Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Pesquisa da UFRGS avalia novos tratamentos para infecções causadas por fungos

Pesquisa da UFRGS avalia novos tratamentos para infecções causadas por fungos

Estudo desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa em Micologia Aplicada sintetizou novas substâncias e avaliou o potencial dos compostos no combate a esses microrganismos
12/03/2020 08:35

Muito se fala em resistência bacteriana aos atuais antibióticos, mas outros microorganismos, os fungos, também têm se tornado resistentes aos medicamentos que prometem combatê-los. Nas últimas décadas, as infecções fúngicas tornaram-se um problema de saúde pública, já que há poucos antifúngicos existentes no mercado e muitos fungos demonstram baixa sensibilidade a eles. Esse problema atinge, em especial, pessoas vivendo com HIV, transplantados, idosos e outras pessoas com sistema imunológico deprimido. Nesses grupos, as infecções tornam-se persistentes e difíceis de combater, o paciente tem que se submeter a várias linhas de tratamento para obter resultados eficazes e ele pode ter complicações de saúde.

A partir dessa problemática, a pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Micologia Aplicada da UFRGS Gabriella da Rosa Monte Machado trabalhou, no seu doutorado, com 17 novos compostos para verificar quais deles poderiam apresentar ação antifúngica. Gabriella usou 11 derivados de cloroacetamidas e 6 derivados de quinolinas e testou-os frente a 51 fungos dos gêneros Candida, Fusarium, Microsporum Trichophyton. A escolha desses microorganismos foi motivada pelo potencial patogênico deles – isto é, são gêneros que causam grande parte das infecções fúngicas descritas em seres humanos.

Confira a matéria completa no UFRGS Ciência.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000