Plantas medicinais utilizadas no município de Palmeira das Missões, RS, Brasil

Caroline Battisti, Tanea Maria Bisognin Garlet, Liliana Essi, Roberta Klein Horbach, Andressa de Andrade, Márcio Rossato Badke

Resumo


O presente estudo consiste de um levantamento etnobotânico quali-quantitativo das plantas utilizadas como medicinais por moradores do município de Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, com listagem livre das plantas e obtenção dos dados socioculturais. As espécies foram identificadas no local, com coleta de testemunhos sempre que possível. Os testemunhos foram depositados no herbário da UFSM/Palmeira das Missões. Foram registradas 128 espécies pertencentes a 53 famílias distintas. As famílias com maior número de espécies citadas foram Asteraceae e Lamiaceae. Foram registrados usos de espécies tanto nativas quanto exóticas. Os usos medicinais predominantes estão associados aos sistemas digestório, sanguíneo e respiratório, sendo as folhas as partes mais utilizadas na forma de chás por infusão e decocção. Houve predomínio de mulheres informantes (90%), em geral mais velhas (média superior a 55 anos), conforme já observado em outros estudos. Os resultados demonstram uma grande diversidade de espécies vegetais utilizadas, e o papel das plantas medicinais não apenas como agentes curativos/profiláticos da cultura popular, mas como uma forma de integração e cuidado mútuo nas comunidades.


Palavras-chave


etnofarmacologia; etnobotânica; fitoterapia; medicina popular.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.