Notícias Salão UFRGS 2011

Edição de hoje do Unimúsica traz duos musicais ao palco do Salão de Atos

     Hoje à noite, integrando a programação cultural do Salão de Extensão, o Unimúsica recebe para apresentação três duos brasileiros da música contemporânea. Ná Ozzetti e André Mehmari, Izabel Padovani e Ronaldo Saggiorato, e Mônica Salmaso e Teco Cardoso sobem ao palco do Salão de Atos às 20 horas. O espetáculo desenvolvido pelas duplas é inédito e parte da ideia de que a união de apenas duas pessoas fazendo música é o suficiente para a configuração de um grupo musical. Em “Duos brasileiros”, os seis músicos trabalham juntos, construindo uma apresentação rara de música brasileira contemporânea. Em comum, as três duplas contam com um entrosamento aprimorado pelo tempo e que os permite a realização de uma unidade musical diferente, em que a voz também aparece como instrumento. O show tem entrada franca, e a retirada de senhas pode ser realizada através da troca de 1kg de alimento não-perecível por ingresso, das 9h às 18h, no mezanino do Salão de Atos.



Mostra Interativa do Salão de Extensão conta com estande do PET-Saúde

     A Mostra Interativa do XII Salão de Extensão da Universidade conta com um estande do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde). Resultado de uma parceria entre a UFRGS e a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Porto Alegre, o programa atua em três bairros da capital: Glória, Cruzeiro e Cristal. Nessas regiões, os moradores são orientados sobre a Estratégia de Saúde da Família e recebem o acompanhamento de uma equipe multiprofissional, que atua na prevenção e recuperação de doenças. Participam do PET-Saúde os cursos de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Nutrição, Odontologia e Psicologia. Projetos de pesquisa e ações de extensão, como o “Destino Certo de Medicamentos”, são vinculados ao PET-Saúde. Hoje, 6, é o último dia para conferir a Mostra Interativa, que fica no Campus Centro, ao lado do Bar do Antônio. Os estandes funcionam entre as 9 e as 17h.


Serviço do HCPA orienta sobre efeitos de medicamentos na gravidez

     Na manhã desta quarta, 5, o público pôde conhecer o Serviço Nacional de Informações sobre Agentes Teratogênicos (SIAT). Exposto na Mostra Interativa, espaço entre o Banco do Brasil e o Bar do Antônio, o SIAT é um programa gratuito, oferecido pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que orienta profissionais de saúde e gestantes sobre os efeitos de medicamentos, drogas e outros agentes na gravidez. Contando com uma equipe de cerca de vinte pessoas, o serviço pode ser solicitado pelo telefone (51) 3359-8008, de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h. Após o preenchimento de um formulário, em que constam informações como idade da mãe, presença de malformações na família e utilização de medicamentos de forma contínua, a equipe do SIAT fornece em até 72 horas um laudo ao profissional de saúde que acompanha a paciente. O serviço busca conscientizar a população sobre os efeitos dos chamados agentes teratogênicos, que podem produzir danos ao embrião ou feto durante a gravidez. A coordenadora do projeto, a geneticista Lavínia Faccini, destaca alguns dos principais agentes teratogênicos – cigarro, álcool, ácido retinóico, talidomida. No entanto, algumas doenças da mãe podem ser a causa de problemas de formação do bebê, como diabetes, rubéola, toxoplasmose e hipotireoidismo. O SIAT também é dirigido a mulheres que desejam engravidar ou que estão amamentando. Uma das bolsistas de extensão que apresentava o projeto na Mostra Interativa, Letícia Reisderfer, ressalta que existem produtos com efeito teratogênico não comprovado, mas que devem ser usados com cuidado pelas gestantes, como produtos de limpeza, açúcar, adoçantes e cafeína. O programa existe desde 1990, tendo atendido cerca de 8.900 pessoas. Também são oferecidas assessorias para órgãos como o Ministério da Saúde e a Anvisa. Mais informações podem ser obtidas pelo site do projeto: http://gravidez-segura.org.



Projeto de extensão orienta para descarte correto de medicamentos vencidos

     O XII Salão de Extensão conta com um estande do programa Destino Certo de Medicamentos, que conscientiza a população para qual o destino correto de remédios fora do prazo de validade. O espaço, que fica no Campus Centro, ao lado do Bar do Antônio, pode ser visitado entre as 9 e as 17h, até quinta-feira, 6. O programa, resultado de uma parceria entre a UFRGS, a PUCRS e as farmácias Panvel, orienta a comunidade para que o descarte de medicamentos seja feito de modo que não prejudique o meio ambiente. Entre as medidas de conscientização, alerta-se que remédios vencidos não podem ser jogados no lixo comum, tampouco na pia ou no vaso sanitário. O procedimento certo é encaminhá-los para um posto de coleta. A UFRGS tem dois: um na Farmácia Popular do Brasil (Rua Ramiro Barcelos, 2500, bairro Santana) e outro na Farmácia UBS (Rua São Manoel, 543, bairro Santa Cecília). Os medicamentos serão, posteriormente, encaminhados para um aterro industrial de resíduos perigosos.


Programação de Hoje

SALÃO DE ENSINO
14h, Auditório da Cúpula Central:

Painel – “Tecnologias da informação e a educação”, com Caio Bonilha, presidente da Telebrás, e Antônio Carlos Nunes (RNP).

SALÃO DE EXTENSÃO
14h, Sala II do Salão de Atos:
Encontro de extensão – com Juremir Machado da Silva e André Luiz Reis da Silva.

SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA
18h30min, Auditório da Arquitetura:

Conferência “De sais fundidos a líquidos iônicos:uma jornada nano”, com Jairton Dupont (do Instituto de Química/UFRGS – Prêmio Fundação Conrado Wessel 2010 na categoria ciência)


Série de palestras sobre o meio ambiente na Feira ConsCiência Ambiental 2011

     Na manhã desta quinta-feira, 6, teve início às 9h, na Sala II do Salão de Atos, o Ciclo de Palestras ConsCiAm 2011. Fazem parte desta série, as conferências dos professores da UFRGS “Megacidades, Cognição e Educação para a Sustentabilidade”, do geógrafo Rualdo Menegat; “Educação Ambiental Integrada: LIAU da Escola Judith”, com Cleonice Carvalho Silva, e “Estudo de conflitos de uso de águas urbanas: risco, saúde pública e comunidades étnicas em Porto Alegre”, de Ana Luiza Carvalho Rocha. A ConsCiAm deste ano está focada em um tema-chave: o Arroio Dilúvio. Pôsteres explicativos estão expostos no saguão do prédio da Reitoria e, na área externa do prédio, próximo ao Salão de Atos. A Feira ainda exibe uma série de materiais que compartilham ações voltadas à tecnologia, educação e sustentabilidade ambientais. Além disso, nas manhãs de terça e quarta-feira, crianças puderam assistir a espetáculos de teatro de bonecos a respeito do esgoto e do tratamento da água. A programação fixa é composta por banners de diversos projetos desenvolvidos, pelo Panorama Dilúvio (interface digital interativa) e por duas exposições fotográficas que reúnem fotos do Arroio Dilúvio e da enchente de 1941. Um espaço de interação e troca de experiências e ações desenvolvidas em prol da consciência ambiental, a Feira pode ser visitada durante todo o dia, até as 18h.



Sala de Aula Virtual será lançada hoje no Salão de Ensino

     A comunidade acadêmica poderá conhecer, na tarde de hoje, a Sala de Aula Virtual da UFRGS, um novo ambiente que permitirá interação entre alunos e professores, postagem de materiais didáticos, acesso a planos de ensino e correio eletrônico, entre outras funcionalidades. Assim, os ambientes virtuais utilizados nas modalidades de ensino a distância ganharão uma versão para se integrarem ao sistema acadêmico nas mais de 5.000 disciplinas dos cursos presenciais de graduação e pós-graduação da Universidade. “É uma tendência no âmbito universitário que a UFRGS está implementando de forma pioneira”, afirma o professor Silvestre Novak, da equipe coordenadora do Salão de Ensino. Desenvolvido pela instituição em parceria com a Capes, a Sala de Aula Virtual tem a participação da Secretaria de Educação a Distância (SEAD) e o Centro de Processamento de Dados (CPD). A atividade acontece às 16 horas, no Auditório da Cúpula Central da Engenharia Mecânica, antigo prédio do Instituto Parobé (Rua Sarmento Leite, 425 – Campus Centro). Entrada franca.


Pesquisa oferece uma alternativa para o lixo orgânico doméstico

     Uma possibilidade diferente e caseira de se lidar com os resíduos domésticos pode ser encontrada entre os pôsteres do XVIII Salão de Iniciação Científica. Monique da Silva Pires, bolsista de iniciação científica da Faculdade Dom Bosco (Porto Alegre), é autora do trabalho “Minicompostagem: uso para resíduos sólidos domésticos”, exposto no Salão de Festas, no segundo andar da reitoria, junto aos demais projetos desenvolvidos para a ocasião. Cerca de 60% de todos os resíduos domésticos produzidos hoje são orgânicos, e o destino dado a esse lixo configura uma problemática na maioria das cidades brasileiras. Diante disso, a compostagem aparece como uma solução simples, por se tratar de um processo que transforma os resíduos orgânicos em um material rico em nutrientes que pode ser posteriormente utilizado como adubo. A minicompostagem criada por Monique pode ser feita artesanalmente em casas ou apartamentos com o uso de garrafas PET de cinco litros. O processo de decomposição do material orgânico leva aproximadamente 75 dias e chega a reduzir em 30% a massa inicial e em quase 50% os sólidos do início do processo, além de não apresentar maus odores. De evidente utilidade para a preservação do solo e do meio ambiente, o projeto da aluna tem custo de implantação baixo e busca despertar a consciência ecológica das pessoas. O Salão de Iniciação Científica traz os trabalhos de pesquisa desenvolvidos por alunos da UFRGS e de outras instituições. O de Monique, bem como os demais que integram o Salão deste ano, pode ser conferido das 9h às 18h, e a programação completa do evento está disponível no site http://www.propesq.ufrgs.br/sic.


Apresentação do Grupo de Danças Tchê

     Hoje, às 17h30, o Grupo de Danças Tradição Cultura e Herança (TCHÊ) apresenta coreografias no palco montado em frente à Faculdade de Educação. A ação de extensão do Curso de Licenciatura em Dança da UFRGS existe há cerca de cinco anos e busca preservar e difundir as danças tradicionais gaúchas dentro da Universidade. O projeto, coordenado pela professora Malu Oliveira, é aberto ao público. Para quem se interessar e quiser participar, os ensaios acontecem todas as terças e quintas-feiras, às 20h30min, na sala de Rítmica I da ESEF.



Espaço Lúdico do Salão de Extensão realiza atividades para crianças e jovens

     Um dos espaços que integra o Salão de Extensão é o chamado Espaço Lúdico, composto por uma série de atividades didáticas que buscam proporcionar às crianças e ao público interessado informações sobre temas como natureza, fauna, alimentação e educação. O projeto “Conta Mais - promoção de leitura infantil e juvenil”, por exemplo, realiza contações de histórias e empréstimos de livros em português e espanhol. Com essas ações, o “Conta Mais” busca estimular a leitura recreativa e informativa entre os jovens leitores e difundir entre eles a produção intelectual e cultural. Há também as possibilidades oferecidas pela oficina “Gioca, Bambino”, que proporciona o contato com a língua italiana por meio de brincadeiras infantis e jogos confeccionados especialmente para o ensino do italiano como língua estrangeira. Durante a oficina, os participantes, que não precisam ter conhecimento prévio da língua, têm a oportunidade de manusear materiais e participar de diferentes atividades recreativas. A coordenação é de Daniela Norci Schroeder, e quem quiser pode conferir a última sessão hoje, 6, às 16 horas. O Espaço Lúdico é dividido em Espaço A e Espaço B e está localizado entre a Faculdade de Arquitetura e a Rádio da Universidade, no Campus Central da UFRGS (Av. Paulo Gama, 110).


Elaboração: Secretaria de Comunicação
Edição: Édina Rocha
Textos: Bibiana Rodrigues Guaraldi, Daiane Benincá de David, João Flores da Cunha, Luiz Eduardo Kochhann, Mírian Socal Barradas, Priscila Kichler Pacheco (Alunos da FABICO)
Fotografia: Elisa Bortolini, Victória Zdanski Cirio
Editoração: Lis Schorn Tópor