Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Gaire realiza debate sobre migração e arte

Gaire realiza debate sobre migração e arte

05/12/2018 15:45

Nesta sexta-feira, dia 7, acontece o MigrArte, que traz migrantes artistas que residem atualmente em Porto Alegre para falar sobre migração e arte. Os seis convidados da noite - Abu Fall, Ángela Cuartas Villalobos, Ferhi Mahmood, Hopi Chapman, Loua Oula e Mike Lorry - compartilharão com o público um pouco de seu trabalho e sobre o modo como a migração e a arte convergem em seus processos de criação, influenciando-se mutuamente.

O evento inicia a partir das 18h30 na Sala II do Salão de Atos da UFRGS (na Av. Paulo Gama, 110 – Campus Centro). A entrada se dará através da doação de artigos – objetos de higiene, alimentos não-perecíveis, agasalhos – para serem entregues a famílias venezuelanas que estão chegando à capital.

A atividade é promovida pelo Grupo de Assessoria a Imigrantes e a Refugiados (GAIRE/UFRGS), em parceira com o Departamento de Educação e Desenvolvimento Social (DEDS/UFRGS).

Sobre os artistas convidados

Abu Fall, mais conhecido pelo seu nome artístico Soldier of Baye, é um artista senegalês que transita entre a música e a poesia. Em suas obras, escreve sobre a condição de migrante e sobre a distância entre Brasil e Senegal, utilizando, muitas vezes, o Wolof, sua língua materna.

Ángela Cuartas Villalobos nasceu em Cali (Colômbia). É escritora e docente, formada em Filosofia pela Universidad de los Andes e mestranda em Escrita Criativa pela PUCRS. Tem publicações em revistas literárias e editoras colombianas, nas quais participa como escritora, editora e tradutora, com especial interesse na literatura infantil e juvenil. Seu livro Ceiba foi finalista do Prêmio Barco a Vapor – Biblioteca Luis Ángel Arango 2015.

Ferhi Mahmood é dançarina e performer nascida no Texas (EUA), filha de mãe mexicana e pai paquistanês. Participou do Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre em 2013. No ano seguinte, entrou para a Companhia Diversos Corpos Dançantes, ajudou a fundar e ingressou no coletivo de dança Moebius.

Hopi Chapman é holandês e mestre em Cinema e TV pela Universidade de Amsterdam. Atua, há mais de 20 anos, em realizações audiovisuais como fotógrafo, montador e, há 10 anos, como diretor e roteirista na Holanda, Alemanha, Espanha, Uruguai e no Brasil em vídeos institucionais, comerciais, programas de TV e documentários.

Loua Oula, percurssionista marfinense, é formado pelo Institut National Supérior des Arts et de l’Action Culturelle (INSAAC). Atuou em diversas companhias de dança e participou de vários festivais. Aperfeiçoou sua formação com mestres percursionistas da África Ocidental e trabalhou como instrutor de percussão em campos de férias artísticos na Costa do Marfim e sub-região africana.

Mike Lorry nasceu em Porto Príncipe (Haiti). Escreve poesia desde os 12 anos de idade. Chegou ao Brasil em outubro de 2017, tendo recitado seu primeiro verso livre no Estádio Beira-Rio. Foi campeão do Slam RS e Slam Peleia. Recentemente, lançou o livro O Amor Não Machuca Ninguém, com 11 poemas em português e quatro em francês.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000