Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Calendário de eventos Defesa de tese - PPG PED

Defesa de tese - PPG PED

“Desenvolvimento de um jogo educativo/terapêutico no auxilio ao tratamento de dermatite atópica”
Quando 09/12/2011
das 07:30 até 09:30
Onde Salão Nobre, no 4º andar da FAMED
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente/ FAMED

Autor: Paulo de Tarso da Luz Fontes Neto

Banca Examinadora será constituída pelos Professores:

Professora Renata Menezes Rosat PPGCB (Neurociências)

Professora Suzana Deppermann Fortes (HPSP)

Professor Clécio Homrich da Silva (Deste PPG – Suplente)

Professora Vera Lúcia Bosa (DPP/FAMED– Suplente)

Professora Maria Isabel Timm (in memoriam) (CESUP/UFRGS – Co-orientadora)

Professora Tania Ferreira Cestari (Deste PPG – Orientadora)

RESUMO

INTRODUÇÃO: A dermatite atópica (DA) é uma doença inflamatória crônica, comum, da pele que afeta a vida das crianças. No tratamento desta doença tem-se, cada vez mais, demonstrado a importância e a necessidade de desenvolver ações educacionais/ terapêuticos, multidisciplinares focadas em informações sobre o manejo da doença para os pacientes desenvolverem um melhor curso da doença e, consequentemente, melhor prognóstico. OBJETIVOS: Este estudo tem como objetivo apresentar os resultados de um jogo educativo/terapêutico, especialmente desenvolvido, para crianças dos 7 aos 12 anos de idade, com intenção de possibilitar o acesso a informações e aumentar a adesão ao tratamento de pacientes jovens com dermatite atópica de uma forma lúdica e eficiente. MÉTODOS: O jogo foi estruturado em cinco grandes grupos para emular as situações vividas pelas crianças: família, escola, consultório médico, amigos e sentimentos. O planejamento foi realizado a partir de um script anterior, que foi contextualizado em situações de jogo, através dele procurou-se adaptar o conteúdo e argumentos, narrativa, procurando associar o jogo, as intenções pedagógicas, características cognitivas das crianças dessa faixa etária, bem como a desejada abordagem psicológica para lidar com a doença. O jogo estava disponível através do formato swf2 permitindo usar em casa ou no escritório do médico. Para testar o jogo foi feito um estudo experimental "antes-depois", incluindo crianças de 7-12 anos de idade, com dermatite atópica. Trinta e três crianças brincavam individualmente. O desfecho analisado foi o grau de conhecimento e habilidades de gerenciamento de sintomas da dermatite atópica após o uso do jogo por 30 dias, avaliado por um questionário de conhecimentos sobre a doença. Todas as crianças e seus pais expressaram suas opiniões sobre o jogo através de um outro questionário de opinião. A coleta de dados foi realizada no período entre 2009 e 2010, e a análise foi realizada utilizando SPSS 17,0 entre 2010 e 2011. RESULTADOS: As trinta e três crianças utilizaram o jogo uma vez e responderam ao questionário antes de jogar, e, deste total, 15 responderam ao questionário pela segunda vez. Verificou-se que as crianças que usaram o jogo aumentaram seu conhecimento sobre a doença em 5 pontos (questionário sobre AD), IC 95%: 3,5-6,1. CONCLUSÃO: A ampliação do uso do território virtual, tais como os jogos e internet, podem desenvolver novas oportunidades para tratamento médico e psicológico permitindo a projeção de sentimentos, desejos, frustrações e outras manifestações de usuários, sejam eles crianças ou adultos jovens, e permitir a aquisição de informações sobre o manejo da doença de uma forma lúdica e agradável para pacientesjovens.                                                                                                                                                                                   
Palavras-chave: jogos educativos, jogos terapêuticos, dermatite atópica.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000