URGSEscola de EnfermagemPós-Graduação em Saúde ColetivaOuvidoriaGuias telefônicos
Sanitaristas são profissionais de nível superior que atuam em diversas atividades de sistemas e serviços de Saúde. Atuando profissionalmente no Brasil desde muitas décadas, os Sanitaristas têm realizado a sua formação e obtido sua habilitação ao nível de pós-graduação (Especialização/ Residência, Mestrado, Doutorado).
  O campo interdisciplinar da Saúde Coletiva tem possibilitado modificações, inovações substanciais e novos desafios, tanto em termos de formação, quanto de atuação profissional dos Sanitaristas.A formação do Sanitarista ao nível da graduação é uma das respostas  para o enfrentamento dos desafios de se constituir maior integralidade de práticas (interprofissionalidade, interdisciplinaridade etc.), aliado ao desenvolvimento de senso ético e de competências (políticas, técnicas, administrativas etc.) pertinentes com os princípios e diretrizes das políticas públicas de saúde e se produzir uma pedagogia crítica e construtiva, geradora de mais autonomia e responsabilidade para com o interesse público -  a partir de uma proposta pedagógica inovadora, de caráter polivalente e natureza essencialmente interdisciplinar.
  Trata-se da formação de um um profissional com base sólida  e competência para ingressar e atuar no campo profissional. O curso da EEnf/UFRGS tem duraçao de 4 anos, com uma carga horária de 600 horas de estágios em serviços.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Desenvolvido e mantido por Alcides Miranda - Última atualização em 21/08/2016
 
SAÚDE COLETIVA
BACHARELADO EM
 
[ Plataforma Moodle ][ Chasque mail ][ Calendário UFRGS 2016 ][ Cronograma 2016.2 ][ Projeto pedagógico ][ Mais informações ]
Curso de Bacharelado em Saúde Coletiva - Escola de Enfermagem
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Endereço: Rua São Manoel, 963 - Bairro: Rio Branco - CEP: 90620-110.  Porto Alegre-RS
Telefone: (51) 3308-5233.
E-mail: saudecoletiva@ufrgs.br
       Obtenção de selo de curso superior de boa qualidade
 
Em 2013 o curso recebeu a visita da Comissão de Avaliação do Ministério da Educação (MEC). Em tal processo avaliativo foi-lhe atribuída a nota máxima (5).
  Saiba mais sobre as graduações em Saúde Coletiva clicando no ícone ao lado..
 
 
Em função de trabalho realizado pela gestão anterior da Comgrad, o curso de Saúde Coletiva do(a) Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre foi estrelado na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante (GE) no ano de 2016 e constará da publicação GE Profissões Vestibular 2017, que passa a circular nas bancas a partir do dia 14 de outubro.
Docentes dos cursos de graduação e pós-graduação em Saúde Coletiva da UFRGS lançaram no ano passado um manifesto em defesa do SUS  e contra o golpe ao Estado Democrático de Direito.
       Lista de representantes em comissões institucionais
> Comissões e representações do curso de Saúde Coletiva
É bastante preocupante a situação política do país, com a proliferação de iniciativas governamentais e parlamentares que restringem o conjunto de direitos sociais conquistados pela população brasileira e que constrangem o financiamento de políticas públicas.
Os professores de Saúde Coletiva da Ufrgs reiteram a sua disposição e empenho para lutar em defesa do SUS, da Universidade pública. pela garantia dos direitos sociais e de suas respectivas políticas públicas e pela redemocratização do país
    Reposição de aulas após a Ocupação:
    Na reunião conjunta convocada previamente e ocorrida no dia 20/12/2016, tratou-se da pauta acerca das disposições e agenda para a retomada do calendário acadêmico e reposição de aulas.
Após discussão aberta, três propostas foram submetidas à votação e os resultados, por ampla maioria dos votantes foi:
Antecipar as negociações e definições sobre reposição de aulas, antes mesmo da publicação de um eventual ajuste ou novo calendário acadêmico da UFRGS;
Definir como período de reposição de aulas o intervalo entre os dias 20 (registrado como Atividade Integradora) e 23/1/2016 e o intervalo entre os dias 02 e 31/01/2017;
Definir as negociações e definições entre professores e estudantes sobre datas e modos de reposição, com distribuição por semestres, para o momento subsequente, ou seja, no segundo período da reunião de ontem.
Também houve acordo de que as deliberações da maioria presente não poderão implicar em prejuízos acadêmicos, individuais e/ou coletivos, para casos considerados excepcionais (a serem avaliados singularmente).
Deliberados estes encaminhamentos, houve reuniões de acordo com os semestres, com negociações, definições e acordos que deverão ser divulgados para todos os estudantes. Assim, no decorrer desta semana os estudantes deverão receber as informações sobre as dinâmicas e datas de reposições das atividades de suas respectivas UPP’s.