Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias II Encontro Regional dos Estudantes Indígenas discute demarcação

II Encontro Regional dos Estudantes Indígenas discute demarcação

Ao longo de dois dias, ocorreram diversos debates relacionados com a cultura, ensinamentos, conhecimentos tradicionais e as pautas políticas que abrangem toda a questão indígena na região do sul do Brasil
01/12/2017 18:48

Nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro de 2017, a UFRGS recebeu o II Encontro Regional dos Estudantes Indígenas da Região Sul (EREI-Sul) que teve o tema “A universidade como território”. Cerca de 200 indígenas das etnias Kaingang, Guarani, Charrua, Xokleng, Paresí, Guajajara, Tuxá, entre outras, encheram o Salão Nobre da Faculdade de Direito. Composto principalmente por estudantes de graduação, pós-graduação e lideranças do sul do país, o evento recebeu também estudantes de vários estados do Brasil, como Amazonas, Brasília e Mato Grosso, para debater questões de educação, saúde, território, direitos fundamentais, projetos de desenvolvimento e políticas públicas.

Ao longo dos dois dias, sete mesas multiétnicas debateram diversos temas relacionados com a cultura, ensinamentos, conhecimentos tradicionais e as pautas políticas que abrangem toda a questão indígena na região do sul do Brasil. Na mesa “Educação indígena e educação escolar indígena: desafios e possibilidades interculturais”, um dos pontos tocados foi a necessidade de políticas de permanência dos estudantes na graduação e pós-graduação, não apenas de políticas de ações afirmativas. Joziléia Daniza, indígena Kaingang e doutoranda da UFPEL, afirmou ser necessário ensinar às universidades que não recebem os filhos de estudantes, que as mães indígenas não abandonam seus filhos nem quando vão para a universidade.

O evento, que teve sua primeira edição em 2016, na Universidade Federal de Santa Maria, foi criado por estudantes de graduação e da pós-graduação que sentiram a necessidade de discutir a questão indígena no ensino superior, afirma Marcos Vesolosquzki, Kaingang e estudante de Direito da UFRGS. Para ele, é obrigação dos estudantes indígenas dar continuidade à luta pela presença do índio na universidade, e demarcá-la como seu território.

Marcos afirma que a grande pauta de luta no Brasil e a mais debatida no evento é a demarcação das terras indígenas. “Sem território tu não tem acesso à saúde, educação, habitação, saneamento e a tantos direitos fundamentais. Lutamos para ter o nosso ambiente para desenvolver nossa língua, nossa cultura, nossos hábitos, nossos rituais e todos os princípios fundamentais para nossa vida”, explica.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000