Você está aqui: Página Inicial Dados & Resultados Progressão Professor Titular

Progressão Professor Titular

Senhor(a) Chefe de Departamento,

 

Para orientação e esclarecimento da Decisão 232/2014 CONSUN

A Secretaria de Avaliação Institucional agradece o encaminhamento do Edital relativamente à Progressão Funcional para Professor Titular aprovado e adotado por esse Departamento.

Analisando os Editais deste e de outros Departamentos, verificamos que há interpretações diferentes para o Art. 17, inciso XIII, e para a planilha “C” do anexo III da Decisão 232/2014 do CONSUN/UFRGS.

Por este motivo, e com a intenção de contribuir para a correta aplicação da referida Decisão do CONSUN, elaboramos este esclarecimento.

Conforme a Planilha “C” do Anexo III, da Decisão referida, cada Departamento deve atribuir uma pontuação (máxima) para a “avaliação-do-docente-pelos-discentes”.

Cada examinador da Banca de Avaliação deve atribuir uma pontuação para a avaliação do docente pelos seus discentes. É considerado “apto” para progredir no bloco AVALIAÇÃO, o docente que receber de cada um dos examinadores uma pontuação igual ou maior a 50% da pontuação máxima atribuída pelo Departamento para a “avaliação-do-docente-pelos-discentes” (ver http://www.ufrgs.br/progesp/progesp-1/promocao-a-professor-titular/respostas-dos-seminarios).

Os examinadores, para atribuir uma pontuação ao docente no bloco AVALIAÇÃO, devem consultar o Relatório de Avaliação do Docente pelos Discentes, emitido pela Secretaria de Avaliação Institucional, no interstício de avaliação (Art. 17, inciso III da referida Decisão).

O Relatório de Avaliação do Docente pelos discentes apresenta uma média das avaliações semestrais, considerando o interstício de avaliação (Of. nº 163/2014-SAI). Esta média varia linearmente de um mínimo até um máximo, numa escala de avaliação contínua, sendo a mediana igual à mínima mais a máxima, dividido por dois. A mediana está no limite entre uma avaliação boa, inclusive, e uma avaliação ruim. Atualmente, a nota mínima é 1(um), a máxima é cinco 5(cinco) e, logo, a mediana é 3 (três). Esta métrica é usada pelo MEC em todos os processos avaliativos.

O examinador, com base no relatório de avaliação do docente pelos seus alunos, fornecido pela Secretaria de Avaliação Institucional, no interstício da avaliação (Art. 17, inciso XIII da Decisão 232/2014 do CONSUN/UFRGS), atribui uma pontuação para o docente. A mediana (atualmente nota 3) corresponde a 50% do máximo de pontos atribuído pelo Departamento para o bloco AVALIAÇÃO. Pontuações menores ou maiores do que 50% do máximo de pontos atribuído pelo Departamento para o Bloco AVALIAÇÃO, podem ser atribuídas pelos examinadores ao docente. Pontuações maiores do que 50% do máximo de pontos atribuído pelo Departamento para o Bloco AVALIAÇÃO podem ser atribuídas caso a nota obtida pelo docente for maior do que a mediana e menores, caso a nota for menor do que a mediana.

Se, por hipótese, um Departamento estabelecer que o número máximo de pontos para o bloco AVALIAÇÃO é 40 (quarenta), então para ser considerado “apto” no bloco AVALIAÇÃO, o Docente deve receber dos examinadores 20 pontos ou mais, correspondentemente à obtenção de uma nota igual ou maior à mediana (atualmente nota 3).

Caso a Secretaria de Avaliação Institucional venha alterar no futuro o Relatório de Avaliação do Docente pelo Discente, devido a alterações de métricas estabelecidas pela Comissão Própria de Avaliação–CPA, isto será informado previamente aos Departamentos, estabelecendo novas conversões de notas em pontuações.

« Dezembro 2017 »
Dezembro
DoSeTeQuQuSeSa
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Secretaria de Avaliação Institucional - SAI/UFRGS

Av. Paulo Gama, 110 - 7º Andar - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul

CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 3308-3202

Horário de Atendimento: de segunda à sexta das 9h às 12h e das 14h às 18h