Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Instalação do Pacto Alegre marca aniversário da cidade

Instalação do Pacto Alegre marca aniversário da cidade

Evento sela compromisso pela transformação de Porto Alegre no dia em que a capital completa 247 anos. UFRGS, PUCRS e Unisinos, em conjunto com a Prefeitura Municipal, celebram a união de forças pela inovação
26/03/2019 16:05

Galeria de imagens

Porto Alegre, que neste 26 de março completa 247 anos, celebra a data apostando num futuro inovador, com espaços urbanos e serviços qualificados e vitalidade cultural e econômica. Comprometidos com esta visão, 77 representantes de entidades de diversos setores assinaram a Carta de Adesão à Mesa do Pacto Alegre, em evento realizado na Associação Comercial de Porto Alegre na manhã desta terça-feira. O documento sela o compromisso coletivo para transformar Porto Alegre em referência como ecossistema global de inovação. A iniciativa teve início em 2018 com a Aliança para a Inovação, formada pelas universidades UFRGS, PUCRS e Unisinos. Com o engajamento da Prefeitura Municipal, a Aliança fomentou a articulação de atores de diversos segmentos em prol da construção cooperativa de um ambiente inovador em Porto Alegre. O coordenador do Pacto Alegre, diretor da Escola de Engenharia da UFRGS Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, destacou que a mobilização iniciada em 2018 busca romper com a narrativa do isolamento e substituí-la pelo fazer coletivo. Saudando a instalação da Mesa, o coordenador fez questão de salientar que fazer parte deste grupo não é um privilégio, e sim uma responsabilidade e convocou todos os participantes ao trabalho, para que juntos possam construir uma agenda para Porto Alegre com visão de longo prazo, mas com pragmatismo e ações concretas.

Os reitores das três universidades parceiras manifestaram entusiasmo com os desdobramentos da Aliança. O reitor da Unisinos padre Marcelo Fernandes de Aquino ressaltou o aspecto humanista do trabalho que vem sendo realizado, em que as pessoas são os principais agentes. Segundo ele, não pode haver pacto sem pessoas e sem laços entre as pessoas. Aquino destacou que “a Universidade está cumprindo com a sua nobre tarefa ao articular a dimensão técnico-científica com a dimensão humanista”. “Este é um tremendo presente que podemos dar a Porto Alegre”, completou o reitor da Unisinos.

O reitor da PUCRS Evilázio Teixeira comemorou a vitória frente ao primeiro desafio da Aliança para a Inovação, que foi a “compreensão de que podemos atuar juntos”. O segundo desafio, segundo ele, “é agora assumir o compromisso de realizar ações concretas para construir o ecossistema de inovação em Porto Alegre”. Evilázio Teixeira afirmou ainda que é preciso honrar o compromisso de “inovar e fazer de Porto Alegre uma cidade mais justa, mais fraterna, menos violenta e mais alegre para se viver mais e melhor”.

“Vamos atender à missão do Pacto, que é, através da inovação, transformar Porto Alegre”, disse o reitor da UFRGS Rui Vicente Oppermann, destacando que esse é o grande presente que se pode dar para o futuro da cidade. Oppermann saudou a integração e cumprimentou todos os envolvidos pelo excelente mapeamento do ecossistema de inovação de Porto Alegre. O trabalho de mapeamento resultou em um documento de mais de 50 páginas que sintetiza o estudo de dados estatísticos e os debates de vários workshops realizados com 135 participantes para dar início às próximas ações do Pacto Alegre. Conforme o reitor da UFRGS, a partir deste diagnóstico é possível desenvolver os projetos e ações estratégicas.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior manifestou sua expectativa em relação ao Pacto Alegre: “nós precisamos de todos vocês, não há como transformar a cidade sem vocês. Queremos que funcione, esse Pacto é por Porto Alegre”.

Desafios

Após a cerimônia de constituição da Mesa do Pacto Alegre, foi realizada a primeira reunião de trabalho do grupo, conduzida pelo coordenador do Pacto Luiz Carlos Pinto da Silva Filho e pelo consultor Josep Piqué, que atua como mentor e facilitador do Pacto Alegre, contribuindo com sua experiência na transformação de cidades como Barcelona e Medellín. Piquè explicou a forma de trabalho do Pacto, começando pela apresentação dos valores que nortearão as atividades: Interesse de todos; Compromisso; Cooperação; Inclusão; Transparência; Criatividade; Empreendedorismo. O consultor focou-se no detalhamento dos desafios que foram identificados como necessidades de enfrentamento pelos integrantes do Pacto. Foram listados inicialmente seis macrodesafios aos quais estarão vinculados projetos e ações: 1 Talentos – gerar, manter e atrair talentos; 2 Transformação Urbana – desenvolver ambientes inteligentes e criativos para viver e trabalhar; 3 Ambiente de Negócios – gerar um ecossistema inovador de classe mundial; 4 Imagem da Cidade Inovadora – promover a imagem de uma cidade inovadora; 5 Qualidade de Vida – melhorar o bem-estar das pessoas em saúde, segurança, cultura e meio ambiente; 6 Modernização da Administração Pública – qualificar e facilitar o acesso aos serviços para a população e para as empresas.

As entidades foram convidadas a indicar com quais macrodesafios se identificam e querem atuar. Conforme Piquè, os pactuantes devem conectar-se com os desafios e indicar as pessoas que comporão os grupos de trabalho responsáveis por elaborar os projetos e definir as ações visando aos objetivos do Pacto Alegre. A próxima reunião da Mesa do Pacto Alegre ocorrerá em 31 de maio.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000