Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Audiência pública na UFRGS debate o futuro da pós-graduação no Brasil

Audiência pública na UFRGS debate o futuro da pós-graduação no Brasil

Promovida pela Câmara dos Deputados, atividade discutiu a realidade de entidades científicas, de instituições de ensino e de estudantes
02/12/2019 17:23

Galeria de Imagens

Uma audiência pública, em formato de seminário temático, foi realizada na UFRGS nesta segunda-feira, dia 2 de dezembro, na Sala 102 da Faculdade de Educação (FACED), no Campus Centro. Promovida pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, a atividade teve o propósito debater o futuro da pós-graduação no Brasil a partir do atual contexto de impactos e desafios do financiamento e das questões de permanência estudantil, na realidade do Rio Grande do Sul. O reitor Rui Vicente Oppermann representou a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES) na ocasião.

A audiência pública foi aberta pela autora da proposta, a deputada federal Maria do Rosário (PT/RS), que apresentou a proposta de trabalho e ressaltou se tratar de uma demanda levantada pelo movimento estudantil da pós-graduação. Mariana Rodrigues, vice-presidenta pela Região Sul da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), e Rodrigo Fuscaldo, coordenador-geral da Associação de Pós-Graduandos da UFRGS, representaram os estudantes. Os pós-graduandos apresentaram as demandas da entidade, como reajuste do valor das bolsas de mestrado e doutorado, garantias estudantis e ampliação de políticas afirmativas. Maria do Rosário apontou a necessidade de o parlamento ser um espaço de apoio à educação, por meio de legislações que priorizem a educação e garantam a manutenção das conquistas já garantidas em lei. A atividade também teve a participação da deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL/RS). Ela enfatizou a mobilização da sociedade como essencial para a valorização da educação.

Incertezas

Em sua fala, o reitor Rui Oppermann fez referência ao processo de expansão da Pós-Graduação do Brasil após Programa de Apoio a Planos de Reestruturação das Universidades Federais (REUNI), instituído em 2007, o que ampliou o número de servidores nas instituições federais de ensino superior e levou à ampliação de ofertas de vagas e de cursos do nível de Pós-Graduação. Oppermann destacou que as incertezas atuais quanto a financiamento geram um bloqueio no planejamento das universidades e na capacidade de propor novas ações. Representando a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o ex-reitor da UFRGS Carlos Alexandre Netto criticou o baixo investimento na pós-graduação e na pesquisa e ressaltou o impacto do clima de instabilidade na vida dos pesquisadores e nos grupos de pesquisa: “Essa onda negativa impacta os pesquisadores. Quantos já não pensam em fazer outra coisa? ”, questionou.

O reitor do IFRS Júlio Xandro Heck representou o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF) e contextualizou as particularidades dos institutos federais no tema da pós-graduação. Apesar do crescimento na oferta de cursos, segundo Heck, os processos de avaliação da Capes não estão configurados para as realidades próprias dessas entidades e para o caráter profissional que tem a maior parte dos cursos oferecidos pelos institutos. “Medem com a mesma régua, quando os fazeres são diferentes”, desabafou. O reitor do IFRS também destacou o papel de interiorização que os institutos cumprem, citando o curso de mestrado profissional em engenharia de materiais na cidade de Feliz/RS, que tem cerca de 13 mil habitantes.

Encaminhamentos

Após as falas dos participantes da mesa, foi possibilitada a participação aos demais representantes inscritos e ao público em geral. Os debates na tarde desta segunda-feira servirão para a produção de um diagnóstico sobre os impactos atuais sobre a Pós-Graduação no Rio Grande do Sul e os dados serão subsídios para as discussões na Câmara dos Deputados sobre os temas do financiamento da pesquisa e da contribuição da ciência, da tecnologia e da cultura para o desenvolvimento regional e nacional.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000