Você está aqui: Página Inicial Eventos Sala Redenção - Cinema Universitário

Sala Redenção - Cinema Universitário

MOSTRA QUENTIN TARANTINO - Na segunda quinzena de outubro, a Sala Redenção dedica sua programação a Quentin Tarantino. Conhecido por seu conhecimento enciclopédico de filmes, por apresentar uma sofisticada mise-en-scène ou, ainda, por ser um cineasta com um grande dominio sobre os diálogos de seus filmes, Tarantino tem como herança o cinema clássico ao mesmo tempo que valoriza os conceitos de estilo, direção e de autoria dos cineastas da nouvelle vague francesa.
Quando 17/10/2011 a 16:00 a
31/10/2011 a 19:00
Onde Sala Redenção
Nome do Contato
Telefone do Contato (051)3308-4081
Participantes público geral
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

Tarantino iniciou sua carreira escrevendo roteiros, sendo que os dois primeiros vendido foram o de Amor à Queima Roupa (1993) e o de Assassinos por Natureza (1994). Sua paixão por filmes de ação de Hong Kong, de faroeste, de terror italianos e de cinema britânico, faz-se presente em seus trabalhos. Aliás, seus filmes fazem referência a outros filmes ou gêneros não apenas no estilo, mas também nas histórias e nos diálogos. Cães de Aluguel (1992), primeiro filme dirigido pelo cineasta, definiu o tom dos que se seguiram a esse. Seu segundo filme Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994) revolucionou a indústria de filmes independentes e ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1994. Estes dois filmes apresentam um roteiro complexo, com personagens verborrágicos, apresentando histórias dividida em atos com muitas referências pop – características que se tornarão marca do estilo de Tarantino. Com Pulp Fiction o cineasta ganhou ainda o Oscar de Melhor Roteiro Original, além da indicação na categoria de Melhor Filme. Seu filme seguinte, Jackie Brown (1997), faz uma homenagem ao gênero blaxploitation, com adaptação de um romance de Elmore Leonard. Segue-se a este Kill Bill (2003) 1 e Kill Bill 2 (2004), filmado com a influência dos filmes chineses de artes marciais, que traz como tema a vingança. Em 2007, Tarantino lança À prova de morte – em parceria com Robert Rodirguez e outros três cineastas –, que evoca filmes de terrror exibidos em programas duplos nos EUA até os anos 70. Em seu último filme, Bastardos Inglórios (2009), considerdo seu filme mais perfeito e mais bem-dirigido, atrave-se a tratar da Segunda Guerra Mundial de forma original e arriscada, já que aborda a questão do holocausto e do nazismo, gerando algumas críticas quanto à leveza e ao humor ambivalente de tal filme. Para Mauro Baptista*, “o cinema de Tarantino recusa a lição de vida do melodrama, cara ao cinema americano. Sua ideia de moral se funda em pequenos códigos que valorizam a lealdade, a amizade, a palavra para cumprir acordos (p. 139). * BAPTISTA, Mauro. O cinema de Quentin Tarantino. São Paulo: Papirus, 2010.

Mais informações sobre esse evento…

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000