Pesquisa amplia o debate sobre a curadoria em artes cênicas

Michele Rolim enumera os elementos que influenciam a curadoria de teatro, a viabilidade financeira e a popularidade dos festivais realizados no Brasil
Capa do livro "O que pensam os curadores de artes cênicas", de Michele Rolim
Livro foi baseado na pesquisa que Michele Rolim realizou para seu mestrado - Foto: divulgação

Na pesquisa “O que pensam os curadores de artes cênicas”, que também virou livro (saindo pela Editora Cobogó), Michele Rolim documenta a curadoria em artes cênicas de modo como ainda é pouco pensada a prática. Partindo de preceitos de pesquisa sobre artes visuais, área já mais habituada ao debate curatorial, a pesquisadora levantou dados sobre como é tratada a questão quando o assunto é teatro.

A doutoranda, que também é jornalista e crítica teatral, então, acaba por enumerar em seu estudo todos os elementos que influenciam tanto a curadoria de teatro em si quanto a viabilidade financeira e a popularidade dos festivais realizados no Brasil. Em função da larga quantidade de material coletado durante a pesquisa, a autora decidiu por publicar o livro, que leva o mesmo nome da dissertação de mestrado, todo o material de pesquisa e mais alguns depoimentos que não chegaram a ser apresentados no trabalho.

Leia também: