Você está aqui: Página Inicial Notícias Homenagem da Famed recorda 80 anos de Moacyr Scliar

Homenagem da Famed recorda 80 anos de Moacyr Scliar

Waldomiro Manfroi proferiu palestra no Hospital de Clínicas de Porto Alegre resgatando aspectos da vida de Scliar que ajudaram a torná-lo um escritor reconhecido
22/03/2017 15:34

Galeria de imagens

A trajetória familiar, acadêmica e profissional de Moacyr Scliar e a influência dessa caminhada em sua obra literária foram rememoradas por Waldomiro Manfroi no final da manhã de hoje, em palestra realizada no Hospital de Clínicas. A atividade celebrou a abertura das comemorações de 80 anos de Scliar, nascido em 23 de março de 1937. Formado em Medicina em 1962, Moacyr Scliar levou concomitantemente as atividades de médico, professor da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre (atual UFCSPA), e escritor de inúmeros contos, crônicas, romances e textos de literatura infantil.

Manfroi abordou o percurso de Scliar a partir de eventos históricos que evidenciam o reconhecimento de seu talento. A citação do crítico literário Guilhermino César, em 1978, de Moacyr Scliar como um dos herdeiros da tradição de médicos escritores, entre outros nomes já consagrados à época, como Aureliano de Figueiredo Pinto, Dyonélio Machado e Cyro Martins, destacou Manfroi como um marco no reconhecimento da qualidade dos escritos de Scliar. Além disso, o palestrante, que também é médico, professor e escritor e mantém um projeto de pesquisa histórica sobre médicos escritores, chamou atenção para a eleição do gaúcho para a Academia Brasileira de Letras (2003) e uma aparição na revista inglesa The Lancet, mais importante da área da Medicina, como autor de um dos dez livros de leitura recomendada.

Professor Manfroi pesquisa a atuação de médicos escritores em todo o mundo - Foto: Rochele Zandavalli

Segundo Manfroi, a influência da família judia e emigrada do império czarista russo, o convívio social no Bairro Bonfim em Porto Alegre, sua passagem pela Faculdade de Medicina e sua atuação como médico em Saúde Pública foram moldando Scliar como escritor.

Na sua fala, Waldomiro Manfroi contou que Scliar teve atuação destacada no movimento estudantil, envolvendo-se em movimentos pela conclusão das obras do HCPA. O Hospital teve sua construção iniciada em 1949 e foi concluído, depois de dez anos de obras paradas, em 1970. Neste mesmo hospital, em 27 de fevereiro de 2011, Moacyr Scliar faleceu.

A homenagem foi finalizada com a entrega de um diploma alusivo aos 80 anos do escritor à Judith Scliar, viúva do escritor. Judith também recebeu das mãos da diretora da Famed Lucia Maria Kliemann cópias de todos os documentos de Moacyr que estavam arquivados na Faculdade. Além do Histórico, também constam pedidos de matrícula, atestados de bons antecedentes, notas e o certificado de conclusão do ensino médio. Judith agradeceu a deferência e lembrou que o escritor tinha um carinho especial pela UFRGS.

A cerimônia contou, ainda, com falas de Germano Bonow e Nicolau Laitano, amigos do escritor, e foi presidida pelo médico James Fleck.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000