º), a UNESP (10º), UFMG (11º), PUCRJ (13º), UnB (18º) e UFSC (22º). A Organização avaliou os critérios como a reputação acadêmica, o número de estudantes por professor, número publicações por professor, o grau de internacionalização e o impacto web da instituição. O ranking completo está no site da Quacquarelli Symonds (QS), que é uma organização internacional de pesquisa em educação, especializada em instituições de ensino superior sediada no Reino Unido e publica os levantamentos globais desde 2014.

Outro ranking que disponibilizou seus resultados no dia de ontem foi o CWUR - Center for World University Rankings, dos Emirados Árabes Unidos, que lista a UFRGS como em 570° lugar entre as melhores Universidades do mundo, cinco posições acima do resultado de 2016. Entre as brasileiras, a UFRGS está na 5ª colocação, mesma posição do ano anterior.

O CWUR World University Rankings é o ranking acadêmico global de maior abrangência, envolvendo 27.770 instituições de ensino superior e listando as 1.000 melhores. O Ranking mede a qualidade da educação (25%); empregos dos estudantes como executivos de companhias globais (25%); qualidade dos professores (25%); publicações em revistas científicas (5%); influência e número de pesquisas em revistas (5%); número de citações (5%); índice H das publicações (5%); e quantidade de patentes (5%). Nos itens que compõe a nota, a UFRGS destacou-se na qualidade dos professores (entre as 240 melhores) e nas publicações científicas (posição 409). A lista completa está no site do CWUR.

O destaque dado à UFRGS nos rankings, especialmente em comparação com as demais instituições do Brasil e do subcontinente latino-americano, contribui para a visibilidade internacional e para uma forte reputação regional da Universidade. Como aponta a secretária de Avaliação Institucional, professora Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues, a UFRGS desenvolve políticas permanentes de qualidade do ensino e isso influencia nos índices coletados pelos rankings internacionais. Um dos exemplos dessas políticas é o incentivo às ações de internacionalização como fator importante mensurado mundialmente. A Universidade vem monitorando seus resultados e promovendo ações no sentido de buscar melhorias, como o conhecimento da fonte de informação que é solicitado pelo ranking e a estruturação de práticas de trabalho visando o fornecimento e a organização de dados aos rankings.

“Esse tipo de levantamento auxilia a Universidade a se avaliar em relação a outras instituições no mundo. Além disso, serve de incentivo à comunidade acadêmica, que se vê reconhecida em nível internacional. Os gestores veem nos rankings um dos resultados do trabalho desenvolvido diariamente. O mesmo ocorre com professores, alunos e servidores técnico-administrativos, que se veem como parte desse resultado, além de valorizar o espaço que ocupam na UFRGS”, comenta a professora. Ainda de acordo com Cláudia Rodrigues, é importante para a Universidade saber como ela está em relação a grandes centros de referência em ensino e pesquisa no mundo e consolidar um processo permanente de geração de conhecimento sobre a sua própria realidade.

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 17/10/2017

UFRGS melhora sua posição no NTU Ranking das melhores Universidades do Mundo

O NTU Ranking, desenvolvido pela National Taiwan University, divulgou em seu site a lista das melhores universidades do mundo. Entre as Brasileiras, a UFRGS é a quinta melhor posicionada, listada na posição 399, uma melhora de 18 posições sobre o levantamento do ano passado. O ranking inclui 800 universidades do globo e utiliza metodologia bibliométrica para analisar as performances das publicações científicas das instituições.

A USP é a melhor brasileira na lista encabeçada pela Harvard University, figurando na posição 56, seguida da Unicamp (316), da UFRJ (319) e da UNESP (326). A lista completa está disponível no site do ranking.

No campo da Agricultura, a Universidade aparece como a 169 melhor instituição do globo. A UFRGS melhorou seu desempenho em relação ao ano passado em todos os rankings de Subject: Agricultural Sciences posição 91 (94 em 2016), Plant & Animal Science 146 (156 em 2016), Pharmacology & Toxicology 239 (255 em 2016) e em Civil Engineering 246 (266 em 2016).

Os critérios avaliados são Research productivity, Research impact e Research excellence.

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 11/10/2017

Empossados novos integrantes da Comissão Própria da Avaliação

Foram empossados na tarde desta segunda-feira, dia 9, os membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFRGS. O reitor Rui Vicente Oppermann e a vice-reitora Jane Tutikian entregaram as portarias de nomeação em rápida cerimônia que antecedeu a primeira reunião do grupo. Jane agradeceu aos membros por participarem da comissão e falou que era um trabalho de grande responsabilidade e importância para a UFRGS.

No encerramento, o reitor destacou a formação horizontal da CPA, composta por membros docentes, técnico-administrativos, discentes da graduação e pós-graduação e da sociedade civil, que permite múltiplos olhares. Ele ainda apontou que isso propicia a construção de um planejamento com visões diferentes e possibilita contribuir com a própria gestão da Universidade.

Confira os membros da CPA 2017/2018:

Membros Regimentais:

Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues - Secretária de Avaliação Institucional

Ana Karin Nunes - Vice-Secretária de Avaliação Institucional

Representantes Docentes:

Claudia Hofheinz Giacomoni

Christine Wetzel

Flávia Maria Teixeira dos Santos

João Cesar Netto

Mauro Roese

Mônica Regina Garcez

Representantes Técnicos-Administrativos:

Alexandra Lorandi Macedo

Claudia Hochheim Oliveira

Julian de Camargo Milone

Marcia Maria Mattos Langeloh

Bernadete Nunes Neckel (suplente)

Representantes Discentes de Graduação:

Frederico de Lemos Fruet

Gabriela Silveira da Silva

Regina Brunet Alencar e Silva (suplente)

Representantes Discentes de Pós-Graduação:

Ana Danielle Santana Cavalheiro

Francine Adriane Baldigen

Representante da Sociedade Civil Organizada:

Renato Machado de Brito (Associação dos Antigos Alunos da UFRGS)

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 09/10/2017

UFRGS mantém-se na quinta posição em ranking do jornal Folha de São Paulo

A UFRGS manteve a quinta posição nacional entre as melhores universidades do País, segundo o Ranking Universitário Folha (RUF), publicado na manhã desta segunda-feira, dia 18, pelo jornal Folha de São Paulo (http://ruf.folha.uol.com.br/2017/). A posição da UFRGS é a mesma obtida em 2016, atrás das universidades UFRJ, Unicamp, USP e UFMG.

Em relação ao desempenho em cada indicador, a UFRGS também manteve-se em posições semelhantes às obtidas no ano passado: 4º lugar em Ensino, 5º lugar em Pesquisa e 5º lugar em Inovação. Na avaliação do mercado, a Universidade caiu de 12º para 14º, e na Internacionalização, de 13º para 14º. A nota geral da UFRGS subiu de 95,72 para 95,86.

Na avaliação por curso, todas as graduações da UFRGS foram avaliadas entre as 10 melhores do País.

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 18/09/2017

XI Fórum dos NAUs

 

 

 

 

 

 

 

 

Realizou-se no último dia 13 de setembro a XI edição do Fórum dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs). O Fórum é uma instância de integração dos NAUs, troca de experiências, debates e intercâmbios, que tem por finalidade contribuir para o constante aperfeiçoamento e desenvolvimento da cultura de avaliação nas Unidades da UFRGS.

Durante o evento foi realizada uma avaliação da Semana de Avaliação UFRGS 2017, a qual ocorreu em 2017/1. Além disso, a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) apresentou o Manual dos NAUs, o qual tem como objetivo servir de orientação ao trabalho dos Núcleos.

A UFRGS conta com 29 NAUs, os quais tem as competências da Comissão Própria de Avaliação (CPA) aplicadas à escala da Unidade. Ou  seja, os Núcleos atuam como "braços" da CPA nas Unidades.

O Fórum dos NAUs é coordenado, atualmente, pela Profª Liliana Amaral Ferris, da Escola de Engernharia, e pela técnica administrativa Francine Adriane Baldigen, da Faculdade de Ciências Econômicas. A XI edição do evento foi sediada pelo NAU do Instituto de Física.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 14/09/2017

UFRGS destaca-se entre as universidades brasileiras em ranking internacional

Divulgado nesta terça-feira, dia 5, o levantamento da consultoria britânica Times Higher Education (THE) sobre as melhores universidades do mundo coloca a UFRGS em destaque entre as instituições brasileiras e na posição entre 601ª e 800ª na listagem geral. O levantamento THE das melhores universidades do mundo, realizado anualmente e abrangendo instituições de mais de 70 países, considera 13 indicadores em cinco categorias: ambiente de ensino, inovação, internacionalização, pesquisa e citações.

Entre as universidades brasileiras, a USP (posição 251º e 300º) aparece um primeiro, seguida pela UNICAMP (401º e 500º). Junto com a UFRGS entre as posições 601ª e 800ª aparecem UFABC, UFMG, UFPR, UFRJ, UFSC, UNIFESP, PUCRS, PUCRIO e UNESP.

Na página da Secretaria de Avaliação Institucional estão listados os demais rankings internacionais em que a UFRGS aparece.

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 05/09/2017

UFRGS participa do 3º AVALIES

 

 

 

 

 

 

 

 

No período de 05 a 06 de setembro ocorreu na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) o 3º Avalies - Simpósio de Avaliação da Educação Superior. O evento, cujas duas primeiras edições foram sediadas e organizadas pela UFRGS, teve como tema, em 2017, a avaliação externa.

O Avalies tem como objetivo estimular a geração de conhecimento em avaliação institucional, debater o seu estado da arte e provocar a interação entre pesquisadores da área, buscando qualificar as instituições de educação superior.

A UFRGS esteve representada no 3º Avalies por integrantes da Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) e dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) da Faculdade de Odontologia e da Faculdade de Ciências Econômicas. Também esteve presente o ex-Secretário de Avaliação Institucional da UFRGS e Coordenador das edições anteriores do Avalies, Prof. Daltro José Nunes.

Foram apresentados, na sessão de painéis, o trabalho “Os Programas de Avaliação Externa no Brasil, suas Repercussões até o Sinaes e suas Consequências no Contexto da UFRGS, de autoria da TAE Nara Maria Emanuelli Magalhães e da Profª  Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues e o trabalho “A Regulação no Contexto da Educação Superior: A Experiência da Universidade Federal do Rio Grande do Sul” de autoria das servidoras Claudete Lampert Gruginskie, Fernanda Brasil Mendes, Flávia Renata Pinto Barbosa e Profª Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues. Além disso, a Secretária de Avaliação, Profª Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues no Painel Meta-Avaliação.

A quarta edição do Avalies será realizada na Universidade Federal do Ceará (UFC), no ano de 2018.

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 14/09/2017

Abertura da Semana de Avaliação debate resultados de processos avaliativos

Evento, que está na terceira edição, estende-se até o dia 30 com atividades nas Unidades Acadêmicas e com painéis abertos à comunidade

Teve início na manhã desta segunda-feira, 26, a terceira edição da Semana de Avaliação 2017da UFRGS. Realizado anualmente, o evento promove a Avaliação com a Gestão em dois níveis: da Comissão Própria de Avaliação (CPA) com a Administração Central da Universidade, e dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) com os respectivos gestores. Na atividade que abriu a programação foram apresentadas características e alguns resultados de diferentes processos avaliativos, como os conduzidos pelo INEP/MEC e QS além da autoavaliação e da avaliação interna da UFRGS.

O reitor Rui Vicente Oppermann integrou a mesa de abertura do evento e manifestou sua expectativa com o resultado dos debates propostos. Segundo ele, no atual momento da vida nacional, com crise econômica e política sem precedentes, a avaliação ganha ainda mais importância, pois permite que se faça uma boa gestão a partir de indicadores. Também integraram a mesa de abertura a secretária de Avaliação Institucional Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues; a vice-secretária de Avaliação Ana Karin; a coordenadora do NAU da Escola de Engenharia Liliana Férris; e a coordenadora do NAU da Faculdade de Ciências Econômicas Francine Baldigen.

A vice-reitora Jane Tutikian acompanhou a programação da manhã desta segunda-feira, que teve também a presença dos membros da Administração Central, da CPA e dos NAUs. Entre os resultados apresentados, uma síntese do Relatório de Autoavaliação Institucional (RAAI 2016)destacou as fragilidades, potencialidades e perspectivas futuras da UFRGS, conforme os eixos e dimensões estipulados pelo Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES). Uma das potencialidades apontadas foi a promoção da cultura de avaliação na Universidade.

A programação teve continuidade na tarde de hoje com um painel aberto à comunidade acadêmica sobre a Relação planejamento-avaliação institucional na Universidade, conduzido pelos professores Suzana Salvador Cabral Gianotti (UNILASALLE) e Rogério da Silva Nunes (UFSC). Suzana disse que a avaliação e planejamento são processos básicos da gestão desde que permaneçam claramente associados à consecução dos objetivos institucionais. Ainda pontuou que os investimentos nos processos avaliativos contribuem com a melhoria dos resultados e é requisito para qualificar e dar transparência à gestão.

Em sua fala, Rogério pontou que a avaliação não deve ser restrita ao ambiente acadêmico. Deve-se ter um olhar para processos de gestão como restaurantes universitários, bibliotecas, secretárias, contratos terceirizados e também a outras temas relacionados as universidades, por exemplo, Reuni, perfil de egressos, programas de extensão e educação a distância. Os gestores precisam ficar atentos a mudança no cenário para a confecção dos planos de desenvolvimento institucional, como a maior mobilidade, reorganização de cadeias produtivas, reestruturação de processos, rankings, novos conceitos de gestão, novas profissões ou o fim delas, formação continuada e novas organizações.

A Semana de Avaliação foi instituída na UFRGS pela CPA com o objetivo de divulgar as análises, resultados e diagnósticos das avaliações realizadas pela CPA e pelos NAUs a partir dos dados coletados no ano anterior pelos instrumentos de avaliação. Com base nestas informações, os gestores planejam e executam ações que visam a sanar as fragilidades apontadas e promover a melhoria de processos.

Fonte: Site da UFRGS, publicado em 26/06/2017

Fórum dos NAUs elege nova Coordenação

No dia 17 de maio de 2017, em sessão extraordinária realizada no Auditório da Faculdade de Arquitetura, o Fórum dos NAUs elegeu sua nova coordenação. A única chapa inscrita para o processo, formada pela Profa. Prof.ª Liliana Férris, do NAU da Escola de Engenharia, e TAE Francine Baldigen do NAU da Faculdade de Ciências Econômicas, foi eleita por aclamação. Liliana e Francine disseram estar muito motivadas para o trabalho. Entre as propostas da nova gestão estão questões como retomar palestras e discussões em pequenos grupos e formação de grupos de trabalho com pautas específicas. O próximo Fórum dos NAUs deve ser promovido no mês de julho.

AVALIES 2017

 

 

 

 

 

 

 

De 05 a 06 de setembro acontece na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) a 3ª edição do Simpósio de Avaliação da Educação Superior (AVALIES). Neste ano de 2017 o evento é organizado pelo Instituto de Pesquisas e Estudos em Administração Universitária (INEPAU) da UFSC e contará com apresentações orais, conferências nacionais e internacionais, painéis e exibição de pôsteres.

O AVALIES foi inicialmente proposto pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituição sede das 1ª e 2ª edições em 2015 e 2016, respectivamente. Os objetivos do evento são debater o estado da arte e provocar a interação entre pesquisadores da área de avaliação institucional. Em sua 3ª edição, o foco do Simpósio será a avaliação externa, na perspectiva de busca da qualificação das instituições de educação superior.

Os interessados na submissão de artigos devem ficar atentos aos prazos que vão de 25 de junho a 24 de julho de 2017. Informações podem ser acessadas no site: http://avalies2017.ufsc.br/

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 02/05/2017

SAI promove a 10ª edição do Fórum dos Núcleos de Avaliação

Atividade reúne representantes dos 29 núcleos pelo trabalho de avaliação das unidades na UFRGS

Trocar experiências, realizar debates e intercâmbios com a finalidade de contribuir para o aperfeiçoamento e desenvolvimento da cultura de avaliação nas Unidades na UFRGS. Com este intuito, ocorreu na tarde desta quarta-feira, dia 26, o 10ª Fórum dos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) no Auditório Nascente do Prédio Centenário da Escola de Engenharia. O evento reúne os 29 grupos responsáveis pelo trabalho específico em cada uma das unidades.   A atividade é organizada pela Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) e pelos NAUS da Escola de Engenharia, da Faculdade de Ciências Econômicas e da Escola de Administração.

Na abertura do evento, o reitor Rui Vicente Oppermann reafirmou a importância da existência das NAUs nas unidades acadêmicas e para a Universidade. “A avaliação dá o rumo de onde queremos chegar. Isso influencia no planejamento institucional e o melhor uso dos recursos públicos”, coloca. Recomendou as NAUs a fazer não só a avaliação do ensino, mas também de outras áreas da Universidade. Ainda sugeriu a aproximação da SAI, das NAUS, da Progesp e da Comissão de Flexibilização dos Técnico-administrativos para a realização da avaliação das flexibilizações já aprovadas, que necessitam ser avaliadas após o primeiro ano de vigência.

Logo após, a técnica em assuntos educacionais da SAI Nara Magalhães apresentou uma análise dos relatórios entregues pelos NAUs que compõem o Relatório de Autoavaliação Institucional 2016. Produzido anualmente pela Universidade, atendendo a determinação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), o relatório aponta as fragilidades e potencialidades institucionais, visando à melhoria da qualidade dos serviços prestados pela UFRGS.

Durante a apresentação, Nara destacou a importância do retorno da formatação do trabalho entregue pelas NAUs. “O relatório é um instrumento formal do qual se fazem muitas leituras do que está acontecendo nas unidades”, ressalta. A técnica apontou como características que estão se consolidando no trabalho dos Núcleos a integração deles com os setores das unidades e a realização de análises além do ensino, com 48% e 55%, respectivamente dentre os 27 relatórios enviados. Colocou que é necessária também a criação de instrumentos próprios de avaliação de temas relacionados à extensão, à pesquisa, à comunicação interna e à infraestrutura.

A programação do evento seguiu com apresentação do painel da avaliação e a semana da avaliação na UFRGS. Ao final das atividades, abriu-se a chamada para a eleição da presidência do Fórum.

Fonte: Site da UFRGS, publicada em 26/04/2017

SAI apresenta Painel de Avaliação

 

 

 

 

 

 

 

No dia 06 de abril a Secretaria de Avaliação Institucional (SAI) apresentou aos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) o novo Painel de Avaliação da UFRGS. A ferramenta permite a consulta on-line aos resultados da avaliação interna da Universidade.

Neste primeiro momento, os NAUs terão acesso aos resultados da Avaliação do Docente pelo Discente e da Autoavaliação Docente do período 2016/2. A equipe do Departamento de Avaliação da SAI trabalhará, ainda, no aperfeiçoamento da ferramenta, no sentido de que contemple as principais necessidades de consulta e análise dos dados. Participam do Projeto o Analista Jordário Reck Behenck, o Estatístico Gilberto Beuren e o bolsista Adriano Gomes.

O acesso ao Portal de Avaliação poderá ser feito exclusivamente pelos Coordenadores dos NAUs, os quais poderão consultar dados, visualizar relatórios e levar as informações à discussão conjunta de todos os integrantes do Núcleo de Avaliação.

A Secretária de Avaliação Institucional, Prof.ª Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues considera este momento de fundamental importância para o contexto de avaliação da Universidade. A SAI, em conjunto com a Comissão Própria de Avaliação (CPA), vem estudando, desenvolvendo e propondo ações para auxiliar o trabalho desenvolvido pelos NAUs, visando a otimização de recursos e de esforços no sentido de buscar uma melhor qualificação da análise dos dados de avaliação.

Os coordenadores dos NAUs poderão, ao longo do semestre, avaliar o Painel da Avaliação e enviar contribuições visando a sua melhoria por meio do email avaliacao@sai.ufrgs.br

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 11/04/2017

Divulgados Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2015

O INEP/MEC divulgou na manhã do dia 08 de março os resultados dos indicadores de qualidade da educação superior. Entre esses indicadores estão os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2015, o Conceitos Preliminares dos Cursos de Graduação (CPC) e o Índice Geral de Cursos (IGC) das instituições de educação superior do país.

A UFRGS configura como a primeira colocada entre as Universidades federais do Brasil e como a segunda colocada no ranking geral das Universidades. Além disso, tem a melhor nota nos programas de Mestrado e a 5ª melhor nota nos programas de Doutorado do país.

Os resultados no Enade 2015 dos Cursos da UFRGS foram:

ADMINISTRAÇÃO: ENADE: 5 (4.7664); CPC: 4 (3.5011)

CIÊNCIAS CONTÁBEIS: ENADE: 5 (4.2140); CPC: 4 (3.2619)

CIÊNCIAS ECONÔMICAS: ENADE: 4 (3.8331); CPC: 4 (3.1097)

CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS - DIREITO: ENADE: 5 (4.0591); CPC: 4 (2.9729)

COMUNICAÇÃO SOCIAL- JORNALISMO: ENADE: 5 (3.9663); CPC: 4 (3.2390)

COMUNICAÇÃO SOCIAL - PUBLICIDADE PROPAGANDA: ENADE: 5 (4.0202); CPC: 4 (3.0927)

DESIGN COM HABILITAÇÃO EM DESIGN DE PRODUTO: ENADE: 5 (4.2091);  CPC: 4 (3.2961)

DESIGN COM HABILITAÇÃO EM DESIGN VISUAL: ENADE: 4 (3.8591); CPC: 3 (2.8566)

PSICOLOGIA COM HABILITAÇÃO EM PSICÓLOGO: ENADE: 5 (4.3568); CPC: 4 (3.4120)

RELAÇÕES INTERNACIONAIS: ENADE: 5 (5.0000);  CPC: 4 (3.6721)

Os resultados completos podem ser acessados no link: http://portal.inep.gov.br/artigo/-/asset_publisher/B4AQV9zFY7Bv/content/id/666223

Fonte: Secretaria de Avaliação Institucional (SAI), em 08/03/2017

Ranking internacional destaca a UFRGS em quatro áreas

O QS World University Rankings by Subject 2017 apresenta a relação das melhores universidades em 46 áreas temáticas. UFRGS destaca-se em Desporto, Arquitetura, Ciências Agrárias e Florestais e Farmácia e Farmacologia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os cursos da UFRGS nas áreas de Desporto, Arquitetura, Ciências Agrárias e Florestais e Farmácia e Farmacologia estão entre os 150 melhores do mundo em comparação com centenas de universidades no ranqueamento feito pela publicação britânica Quacquarelli Symonds – QS Ranking. O QS World University Rankings by Subject 2017 foi divulgado nesta quarta-feira, 8. A UFRGS também se destaca nas áreas de Arte e Design e de Filosofia entre as 200 instituições mais bem avaliadas.

Considerando apenas as universidades brasileiras, a UFRGS obteve posições de destaque nas seguintes áreas: Psicologia (2º ) e Artes Cênicas; Ciências da Terra e Marítima; Gestão e Negócios; Gestão de Hospitalidade e Lazer; Política Social e Administração; e Desporto (3º).

A QS publica o ranking por área temática desde 2011. Neste ano, o ranqueamento contemplou 26 diferentes áreas, acrescentando Anatomia e Fisiologia; Gestão de Hospitalidade e Lazer, Desporto e Teologia e Religião. A QS é uma empresa britânica especializada em educação que também publica anualmente a relação das melhores universidades do mundo e realiza a classificação tendo por base quatro critérios: reputação acadêmica, empregabilidade dos egressos, citações em artigos científicos dos integrantes das instituições e o impacto da produção acadêmica das instituições. A metodologia usada está detalhada no site da QS.

Fonte: Site da UFRGS, notícia publicada em 08/03/2017

Empossada nova Comissão Própria de Avaliação

Foi empossada e já começou os trabalhos nesta segunda-feira, dia 10 de outubro, a nova Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UFRGS. Em cumprimento ao disposto na organização do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), a comissão tem a atribuição de coordenação dos processos internos de avaliação da instituição, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). As portarias foram entregues pela vice-reitora Jane Tutikian e o mandato tem duração até 2 de outubro de 2017. A CPA contempla os três segmentos da comunidade acadêmica, discentes, técnicos e docentes, além da sociedade civil organizada. O órgão é presidido pela Secretária de Avaliação Institucional, Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues.

Confira os membros da CPA:

Membros Regimentais:

Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues - Secretária de Avaliação Institucional

Ana Karin Nunes - Vice-Secretária de Avaliação Institucional

Representantes Docentes:

Mauro Roese

João Cesar Netto

Cintia Inês Boll

Claudia Hofheinz Giacomoni

Marcia Elisa Soares Echeveste

Christine Wetzel

Representantes Técnico-Administrativos:

Emerson Douglas Neves

Julian de Camargo Milone

Ruben Ladwig

Alexandra Lorandi Macedo

Representante Discente de Pós-Graduação:

Bernardo Sfredo Miorando

Representantes da Sociedade Civil Organizada:

Marcia Helena Barbian (ADUFRGS)

Renato Machado de Brito (Associação dos Antigos Alunos da UFRGS)

Fonte: Site da UFRGS, notícia publicada em 10/10/2016

Evento apresenta modelos de avaliação institucional no Salão de Ensino UFRGS 2016

No dia 15 de setembro de 2016, às 9 horas no Auditório do Polo de EAD – Campus do Vale foram apresentados pelos Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs) do Instituto de Matemática e Estatística, da Escola de Engenharia, da Escola de Administração, do Instituto de Física e da Faculdade de Ciências Econômicas, com sessão coordenada pelo Prof. Daltro José Nunes, Secretário de Avaliação Institucional, os modelos de avaliação dessas Unidades de forma que, partindo dos dados de avaliação dos docentes pelos discentes, coletados em 2015, chegar-se a conclusões, resultados, diagnósticos etc. de interesse dos gestores das Unidades. O objetivo da sessão foi apresentar e discutir modelos de avaliação das Unidades, especialmente aqueles que são usados para gerar o relatório de avaliação das Unidades, apresentados aos gestores das Unidades na Semana de Avaliação. A busca de um modelo padrão é muito desejável pois, facilita e otimiza o trabalho dos NAUs e contribui para formação da cultura de avaliação. O público alvo foi formado pelos NAUs, CPA e gestores de unidades (Chefes de Departamentos, Coordenadores de Comissões, Diretores, entre outros).

Fonte: Site da UFRGS

UFRGS sedia nova edição do Simpósio de Avaliação da Educação Superior

Foto: Rochele Zandavalli

Foto: Rochele Zandavalli

Galeria de Imagens

Foi aberta oficialmente nesta quarta-feira, dia 31 de agosto de 2016, a segunda edição do Simpósio de Avaliação da Educação Superior (AVALIES). Assim como na primeira vez em que foi realizado, a UFRGS recebe e organiza o evento que reúne pesquisadores e técnicos que atuam em instituições de ensino superior de vários estados do país. Em 2016, o AVALIES conta, também, com representantes da Argentina e do Uruguai.

A mesa de abertura reuniu o vice-reitor Rui Oppermann, o secretário de Avaliação Institucional (SAI) e coordenador geral do Evento Daltro Nunes, a vice-secretária da SAI Cláudia Medianeira Rodrigues, além dos docentes Denise Leite e Lívio Amaral, integrantes do Comitê Diretivo do AVALIES. Oppermann ressaltou o compromisso histórico da UFRGS no processo de avaliação, por meio de diversos grupos de pesquisa na área e dos processos internos.

Daltro Nunes realizou a acolhida dos participantes e destacou o progressivo espaço dos processos de aperfeiçoamento da avaliação nas universidades, mas ressalvou que ainda falta uma cultura disseminada e uma verdadeira motivação para os processos avaliativos. “O setor produtivo se utiliza muito bem dessas técnicas para melhorar seus produtos e processo”, reforçou.

Após a mesa de abertura, a atual presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) Maria Inês Fini realizou a conferência “Avaliação da Educação Superior Brasileira: contextos, desafios e perspectivas”, na qual destacou a importância de se aliar avaliação processual e formação aos processos de avaliação em larga escala.

Três dias de atividades

Até sexta-feira, dia 2 de setembro, os participantes poderão debater em painéis, participar de palestras e conferir a apresentações de trabalhos. Nesta edição, foram recebidas 22 propostas para apresentação oral e outras 27 para a exibição em pôster. O evento recebeu 228 inscrições e as definições dos locais de realização nos próximos dois anos serão realizadas até o fim deste encontro.

Confira aqui a página do 2º Simpósio AVALIES com os trabalhos apresentados na íntegra.

Vídeo Acontece na UFRGS - 2º Simpósio AVALIES

Fonte: Site da UFRGS, notícia publicada em 31/08/2016

Painel abordou as perspectivas da avaliação institucional para os próximos dez anos

Evento discute a avaliação institucional no PDI. Painelistas enfatizaram a importância da avaliação como instrumento de gestão acadêmica

Painel abordou as perspectivas da avaliação institucional para os próximos dez anos - Foto: Cadinho Andrade

Comissão apresenta resultados de avaliações à Administração Central

O Anfiteatro 200 da Escola de Engenharia foi sede, na tarde desta terça-feira, 3 de novembro de 2015, da discussão do papel da avaliação no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade para os próximos dez anos. Com mediação do vice-secretário de Educação a Distância da UFRGS Silvestre Novak, o painel contou com a participação da coordenadora do Núcleo de Avaliação da Unidade (NAU) da Faculdade de Ciências Econômicas Wendy Carraro, da coordenadora do NAU da Faculdade de Odontologia Ramona Toassi e da secretária de Avaliação Institucional em exercício Cláudia Medianeira Cruz Rodrigues.

Em sua apresentação, Wendy falou sobre o poder e a importância da avaliação institucional, com ênfase para o seu papel como instrumento a disposição da gestão acadêmica que permite visualizar a eficiência e a eficácia das ações administrativas e pedagógicas implementadas. A professora também destacou a importância de uma cultura da avaliação e dos indicadores quantitativos para o planejamento institucional. “Temos o desafio de transformar tudo aquilo que dizemos de forma qualitativa em medidas quantitativas. É preciso definir uma medida, uma avaliação.”

Na sequência, Ramona fez um panorama da avaliação institucional da educação superior brasileira, com destaque para as diretrizes do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), para então abordar a avaliação institucional dentro da UFRGS e os avanços alcançados na área nos últimos anos, como a qualificação da avaliação docente pelos discentes, a implementação do instrumento de autoavaliação docente e a institucionalização da Semana de Avaliação e do Fórum dos NAUs. A professora também apresentou as perspectivas para os próximos dez anos, com ênfase para a necessidade do desenvolvimento de instrumentos mais adequados às demandas e às especificidades dos cursos e currículos e do fortalecimento dos Naus.

Ao final das apresentações, antes de abrir espaço para perguntas e discussões, Silvestre Novak destacou que a avaliação ultrapassa os limites da gestão e do planejamento e que é preciso pensar um modelo flexível, adaptável e multidimensional que comporte avaliações qualitativas e quantitativas. “É preciso exercer nossa capacidade reflexiva. Precisamos, sim, de criatividade para pensar novos modelos avaliativos. Só assim vamos poder avançar”, destaca.

Fonte: Site da UFRGS, notícia publicada em 03/11/2015

Encontro promove devolutiva das consultas qualitativas e quantitativas feitas junto à comunidade acadêmica

 

Relatório foi entregue aos membros da Administração Central - Foto: Ramon Moser

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul apresentou, no dia 30 de junho de 2015, os resultados da Avaliação Institucional relativa a 2014/2, abrangendo a avaliação do docente pelo discente, autoavaliação docente, avaliação externa e autoavaliação institucional (RAAI). A sessão foi prestigiada pelo Reitor, Vice-Reitor, Pró-Reitores, Vice Pró-Reitores, Secretários, Vice-Secretários e demais integrantes da Administração Central.

As atividades desenvolvidas pela CPA estão previstas na Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2000, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

Na Universidade, os trabalhos de sistematização da avaliação e da análise dos resultados, inclusive das avaliações externas, são realizados de forma compartilhada pela CPA no âmbito do sistema de avaliação institucional, compreendendo os Núcleos de Avaliação das Unidades (NAUs), instâncias que coordenam os processos avaliativos no âmbito das Unidades Acadêmicas da UFRGS.

Os resultados auferidos, considerando a análise da avaliação externa e dos questionários de avaliação do discente e do docente, mostram-se positivos. A avaliação do docente pelo discente contabilizou 79.861 respostas, de um universo de 108.956 matrículas, atingindo o índice de 73% de adesão. A autoavaliação docente alcançou um percentual de 69,45%; de um universo de 2.553 docentes que ministraram atividades na graduação, 1.773 responderam ao questionário, totalizando 4.650 respostas.

Na média geral dos questionários da avaliação discente, obteve-se a nota 4,34 em uma escala de 1 a 5, e na média geral da autoavaliação docente obteve-se a nota 4,69, atingindo-se a média geral de 4,51.

Além das questões objetivas, foram lidos e analisados pela CPA, 9.818 comentários relativos aos “espaços abertos” da avaliação discente, e 1.342 da autoavaliação docente. O levantamento permitiu mapear importantes pontos de interesse que necessitam de atenção, abrangendo processos de ensino, gestão, infraestrutura e serviços.

Na avaliação discente foram referidos aspectos relacionados a infraestrutura e serviços como Wi-Fi, acesso às redes sociais, acesso a laboratórios, disponibilização de aplicativos para tablets e smartphones, instalação de softwares específicos, bibliotecas (espaço físico, horários, envio online de TCCs, dissertações e teses e sistema automatizado de pagamentos de multas), RUs, salas de aula (capacidade e infraestrutura), banheiros e segurança; quanto às questões acadêmicas, foram referidos aspectos como currículo, avaliação, metodologia/didática, conteúdos, atitudes do docente, dentre outros. Os comentários da autoavaliação docente sinalizaram aspectos como infraestrutura, gestão, currículo, jornada de trabalho, aprimoramento profissional, fluxo de informações, dentre outros.

Os dados das análises quantitativas e qualitativas, levados a efeito, numa perspectiva participativa, de forma sistematizada e continuada, consoante às diretrizes do SINAES, evidenciam a importância da avaliação institucional, na medida em que permitem aprofundar o conhecimento das múltiplas realidades, constituindo referenciais para a área de gestão e potencializando o aprimoramento dos processos, no contexto da excelência acadêmica.

Fonte: Site da UFRGS, notícia publicada em 30/06/2015

Simpósio Avaliação da Educação Superior - AVALIES 2015

Nos dias 17 e 18 de setembro de 2015, foi realizado na UFRGS o Simpósio Avaliação da Educação Superior - AVALIES. Entre os principais temas debatidos estão: planejamento institucional, mobilidade acadêmica, educação à distância, reserva de vagas e formação de docentes.

https://www.youtube.com/watch?v=NC3Efk05_as

Secretaria de Avaliação Institucional

A Secretaria de Avaliação Institucional da UFRGS foi criada em 2000 com o objetivo de coordenar e articular as diversas ações de avaliação desenvolvidas na Universidade.

https://www.youtube.com/watch?v=l0RcKD6kiMg

Próximos Eventos
Introdução ao NVivo 22/11/2019 13:30 - 17:30 — Laboratório 308 do Instituto de Psicologia
Enade 2019 24/11/2019 00:00
Visita de avaliação de Renovação de Reconhecimento do curso de Museologia 26/11/2019 - 29/11/2019
Visita de avaliação - Reconhecimento do curso de Geografia (licenciatura) - CLN 01/12/2019 - 04/12/2019 — Campus Litoral Norte
XIV Fórum dos NAUs 05/12/2019 00:00
Próximos eventos…

Secretaria de Avaliação Institucional - SAI/UFRGS

Av. Paulo Gama, 110 - 7º Andar - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul

CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 3308-3202

Horário de Atendimento: de segunda à sexta das 8h às 12h e das 14h às 18h