Fotografia e arte: Porto Alegre sob a ótica de Lunara

Trabalho do fotógrafo amador foi tema de dissertação no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais
Trabalho de Lunara foi descoberto pela jornalista e fotógrafa Eneida Serrano - Foto: Ramon Moser

O álbum Vistas de Porto Alegre, produzido em torno de 1900 pelos Editores Krahe & Cia, apresenta 20 fotografias originais assinadas pelo fotógrafo amador Lunara – pseudônimo de Luiz do Nascimento Ramos. As imagens preservam os rastros da cultura popular de uma Porto Alegre do final do século 19 e início do século 20.

O livro foi o ponto de partida para a dissertação de mestrado de Denise Bujes, defendida no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da UFRGS sob orientação do professor Alexandre Santos. No estudo “Fotografia e aproximações com a arte no início do século XX: um olhar para as narrativas visuais de Lunara”, Denise aprofundou as relações entre fotografia e arte e analisou o circuito social da fotografia na cidade durante as duas primeiras décadas do século, tendo como foco o trabalho do fotógrafo.

Lunara viveu em Porto Alegre entre os anos de 1867 e 1937. Comerciante bem-sucedido, tinha a fotografia como hobby. Não se ateve a retratar a elite porto-alegrense, e sim a mapear a região urbana. Participou ativamente da vida econômica e cultural da cidade; em 1880, passou a integrar a comissão editorial do Jornal O Athleta (1883-1889), vinculado ao Club Caixeiral Porto Alegrense (RS). Atuou também como escritor e cronista e fez parte do primeiro fotoclube da cidade: o Photo Club Helios, fundado em 1907. O espaço permitiu a inclusão de fotógrafos amadores do sul do Brasil na formação de redes entre fotoclubistas interestaduais, nacionais e internacionais, visando à difusão artística da fotografia. Segundo Denise, algumas fotos de Lunara foram divulgadas na Revista Kodak e no periódico francês La Revue Photographie, em 1922; outras ganharam prêmios fotográficos internacionais.

Por décadas, sua obra permaneceu guardada por familiares e afastada do grande público, até que, em 1976, a jornalista e fotógrafa Eneida Serrano descobriu seu trabalho. Três anos depois, a beleza das fotos levou Eneida a montar uma exposição no Museu de Comunicação para tornar o trabalho do fotógrafo reconhecido e, em 2001, reuniu suas fotos no livro Lunara Amador 1900. Para ela, as imagens fazem parte de um “tesouro artístico e histórico”. A exposição encontra-se até hoje na reserva técnica do museu.

O fotógrafo eternizou cenas cotidianas do início da modernização da capital gaúcha, como a foto do primeiro carro de Porto Alegre. Retratou pessoas comuns, ex-escravos, aguateiros, imigrantes alemães do Vale dos Sinos e, claro, gaúchos a cavalo, com um viés diferente do abordado por fotógrafos profissionais da época. A relação com o negro, a mistura da elite branca e a representação dos imigrantes são pontos fortes das imagens de Lunara. Para Denise, é como se o artista pretendesse produzir rastros de uma cidade em processo de modernização. O álbum Vistas de Porto Alegre propõe narrativas visuais sobre a capital, nas quais se podem perceber as transformações do seu tempo.

Entre suas imagens mais famosas, estão “Somno pesado” e “O Lago”. Denise destaca que a primeira teria sido alvo de muitas discussões na época. Críticos acusavam Lunara de preconceituoso e racista, pois a foto faria relação do negro com a bebida e a preguiça. Já “O Lago” foi publicada em uma revista francesa e chama atenção pelo domínio da técnica de reflexo. A pesquisadora pontua que, apesar de ser autodidata, o fotógrafo possuía, além do olhar artístico, algum conhecimento técnico.

Lunara também influenciou e foi influenciado por artistas da época. Um exemplo é o pintor Pedro Weingärtner (1853 – 1929), uma das referências em arte no Sul do país. Ele era amigo do fotógrafo; os dois compactuavam interesses sociais e culturais e diversas vezes trabalharam juntos: Pedro pintando, e Lunara complementando com fotos.

Dissertação
Título:
Fotografia e aproximações com a arte no início do século XX: um olhar para as narrativas visuais de Lunara
Autora:
Denise Bujes Stumvoll
Orientador: 
Alexandre Ricardo dos Santos
Unidade: Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais

Leia também: