Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias A construção de gênero e a visibilidade da mulher

A construção de gênero e a visibilidade da mulher

No Dia Internacional da Mulher, o UFRGS Ciência publica matéria especial com quatro pesquisadoras da Universidade, que discutem como a desigualdade afeta a participação feminina em diferentes áreas profissionais
08/03/2018 10:28

O dia 8 de março, adotado pela Organização das Nações Unidas e por diversos países como o Dia da Mulher, é uma celebração de conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres ao longo dos anos. A origem dessa data vem das manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e de trabalho durante a Primeira Guerra Mundial, no ano de 1917. Foi a partir da manifestação organizada por elas que o dia 8 foi escolhido. Não só uma celebração, o Dia da Mulher é uma forma de conscientização da sociedade sobre as desigualdades de gênero que ainda existem.

Uma pesquisa feita pelo Grupo de Consultoria de Boston (BCG) com mais de 5 mil pessoas constatou que empresas promovendo um maior progresso nas políticas da diversidade de gênero têm, em média, 85% de mulheres e 87% de homens que buscam subir de cargo. Enquanto naquelas companhias mais conservadoras em relação à distribuição de cargos e à inclusão, a média das mulheres cai para 66%. Ou seja, o levantamento conclui que, nesses ambientes, as mulheres perdem a ambição profissional. As professoras do Instituto de Física da UFRGS Daniela Pavani e Carolina Brito notaram algo similar durante as ações de extensão com crianças em escolas públicas que as levaram a criar o projeto Meninas na Ciência. As docentes perceberam dois fenômenos: 1º – as crianças são muito curiosas nas séries mais iniciais, e esse interesse se perde conforme avançam na grade curricular; 2º – nesses primeiros estágios, a participação de meninos e meninas é igual em todos os assuntos, mas, no que tange a ciência, as meninas deixam de participar nas séries posteriores. “Muitas vezes há o interesse, mas elas simplesmente não se enxergam como parte daquele espaço”, conta Pavani.

Confira a matéria na íntegra no site UFRGS Ciência.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000