Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Projetos voltados aos idosos são mantidos com atividades a distância

Projetos voltados aos idosos são mantidos com atividades a distância

Universidade tem diversas iniciativas para pessoas com mais de 60 anos, que precisam manter o isolamento social devido à Covid-19
31/03/2020 13:41

A epidemia de Covid-19 não parou os projetos realizados na UFRGS para idosos. Atentas ao fato de que pessoas com mais de 60 anos pertencem ao grupo de risco da doença, as equipes da Universidade responsáveis pelos projetos voltados a esse público uniram criatividade, esforços e entusiasmo para oferecer opções de atividades a distância enquanto for necessário manter o isolamento social.

O Centro de Estudos de Lazer e Atividade Física do Idoso (CELARI), da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID), que promove várias atividades para esse público, está desenvolvendo aulas online com exercícios físicos para o grupo do Centro e para os alunos da Universidade Aberta para a Pessoa Idosa (UNAPI/UFRGS). Cerca de 650 idosos se beneficiam dessa iniciativa. São três aulas semanais, nas segundas, quartas e sextas-feiras às 17h, transmitidas ao grupo do CELARI pelo Facebook. As aulas também ficam salvas, podendo ser realizadas em outro horário.

A professora Andréa Kruger Gonçalves, uma das coordenadoras do CELARI, explica que os idosos que participam do Centro, como já praticam exercícios habitualmente, têm autorização médica para realizar as atividades. Para o grupo da UNAPI, a professora informa que foi dada orientação indicando que os exercícios são planejados para pessoas a partir de 60 anos de idade sem restrições médicas. “Reforçamos que se a pessoa está ciente de sua condição de saúde, se não possui nenhuma restrição médica para exercício físico e se sabe identificar e reconhecer seus limites, ela pode vir se movimentar e se divertir um pouco!” convida Andréa.

A UNAPI também está oferecendo programação de educação continuada para seus alunos e alunas durante o isolamento social. Entre as iniciativas, está uma parceria com a Ponto UFRGS, que resultará em um livro colaborativo de receitas. Os idosos estão sendo convidados a enviar receitas e fotos, que são publicadas nos perfis da Ponto UFRGS nas redes sociais (https://www.facebook.com/pontoufrgs/ e https://www.instagram.com/pontoufrgs/) e posteriormente serão compiladas em livro. Outra ação criativa é promovida por um dos alunos, Arthur Krause, que está compondo músicas durante a quarentena e disponibilizando-as aos colegas. Krause também irá publicar uma série de posts diários no Facebook sobre instrumentos de orquestras com links para vídeos, em que é possível assistir a execuções de diferentes músicas. A professora Adriane Ribeiro Teixeira, uma das coordenadoras da UNAPI, explica que a ideia é promover atividades todos os dias, para que o grupo possa continuar interagindo e mantendo contato mesmo a distância. A professora adianta que uma das próximas tarefas será solicitar que sejam postadas poesias ou mensagens positivas para tornar mais leve o período de isolamento.

Os projetos da UFRGS destinados a pessoas com doença de Parkinson (Programa de Pesquisa e Tratamento do Parkinson) também estão sendo mantidos com atividades a distância durante o isolamento, já que esse é um grupo de risco para a Covid-19. A professora Aline Nogueira Haas, coordenadora dos projetos que acontecem na ESEFID “Dança e Parkinson” e “Caminhada Nórdica”, explica que o objetivo é atuar na prevenção e fazer com que os pacientes em isolamento mantenham atividades físicas em casa para evitar que os sintomas do Parkinson se agravem. Conforme Aline, o grupo de participantes do “Dança e Parkinson” está recebendo diariamente vídeos curtos pelo whatsapp com orientações de movimentos que podem ser feitos em casa. “Neste momento, a tecnologia nos auxilia. Dentro do possível, estamos tentando descobrir as melhores maneiras de disponibilizar as orientações”, afirma. Aline acrescenta que optaram pelo whatsapp porque é uma ferramenta que os idosos têm mais facilidade para usar à qual todos do grupo têm acesso. O material está também publicado no Youtube. Os professores, técnicos e estudantes de graduação e de pós-graduação da ESEFID envolvidos no projeto estão também buscando incrementar a produção do material e identificar outros meios de divulgação. O projeto "Caminhada Nórdica", bem como outras ações de extensão da ESEFID, também realizará iniciativa semelhante nos próximos dias.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000