Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Córdoba avança nas discussões e reafirma a educação superior como bem público

Córdoba avança nas discussões e reafirma a educação superior como bem público

No terceiro dia do evento sedia quatro conferências, quatro fóruns, sete simpósios e 14 mesas redondas
13/06/2018 12:38

Galeria de Imagens

A CRES 2018 - Conferencia Regional de Educación Superior de América Latina y el Caribe deu início nesta manhã ao terceiro dia de atividades. Ruth Shady, do Ministério da Cultura e da Universidad Nacional Mayor de San Marcos, do Peru, Ennio Augusto, reitor da Universidad de Chile, Marco Antonio Rodrigues Dias, ex-diretor da Divisão de Educação Superior da UNESCO e o reitor Rui Vicente Oppermanann abordaram em diferentes mesas a temática universidade e sociedade.

A conferência “Transcendência da civilização Caral para a geração de reflexões na sociedade" foi ministrada pela diretora da Zona Arqueológica Caral e diretora da Escola de Arqueologia da Universidade Nacional Maior de São Marcos, Ruth Shady; "1918-1968-1998, o que pode ser feito em 2018 para que o ensino superior volte a ser um bem público?", foi proferida pelo ex-diretor da divisão superior da Unesco, Marco Antonio Rodrigues Dias. O reitor da Universidade do Chile Ennio Augusto Vivaldi Véjar proferiu a palestra “Reconstruindo a ligação entre universidade pública e Estado”. O reitor Oppermann tratou sobre “Os desafios contemporâneos das universidades em sua interação com a sociedade", trabalhando a inclusão e a tolerância como grandes pontos a serem mudados pelas universidades. Em sua palestra, o reitor destacou a ampliação da Educação no Brasil em um negócio, expressando sua preocupação com a expansão da cobertura de instituições privadas no setor.

Confira a entrevista de Rui Oppermann durante o evento:

Dia de debates - Em seguida, às 11h,reuniram-se os fóruns “Educação Superior e Integração Regional da América Latina e Caribe", coordenado pela reitora do Instituto Federal Farroupilha, do Brasil; “Educação Superior para o bem viver. Um desafio para o mundo”, com a reitora da Universidad Veracruzana, do México; “A Educação Superior entre a regulação e a auto-avaliação”; coordenado pelo reitor da Universidad Nacional del Noroeste de la Provincia de Buenos Aires, Argentina; e “Educação Superior e Globalização: o direito ou mercadoria”. Esse último foi coordenado pela reitora da Universidade Federal de Minas Gerais, Sandra Regina Goulart Almeida, que defende que a “educação precisa ser tratada como investimento, como política pública de Estado, capaz de criar condições para o desenvolvimento sustentável, para o fortalecimento da democracia e para a criação de sociedades justas e igualitárias”.

Às 14:30, será a vez do debate se dar em torno dos eixos temáticos da CRES 2018: “A educação superior como parte do sistema educativo da América Latina e Caribe”, coordenado por Maria José Lemaitre; "Educação superior, diversidade cultural e interculturalidade na América Latina", conduzido por Daniel Mato; "Educação superior, internacionalização e integração regional da América Latina e do Caribe", coordenada por Jocelyne Gracel-Ávila; "O papel da Educação Superior no enfrentamento dos desafios sociais da América Latina e do Caribe", sob orientação de Humberto Grimadlo; "Pesquisa e inovação científica e tecnológica como motor do desenvolvimento humano, social e econômico da América Latina e do Caribe", com coordenação de René Ramírez; "O papel estratégico da Educação Superior no desenvolvimento sustentável da América Latina e do Caribe" e "Cem anos após a Reforma Universitária" continuam os debates.

Mais tarde, às 17h, são realizadas as mesas de debate: “O ensino superior nas fronteiras e a promoção da cultura da paz" (Héctor César Sauret, reitor da Universidad Concepción del Uruguay, na Argentina), "Financiando o Ensino Superior" (Eduardo Sánchez Martinez, reitor da Universidad Blas Pascal, da Argentina), "Educação superior e mobilidade social" (Célio da Cunha, Universidade Católica de Brasília, Brasil), "Artes e Patrimônio Cultural no Ensino Superior" (Ramiro Fernández, reitor da Universidad de las Artes, do Equador) e "Repensando a extensão universitária" (Luiz Amuchástegui, reitor do Instituto Universitário de Ciências Biomédicas de Córdoba, Argentina). No mesmo horário também ocorrem as mesas de debate "Educação superior, migrantes e deslocados" (Olga Bonetti, vice-reitora acadêmica da Universisdad Católica de Córdoba, Argentina); "Educação superior e Direitos Humanos" (Maria del Rosario Badano, da Universidad Autónoma de Entre Rios, Universidad Nacional de Entre Rios, Argentina). Além das mesas de debate “O papel das universidades tecnológicas e politécnicas no desenvolvimento futuro da América Latina e Caribe” (Rubén Soro, decano da Faculdad Regional Córdoba, Universidad Tecnológica Nacional, Argentina), “Educação superior e cooperação ibero-americana” (Daniel Pizzi, reitor da Universidad Nacional de Cuyo, Argentina), “Educação Superior, reformas pedagógicas e diversificação curricular” (Maria Mendé Fernández, reitora da Universidad do Século XXI, Argentina), “Educação superior, pós-graduação e formação de crítica” (Fabián Alejandro Calderón, reitor da Universidad Nacional de La Rioja, Argentina), “Educação Superior a distância e virtual” (Ángel Castillo, reitor da Univesidad Aberta para Adultos e presidente da Associação Dominicana de Reitores) e "Educação Superior, avaliação de carreira e avaliação de instituições e professores" e do Fórum das organizações continentais sindicais universitárias” (Andrés Delich, Organização dos Estados Iberoamericanos).

CRES 2018 - Organizada em conjunto pelo Unesco-IESALC, pela Universidade de Córdoba, pelo Conselho Interuniversitário Nacional (CIN) e pela Secretaria de Políticas Universitárias (SPU) do Ministério da Educação Argentina, a CRES 2018 é uma das reuniões preparatórias da Conferência Mundial sobre o Ensino Superior, que ocorrerá em Paris, em 2019, e marca o centenário da Reforma Universitária de 1918, em defesa da autonomia e democratização da universidade pública. A conferência debate o atual cenário da educação superior na América Latina e Caribe e as estratégias para a próxima década com vistas aos objetivos do desenvolvimento sustentável e definições da agenda Educação 2030 da Unesco. A CRES está em sua terceira edição. As duas primeiras foram realizadas em Cuba (1996) e Cartagena (2008).

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000