Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Casos inspiradores são pauta de evento da Aliança para Inovação em Porto Alegre

Casos inspiradores são pauta de evento da Aliança para Inovação em Porto Alegre

Josep Piqué apresentou projetos de revitalização urbana baseados na inovação. A iniciativa foi promovida pela UFRGS, PUCRS e Unisinos
04/07/2018 18:47

Galeria de imagens

Exemplos de inovação que são fontes inspiradoras para a capital gaúcha. Esta foi a temática do evento promovido nesta quarta-feira, dia 4 de julho, no Teatro da Unisinos pela Aliança para Inovação em Porto Alegre, que conta com o trabalho conjunto entre UFRGS, PUCRS e Unisinos. O pró-reitor de Pesquisa da UFRGS Luís Lamb, como coordenador executivo da Aliança para a Inovação, abriu o evento ressaltando as capacidades de Porto Alegre para tornar-se uma cidade do conhecimento e reter os talentos locais. Diante do teatro lotado, Lamb destacou a importância da participação da sociedade no processo de transformação de Porto Alegre: "Vocês que estão aqui hoje são os atores mais importantes, são os inovadores que vão transformar Porto Alegre", disse.

Os reitores das três instituições reforçaram a proposta de colaboração da Aliança. Segundo o reitor da Unisinos, Marcelo Fernandes de Aquino, a iniciativa é um compromisso com a comunidade gaúcha: “vamos unir a inovação, encontrar os pontos de contato e tornar uma sociedade mais feliz”. O reitor Rui Vicente Oppermann também destacou a importância do engajamento para a transformação da cidade. "Nós estamos comprometidos em buscar o desenvolvimento do bem-viver em Porto Alegre. Essa é uma responsabilidade histórica das universidades e agora da Aliança", afirmou Oppermann. Já o reitor da PUCRS, Ir. Evilázio Teixeira, enfatizou que a sociedade deve conciliar as suas diferenças e atuar de maneira alinhada e cooperada. “Chegou a hora de termos ousadia e construir um ecossistema global de inovação, com forte visão de atuação internacional”, frisou.

Também presente no encontro, o Prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, reforçou a importância do apoio da área acadêmica e dos empresários, dedicando os seus esforços para apoiar o poder público. “Vamos participar e se envolver essa inovação junto com vocês”, disse.

Casos de Barcelona e Medelín

O presidente da Associação Internacional de Parques Científicos e Tecnológicos (IASP), Josep Piqué, detalhou como foi desenvolvido o 22@ Barcelona, realizado pela prefeitura local, considerado o projeto mais importante de transformação urbana da cidade espanhola nos últimos anos e um dos mais ambiciosos da Europa, com alto potencial imobiliário e renovação total das infraestruturas públicas do local. Por dois anos, Barcelona foi considerada a capital europeia da inovação.

“Sem o empreendedorismo, não ocorrerá a inovação produtiva. A cada ano, são cerca de mil startups criadas em Barcelona. Dessa maneira, conseguimos desenvolver uma cultura empreendedora”, anunciou o presidente da IASP. Além disso, enfatizou que, por meio do El Gran Pacto Por La Innovacion, foi possível criar um mecanismo para articular um conjunto de projetos, aliando talento, tecnologia e internacionalização.

“Talento e tecnologia são os mecanismos para produtividade, competitividade e empregabilidade. É preciso descobrir aonde está o talento e inseri-lo no ecossistema e constituir um encontro entre grandes agendas de universidades, empresas e governo, compartilhando os seus desafios econômicos e sociais”, salientou.

No caso de Medelín, na Colômbia, Piqué lembrou a situação delicada que vivia a cidade, com o domínio do cartel, se tornando uma das mais inovadoras do mundo. “Entendemos os problemas locais e foram criados instrumentos para promover a inovação por meio da participação das principais instituições locais em distritos”, completou.

Inovação catarinense

A professora do Departamento de Engenharia do Conhecimento (EGC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Clarissa Stefani Teixeira, mostrou que existe um modelo de inovação a ser seguido no Brasil. Segundo a professora, foi feito uma espécie de “mapeamento de CPFs”, ou seja, foram detectadas informações relacionadas à quantidade de instituições, como estavam posicionadas, as suas conexões, entre outras. “A partir disso, precisamos achar uma forma de como se comunicar e fortalecer esse ecossistema. O interessante é que nesse acordo não foi pedido às instituições algo diferente do que estavam fazendo e sim verificar o que já tínhamos de ciência e tecnologia. A proposta era como realizar os trabalhos de forma conjugada”, comentou. Com base no modelo de ativação regional, inspirado no que foi realizado por Josep Piqué, em Barcelona, foi concebido o Pacto pela Inovação, um movimento de colaboração, que conta a presença de 295 prefeituras pactuadas.

Em Santa Catarina, as instituições pactuadas estão divididas em quatro grupos de trabalho:  conhecimentos e talento, acesso à capital atração de investimentos, infraestrutura e redes de colaboração. É utilizado um sistema de acompanhamento de projetos similar ao usado em Barcelona, via o observatório da indústria catarinense.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000