Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Professora do Instituto de Física recebe Prêmio L'Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência

Professora do Instituto de Física recebe Prêmio L'Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência

Thaisa Storchi Bergmann, chefe do Departamento de Astronomia e do Grupo de Pesquisa em Astrofísica da UFRGS, foi escolhida por suas descobertas na área de astrofísica extragaláctica
04/03/2015 17:21

A professora do Instituto de Física da UFRGS Thaisa Storchi Bergmann foi a pesquisadora escolhida para receber o Prêmio L'Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência, na edição de 2015. A homenagem busca a valorização das mulheres no mundo da ciência, por meio do reconhecimento de notáveis cientistas que colaboram com o progresso científico. A láurea será entregue a Thaisa em 17 de março, em Paris.

A docente foi indicada ao prêmio por seus estudos na área de astrofísica extragaláctica. Ela foi a primeira cientista a detectar a presença de um disco de acreção em torno de um buraco negro no centro de uma galáxia inativa. O trabalho de Thaisa foi essencial para o conhecimento sobre como os buracos negros maciços se formam no centro das galáxias, fenômeno que poderia conter o segredo de uma das questões mais misteriosas da história da humanidade: como o universo se formou. “Receber esse prêmio é uma surpresa muito agradável pra mim, um grande reconhecimento do meu trabalho, quero ser capaz de contribuir para a melhor compreensão do nosso universo e estou muito feliz por tudo isso", comentou a chefe do Departamento de Astronomia e do Grupo de Pesquisa em Astrofísica da UFRGS.

A dedicação de Thaisa à ciência é uma história construída desde a graduação em Física, área em que também cursou mestrado, doutorado e pós-doutorado. Durante a vida acadêmica, não mediu esforços para seguir suas pesquisas em astronomia. Certa vez, ao programar-se para seguir viagem ao Chile e fazer observações no telescópio do Observatório Interamericano de Cerro Tololo, descobriu que estava grávida. Deu à luz o bebê e, com o filho de três meses nos braços, partiu para o Chile. Como a criança não poderia ficar no alojamento dos astrônomos, Thaisa teve que ficar hospedada em outro local, mas distante do observatório. Para não perder a oportunidade de observar com um dos telescópios mais competitivos do mundo à época, 1997, ela, ao longo da noite, parava com os trabalhos para amamentar o filho recém-nascido.

Confira o relato da pesquisa da professora Thaíse no vídeo produzido pelos organizadores do Prêmio, publicado no site do jornal francês Le Monde. Veja também a exposição de painéis no aeroporto de Paris em homenagem às pesquisadoras.

Astrônoma é a segunda professora da UFRGS a receber a láurea

Todos os anos um júri internacional seleciona uma vencedora de cada uma das cinco regiões: África e Oriente Médio; Ásia-Pacífico; Europa; América Latina e Caribe; e América do Norte. Cada uma das laureadas recebe um prêmio no valor de 100 mil dólares. O Prêmio L'Oréal-Unesco para Mulheres na Ciência já reconheceu 82 cientistas de todo o mundo.

Em 2013, foi agraciada com o prêmio a também professora do Instituto de Física Marcia Barbosa, em reconhecimento a suas pesquisas sobre anomalias da água, que podem contribuir para o estudo e para a descoberta de tratamentos de algumas doenças. Com isso, a UFRGS passa a ser a primeira universidade brasileira a ter duas cientistas laureadas na mesma área de conhecimento - Física.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000