Crescimento de árvores plantadas para recomposição de área de preservação permanente hídrica em meio urbano

Raissa Assis Macedo, Thales Augusto Ferreira Queiroz, karita Kristina Sousa Freitas, Wendy Carniello Ferreira, Daniela Pereira Dias

Resumo


O objetivo deste trabalho foi determinar o crescimento árvores após cinco anos de seu plantio para recomposição de área de preservação permanente hídrica em meio urbano e avaliar a capacidade dessas espécies, classificadas em diferentes grupos ecológicos e padrões de deciduidade, de promoverem a recuperação da mesma. Foram plantadas mudas de 15 espécies arbóreas com espaçamento de 2 x 3 m em área total de 1,06 ha, em 2010. Em 2014 e 2015, foi determinado o diâmetro e a altura das árvores. Foi calculado o incremento periódico médio em diâmetro (IPMD) e altura (IPMA) por espécie, bem como o incremento médio anual em diâmetro e altura (IMAD e IMAA). Após cinco anos de plantio, o índice de sobrevivência das árvores foi de 97,2%. Tanto o diâmetro quanto a altura das árvores variaram entre as espécies. Anadenanthera peregrina apresentou o maior IPMD (7,06 cm.ano-1), seguida pela Mimosa caesalpiniifolia (6,02 cm.ano-1) e Tabebuia sp. (5,09 cm.ano-1). Para IPMA se destacaram A. peregrina e Hymenaea courbaril (4 m.ano-1). O IMAD variou de 3,12 (A. peregrina) a 0,73 cm.ano-1 (Cedrela fissillis), enquanto que o IMAA variou de 1,87 a 0,60 m.ano-1 para as mesmas espécies. Espécies decíduas e perenifólias apresentaram menores IPMD e IPMA quando comparadas às semidecíduas. O IPMD não variou entre as pioneiras e secundárias, diferente do que houve para IPMA. Aliado à atratividade da fauna, produção de frutos e elevada área basal (4,48 m2.ha-1), o crescimento das árvores verificado após cinco anos sugere a recomposição inicial da área.


Palavras-chave


área protegida, grupo ecológico, mata ciliar, padrão de deciduidade, reflorestamento

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.