Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Live discute a importância e as possibilidades do uso de espécies nativas no cotidiano

Live discute a importância e as possibilidades do uso de espécies nativas no cotidiano

'Da Mata ao Cotidiano' é o segundo evento do projeto ME CONTA: Sociobiodiversidade 2021. A atividade acontece na próxima quarta-feira, 27 de outubro
22/10/2021 18:25

"Da Mata ao Cotidiano" é a próxima categoria do Projeto ME CONTA: Sociobiodiversidade 2021 que será debatida em formato de live. A atividade, promovida pelo Círculo de Referência em Agroecologia, Sociobiodiversidade, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Asssan Círculo), em parceria com a Associação Cultural Vila Flores, discute a importância e as possibilidades do uso de espécies nativas no cotidiano. O evento online e gratuito ocorrerá no dia 27 de outubro, quarta-feira, às 19 horas, pelo canal youtube.com/vilaflores.

O bate-papo terá mediação da coordenadora do Asssan Círculo, a professora Gabriela Coelho, e participação de quatro convidados empreendedores, que vão detalhar as suas experiências, impulsionando ideias e espíritos criativos para participar do ME CONTA. Carla Dornelles é engenheira florestal e membro da coordenação da Cadeia Solidária das Frutas Nativas do RS; Maiara Bonfanti é diretora criativa da marca Apoena Bolsas, produto artesanal que utiliza a folha do Butiá do município de Giruá, sua iniciativa é parceira da Rota dos Butiazais; Douglas Jacinto da Rosa, pesquisador Kaingang, bacharel em Gestão Ambiental, que faz parte do Conselho Estadual dos Povos Indígenas (CEPI), e Joana Bassi, idealizadora da marca Inebriarte, que trabalha com a saboaria artesanal e cosmética natural, iniciativa integrante da Cadeia Solidária das Frutas Nativas.

A categoria "Da Mata ao Cotidiano" é abrangente e inclui iniciativas como a cosmética natural, medicinais e condimentares, fibras, tinturaria natural, movelaria, sementes e viveirismo, agroflorestas, turismo de natureza, entre outros. São possibilidades de consumo de forma natural e sustentável, a partir do uso de espécies nativas locais, que podem ser encontradas ou cultivadas em abundância nos diferentes ecossistemas brasileiros. Sua escolha é motivada a partir da realidade do Brasil como um país com imensa riqueza de biomas, ecossistemas e espécies com uso potencial no cotidiano, além de grande diversidade cultural que maneja essas espécies e ambientes de forma sustentável.

Essa potencialidade se alia ao "Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12 - Consumo responsável", que preconiza a importância dos consumidores terem consciência da origem e das características de sustentabilidade das cadeias produtivas dos produtos que consomem. Em especial aquelas espécies e produtos oriundos de cadeias produtivas justas, que envolvam a agricultura familiar, povos e comunidades tradicionais, empreendimentos e marcas que considerem estes princípios.

Sobre ME CONTA

O ME CONTA é um evento de financiamento coletivo, instantâneo e facilitado, que utiliza uma metodologia inovadora criada na Holanda. O método é chamado Boiling, uma ferramenta disruptiva de crowdfunding e crowdsourcing, cedida ao Vila Flores pelo coletivo holandês WeTheCity.

Em 2021, o projeto tem o objetivo de financiar iniciativas empreendedoras que valorizem, construam e fortaleçam um novo padrão de consumo, incentivando cadeias inclusivas, justas e sustentáveis. As inscrições acontecem de 4 a 28 de novembro para empreendimentos voltados a quatro categorias: Gastronomia Sociobiodiversa, Da mata ao cotidiano, Butiá em destaque e Arte/artesanato Pan Lagoas do Sul. Outras informações no site bit.ly/mecontasociobiodiversidade.

Após o encerramento do período de inscrição, será realizada uma seleção de 12 propostas, que ganham um vídeo de apresentação. Por fim, esses vídeos são apresentados em um evento online e gratuito, no qual os projetos compartilharão suas ideias. As quatro propostas mais votadas pelo público receberão R$ 2 mil, somado ao valor arrecadado com ingressos simbólicos de R$ 10.

O ME CONTA: Sociobiodiversidade 2021 é realizado pelo Asssan Círculo e pela Associação Cultural Vila Flores, em parceria com o coletivo holandês WeTheCity. O projeto é viabilizado com recursos do "Projeto PANexus: Governança da sociobiodiversidade para a segurança hídrica, energética e alimentar na Mata Atlântica Sul", através da Chamada Nexus do CNPq e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000