Desempenho de sementes, vigor e expressão isoenzimática em plântulas de teosinto (Euchlaena mexicana Schrader) sob efeito da restrição hídrica

Tiago Pedó, Emanuela Garbin Martinazzo, Tiago Zanatta Aumonde, Francisco Amaral Villela

Resumo


O trabalho objetivou avaliar o desempenho fisiológico de sementes e a expressão isoenzimática em plântulas de teosinto (Euchlaena mexicana Schrader) sob restrição hídrica. Para a simulação da restrição hídrica, as sementes de teosinto foram submetidas aos potenciais osmóticos de 0,0; -0,3; -0,6 e -0,9 MPa induzida por polietilenoglicol 6000. Foram avaliados a germinação, a primeira contagem do teste de germinação, o comprimento e a massa da matéria seca de parte aérea e raiz, a expressão das isoenzimas malato-desidrogenase, glutamato-oxalacetato-transaminase, esterase e fosfatase ácida. A diminuição do potencial osmótico a partir -0,3 MPa prejudicou o processo germinativo e o crescimento inicial das plântulas. A restrição hídrica em sementes de teosinto afeta negativamente o desempenho de plântulas, fato que possivelmente mantém relação com a alteração da expressão dos diferentes sistemas isoenzimáticos.

Palavras-chave


Euchlaena mexicana; estresse hídrico; esterase; crescimento inicial.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.