Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias Seminário discute a construção do Bem Viver

Seminário discute a construção do Bem Viver

UFRGS foi palco da promoção da ideia do “bem viver” para a construção de alternativas ao desenvolvimento
11/09/2014 18:55

Galeria de imagens

O V Seminário Internacional Universidade, Sociedade, Estado, promovido pela Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM) na UFRGS, encerrou-se na tarde desta quinta-feira, 11, com uma avaliação positiva dos participantes e organizadores. O tema proposto para os debates desta edição – Construir o Bem Viver (“Buen Vivir”): Desenvolvimento Sustentável para Integração Regional do Cone Sul – foi abordado por palestrantes de vários países latino-americanos sob diferentes enfoques. A síntese dos debates será organizada em documento, produzido pelos professores da UFRGS que atuaram como moderadores, a ser entregue aos reitores da AUGM para nortear pesquisas e ações de cooperação no âmbito dos núcleos acadêmicos das universidades que integram a Associação.

O evento, que integra a programação de comemoração dos 80 anos da Universidade, teve um diferencial em relação às edições anteriores, segundo o secretário de Relações Internacionais, Nicolas Maillard, que comemorou a presença de representantes de universidades do Paraguai e da Bolívia, que, em outros anos, não puderam participar das atividades e que nesta edição contribuíram com a experiência de sociedades das quais emergiram iniciativas relevantes ligadas ao tema.

Na manhã desta quinta-feira, o seminário contou com a presença do ministro da Educação e Cultura uruguaio, Oscar Gomez da Trindade, que integrou a comitiva do presidente do Uruguai José Mujica, conferencista da palestra de abertura do Seminário na quarta-feira, 10. Professor vinculado ao teatro e às artes visuais, Gomez participou da sessão sobre “O bem viver e o ser humano” juntamente com o médico argentino Julio Monsalvo, representante do Ministério de Desenvolvimento Comunitário da Argentina. Gomez disse que o Uruguai está trabalhando no sentido de corrigir e reverter a situação de desmembramento social ocasionados pelas políticas sociais historicamente oligárquicas e modernamente neoliberais que dominaram o país até o início dos anos dois mil. Nesse sentido, as autoridades nacionais notaram que um fator aglutinante de uma sociedade é a cultura e, portanto, “democratizá-la não significa exclusivamente que tenham acesso e sim que sejam fundamentalmente produtores de cultura”.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000