Pesquisadores identificam novo réptil fóssil de 230 milhões de anos no Rio Grande do Sul

“Pagosvenator candelariensis” viveu na região de Candelária durante o Período Triássico
reconstituição digital da cabeça do Pagosvenator candelariensis
Reconstituição de Pagosvenator candelariensis a partir da porção preservada no fóssil – Ilustração: Renata Cunha

Leia também: