Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Projeto Unimúsica

TEMPOMÚSICAPENSAMENTO - ZÉ MIGUEL WISNIK (Indivisível)-> Em um ensaio chamado A gaia ciência, sugere que a canção brasileira, além de ser uma forma de arte, é também um modo de pensar. Um modo muito especial de pensar, em que o que está sendo dito, através de letra e música, importa tanto quanto o tempo certo de dizer.
Quando 08/12/2011
das 19:00 até 21:30
Onde Salão de Atos
Nome do Contato
Telefone do Contato (51)3308-3034
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal
Para entender a ideia, basta ouvir as composições de Wisnik. Presente na edição piano & voz (2004) ao lado de Jussara Silveira, ele vem agora acompanhado de Sergio Reze (bateria) e de Márcio Arantes (baixo acústico, baixo elétrico, violão, guitarra, teclado e vocais) para apresentar pela primeira vez em Porto Alegre o repertório de seu mais recente trabalho, o álbum duplo Indivisível. Cada disco do álbum é dedicado a um instrumento principal: o primeiro conta com o piano para construir o clima mais denso dos arranjos; já o segundo elege a leveza e a precisão do violão de Arthur Nestrovski – que faz participação especial no concerto de encerramento do projeto Unimúsica. Além das parcerias com Nestrovski, Indivisível traz ainda colaborações de artistas como Chico Buarque, Jorge Mautner, Marcelo Jeneci, Guinga, Alice Ruiz, Luiz Tatit e André Stolarski, autor do poema que dá nome ao disco e que tem como inspiração o ensaio Iluminações profanas, de Wisnik. Os ilhéus, sobre soneto de Antonio Cícero e Mortal loucura, composta sobre texto do poeta barroco Gregório de Matos, são alguns dos poemas musicados que integram a relação de canções de Indivisível. O músico, compositor e ensaísta José Miguel Wisnik também foi professor de Literatura Brasileira na USP durante muitos anos. Seu primeiro álbum, José Miguel Wisnik (1993), tem parcerias suas com Paulo Leminski, Luiz Tatit e Zé Celso Martinez Corrêa. Já São Paulo Rio (2000) teve participação da cantora Elza Soares, com quem realizou uma série de shows no mesmo ano. Pérolas aos poucos (2003) apresenta trabalhos seus com Jorge Mautner e Alice Ruiz, além da faixa-título composta ao lado de Paulo Neves. Suas canções já foram interpretadas nas vozes de Gal Costa, Maria Bethania, Ná Ozzetti, Mônica Salmaso e Eveline Hecker. Fez trilhas para o Grupo Corpo e para o Teatro Oficina que foram premiadas pela Associação Paulista de Críticos de Arte. Entre suas produções para cinema, estão as trilhas de Terra estrangeira e Janela da alma. Seus livros O coro dos contrários e Veneno remédio – o futebol e o Brasil receberam o Prêmio Jabuti. A retirada de senhas pode ser realizada através da troca de 1kg de alimento não-perecível por ingresso, a partir de 05 de dezembro, das 9h às 18h, no mezanino do Salão de Atos da UFRGS ou pelo site www.difusaocultural.ufrgs.br

Mais informações sobre esse evento…

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000