Fenologia reprodutiva e estrutura populacional da canela-sassafrás (Ocotea odorifera (Vell.) Rohwer, Lauraceae) no seu limite sul de distribuição geográfica

Lucas de Souza Milanesi, Paulo Brack

Resumo


Ocotea odorifera (Vell.) Rohwer é uma espécie que teve importância econômica. O estado do Rio Grande do Sul apresenta populações reduzidas da espécie. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a fenologia reprodutiva e estrutura populacional da espécie no seu limite sul de distribuição. O estudo foi realizado no município de Dom Pedro de Alcântara, litoral norte do Rio Grande do Sul, entre setembro de 2006 e agosto de 2007. Utilizou-se o método qualitativo e semi-quantitativo para caracterização da fenologia reprodutiva. As fenofases avaliadas foram: botão floral, flor, fruto imaturo pequeno, fruto imaturo grande, fruto maduro e a presença de cúpula. A estrutura populacional foi avaliada através de parcelas.  Verificou-se a presença das fenofases de botão floral e flor entre os meses de janeiro a março, a fenofase de fruto imaturo pequenos ocorreu entre outubro e fevereiro e entre abril e agosto. Observou-se a fenofase de fruto imaturo grande entre abril e agosto, enquanto que fruto maduro e somente cúpulas ocorreram entre junho e setembro. O índice de Fournier reduziu-se no decorrer das fases de desenvolvimento dos frutos. As populações da espécie apresentaram baixa densidade de indivíduos com diâmetro a altura do peito.


Palavras-chave


ecologia populacional, espécies ameaçadas, conservação

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.