Você está aqui: Página Inicial Notícias Instituto desenvolve biografia colaborativa de Léa Fagundes

Instituto desenvolve biografia colaborativa de Léa Fagundes

Internautas podem compartilhar depoimentos, imagens, áudios, vídeos ou qualquer material sobre a professora, que inspira educadores comprometidos com inclusão digital
22/02/2012 13:12

Uma biografia colaborativa da educadora Léa Fagundes é um dos projetos atualmente desenvolvidos pelo Instituto Educa Digital (IED), fundado em 2010 por um grupo de ex-pesquisadoras do CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária). A ideia é contar a história da área de educação e tecnologia no Brasil por meio da trajetória de Léa, fundadora e coordenadora do Laboratório de Estudos Cognitivos da UFRGS – o LEC, primeiro grupo brasileiro a estudar o desenvolvimento cognitivo infantil. A docente, hoje aposentada mas ainda ativa em diversas atividades ligadas à Universidade, é coordenadora da região Sul do projeto UCA – Um Computador por Aluno, do Ministério da Educação.

“A trajetória da Léa é altamente inspiradora para milhares de educadores comprometidos com sua missão de buscar a qualidade da educação. Ela mostra que os obstáculos sempre existirão, mas que as pessoas podem transformar a sociedade”, diz Priscila Gonsales, diretora executiva do IED. “É importante para o nosso país valorizar suas personalidades”, afirma.

Por meio do blog “Léa Fagundes – making of da biografia”, o grupo pretende construir uma biografia de forma colaborativa. Na chamada Galeria Colaborativa do site, os internautas podem compartilhar depoimentos, imagens, áudios, vídeos ou qualquer material relativo à educadora. De acordo com Priscila Gonsales, a ideia veio da admiração pelo trabalho de Léa, “por seu repertório consistente no contexto da cultura digital, por seus estudos e pesquisas sobre desenvolvimento cognitivo e, por que não, por sua história de vida, que é simplesmente fantástica”.

A intenção do blog, além de registrar o trabalho do grupo, é marcar a biografia de Léa pelo engajamento com o público, uma vez que se trata da história de uma profissional dedicada à inclusão digital. “Se estamos falando de cultura digital, e se a Lea é um ícone da educação na cultura digital, seria incoerente não termos uma estratégia colaborativa”, ressalta Priscila Gonsales. O objetivo do grupo agora, segundo Priscila, é obter patrocínios junto a empresas engajadas com a temática da inclusão digital e que apostem na ideia de que é preciso registrar os avanços do país na área.

Léa Fagundes, 81 anos, é pedagoga, psicóloga e doutora em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano. Com 60 anos dedicados à educação brasileira, é defensora da disseminação de softwares livres, com acesso gratuito pela internet, e de recursos educacionais abertos. Precursora do uso da informática em sala de aula no Brasil, ela acredita que o intercâmbio de ideias e uma relação horizontal entre professores e alunos são o caminho mais eficaz para introduzir as escolas brasileiras no mundo conectado.

O Instituto Educa Digital é responsável por projetos de integração da cultura digital na educação, forma professores para o uso pedagógico das TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) e presta consultoria à instituições e empresas no que diz respeito à concepção e planejamento de ações e programas educativos envolvendo tecnologia.

Para colaborar com a biografia de Léa e saber mais sobre o projeto, acesse o blog Léa Fagundes – making of da biografia.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000