Você está aqui: Página Inicial Notícias Léa Fagundes é Professora Emérita da UFRGS

Léa Fagundes é Professora Emérita da UFRGS

Inovadora no uso das novas tecnologias em educação, Léa Fagundes devota mais de 4 décadas ao ensino e pesquisa na UFRGS. Hoje, segue suas atividades como docente convidada da Universidade
13/06/2013 13:23

Galeria de imagens

A emoção marcou a solenidade de outorga do Título de Professora Emérita à Léa Fagundes, docente aposentada do Instituto de Psicologia da UFRGS,  que segue dedicando seus dias e sua energia como voluntária na Universidade. A solenidade ocorreu na manhã desta quinta-feira, 13 de junho, na Sala dos Conselhos, com presença de familiares, amigos, colegas de trabalho e ex-alunos da homenageada.  A ideia de conceder a homenagem partiu do Instituto Psicologia, com aprovação unanime do Conselho Universitário.

Para o reitor Carlos Alexandre Netto, que presidiu a solenidade, “ a devoção e empenho da professora Léa Fagundes contribuem para o engrandecimento da UFRGS e e servem para inspirar todos aquele que fazem esta Universidade”, disse.

Pioneira no uso das novas tecnologias em educação, Léa Fagundes devota mais de 4 décadas ao ensino e pesquisa na UFRGS. Hoje, segue suas atividades como docente convidada do Departamento de Psicologia Social e Institucional e do Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação.

Dentre suas muitas ações na Universidade, é destaque a criação do Laboratório de Estudos Cognitivos (LEC/UFRGS), fundado em 1973, como Grupo de Estudos Cognitivos, e, desde 1982, reestruturado como laboratório e o forte trabalho de integração junto a pesquisadores de outros países.

A liderança e a inovação das ideias da professora renderam projetos de reconhecimento nacional e internacional, a exemplo de contribuições dadas à atualização de currículos escolares, desenvolvimento de ambientes virtuais de aprendizagem, capacitação de professores a distância em tecnologias da informação, e, em especial, o atual Projeto “UCA (Um Computador por Aluno)”, fruto de politica pública que distingue o Brasil no mundo, como um país que se propõe a priorizar o uso intensivo de dispositivos informáticos na sala de aula.

Relação intensa com a UFRGS - Léa Fagundes ingressou no Curso de Letras Clássicas do Instituto de Letras da UFRGS, em 1949. Após pausa por conta do nascimento das primeiras 4 filhas ( ela foi mãe outras três vezes) e em função do trabalho, só retornou à Universidade aos 38 anos, quando iniciou a graduação em Pedagogia, concluindo o curso em 1972.

Entrou na UFRGS por concurso no Departamento de Ensino e Currículo da Faculdade de Educação (UFRGS) como auxiliar de ensino lecionando "Currículo e Programas", e em novas disciplinas que foram incluídas no curso de Pedagogia. Fez mestrado em Educação e depois se lançou no estudo de sua tese de doutorado “O desenvolvimento Cognitivo da Criança em Interação com o mundo do Computador”, em que analisou como crianças e jovens com diferentes condições de desenvolvimento são capazes de programar um computador e que aprendizagens decorrem dai.

Encerrando a solenidade de outorga de título de Professora Emérita, Léa Fagundes dedicou suas palavras a agradecer.

"Deixo aqui minha gratidão e deferência à UFRGS que me permitiu desenvolver minha família e ser a professora que eu sempre sonhei", finalizou.

UFRGS Notícias nas redes sociais:

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000