Impactos da ação antrópica em indivíduos da fauna silvestre de Caxias do Sul e região: uma abordagem ex situ

Diezza Biondo, Juliana Aquino Pletsch, Guilherme Brambatti Guzzo

Resumo


A aproximação da fauna silvestre com o meio urbano tem sido cada vez maior pela exploração de recursos naturais e esse encontro contribui para a ocorrência de acidentes. Muitos deles acarretam na extinção de espécies animais. Assim, esse trabalho visou investigar os impactos da ação antrópica nas aves e mamíferos da fauna silvestre atendida no Jardim Zoológico da Universidade de Caxias do Sul no período de 2007 a 2016. O estudo foi realizado a partir de um levantamento de 10 anos dos registros do Zoo. Com relação à análise dos dados obtidos, observou-se que as aves tiveram mais indivíduos acometidos do que os mamíferos e as maiores ocorrências foram a interferência humana, o atropelamento, a apreensão em cativeiro ilegal e os ferimentos por arma de fogo. Constatou-se ainda que o número de reintroduções na natureza após a entrada desses animais no zoológico foi maior do que o número de óbitos. Dessa forma, o estudo evidenciou a necessidade e importância da sensibilização e conscientização da sociedade não só sobre os efeitos da ação antrópica nos animais de vida livre, como também na relevância da existência de zoológicos, centros e espaços de reabilitação e recuperação animal para o ecossistema e a sociedade como um todo.

Palavras-chave


Injúrias; Ramphastos dicolorus; Recuperação animal; Megascops choliba; Zoológicos.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.