Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Defesa de tese - PPGEC

“Metodologia de Previsão do Comportamento Mecânico de Solos Tratados com Cal”
Quando 28/11/2011
das 12:30 até 14:30
Telefone do Contato 3308.3416
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

Autor:  Luizmar da Silva Lopes Junior

Banca Examinadora:  Nilo Cesar Consoli (Ph.D., Concórdia University, Canadá – Orientador); Fernando Schnaid (Ph.D., University of Oxford, Inglaterra);  Antônio Thomé (Dr., PPGEC/UFRGS), UPF/RS e Sandro Salvador Sandroni (Ph.D., Imperial College, University of London/Inglaterra), GEOPROJETOS.

RESUMO
LOPES JUNIOR, Luizmar da Silva. Metodologia de Previsão do Comportamento Mecânico de Solos Tratados com Cal. 2011. Tese (Doutorado em Engenharia) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, UFRGS, Porto Alegre.
Cada vez mais frequente a utilização de técnicas tradicionais da engenharia geotécnica depara-se com obstáculos de caráter econômico e ambiental. A técnica do solo-cal torna-se atrativa quando o melhoramento das propriedades do solo do local constitui-se numa alternativa de projeto. A técnica de tratamento de solos com cal encontra aplicação, por exemplo, na construção de bases para pavimentos, na proteção de taludes em barragens de terra e como camada de suporte para fundações superficiais. As últimas pesquisas em solos tratados com cal estão no desenvolvimento de metodologias de dosagem baseadas em critérios racionais onde a relação volume de vazios/volume de cal desempenha papel fundamental na obtenção da resistência desejada. Nesse sentido, este estudo tem por objetivo validar a relação volume de vazios/volume de cal na estimativa da resistência à compressão simples e triaxial, comportamento tensão-dilatância e rigidez inicial de um solo tratado com cal curado por períodos longos e quantificar a influência da adição de resíduos de diferentes potenciais de reatividade no comportamento mecânico do solo-cal. Para isso foram realizados ensaios de compressão simples e triaxial, medidas de sucção matricial e medidas de G0 através da técnica de bender elements. Os resultados mostram uma correlação entre resistência e o módulo cisalhante inicial; e que os mesmos crescem não linearmente com o aumento da quantidade de cal e com a redução na porosidade da mistura compactada curada por períodos longos. Para uma mesma relação vazios/cal, a adição de resíduos nas misturas teve um efeito significativo no comportamento do solo-cal estudado. A relação vazios/cal, definido pela razão entre a porosidade da mistura compactada e o teor volumétrico de cal, ajustado por uma potência, demonstrou ser um parâmetro eficaz na estimativa do comportamento mecânico do solo-cal estudado e independe do tempo de cura, de tensões confinantes e da adição de resíduos, na faixa de valores estudado.

Palavras-chave: solo-cal; relação vazios/cal; comportamento solo-cal; dosagem solo-cal.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000